História Soul bonded - Capítulo 4


Escrita por: e starlife-

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gray Fullbuster, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Gratsu
Visualizações 32
Palavras 1.966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Linguagem Imprópria, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem os vossos comentários tão me ajudando muito a continuar muito obrigado ^^.

Capítulo 4 - Capitulo 4


Renzou tinha visto muitas coisas em sua longa vida, algumas sendo aterrorizantes e outras sendo verdadeiramente bonitas. Apenas um século atrás ele testemunhou um demônio inacreditavelmente forte quase se libertar e destruir o mundo - o que era aterrorizante. No entanto, ele também testemunhou a união de duas pessoas que aprenderam a amar umas às outras na pior situação - que era bonita. Na sua idade, ele duvidava que qualquer coisa o assustasse novamente, a menos que Behemoth chegasse perto de se libertar. No entanto, ficar na mesma sala com dois magos poderosos irritados estava fazendo-o repensar essa teoria. O templo em que ele morava não era muito grande, portanto o espaço natural era limitado. Significa que havia apenas tantos quartos. Significando que os convidados teriam que dividir um quarto. Significado .. bem, você vê onde isso está indo. Ele estava apenas fazendo seu trabalho e escoltando os magos para seus quartos, e as meninas não tiveram problemas em compartilhar. Mas os rapazes ... essa era uma história completamente diferente.

Foi assim que ele acabou ficando entre o calor escaldante de Natsu e o frio escaldante de Gray enquanto olhavam com ódio para o novo quarto.

"Isso tem que ser uma piada. Se já não era ruim o suficiente, agora você está me dizendo que eu tenho que dividir um quarto com esse idiota. Você sabe o quão alto ele ronca? Eu não vou dormir!" Gray gritou, voltando-se para fixar seu olhar em Natsu, que retornou com força total.

"Ah, e você não ronca? Eu sou o único que não consegue dormir! E veja quem você está chamando de idiota, seu idiota!" Natsu gritou de volta, as chamas já rodeando seus punhos ficando maiores. Renzou recuou devagar com uma risada nervosa.

"Agora, agora, não há necessidade de usar magia."

"Oh, bom volte seu estúpido cérebro de fogo!" Gray gritou, ignorando completamente Renzou.

"Bastardo de olhos caídos!"

"Respiração de enxofre!"

"Princesa do gelo!"

"Pyro-" Gray foi cortado no meio do insulto quando a porta do quarto de repente se abriu, revelando um olhar cansado e irritado de Erza. Isso foi o suficiente para os dois pararem de discutir e pularem nos braços um do outro.

"Vocês dois ... abram-se agora ou enfrentem as consequências. Estamos exaustos da viagem e precisamos dormir, e se não conseguirmos, ALGUÉM pagará. Estamos limpos?" Ela perguntou, uma espada aparecendo na mão dela

"A-sim, senhor!" Os dois pularam, suspirando de alívio quando a espada desapareceu e ela voltou para o quarto de Lucy. Assim que ela se foi, eles se afastaram um do outro e voltaram a olhar furiosos.

"Bem ... se é tudo, deixo você para se instalar. Por favor, tente descansar um pouco e tente evitar usar magia por dentro. Não podemos realmente dar ao luxo de consertar qualquer dano." Renzou disse, feliz que a luta acabou por agora.

"Nós não vamos destruir nada; seria rude da nossa parte causar problemas para vocês já que você está nos dando um lugar para ficar. Obrigado por tudo, realmente." Disse Gray, sóbrio por causa de sua raiva anterior e lembrando-se de suas maneiras. Renzou sorriu e se despediu, esperando que ele não fosse acordado no meio da noite porque metade do templo tinha sumido.

Depois que ele se foi, Happy olhou para Natsu com um olhar um pouco nervoso. Ele sentiu o mesmo que Renzou. "Oi, Natsu ... eu vou ficar com Erza e Lucy."

"EH ?! Por que, feliz?" Natsu perguntou confuso. Ele não queria ficar sozinho com Gray, especialmente desde que eles deveriam.

"Porque eu quero dormir. Além disso ... vocês dois precisam se dar bem. Eu não posso atrapalhar isso!" Ele disse com uma piscadela, rindo do rosto enraivecido de Natsu enquanto voava para fora do quarto. O mago do fogo bateu furiosamente a porta, deixando os dois finalmente sozinhos.

"Tudo bem, nós estamos repassando algumas regras antes de fazermos qualquer outra coisa. Você fica do seu lado da cama e eu ficarei na minha. Se você cruzar essa linha eu congelarei você para o seu lado. Se você fizer uma bagunça, você está limpando, porque eu vi a sua casa e eu não estou lidando com isso. Nós obviamente não podemos lutar como costumamos fazer, então mantenha sua idiotice baixa e nós ficaremos bem. " Gray disse, já começando o processo subconsciente de se despir.

"Tudo bem, então você não tem permissão para se despir. Se eu te vejo andando nua, vou te queimar." Natsu disse, sabendo que seria quase impossível para Gray não se despir.

"Tudo bem então. Vou tomar banho e quando voltar, não será uma bagunça."

"Sim, sim, o que você disser, princesa." Natsu resmungou, sorrindo quando Grey pensou em gritar, mas depois lembrou de Erza. Quando o mago de gelo entrou no banheiro conectado ao quarto, a mente de Natsu vagou de volta para a verdadeira razão pela qual eles estavam aqui. Ele sabia que havia mais de uma razão pela qual ele e Gray tinham que dividir um quarto. Eles deveriam se aproximar, de alguma forma se apaixonar. Isso não ia acontecer. Ele não tinha intenção de se apaixonar por Gray. Ele encontraria uma maneira de selar esse demônio sem amar Gray.

"Eu e aquele picolé nunca poderíamos amar um ao outro. Eu nem gosto de caras, muito menos ele." Ele murmurou, balançando a cabeça com a simples ideia. Não é que ele odiasse Gray, eles eram amigos, mas nunca poderiam ser ... românticos um com o outro. "Inferno, eu nunca sequer namorei ninguém antes. Eu sempre pensei que iria acabar com Lisanna, mas então eu conheci Luce e ... bem, ela não parece gostar de mim de qualquer maneira. Venha para pensar sobre isso, tem Muitas vezes eu poderia ter tentado algo com Lucy, mas nem sequer me ocorreu. Ele se perguntou, decidindo apenas dar de ombros. Esta era apenas outra missão, muito importante, e ele faria o seu trabalho.

"Isso é tudo, é um trabalho." Ele disse, ficando quieto quando ouviu a porta do banheiro se abrir. Gray saiu, por uma vez não completamente nu, mas apenas usando um par de boxers. Natsu balançou a cabeça mentalmente, sabendo que esta seria uma missão longa e difícil.

"Chuveiros se abrem se você precisar." Ele disse, pulando na cama e ficando confortável. Natsu entrou sem palavras no banheiro e ligou a água, esperando até que estivesse completamente quente antes de tirar as roupas e entrar. Ele se perguntou que tipo de dia eles teriam amanhã.

"Que tipo de coisas eles podem nos fazer fazer? Eu sei que temos que aprender a magia um do outro. Isso é possível? Eu nunca ouvi falar de alguém fazendo isso. E de qualquer forma, eu não quero aprender sua estúpida." E definitivamente ele não merece saber a magia de Igneel. Ugh, mas se não o fizermos, não podemos selar o demônio. Talvez eu possa simplesmente esquecer o gelo quando tudo isso acabar. "

Enquanto isso, Gray estava tendo os mesmos pensamentos. Ele não entendia como isso deveria funcionar e, francamente, ele não queria descobrir. Compartilhar seu coração e alma com Natsu foi perturbador o suficiente, mas sua magia também? A magia que Ur lhe ensinou? E como ele deveria aprender Dragon Slayer Magic? Ele tinha certeza de que isso era impossível. Apenas um dragão poderia ensinar alguém, certo?

"Muitas perguntas." Ele resmungou, esfregando os olhos cansados. Ele realmente só queria dormir, mas não ao lado de Natsu. Claro que eles dormiram no mesmo quarto antes, mas não assim. Ele só sabia que eles acabariam muito perto em algum momento. Ele se mudou muito e tinha certeza que Natsu também. Isso certamente iria levar a um momento estranho, seguido por uma briga, e depois ser espancado por Erza.

"Talvez eu pudesse dormir no chão?" Ele se perguntou, olhando para o chão desconfortável. "Eh ... talvez não. Além disso, se alguém vai estar no chão, vai ser ele." Gray disse, os olhos passando rapidamente para a porta quando Natsu saiu, vestido com suas roupas habituais.

"Você dorme nisso também?" Gray perguntou, achando isso difícil de acreditar. Então, novamente, foi Natsu.

"Não, mas não podemos estar em nada além de pugilistas." Ele respondeu, enviando a Gray um olhar que claramente dizia que ele não estava feliz com isso.

"Bom ponto. Suga para você então." Gray disse com um sorriso, evitando o soco esperado. "Oi, observe! Não podemos brigar, lembra? Erza vai nos matar."

"Então cale a boca, stripper estúpido. Vamos apenas dormir." Natsu resmungou, certificando-se de ficar o mais longe possível de Gray. Ambos estavam tão perto da borda, parecia que eles cairiam a qualquer momento.

"Se eu acordar e você estiver em qualquer lugar perto de mim, eu vou te matar." Disse Gray, desligando a lâmpada de cabeceira e envolvendo o quarto na escuridão.

"O mesmo vale para você, bastardo de gelo." Natsu respondeu, sabendo que não havia como ele se aproximar de Gray. Com essa última ameaça pairando no ar, os dois caíram no sono.

Na manhã seguinte, Gray acordou quente, o que nunca aconteceu, e imediatamente soube o porquê. Ele deveria saber que o maldito cérebro das chamas seria o único a cruzar a linha. No entanto, quando ele se virou para empurrar o Dragon Slayer, seus olhos azuis se arregalaram. Ele estava do lado de Natsu. Esse foi o mais rápido que ele já tinha saído da cama antes. Felizmente Natsu é um dorminhoco profundo, ou então ele teria sido pego. Assim que ele se recompôs, houve uma batida na porta e ele respondeu sem se importar se estava vestido ou não.

"Ah, bom dia, Mestre Fullbuster. Eu vim para lhe dizer que o café da manhã está pronto, e depois disso começaremos o processo de união. Quando você e o Mestre Dragneel estiverem prontos, por favor, venha para a sala de jantar." Renzou disse, ignorando o fato de que Gray estava quase nu.

"Obrigado, nós estaremos lá." Gray respondeu, virando-se e atirando uma bola de gelo na cabeça de Natsu, efetivamente acordando-o.

"Que diabos, Gray?" Natsu gritou, sacudindo a substância ofensiva de seu cabelo. Gray apenas começou a vestir algumas roupas.

"É hora de comer, levantar." Ele disse, indo ao banheiro para escovar os dentes. Natsu suspirou com raiva, querendo dormir mais, mas conseguiu se forçar a sair da cama. Ele já odiava hoje.

Depois de escovar os dentes, os dois conseguiram encontrar a sala de jantar. Lucy e Erza já estavam lá, junto com Shiro e Kasai. Todos os quatro tinham o mesmo olhar no rosto, como se estivessem escondendo alguma coisa. Gray não gostou disso. Eles se juntaram aos outros e começaram a comer, tentando ignorar a sensação desconfortável de ser encarado. Finalmente, Natsu cochilou.

"Que diabos todos estão olhando?" Ele perguntou, imaginando se havia algo em seu rosto.

"Oh, nada. Estamos apenas animados para hoje." Lucy disse, sorrindo de um jeito que fez Natsu se encolher. Nada disso parecia bom.

"E por que, ouso perguntar, é isso?" Gray disse, um nó começando a se formar em seu estômago.

"Você vai ver em breve" Erza disse, fazendo com que Gray suspirasse aborrecido. Por que eles estavam gostando tanto disso? Eles gostaram de ver duas pessoas sofrendo?

"Podemos ao menos ter algum tipo de dica?" Natsu perguntou, sua curiosidade tirando o melhor dele.

"Você vai sair para a floresta para recuperar alguma coisa." Kasai disse, observando o rosto de Natsu cair decepcionado.

"Isso não é uma boa dica." Ele disse categoricamente: "E como isso pode nos ajudar a nos unir?"

"Como Erza disse, você verá em breve." Lucy disse com uma risadinha, encontrando os rostos que Natsu e Gray estavam fazendo muito engraçados. Pode não parecer importante, mas eles realmente iriam para uma parte muito perigosa da floresta e teriam que trabalhar juntos para recuperar esse item misterioso. Pelo que Shiro disse a ela, foi assim que Kasai e ele começaram a se apaixonar por causa de algo que aconteceu nessa floresta. Ela esperava que Natsu e Gray tivessem a mesma experiência, porque, honestamente, ela estava começando a gostar da ideia de seus dois amigos estarem juntos.

Ela sempre secretamente gostava de yaoi.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...