1. Spirit Fanfics >
  2. Sou Louco Por Você.... ( Clace ) >
  3. Capítulo 1

História Sou Louco Por Você.... ( Clace ) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Nova história 🥰🤭😬

Espero que gostem 😍♥️😍

Boa leituraaaa 😍 ♥️🙊

Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Sou Louco Por Você.... ( Clace ) - Capítulo 1 - Capítulo 1



Jace, 25 de Agosto 2017, Nova Jersey 


- Clarissa - grito quando vejo, Clary a mesma saí correndo pelo o gramado do campo de futebol. Quando esculta minha voz - Você não vai escapar de mim sua BAIXOTINHA.


Grito e saio correndo trás dela a mesma começa a gargalhar correndo e eu começo a correr mais rápido e agarro a cintura dela a puxando para cima a tirando no chão. 


- Me solta - ela grita sorrindo se debatendo nos meus braços e eu sorri.


- Nunca - falo. Jogando ela em cima do meu ombro e a mesma por medo de cair ela abraça minha cintura com força. 


- Eu vou cair - ela grita ainda sorrindo. 


- Não vai. E você vai para o cinema com a gente sim  - falo começando a andar.


- Eu tenho que estudar para a prova de biologia - ela fala choramingando e eu sorri.


- Você é a melhor da sua turma - falo por que é verdade - Então sei que vai tirar dez naquele prova e mesmo assim quando a gente chegar você estuda. 


Ela bufa.


- Você é chato - ela fala bufando e eu apertei a coxa dela - Jace - ela me repreende e eu sorri.


- Sou seu chato preferido - falo convencido e ela belisca minha costela me fazendo da um gemido de dor - Aí sua PIMPOLHA. 


- PIMPOLHA É A SUA MADRINHA - ela grita. Eu sorri revirando os olhos - Agora me solta que eu tenho que ir para casa. 


- Eu já disse que você vai para o cinema com a gente sim - falo e ela bufa de novo agora soltando minha cintura e cruzando os braços nas minhas costas.


Ando mais um pouco e chego no estacionamento da escola colocando a Clary no chão. Olho para ela e a mesma estava com um bico enorme e de braços cruzandos. 


- Não faz esse bico de criança - falo sorrindo e ela revira os olhos descruzando os braços.


- Eu tenho que estudar - ela fala de novo. 


- Vai ser só um filme - falo - E você tinha prometido que ia sair mais com a gente.


- E eu sei mais tá na semana de provas e eu tenho que tirar boas notas para...


- Para conseguir sua bolsa na faculdade de artes e blá blá blá .....- eu fala a interrompendo - Clary vai fazer um mês que você não sai mais com a gente e tudo o que você faz é sair da escola e ir para casa estudar. 


- Eu já disse o motivo - ela fala e eu revirei os olhos - Jace eu não sou rica que nem vocês eu estudo nessa escola por que tenho bolsa e se não tirar boas notas eu posso perder minha bola e ainda não vou ganhar uma bolsa na faculdade de artes. 


- Eu sei pequena - falo me aproximando - Mais só uma tarde de folga não vai fazer você perder sua bolsa - eu a abraço - Eu prometo que durmo na sua casa hoje e te ajudo a estudar para a prova de biologia 


Ela ainda me olha duvidosa. 


- Vai baixinha. Vamos sair com o pessoal todos nós estamos com saudades das nossas tardes de cinema - Falo e ela respira fundo.


- Tudo bem. Eu vou para o cinema com vocês - ela fala e eu a abraço. 


- Hoje vai ser bem legal - falo empolgado saindo de perto dela e abrindo a carro.


Ela sorri e entra. 


Famos direto para o shopping conversando assuntos aleatórias.


- Não acredito que você ficou com a Aline de novo - Clary fala com a voz incrédula.


- Ela é gostosa - falo e dou de ombros - E estava com vontade de saber se ela era boa de cama.


- E é? - ela pergunta e eu olho para ela parando enfrente ao sinal vermelho.


- Mais ou menos - respondo dando de ombros - Ela não é tudo isso que o outros falam.


Clary assente desviando o olhar. 


- E você? - pergunto e ela olha para mim com a olhos arregalados.


- O que tem eu? 


- Izzy me falou que o Sebastian te convidou para um encontro - falo e ela assente de leve sem olhar para mim - Você aceitou? 


- Não - ela fala e o sinal abre. Dou partida no carro.


- Por quê não? - pergunto sem entender - Sebastian é bem legal. 


- Acho que eu e o Sebastian não damos muito certo - ela fala e da de ombros.


Eu franzi o cenho.


- Ué. Pensei que você tinha uma quedinha por ele - falo e ela balança a cabeça dizendo que não - Mais acho que você devia pelo menos dá uma chance pra ele. 


Ela olha para mim.


- Você acha? 


Assenti. 


- Claro Sebastian é mó gente boa - falo - Ele é bastante legal e acho que você ia gostar dele.


- então depois falo com ele - ela sussurra com a voz fraca fitando a janela - Você vai levar a Aline na festa do Simon esse final de semana? 


- Não sei, acho que não - falo pensativo - Estava pensando em convidar a Maria.


- Você não tinha ficado com ela na semana passada? 


- Fiquei. Mais gostei um pouco dela e também ela tem uns peitos bem deliciosos.


- Credo Jace - ela fala sorrindo e eu sorri - Eu não precisava saber  desse detalhe. 


- Não posso fazer nada se é verdade 


Ela sorri. 


Clary é minha melhor amiga desde sempre. Nos conhecemos na quarta seria e desde esse dia nunca mais nos separamos. Ela é tudo para mim. Clary sempre está ao meu lado para tudo, eu a amo tanto.


Clary é como se fosse minha irmã mais novo. 


As vezes eu acho ela muito séria para a nossa idade. Eu sei que ela não pode vasilar com as notas dela, pois ela pode perder a bolsa na escola. Mas Clary sempre é muito séria ela não sai só fica em casa.


E quando sai, só é com a gente. Eu, Magnus, Alec, Simon e Izzy e é só para lugares simples como pizzaria, cinema e essas coisas. Toda vez que a gente convida ela pra uma festa a mesma inventa uma desculpa.


Eu queria que ela se enturmasse mais, que ela saísse mais e que ela arrumasse alguém legal para fazer ela feliz. 


- Sabe o que eu estava pensando? - pergunto e a olho de relance e a mesma me olha sorrindo.


- E você pensa? 


- Ahahah engraçadinha - falo, ela sorri - Como eu estava dizendo. Eu estava pensando em você ir na festa da casa do Simon com a gente. 


- Ah eu acho que não vai dá - ela fala - Eu tenho certeza que minha mãe não vai deixar e também tenho um trabalho da escola para fazer e....


- Clary para de inventar desculpas - falo interrompendo ela - Olha você tem que aproveitar mais sua adolescência. 


- Eu estou aproveitando - ela fala cruzando os braços - Estou estudando para ter um futuro.


- Eu sei - falo assentindo - E eu acho isso incrível. Mas sua vida está passando e você não está aproveitando nada da sua face do ensino médio. Não vai em uma festa se quer. 


- Eu não sou que nem você que só pensa em sexo e festas - ela fala e eu arqueie uma sombrancelha. 


- Ei você está me magoando falando dessa forma - falo e ela bufa revirando os olhos.


Entro no estacionamento do Shopping. Estaciono em uma vaga qualquer. 


- Olha eu só quero que você se divirta-se um pouco - Falo desligando o carro - Vamos fazer assim. Você vai para a festa do Simon e se você não gostar e não se divertir eu juro que eu nunca mais falo em festa para você.


Olho para ela e a mesma respira fundo tirando o cinto.


- Eu vou pensar - ela fala e sai do carro e eu também o faço.


- Tudo bem - falo ficando do lado dela passando meu braço nos ombros dela a puxando para mais perto - Só pensa com carinho. 


- Vou pensar  - ela fala sorrindo e levanta o olhar para mim.


Viro ela abraçando a mesma.


- Você sabe que eu faço qualquer coisa para vê você feliz - sussurro e ela sorri.


- Eu também - ela fala e levanta o olhar para mim com os olhos brilhando - Eu sou capaz de tudo para te ver feliz. 


Sorri. 


Ela fica do meu lado de novo e formos para o elevandor direto para o andar do cinema. Chegando lá o pessoal já estava lá todos com baldes de pipocas.


- Vocês demoraram - Izzy fala me entregando meu ingresso e depois o da Clary para ela. Izzy abraça Clary - Eu ainda não tinha te visto hoje. 


- Ah hoje não tínhamos aulas juntas e na hora do intervalo eu fui ajudar o Mark em uma matéria - Clary responde.


- Não sabia que você estava dando aula de reforço para o Mark - Simon fala abraçando Izzy por trás.


Nosso grupo de amigos é formado por casal Izzy e Simon. Alec e Magnus.


Eu e Clary somos melhores amigos. Mais a maioria das pessoas pensam que samos namorados por sermos bastante grudados e carinhosos um com o outro. Minha amizade com a Clary é bastante intensa e íntima. Nós dois somos muito íntimos. Então quando estamos juntos nós dois parecemos um casal.


Sorri. 


- Não eu só estava ajudando ele com a matéria da aula. Por que ele disse que não tinha entendido direto - Clary responde dando de ombros.


- Humm.. - Magnus fala dando um sorriso malicioso - Eu acho que Mark tinha entendido muito bem a aula. 


- O que Mark queria era uma desculpa para ficar mais tempo com você - Izzy fala empolgada e eu sorri.


- Gente para com isso - Clary fala entre dentes.


- Por que você não chama ele para a festa? - pergunto e ela me fuzila com o olhar.


- Você vai para a festa? - Alec pergunta animado


- Eu não sei. Eu disse que ia pensar - ela fala cruzando os braços 


Sorri a abraçando por trás.


- Ela vai sim - falo e ela revira os olhos


Mordi de leve a bochecha dela. Clary sempre gosta quando eu faço isso.


Ela sorri.


- Essa festa vai ser tudo de bom!! - Izzy fala empolgada


- É melhor a gente entrar o filme já vai começar - Simon fala e todos assente.


- Eu só vou comprar as pipoca e eu te encontro lá na sala - Sussurro no ouvido dela e a mesma se arrepia. Ela sempre se arrepia quando falo no ouvido dela e não sei por que gostava quando fazia ela se arrepiar. 


- Tudo bem - ela fala e sai indo junto com o pessoal. 


Comprei dois baldes grandes de pipoca com bastante manteiga. Clary gostava com bastante manteiga. Compra dois refri de laranja e duas barras de chocolatee. Então vou para a sala. 


Encontrei eles quase na última fileira de poltronas. Simon e Izzy estavam quase se engolindo em um beijo. Alec e Magnus estavam cochichando entre se e sorrindo. Olhei para a Clary e sorri da careta que ela estava fazendo por está segurando vela. 


- Você demorou - ela fala quando me sento ao lado dela entregando a pipoca para ela.


- A fila estava grande - falo dando de ombros e ela assente enchendo a mão de pipoca e depois colocando na boca 


Quando ela termina de mastigar a pipoca a mesma olha para mim.


- Que filme vocês escolheram? - ela pergunta e eu coloco pipoca na minha boca dando de ombros.


- Cinquenta Tons de Liberdade   - Falo e olho para ela a mesma arregala os olhos. 


- Esse filme é para maiores de idade - ela fala ficando vermelha de vergonha.


- Sim - assenti - Simon comprou para nós os ingressos.


- Isso é errado - ela fala me encarando e eu franzi o cenho. 


- Você nunca assistiu esses filmes não é? 


Ela da de ombros. 


- Claro que não, é para maiores de idade e eu só tenho 16 anos - ela fala e eu revirei os olhos colocando pipoca na minha boca e depois na boca dela. 


- Esse filme é mó de boa - falo dando de ombros. 


- Claro que não esse filme tem cenas indecentes e a gente não pode assistir por que é para maiores de idade e a gente não é. Além do Simon e Alec.


- Clary só relaxa e assisti o filme - falo e ela revira os olhos se levantando e eu a puxo de volta para o lugar dela.


- Aonde você pensa que vai? 


- Não vou assistir um filme quê não é para a minha idade isso é errado.


- Errado é você sempre querer seguir regras estúpidas a risca - falo e ela bufa 


- Regras foram feitas para serem compridas Jace e você sabe muito bem disso. 


- Você nunca me deixa esquecer!! - Falo e abro um sorriso maroto - Mais regras também foram feitas para serem quebradas. 


Ela revira os olhos e levanta de novo. Mas desse vez eu entrelaço nossos dedos a puxando de volta para a cadeira e deixando nossas mãos entrelaçadas no meu colo.


- Você vai ficar aqui comigo - falo e ela bufa que nem criança - Eu quero assistir o filme. 


- Você pode assistir enquanto eu vou na livraria - ela fala e eu aperto nossas mãos.


- Eu não quero ficar de vela - falo.


- Humpf !!! - ela bufa e depois olha para mim - Pode solta minha mão? 


Sorri.


- Não - falo e dou de ombros - Sua mão encaixa certinho na minha e eu gosto.



- Como eu vou comer? - ela pergunta e eu aponto com o queixo para a outra mão dela.


- Que eu saiba você tem duas mãos - falo sorrindo e ela revira os olhos. 


O filme começa.


Depois de alguns minutos do filme. Clary comeu toda a pipoca dela e tomou todo o refri. Ela começa a se aproximar mais de mim.


- Não vou te dá minhas pipocas - falo e ela bufa. E olho para mim.


- Não acredito que você não vai me dá um pouquinho de pipoca - Ela fala sussurrando e eu dei de ombros colocando pipoca na minha boca.


- Você comeu toda sua muito rápido - Falo e ela revira os olhos.


- O meu balde de pipoca tinha menos do que o teu - ela fala e eu sorri.


- Era o mesmo tamanho - falo, ela ficou zangada e tento desentrelaçar nossos dedos, mas eu não deixei - Tudo bem eu divido minha pipoca com você 


Ela abre um sorriso de orelha a orelha se encostando mais em mim começando a comer minha pipoca. Quando o filme começa a passar as cenas indecentes como a Clary falou a mesma desvia o olhar da tela e fitava o chão. 


Clary começa a se aconchegar mais em mim colocando a cabeça dela no meu ombro e eu passo meu braço por cima do ombro dela a puxando para mais perto.


E a mesma da um suspiro e já sabia o que isso significava. 


- A minha pimpolha tá carente? - pergunto sussurrando e ela assente começando a fazer carinho na nossas mãos entrelaçadas - Então hoje vou te encher de carinho.


- Vai dormir lá em casa hoje? 


- Claro estou com saudades da minha segunda cama - falo e ela sorri.


- Você é um idiota - ela fala sorrindo.


- Mas seu idiota preferida - falo e ela levanta o olhar para mim e da um sorriso.


- Infelizmente - ela fala dramática e eu sorri a puxando para perto de mim de novo.


- Te amo minha pimpolha - falo dando um beijo no cabelo dela. 


- Também te amo pimpolho - ela susurra de volta.



~~~///~~~


- MÃE - Clary grita quando nós dois estávamos entrando na casa dela. A mesma joga a chave da casa em cima de uma mesinha perto da porta. E a mochila no chão e eu faço o mesmo com a minha e tirando minha jaqueta. 


- Na cozinha filha - a tia Jocelyn grita da cozinha.

 

Clary se vira para mim.


- Vou tomar um banho e já desço - ela fala e eu assenti a mesma sobe as escadas.


- Jace? - esculto a voz da mãe da Clary.


- Oi tia  - falo entrando na cozinha e vejo a ruiva mais velha. Clary era a cara da mãe dela e as duas era lindas.


- Hoje eu tenho um plantão. Você vai dormir aqui com a Clary não é? - ela pergunta se virando para mim.


- Sim, tia.


- Que bom - ela fala dando um sorriso - Não queria deixar ela sozinha de novo. 


Franzi o cenho me encostando no balcão da cozinha. 


- Que estranho a Clary não me falou nada - falo - Todo vez que a senhora tem plantão de noite a Clary me avisa para vim dormir aqui.


Jocelyn assentiu com uma cara pensativa. 


- Talvez ela se esqueceu - ela fala e eu assenti - Mas agora mudando de assunto. Eu fiz lasanha e está no forno vocês só precisam esquentar e está pronto. 


- Obrigado tia - falo indo da um abraço nela.


- Clary tem muita sorte de te você meu filho - ela murmura no abraço. 


- E eu tenho muita sorte de te ela ao meu lado - falo sorrindo e me separando do abraço - Agora vou subir.


Ela assente.


Saio da cozinha e subo as escadas indo para o quarto da Clary. Era o meu lugar favorito da casa dela. O quarto é aconchegante e tinha o cheiro dela igual no meu travesseiro. De tanto ela dormir comigo. 


Entro no quarto olhando envolta e esculto o chuveiro ligado. O quarto da Clary não era tão grande. Tinha uma cama de casal e o quarto era com cores claras e foi eu e ela que pintamos juntos. 


Do lado da cama tinha um criado mudo com um abajur em cima e um relógio de mesa. Enfrente a cama tem uma cômoda com uma tv de led pequena em cima. Do outro lado do quarto tinha uma escrivaninha com um nootbook onde ela passava horas estudando.


Perto da cama tinha várias fotos e cartas.


Fotos minhas com ela e com o pessoal.


E as cartas que damos um para o outro nos nossos aniversários ou datas especiais para nós dois.


- Tô no quarto - aviso para ela não sair do banheiro pelada. 


- Tô quase saindo - ela grita do banheiro.


Me sento na cama do lado da escrivaninha dela e a abro sem pensar e dou de cara com o caderno de desenho dela e o pego.


Quando tiro o caderno da escrivaninha vejo outro caderno parecendo um diário de capa branca.


Franzi o cenho o pegando, mas o mesmo tinha um cadeado do lado. O virei e vejo um coração desenhado com bastante detalhes e tinha certeza que foi a Clary que tinha desenhado.


Tentei tirar o cadeado mais o mesmo estava trancado. Olho para a gaveta do criado mudo de novo procurando a chave e não o acho.


- Ei o que você está fazendo com isso? - esculto a voz da Clary e levanto o olhar a mesma estava na minha frente com as mãos na cintura me encarando seria.


Clary estava usando uma calça moletom cinza com uma camisa de manga longa verde. 


- Não sabia que você tinha um diário - falo e ela pega o diário da minha mão em um movimento rápido.


- Por que isso não é um diário - ela fala colocando na gaveta de novo - é só que eu escrevo algumas idéias para escrever um livro. 


- E por que está trancado? - pergunto cruzando os braços.


- Por que eu não quero que ninguém o lê - ela responde rápido fazendo um coque bagunçado no cabelo.


- Até eu? 


- principalmente você - ela fala se sentando do meu lado - Por favor não pega ele de novo.


Franzi o cenho. E depois de alguns segundos eu assisti.


Não acreditando nenhum pouco na desculpa dela. Mas deixei para lá todo mundo pode te um diário. 


Para pode desabafar. Até eu mesmo já tive um quando tinha dez anos.


- Tudo bem - falo - Tia Jocelyn fez lasanha para nós jantarmos.


- Mais primeiro você disse que ia me ajudar a estuda um pouco para a prova de biologia. - ela fala e eu me jogo de costa na cama frustado.


- Eu não quero estudar - falo fazendo birra e esculto Clary sorrir - Eu quero assistir um filme. 


- Mais você prometeu - ela fala também se deitando ao meu lado - Eu preciso da sua ajuda só com uma parte eu prometo que não vai demorar nada. 


Olho para ela.


E a mesma começa a fazer um bico fofo e eu cobri meu olhos com a minha mão.


- Não faz esse bico - peço e ela senta em cima da minha barriga.


- Eu prometo que se você me ajudar com a matéria eu vou fazer tua redação de química - ela falo e eu a olho na hora. 


- Você promete? - pergunto sorrindo e ela sorri assentindo. 


- Prometo por nossa amizade - ela fala séria no mesmo momento me sento a fazendo sentar no meu colo. 


- Então vamos estudar Biologia. 




Notas Finais


Favoritem se estiverem gostando e comentem se querem que eu continue 🥰💕


Beijos ♥️😍😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...