História Soul bonded - Capítulo 6


Escrita por: e starlife-

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gray Fullbuster, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Gratsu
Visualizações 26
Palavras 3.330
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Linguagem Imprópria, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Capítulo 6


A sensação de ter as memórias de Gray em sua mente era algo que Natsu não conseguia descrever. Ele sentiu como se estivesse vendo coisas que Gray não queria que ninguém visse. Tudo começou com a infância dele. Uma linda mulher de cabelo preto, um homem alto com uma cruz que lembrava o colar de Gray pendurado em sua orelha, e depois Deliora destruindo tudo. Ele viu tudo através dos olhos de Gray, ele até sentiu a dor. Natsu nunca percebeu o quão difícil deve ter sido para Gray ver tudo o que ele amava levado em uma noite. Ele nunca poderia ter imaginado isso. No entanto, agora, ele sentia como se estivesse ali, e doía mais do que qualquer coisa.

A memória seguinte foi de Ur ensinando-o a fazer gelo. Ele nunca soube como era a professora de Gray, mas agora ele percebia como ela era incrível. Forte, corajoso e bonito. Ela se parecia com a mãe de Gray. Natsu sentiu o amor que Gray tinha por ela e o medo de perder outra pessoa. Então ele reviveu a dor de antes, quando Ur teve que se sacrificar para selar Deliora. Gray se culpou. Parecia que seu coração havia sido arrancado e ele estava vazio por dentro. Mas então ele encontrou Fairy Tail e teve outra família. No entanto, ainda havia o medo constante de perder todos novamente.

Através dos olhos de Gray, ele lutou contra Ultear e percebeu que ela era filha de Ur. Então, depois dos Grandes Jogos Mágicos, quando os dragões se libertaram e Ultear se sacrificou, assim como sua mãe fez. Ainda havia uma memória que passou pela mente de Natsu que o assustou mais que qualquer coisa. Tudo aconteceu tão rápido, ele ainda não tinha certeza se era verdade. Um segundo ele estava na frente de Juvia, e no seguinte ele estava tossindo sangue, seu corpo cheio de buracos. E então não havia nada. Parecia quase como se Gray tivesse morrido. Mas graças a Ultear, ele foi salvo. Gray realmente morreu? Natsu estava tão perto de perder seu rival?

Gray, da mesma forma, viu todas as memórias mais pessoais e importantes de Natsu. A primeira coisa que ele notou foi que eles começaram com Igneel, não seus pais verdadeiros. Isso significava que ele não se lembrava de nada sobre eles? Igneel realmente era como um pai para Natsu. Alimentou-o, manteve-o em segurança e ensinou-o a andar e a falar. Então, quando ele tinha idade suficiente, Natsu aprendeu Dragon Slaying Magic. Era complicado aprender, mas Igneel tinha sido um bom professor. Natsu estava feliz. Mas então um dia ele acordou e Igneel se foi. Tudo o que Natsu tinha que lembrar dele era o cachecol e a magia dele. A dor era inimaginável. Gray nunca soube que Natsu havia sentido tanta dor; ele sempre parecia tão feliz.

Mas quando ele encontrou Fairy Tail, ele também encontrou sua felicidade novamente. A memória seguinte era dele e Lisanna encontrando o ovo de Happy e o chocando. Ele esteve muito perto de Lisanna. Mas então chegou o dia em que todos descobriram que ela havia morrido. Gray não se lembrava de Natsu estar tão triste, mas ele estava. Ele nunca foi verdadeiramente o mesmo até encontrar Lucy. Mas enquanto ele parecia feliz, no fundo, ele estava com medo de perder mais alguém. Uma memória brilhou de Gray tentando usar conchas geladas, e o medo que desenterrou de dentro de Natsu. Gray nunca soube que Natsu se importava muito com ele.

Havia as lembranças de Lisanna retornando, de Erza quase morrendo depois de lutar com Jellal, apenas para ser salvo por Natsu. Havia muitas lembranças com Lucy. No entanto, ao longo de todos eles, Gray notou que Natsu nunca se sentiu seguro. Ele estava sempre com medo de que alguém morresse. Era algo que Gray poderia se relacionar. Ele e Natsu sempre foram tão parecidos? E Natsu é realmente tão feliz quanto parece?

De repente, Grey acordou acordado, imaginando quando ele havia adormecido. Então ele se lembrou de cair inconsciente. Tudo isso parecia um sonho, mas ele sabia que era verdade. Ele passou a mão pelo rosto, parando quando sentiu algo molhado. Ele estava chorando? A provação toda tinha sido muito dolorosa, mas não era sua dor. Foi Natsu. Isso de alguma forma piorou.

Não dois segundos depois Natsu sentou-se abruptamente, ofegando por ar enquanto se perguntava o que aconteceu. Certo, nós desmaiamos. Então agora eu conheço todas as memórias de Gray? Porra, isso foi doloroso. Eu nunca soube que Gray se sentia da mesma maneira que eu. Nós temos mais em comum do que eu pensava. Natsu olhou para encontrar Gray olhando para ele, e então percebeu que ele estava chorando e rapidamente enxugou o rosto. No começo ele não tinha certeza do que dizer, mas então ele se lembrou de uma certa memória que realmente o irritou.

"Então, quando você ia me dizer que você morreu?" Ele perguntou, olhando irritado para Gray que gemeu, esperando por essa reação.

"Eu não vi o ponto em trazer isto desde que eu não estou morto." Ele respondeu, já odiando que Natsu sabia tudo o que sabia.

"Mas você poderia ter sido, Gray. Se não fosse por Ultear-" Natsu fez uma pausa, sentindo imensa dor em trazer uma memória tão terrível. Ele sabia como Gray se sentia a respeito disso. Ele se culpou por Ur morrer, e ele se culpou por Ultear também. "Não é sua culpa, Gray. Ela salvou todo mundo naquele dia. E Ur..ela amou você."

"Assim como Igneel te ama. Eu sei que você acha que ele foi embora porque ele não se importa, mas ele se importa."

"Nós não precisamos ter essa conversa agora." Natsu resmungou, desviando o olhar de Gray para olhar fixamente para a parede. Ele se sentia tão exausto. "Vamos voltar a dormir, tivemos um longo dia".

"Por mim tudo bem." Gray encolheu os ombros, virando e fechando os olhos. Ele de alguma forma sabia que amanhã seria outro dia longo. No entanto, depois de tudo o que passaram, ele se sentia ... muito seguro sabendo que Natsu estava ao lado dele. E Natsu sentiu o mesmo. Depois de Gray quase morrer na floresta, e descobrir que ele quase morreu em algum outro momento, ele estava feliz que o mago do gelo estava deitado ao lado dele.

A diferença entre eles diminuíra.

No dia seguinte realizou outro exercício de treinamento. Os dois deveriam usar a magia um do outro de alguma forma. Já que eles conheciam as memórias um do outro, eles sabiam o que fazer, mas isso não tornava as coisas mais fáceis. Natsu sempre achou que a fabricação de gelo seria fácil, afinal parecia bastante simples. Acontece que Gray apenas fez parecer fácil. Ele não estava acostumado a trabalhar com coisas frias e, francamente, não gostava disso. O gelo era uma substância irritante para se trabalhar. Ele sempre odiava o frio, não era nada como suas chamas que eram mais fluidas e flexíveis. O gelo foi difícil. Ele teve que imaginar o que ele estava fazendo antes que ele pudesse fazer qualquer coisa. Então todas as diferentes posturas, eram demais. Foi como aprender alguma dança estranha. Sua primeira tarefa foi fazer uma escultura simples em sua mão, nada muito grande. Ele queria fazer uma chama congelada. Ele podia imaginar muito bem, ele estava acostumado a chamas e como elas pareciam. Mas, por algum motivo, não saiu certo. Toda vez que ele bateu com o punho na palma da mão aberta, tudo o que ele conseguiu foi uma bolha estranha. Ele estava perdendo a paciência.

Gray não estava muito melhor. O fato de que Natsu usou magia de Dragon Slaying em vez de magia de fogo regular como Kasai fez tudo mais difícil. Somente dragões poderiam ensinar alguém a usar sua magia, e mesmo com as memórias de Natsu não era fácil. Ele seguiu o que Igneel disse, mas o máximo que conseguiu foi uma pequena chama em sua mão, que desapareceu segundos depois. Gray não estava confortável usando fogo. Ele odiava ser quente, e não gostava muito de ser queimado também. Sua mão já havia se queimado várias vezes. Ele queria usar ice-make fora do hábito. Gray gostava do frio, gostava de gelo e neve e até mesmo granizo enquanto não o atacava. Foi confortável e o fez feliz. O fogo era um elemento tão raivoso, completamente oposto à sua magia. O fogo queimou e destruiu coisas, como sua aldeia depois que Deliora atacou. Não, Gray odiava fogo. Ele nunca gostou de Natsu simplesmente porque usou fogo tão facilmente. Natsu foi destrutivo. Não que Gray não fosse às vezes também, mas ainda assim, seu gelo raramente destruía uma aldeia inteira.

Mas ele sabia que isso não era uma opção, ele teve que aprender a magia de Natsu.

Então ele ouviu atentamente o que Igneel disse a Natsu. Se aquele idiota pudesse descobrir, então ele também poderia. Não era muito diferente de sua forma de gelo, no que se refere à técnica. Ele deve imaginar o fogo fluindo através dele, assim como imaginou como seria sua aparência de gelo. O fogo origina-se do coração, flui pelas veias e depois se materializa nas mãos. Ele imaginou isso perfeitamente, então porque não estava funcionando?

"Você tem que sentir isso, imaginando que não é o suficiente." Natsu disse de repente, fazendo a pequena chama na mão de Gray sair. Gray lançou-lhe um olhar irritado.

"Eu me concentro em você, cérebro de fogo. Você não pode nem mesmo fazer uma escultura." Ele respondeu, sorrindo ainda mais uma bolha não identificável formada nas mãos de Natsu. "Você está fazendo errado pelo caminho."

"Como diabos você faz isso então?" Ele gritou, esfregando as mãos frias para aquecê-las. Ele realmente odiava ser frio.

"Bem, por um lado, você não está fazendo o que Ur disse a você. A primeira coisa que ela me fez fazer foi despir."

"Ela fez isso porque estava congelando lá fora e ela queria que você se acostumasse. Caso você não tenha notado, não estamos cercados pela neve."

"Não importa! Essa é a maneira que ela me ensinou, então você não vai aprender até que você faça isso. Eu sempre posso apenas congelar você para que você possa se acostumar com isso."

"Claro que não! Apenas se preocupe com você mesmo!" Natsu gritou, suspirando em derrota depois de mais algumas tentativas fracassadas. Ele furiosamente derramou suas roupas até que ele estava em nada, mas boxers, olhando para Gray, que tentou não rir.

".. Realmente? Boxers de impressão de chamas também?"

"Cale-se!"

"Seja como for, você ainda está sendo muito agressivo. Você está acostumado a ser assim desde que o fogo é agressivo. Mas gelo não é, você precisa ser gentil. Vá devagar." Gray disse, observando como Natsu relutantemente tentou novamente. Respirou fundo, imaginou a escultura na mão e, em vez de bater com o punho, ele se moveu mais devagar. Quando ele abriu os olhos, viu a mesma bolha - mas esta tinha espinhos no topo. Parecia ... como uma chama.

"Eu quase entendi! Woo!" Natsu aplaudiu, dançando como um idiota de cueca. Gray sacudiu a cabeça e voltou ao seu próprio treinamento. Ele estava sendo gentil demais? Talvez ele precisasse ser agressivo como Natsu. Ele precisava sentir isso, não apenas imaginá-lo. Respirando fundo, ele imaginou o fogo fluindo em suas veias e então explodindo violentamente de suas mãos, em vez de sair lentamente. Ele precisava ser destrutivo! Quando ele abriu os olhos, quase desmaiou ao ver as duas mãos em chamas. Seu primeiro instinto foi correr e começar a gritar, mas, surpreendentemente, não ardeu. Foi apenas ... quente.

"Isto é tão estranho." Ele disse para si mesmo, observando as chamas de perto. Agora que ele olhava para eles, as chamas eram realmente lindas. Como algo perigoso poderia ser tão bonito? Eles eram ferozes e selvagens, assim como Natsu. Espera .. isso significa que de alguma forma indireta, Natsu é linda? Gray se perguntou, olhando para Natsu que ainda estava comemorando. Ele sacudiu violentamente a cabeça. Não. Nem mesmo perto. Mas eu acho que a magia dele é.

"Oi, como você desliga?" Gray perguntou, fazendo Natsu parar e olhar para o mago de gelo, choque evidente em seu rosto.

"Que diabos ?! Você já chegou tão longe ?! Você é um saco! E você não desliga, estúpido, você controla."

"Bem, então como eu controle isso? Está se espalhando, droga!" Gray gritou, ficando mais alarmado quando seus braços foram envolvidos pelas chamas.

"Você tem que se acalmar, em primeiro lugar. Não vai te queimar. Apenas ... eu não sei, vai embora. É fácil."

"Não é tão fácil! Você não está sendo específico, caramba!"

"Você é quem conhece minhas memórias! O que Igneel me ensinou?"

"Uh..eu não sei, não consigo me concentrar!"

"Então eu vou tirá-los eu mesmo!" Natsu disse, perseguindo Gray e jogando esculturas de gelo deformadas para ele. Kasai e Shiro assistiram de longe com diversão.

"Eles estão fazendo progresso, você não acha?" Kasai perguntou, vendo Gray começar a se despir, caso suas roupas pegassem fogo.

"De certo modo, sim, mas estamos ficando sem tempo. Esse selo durará apenas mais alguns dias. Eles nem sequer passaram pelo ritual ainda." Shiro respondeu, sua expressão sombria.

"Eles não estão prontos para isso. Concordo que precisamos nos apressar, mas o ritual só pode ser apressado demais. Uma vez que eles dominam a magia um do outro, podemos passar para assuntos mais sérios. Você planeja se casar com eles?"

"Não, nós não temos tempo suficiente. Além disso, eles não precisam se casar para Behemoth ser selado. Nós não nos casamos até alguns anos depois."

"Eu não posso imaginar que eles concordariam em casar com a idade deles de qualquer maneira. É um milagre que eles ainda estejam nos ajudando depois de tudo o que fizemos." Kasai disse com um sorriso, observando quando Gray finalmente conseguiu apagar as chamas, enquanto estava completamente nu.

"Eles ainda não sabem sobre o ritual. Eu não ficaria surpreso se eles recuassem uma vez que eles percebessem o que eles vão fazer. Nós quase o fizemos."

"Nós tínhamos nos tornado algo como amigos naquele momento. Quando percebemos o que tínhamos que fazer, quase destruímos esse relacionamento frágil. Esses dois são muito mais próximos um do outro do que nós, mas poderia muito bem rasgá-los. Além disso, espero que isso não aconteça. "

"Tenha fé neles, Kasai. Eu já os vejo se aproximando. E eu não estou dizendo isso porque eles estão correndo quase nus juntos."

Estava quase escuro quando Natsu e Gray viram algum progresso. Shiro e Kasai entraram há algum tempo, deixando-os completamente sozinhos. Eles estavam sentados em frente a uma pequena fogueira que Natsu havia iniciado, e ele estava ensinando a Gray como comê-lo.

"Espere, você não pode comer sua própria magia, então como eu devo comer isso?" Gray perguntou, embora estivesse honestamente tentando sair dessa situação. Comer fogo assustou a merda dele.

"Eu fiz isso, não você. Se você tivesse feito isso, então você não seria capaz de comê-lo. Vamos lá, apenas pegue alguns com a sua mão e coma como comida normal." Natsu disse, observando quando Gray olhou desconfiado. "Não vai te machucar, idiota. Apenas faça isso."

"Eu vou!" Gray respondeu com raiva, lentamente chegando para testar o quão quente estava. Assim como antes, não o queimou. Com um gole, ele colocou a mão no fogo e de alguma forma conseguiu tirar um pouco. Natsu assistiu enquanto o mago de gelo lentamente levou um pedaço em sua boca e engoliu, olhos se arregalando enquanto de repente ele se sentia ... mais forte?

"Bem?"

"Tem gosto ... estranho." Gray disse, sem ter certeza se poderia se acostumar a comer fogo. Deu-lhe força, claro, mas tinha gosto de fumaça. Então, novamente, fumar cigarros fez a mesma coisa. Ambos tinham um gosto esquisito.

"Ainda assim, você tem fogo em você, então vamos ver o que você pode fazer com isso. Levante-se." Natsu disse, de pé e quebrando as costas. Ele realmente queria ir dormir, mas eles não foram permitidos até que eles aprendessem a magia um do outro.

"O que, você acha que eu posso fazer um rugido ou algo assim?" Gray perguntou, arregalando os olhos quando Natsu assentiu. "Você está louco? Não tem como eu fazer isso!"

"Não com essa atitude. Você tem que aprender a minha magia e eu tenho que aprender a sua, e isso é parte dela. Agora cale a boca e deixe o fogo sair. Eu sei que você pode sentir isso." Natsu disse. Gray sabia que ele estava certo; ele definitivamente sentiu que o fogo precisava sair. Ele se sentia poderoso agora. Quão difícil poderia ser um rugido de qualquer maneira? Ele tinha visto Natsu fazer muitas vezes.

"Ugh, tudo bem." Gray suspirou, concentrando-se em ouvir a voz de Igneel. Era a mesma coisa que antes, só o fogo tinha que irromper de sua boca em vez de suas mãos. Ele tinha ficado muito bom em usar as mãos, então ele imaginou que isso seria a mesma coisa. Como seria o resultado, ele estava errado. Ele acabou usando muita energia e de alguma forma pegou Natsu em chamas.

"Augh! Que diabos Gray? Coloque-me para fora!" Natsu gritou, correndo freneticamente enquanto ele estava queimado. Gray rapidamente usou sua própria magia e congelou Natsu, observando enquanto o pinkette lentamente se desfazia. "Seu desgraçado!"

"Eh..Natsu .."

"O que?!"

"Vocês lutaram boxers". Gray disse, desviando o olhar quando Natsu se cobriu rapidamente.

"Oh, isso é ótimo! Já passou um dia e eu já me transformei em uma stripper como você!"

"Heh ... bem, desde que eu aprendi a fazer um rugido, você precisa fazer algo também. Se você conseguir fazer isso, eu diria que estamos bem." Gray disse, observando como Natsu deu a ele um olhar curioso, já esquecendo que ele estava nu. Ele realmente se tornou um exibicionista como Gray!

"Tudo bem, o que é isso?"

"Eu quero ver você fazer gelo: prisão. É bem básico, eu acho que você consegue." Gray disse, sorrindo para o rosto confuso que ele recebeu em troca. "Vamos lá, é um dos primeiros movimentos que aprendi. Você quer dormir ou não?"

"Tudo bem. Vamos acabar com isso." Natsu disse, torturando seu cérebro pela postura correta. Ele tinha uma vaga lembrança de Gray fazendo isso durante sua luta com Lyon, mas ele estava tendo dificuldade em imaginar a gaiola. Gray tinha feito o seu olhar tão. Sua provavelmente seria terrível. Ele tinha acabado de aprender a fazer gelo: escudo, e mesmo isso mal saiu certo. Como ele deveria fazer uma gaiola? As gaiolas eram mais complexas e tinham mais design. Com o cérebro cansado, ele não conseguia nem lembrar como era uma gaiola.

"Não pense muito. Apenas deixe acontecer." Gray disse, notando o quanto Natsu estava se concentrando. Era estranho vê-lo realmente pensar. Natsu inalou profundamente, decidindo apenas fazer o que Gray disse. Foi apenas uma gaiola. Tudo o que ele tinha que fazer era conseguir. Ele simplesmente se colocou na memória de Gray no dia em que ele lutou contra o Lyon. Em vez de lutar com Gray, era ele, e antes mesmo que ele percebesse o que estava fazendo, Gray estava preso em uma gaiola de gelo. Não era tão chique quanto a gaiola que Gray costuma fazer, mas era uma gaiola mesmo assim. "Nada mal. Vamos ver o quão resistente é."

Natsu abriu os olhos assim que Gray usou Fire Dragons Iron Fist, quebrando a gaiola. Ele não podia acreditar em seus olhos. Ele realmente fez isso! Ele usara a fabricação de gelo, e Gray usava magia de matar dragões! Alguém mais conhecia sua magia! Isso o fez se sentir ... muito feliz. Ele amava sua magia e originalmente não gostava da ideia de Gray usá-la. Mas isso o fez se sentir mais próximo do mago de gelo.

"Tudo bem, podemos ir dormir agora!" Natsu disse, socando Gray no ombro de brincadeira. Os dois entraram no templo e voltaram para o quarto, ambos sorrindo como idiotas. Eles passaram por Lucy no caminho que imediatamente parou de repente ao ver seus dois amigos, andando lado a lado enquanto estavam completamente nus.

"Oh, ei Luce! Adivinha o quê? Aprendemos a magia um do outro!" Natsu disse quando eles passaram, permanecendo alheios ao seu rosto chocado. Uma vez que eles foram embora, seu nariz entrou em erupção com sangue.

"Y-yaoi..é real.Erza, é real!"

"Eh? Você está tendo outro ataque yaoi, Lucy?"

"Mas é real desta vez! Eu os vi!"


Notas Finais


Hehe .. pobre Lucy. Eu não sei porque eu fiz dela uma fangirl de Yaoi. Mas por um longo capítulo! Eu vou atualizar eventualmente, eu estou atrasado no dever de casa, então eu posso não ter tanto tempo livre. Mas quando eu atualizar de novo, você sabe que será um capítulo épico. Estes dois estão prontos para este ritual desconhecido que eles aparentemente odeiam. 


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...