História Sou quem eu sou por sua causa - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 0
Palavras 472
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais um capítulo para você e esse é especial porque o Jhon vai invetigar uma cena de assassinato.
Sem mais spoilers deixo o cap novo com vocês.

Capítulo 4 - Capítulo 4


Se passaram duas semanas depois do Steven e eu nos acertamos,(e eu sei que isso é irrevante mais eu ganhei um Aumento to muito feliz)nesse momento eu estou em direção à uma cena de assassinato aonde a vítima foi esfaqueada 10 vezes na região toráxica,e também foi encontrada 5 dias após a morte já apresentando sinais de decomposição.

Depois de achado que o rastro tinha esfriado,fui dar mais uma confirida na sala aonde tinha acontecido o negocio todo e ouvi um barulho vindo de cima e vi uma escotilha para o sotão,peguei uma cadeira da cozinha e posicionei embaixo da portinha,virei a maçaneta e subi no hambiente escuro como a noite e peguei a lanterna no meu cinto e liguei,andei mais um pouco e vi uma figura humanoide me aproximei mais e percebi que era um maniquim,"quem tem um maniquim em casa",pensei.

Quando achei que era furada tudo aquilo,ouvi mais um ruido dessa vez estava em minha frente e vi uma silhueta de alguem se mexendo,me joguei luz em cima e vi que estava toda ensanguentada,logo peguei a arma do meu cinto e apontei em sua direção que por sua vez levantou as mão em sinal de rendição e peguei as algemas e você sabe...a algemei.

           40 minutos mais tarde

A assasina estava no bando de tras da viatura e quase chegando na delegacia.

Chegando lá desliguei o carro,sai dele e fui pegar a nossa assassina abri a porta e recebi uma ombrada que me desequilibrou me fazendo eu cair e ver  a mulher fugindo em direção ao centro,"Merda!",chinguei mentalmente e levantei as pressas e corri atrás da bandida.

No momento da fuga dela estava tendo uma festa lá então começei a correr mais ainda na tentativa de alcança-la,mas como ela tinha tido a vantagem de ir na frente não consegui a alcançar e a vi se dissipando na multidão.

                 NA DELEGACIA

-Como você a perdeu de vista!?Gritou meu chefe em minha direção.

-Olha senhor ela tava na frente e me desculpe a arrogancia mas você iria conseguir a alcançar?Indaguei.

-Como é?Me perguntou com um tom ameaçador.

-...

-Me desrespeite mais uma vez e eu te demito entedeu?Me perguntou.

-Sim senhor.Disse.

-Antes de ir quero que você a ache o mais rapido possível.

-Ta bom.Falei por último e sai daquela sala irritado por conta daquela conversa.

-Ei tudo bem?Perguntou Tery.

-Tudo pessimo isso sim.Disse irritado.

-Nossa foi tão ruim assim?Peguntou surpreso pela minha resposta grosseira.

-Não é só que o chefe fui um pouco muito injusto comigo.Disse.

-Por causa daquela fuga 100% não sua culpa.Falou irronico

-E não foi mesmo.Falei.

-Tabom,mas eu posso te ajudar.Disse se ofereçendo.

-Tudo bem mesmo,tipo você não tem nem um caso.

-Não tudo já foi resolvido.

-Então tudo bem.

-Eai como eu te ajudo?Perguntou.

-Eu já tenho uma ideia em mente.

                 CONTINUA...


Notas Finais


Tenso né só sei que essa mulher vai ser importante para a história mais tarde.

Mas sem spoilers me despeço de vcs e tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...