História Soul bonded - Capítulo 3


Escrita por: e starlife-

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gray Fullbuster, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Gratsu
Visualizações 33
Palavras 2.110
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Linguagem Imprópria, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigado por todo o apoio, vocês são incríveis!

Capítulo 3 - Capítulo 3


O sol mal tinha começado a subir quando Erza decidiu acordar todo mundo. Eles embalaram rapidamente, apesar de estarem exaustos e agora continuavam sua jornada para o templo. Não demorou muito para que a montanha se tornasse mais íngreme e a caminhada se tornou um desafio. Lucy achou difícil não escorregar porque o ângulo era tão alto. Eles não tinham ideia de como estavam perto, já que as árvores eram tão altas. Apesar de Erza dizer que eles iriam o mais rápido possível, eles estavam indo muito devagar agora. Pela primeira vez o mago requip desejou que ela não tivesse embalado tanto.

"Minhas pernas estão me matando." Lucy gemeu depois de mais vinte minutos de caminhada, querendo nada mais do que fazer uma pausa. Mas eles só estavam andando por algumas horas e não havia como Erza permitir uma pausa tão cedo.

"Sério? Eu me sinto bem." Feliz respondeu, empoleirado no ombro de Natsu com um olhar satisfeito em seus olhos felinos.

"Alguns de nós não têm uma carona, maldita gata!" Ela gritou, ficando quieta quando Erza de repente parou na frente deles. Não demorou muito para perceber por que ela havia parado.

"Você está brincando comigo ..." Grey murmurou, olhando incrédulo para a visão na frente dele. Isso tinha que ser algum tipo de piada de mau gosto.

"Como vamos chegar lá agora?" Natsu perguntou, imaginando por que o templo não iria avisá-los sobre isso. A montanha ficou tão íngreme que era praticamente uma parede vertical, e a única maneira de subir envolveria alguma escalada.

"Com todas as nossas coisas, isso é impossível. Este é um muro muito alto também. Feliz, você pode nos voar?" Natsu perguntou, olhando para seu parceiro em desespero.

"De jeito nenhum! Eu só posso levar uma pessoa de cada vez, e isso levaria para sempre!" O azul Exceed exclamou, quase chorando com o simples pensamento de levar todo mundo até o topo do penhasco.

"Mosca..?" Erza murmurou, uma ideia vindo à mente. Ela olhou para cima novamente, sem saber se funcionaria, mas ela tinha que tentar. Em um súbito lampejo de luz, ela requereu sua armadura de asa negra. "Esta armadura me permite voar, mas apenas para distâncias curtas. Não tenho certeza se ela vai subir, então testarei sozinha. Se funcionar, voltarei para você."

"E se isso não acontecer?" Gray perguntou, encolhendo de volta quando ela de repente olhou para ele.

"Então é melhor você me pegar, ou então!" Ela rosnou, encarando o penhasco e decolando. Eles assistiram enquanto ela desaparecia acima das árvores, esperando que ela de repente não desabasse de novo. Quanto mais esperavam, mais nervosos ficavam. Então, depois do que pareceu uma eternidade, ela rompeu as árvores, felizmente ainda voando.

"Assim como eu pensei, é muito alto, mas eu posso fazer isso. Feliz, você pode fazer isso também, então eu quero que você ajude. Pegue um pouco da nossa bagagem e nos encontraremos lá em cima." Erza disse, olhando para o carrinho com uma expressão determinada. Ela iria levá-lo e sua equipe todo o caminho em uma viagem para que ela não perca tempo.

"Vocês três, pegue o que puder e venha comigo." Ela disse, vendo como Happy pegou a bolsa de Natsu e começou a voar para cima. Lucy, incerta, pegou suas malas e se aproximou de Erza, roncando quando a ruiva a agarrou com um braço. Gray foi o próximo a entrar, engolindo em seco nervosamente enquanto também era puxado para dentro. Natsu fez uma pausa, imaginando como diabos isso deveria funcionar.

"Natsu, você fica nas minhas costas. Eu vou voar com Lucy e Grey em meus braços." Ela disse, fazendo com que todos tentassem escapar. Mas Erza tinha um aperto forte e um olhar ameaçador, que é como eles acabaram se agarrando a ela pela sua vida enquanto subiam acima da floresta. A partir dessa altura, eles podiam ver tudo, mesmo onde o templo estava situado entre toda a vegetação.

"Nós estaremos lá ao anoitecer." Erza disse, quase esmagando seus amigos em seu forte domínio. O topo do penhasco estava perto, mas Erza sentiu-se enfraquecendo por esgotar sua magia. Para piorar as coisas, Natsu sentiu-se perdendo o controle, já que as asas de Erza continuavam se movendo.

"Uh, pessoal, eu estou meio que voltando para cá." Ele disse nervosamente, olhando para baixo e, em seguida, desejando que não tivesse. Eles eram muito mais altos do que ele pensava.

"Apenas espere, estamos quase lá!" Erza disse, indo o mais rápido possível. Eles estavam tão perto, mas sua armadura já estava desaparecendo.

"Estou tentando, mas ... merda!" Natsu gritou quando sua mão escorregou de repente, e ele foi jogado ao ar livre, freneticamente tentando agarrar alguma coisa.

"Natsu!" Gray gritou, mudando o braço de Erza para alcançar ao redor e agarrar a mão de Natsu, quase perdendo. Os dois continuaram com tudo o que tinham até que finalmente Erza caiu no topo do penhasco, assim como a última de sua armadura desapareceu. Happy observou-os com olhos preocupados, sabendo que tinha estado muito perto. O grupo ficou assim, deitado no chão e tentando recuperar o fôlego por alguns instantes até que finalmente conseguiram se levantar e recolher suas bagagens.

"Podemos fazer uma pausa agora?" Lucy gemeu, sentindo-se mais do que exausta depois disso.

"Não! Estamos quase lá, se pararmos agora não chegaremos lá à noite." Erza disse, dando alguns passos antes de cair de repente. Lucy correu; suspirando quando percebeu que Erza estava dormindo.

"Ela se esforçou demais, poderíamos ter morrido. É hora de dar um tempo." Ela disse, arrastando Erza para alguma sombra e sentando em uma pedra. Natsu olhou para Gray, uma expressão estranhamente séria em seu rosto.

"Hey ... obrigada por me salvar, tira, eu quero dizer, Gray." Ele disse, coração ainda batendo de sua experiência de quase morte.

"Não mencione isso ... isso foi muito perto. O que diabos ela estava pensando?" Ele se perguntou, olhando de volta para Erza, que permaneceu inconsciente.

"Ela sabia o que estava fazendo. É sobre Erza que estamos falando, ela nunca faria algo a menos que tivesse certeza de que funcionaria."

"Ela se esforçou apenas para ter certeza de que todos nós chegamos em segurança. Honestamente, ela é tão teimosa. Mas estou feliz que tenha acabado." Gray suspirou, também se sentando no chão e tirando um pouco de comida. Não demorou muito para que todos eles estivessem comendo, Natsu mais parecido com um animal. Algumas horas se passaram antes que Erza acordasse novamente, furiosa por ela ter adormecido. Eles então começaram a andar em um ritmo ainda mais rápido, encontrando alguns monstros no caminho. Erza rapidamente se livrou deles, não querendo perder mais tempo. No momento em que finalmente chegaram ao templo, estava escuro lá fora, e foram todos exaustos. Depois de bater nos portões do templo, um homem idoso os deixou entrar, notando seus estados desgrenhados e se desculpando repetidas vezes.

"Meu nome é Renzou, a propósito. Fico feliz que você chegou aqui tão cedo, o medalhão está quebrando rapidamente. Eu vou mostrar para você primeiro e então você pode ficar em seus quartos." O monge disse, conduzindo-os por vários corredores e depois para um pátio onde dois homens estavam ao lado de uma estátua. Os homens pareciam mais novos que os outros monges, mas ainda eram bem velhos.

"Masters, os membros da Fairy Tail chegaram." Renzou disse, curvando-se para os dois que rapidamente ergueram os olhos e sorriram.

"Ah, muito bom. Eu esperava que você chegasse aqui rapidamente." O homem de vermelho disse, observando a equipe Natsu se aproximar da estátua.

"Eu assumo que este é o selo?" Erza perguntou, notando a grande rachadura na pedra. Os dois assentiram sombriamente, direcionando sua atenção para Natsu e Gray.

"Eu tenho certeza que seu Mestre já te disse, mas é muito importante que nós selemos o demônio. Nós começaremos o ritual amanhã quando você estiver descansado. Ah, mas onde estão minhas maneiras? Eu sou Shiro, e esta é minha parceiro Kasai. Fomos os últimos magos que selaram Behemoth cem anos atrás. " O homem de azul disse, rindo de seus rostos confusos e chocados.

"Parceiros ?!" Gray gritou, imaginando se isso significava o que ele achava que fazia.

"Você é tão velho assim ?!" Natsu gritou, mal acreditando que alguém poderia viver tanto tempo.

"Natsu, isso é rude! Embora seja inacreditável ..." Lucy murmurou, olhando para os dois homens novamente. Eles não pareciam ter mais de cem anos de idade.

"Você pode nos dizer o que exatamente esse ritual é? Nosso Mestre mencionou algum tipo de ligação, mas ele era meio vago sobre isso." Erza perguntou, sua curiosidade tirando o melhor dela.

"Você quer dizer que Makarov não lhe contou? Nós o deixamos com uma nota muito detalhada. Mas suponho que faz sentido, ele sabia que você não concordaria se soubesse todos os detalhes." Kasai disse, notando como Natsu e Gray ficaram tensos. Eles obviamente estavam pensando sobre isso sem parar.

"E quais são esses detalhes?" Gray ousou perguntar, não gostando cada vez mais dessa missão.

"Ah ... onde começar. Para selar o Behemoth, duas forças opostas devem ser usadas, como fogo e magia de gelo. Nada mais no mundo é forte o suficiente. Antes de eu explicar qualquer outra coisa, eu tenho que me certificar você sabe como é importante selar esse demônio. Ele poderia muito bem destruir tudo. Mas os dois magos que o selam devem estar ligados, ou então a magia deles não será forte o suficiente, e não se misturará como deveria. " Shiro explicou, olhando para Kasai, que começou a explicar o resto.

"O ritual real é um tanto complexo. Não sei bem como dizer isso ... mas vocês dois terão que se unir como um casal e compartilhar a magia um do outro. Não há outra maneira de fazer isso. Vocês se tornarão unidos por seus corações e almas e para sempre ser um, assim como Shiro e eu somos. Existem várias atividades diferentes para ajudá-lo a se unir, pois é muito difícil ". Kasai terminou, notando como Natsu parecia atordoado além da razão e Grey estava tremendo de raiva mal controlada.

"Você está tentando me dizer que eu estou basicamente sendo forçada a dar o resto da minha vida a ele, compartilhar minha mágica e de alguma forma ... me apaixonar por ele no processo? Você está fora de sua maldita mente? " Gray gritou, mãos cerradas em punhos ao lado do corpo.

"Gray, acalme-se!" Lucy disse suavemente, não acostumada a ver sua amiga tão brava.

"Como eu deveria me acalmar? Natsu e eu mal nos damos bem como amigos, e agora devemos dar um ao outro nossos corações? Nossas almas ?! Eu nunca poderia amá-lo, nem mesmo ser gay!" está fodido! "

"Gray, você precisa mostrar algum respeito. Isso não é culpa deles e se você não fizer isso, esse demônio vai matar todos nós. Você quer uma repetição de Deliora?" Erza perguntou, dando a Gray um olhar severo. Só de ouvir o nome de Deliora, Gray viu sua cidade destruída e todos que ele conhecia e amava mortos.

"Não .. eu nunca poderia querer isso .." Ele rosnou, se acalmando um pouco. Ele sabia que não havia opção, mas isso só piorava tudo. Ele nunca poderia se colocar diante de seus amigos e do resto do mundo, mas isso era muito para absorver. Eu nunca me senti mais em conflito em toda a minha vida.

"Eu vou fazer isso." Natsu disse de repente, sua voz baixa, mas seus olhos determinados. Gray olhou para ele em estado de choque. Como ele poderia ser tão calmo sobre isso e concordar com isso tão rapidamente?

"Não me dê esse olhar, eu estou fazendo isso para toda a terra. Tenho certeza de que não estou feliz com isso também. Essa foi a última coisa que eu esperava fazer, mas droga ... eu não posso vamos todos morrer! não é nenhuma outra escolha! Se eu tenho que estar com você, obrigado pelo meu coração e alma e compartilhar minha magia com you..then porra eu vou fazer isso!" Ele gritou, os punhos acendendo com chamas.

"Muito bem então, você vai começar de manhã. Renzou, por favor, mostre-os aos seus quartos. Natsu, Grey, por favor, durma o máximo possível. Amanhã certamente será um longo dia." Shiro disse, observando enquanto o grupo saía. Ele então se virou para Kasai, um olhar conhecedor em seus olhos.

"Eles são como nós, não são? Você reagiu da mesma forma que Natsu fez."

"E você estava tão zangado e confuso quanto Gray. Eles são exatamente como nós, o que significa que este será um processo longo e doloroso. Mas eu vejo a determinação neles. Eles selarão o Behemoth, e aprenderão que amar cada um outro não é tão impossível quanto parece. "

".. Eu não posso esperar para ver como eles estão chateados quando eles vêem o que planejamos para amanhã." Shiro disse com uma risada, afastando-se da estátua com o marido que balançou a cabeça.

"Você é malvado, Shiro. Mas eu também sou."


Notas Finais


E começa XD Agora que todos vocês têm uma idéia do que vai acontecer, tenho certeza que vocês entendem porque isso vai sugar para Natsu e Gray. Mas o Gratsu será épico O_O


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...