História Soul Eater Real World - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Soul Eater
Personagens Black Star, Crona, Death the Kid, Liz Thompson, Maka Albarn, Patty Thompson, Personagens Originais, Shinigami-Sama (Death), Soul Eater Evans, Tsubaki Nakatsukasa
Visualizações 26
Palavras 5.408
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Shounen, Sobrenatural
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ola Ola, aproveitem a leitura

Capítulo 13 - Ultimo Gole


Fanfic / Fanfiction Soul Eater Real World - Capítulo 13 - Ultimo Gole

                                               POV Yian On

 

-Por favor não faz isso- Falei encostado a parede eu não tinha pra onde ir, estava sem camisa e sua mão tocava meu peito e o descia

-Por que não, você quem me provocou, eu não pedi por nada disso- Ela falava colando seu corpo ao meu, seu cabelo caia sobre meu ombro

-Você pode parar, a partir daqui é você quem esta guiando isso

-E você parece estar gostando... – Sua boca me atraia e eu não sei se consigo recusar- Se quiser que eu pare então fale... Ou melhor, me faça parar

                E seus lábios vieram de encontro ao meu, eu senti suas mão em minha nuca e noto que seu corpo se choca contra o meu, eu sinto calor, uma luz passa por trás de nós, mas ela nem liga, e sua mão vem a minha munda e apertou forte, ela era dominadora, eu tento mover o braço mas ela me segura, ela quer que eu me mova para que possa me controlar, ela separa aquele beijo e me encara, sua pele morena me seduz e seus olhos eram maliciosos sua mão apertava minha bunda mas eu nem mostrei reação, ela quer que eu mostre passividade... Mas me mantenho com o olhar firme, e logo ela arranha meu peito sem tirar os olhos do meu

 

-Você é muito quieto, aposto que você tem algo em mente que queira fazer...

-A que se dane- Aceito e a puxo para perto a beijando mais uma vez... Vou me arrepender disso com certeza

 

                               UM DIA ANTES

               

                Levanto a cabeça e vejo de cara Sophia com um largo sorriso, abaixo a cabeça e mais uma vez ela me cutuca, levanto e agora vejo Sophia e Musa, abaixo novamente e mais uma vez me cutucam, levanto e vejo Sophia Musa e Carmeli todas sorrindo, e então abaixo de novo, e dessa vez um tapa me faz levanta e vejo todas seria

 

-Yian, hora de pagar

-Como é?

-Simples, eu lembro de uma certa aposta, onde você tem que cumprir amanha no fim de semana

-A fala serio- Abaixo a cabeça e me levantam pelo cabelo- Tá legal tá, então que...- Levo um chute na canela que Sopchia me deu enquanto me encarava tentando desfarçar- Ta onde quer que eu faça isso- Lembrei que eu teria que fazer outra coisa pra desfarçar...

-No corredor da saída

-Oque? Ai é sacanagem

-Vai logo- Musa fala irritada

                Eu simplesmente vou, eu chego lá e começo a plantar bananeira e me mover com as mãos, eu meio que to pagando duas vezes, e finalmente chego na saída e tem tantos alunos rindo com câmera... Encaro todos com careta e vontade de soca-los, eu espero as meninas que viam logo atrás e gravavam tudo, então seguimos para o apartamento, sim dormir lá é mo batalha, estamos dividindo o quarto bom e eu sempre durmo no chão, mas o guarda roupa cabe todas nossas roupas, começamos a reforma, já tapamos o buraco no chão e botamos um bom piso nele, o andar de cima esta perfeito, ele ta com uma cozinha improvisada e com uma sala pras visitas, o andar de baixo esta praticamente sem paredes e o piso novo também já colocamos uma boa parte, então as meninas sobem e vão se arrumar, eu aproveito cada momento pra mexer na casa, hoje finalmente tirei todos os canos ruins e botei os bons, a água da casa toda esta limpa... O zelador de vez em quando me ajuda oque é bom, ele faz um toca aqui comigo e vai embora, eu mesmo assim não paro e vou concertando oque da ne, Sophia surge  e começa a me seguir de um lado pro outro, e faço questão de entrar no banheiro onde ela tem mais nojo, que já fede menos mas ainda assim fede

 

-Sai dai e vem aqui falar comigo Yiaan!

-Vem você aqui dentro

-Eu juro que se você não sair vou convencer as meninas e botar piso rosa em todos os quartos- Saio imediatamente

-Tá oque foi?

-Quero saber qual das duas você escolheu

-Não ainda não escolhi, vou decidir agora- Pego uma moeda- Escolhe um lado e uma delas

-Carmeli na Cara

-Okay, Cara Carmeli e Coroa Musa- Jogo a moeda que da coro- Então Musa

-NÃO, NÃO VALE- Ela toma a moeda de mim- Você tem que escolher! Nada de ir a sorte

-Assim fica difícil, eu não sei como escolher uma delas, eu não saberia

-Mas tem que escolher sem ajuda de moeda, e tem 30 minutos pra fazer isso se não...

-Seria mais fácil se você fosse

-Oque? Eu?- Ela cora

-É, talvez se você deixar eu levar você ficaria mais fácil- Ela esta corada- É isso mesmo, vou levar você...- Falei caçoando dela

-Não mesmo! Uma delas ou... Ou você vai ter que ir no meio da escola e dizer que é gay e procura um namorado forte a parrudo... Ou melhor, vai chamar aquela brutamontes pra um jantar romântico

-Ta calma... Então já sei, mas antes vou te confundir um pouco okay?

-Oque?

-Ta, então vou levar Musa

-Ótimo!... Espera ai, você vai levar ela por que foi a que caiu na moeda! Não vale!- Ta dando certo

-A então so tenho como levar Carmeli.

-ISSO!... ESPERA- HAHA jaja ela fica mega confusa espera só- Assim eu que escolhi! Não pode você tem que escolher!

-Ta mas se eu escolher Musa quem vai ter escolhido é a moeda, e se eu escolher Carmeli você que terá escolhido, e no final eu não escolhi ninguém- Pronto

-Mas... Mas... – Pronto confundi a menina, ta até saindo a fumaça da cabeça

-Calma calma haha, desculpa fiz de proposito, queria te ver confusa

-Seu.... Hum!- Ela me da socos bobos no meu peito- TEM 3 SEGUNDOS PRA ESCOLHER 3...

-I ai complica

-2!

-Calma deixa eu pensar!

-3

-CARMELI- Droga foi no susto

-Yes, consegui, agora vai lá

-Tá só vou terminar de trocar a afiação do chuveiro

-Não, tem que ser agora, e eu vou fingir que nem esperava viu- Maliciosa essa jovem

-Tá- Subo as escadas e logo estou no quarto, entro no quarto e vejo Carmeli de toalha enquanto penteia seus longos cabelos molhados... Ela me encara enquanto olho, eu escuto o som do chuveiro ligado, Musa deve estar lá, então ando até Carmeli

-Sim?!- Ela pergunta andando para trás

-Eu queria saber se amanha você estaria livre, estava pensando em sairmos

-Eu to livre sim, vamos falar com as meninas e ver onde querem ir...

-Não não, eu to pensando em ir só eu e você- Ela arregala os olhos

-Ooou... – Ela fala se virando para o espelho e olhando para o canto- É... Pode ser... Que horas você esta pensando em ir

-Aaam...- Olho pra trás e vejo Sophia no canto da porta ela faz um gesto com a mão mostrando um dedo... Uma da tarde?! – Que tal irmos almoçar e passar o dia

-A, esta ótimo- Ela se vira com um sorriso simples- Agora pode me dar licença pra eu me trocar?

-Claro- Estou saindo do quarto quando reparo que o chuveiro parou e que Sophia sumiu, saio do quarto e vejo que ela esta com o ouvido na parede

                Eu vou la pra baixo e so quando chego me dou conta de que vou levar uma das minhas parceiras pra um encontro romântico... Termino de arrumar a afiação e descido banhar, subo em silencio e consigo ouvir as vozes das meninas...

 

-Ele te chamou mesmo?! Ainda não acredito- Era Sophia, e ela fingia muito bem em

-Eu achei que ele nunca iria chamar pra evitar qualquer confusão, mas Carmeli tem realmente um poder sobre os homens graças a sua pele morena

-Não fale isso, eu evitei tentar qualquer coisa com ele, lembra que prometemos não tentar nada- Carmeli falou – Eu não sabia como reagir pensei em dizer não mas... 

-Mas...

-Eu não sei, sai um Sim da minha boca e simplesmente foi... Me desculpem eu não devia ter aceito, vou falar com ele que estarei ocupada e me escondo em casa

-Não precisa- Musa fala- Se ele te chamou pra sair talvez ele queira alguma coisa, talvez ele esteja querendo ser gentil com você

-Deve ser por causa da coisa da ressonância, por ter negado faze-la com você aquele dia

-Não deve ser isso, eu não faço ideia e acho que não quero saber! Mas eu so consigo pensar no que ele deve estar planejando...

-Tá, vamos esquecer a confusão e decidir que roupa usar

                Ela realmente esta agindo como se não tivesse sido ela a armar tudo, então bato na porta, elas logo começam a fazer barulhos e indo de um lado pro outro, e logo Musa abre a porta, me olha pra mim sem expressão e logo me deixa entrar, eu vou direto pro chuveiro e logo saio, vejo elas escondendo roupas... Deve estar se decidindo pra amanha, pego uma roupa pra dormir e saio do quaro, me visto em frente a porta, eu entro e quando volto elas estão já deitadas, claro em cima de Carmeli, eu tive que tirar a blusa de tão quente, me deito e a cada momento fica mais quente, logo vejo a blusa de Musa voando... E o sutiã de Sophia... Eu durmo no chão, eu viro pra parede pra evitar as encara... Eu acordo e infelizmente sou o primeiro, se eu levantar vou acabar vendo elas nuas, então fico la deitado sem camisa e percebo que tirei a calça no meio da noite, estou só de box, e o sutiã de Musa esta bem atrás de mim... Uma delas levanta e a primeira coisa que faz e soltar uma risada, logo sinto a mão tirando o sutiã de lá em seguida vem um gritinho fino de Musa seguido pelo de Sophia...

 

-Já estão vestidas ou ainda estão na suruba?- Falei me segurando pra não rir

-Espera que acabamos de sair das preliminares- Carmeli leva um tapa de Sophia, me levanto e me espreguiço com vontade, me alongo por que meu corpo doi por dormir em um colchão fino, eu toco a ponta dos meus pés e olho pra trás e vejo as meninas me encarando de olhos arregalados... Eu lembro estar so de box...- Dou uma nota de 20 pra tirar a box e 70 por uma dança particular

-Ei me respeita... Eu não seria tão barato assim-  Falo já colocando a calça e indo ao banheiro e faço minha higiene, olho pras horas e já é 12 horas... Tomo um banho e saio so de toalha, pego minhas roupas e me troco do lado de fora do quarto, entro e vejo que Musa e Sophia voltaram a dormir, Carmeli esta no banho, bato na porta- Ei, esta quase na hora de irmos, acha que fica pronta antes das 13?

-Eu fico pronta em 20 minutos

-Tá

                Saio do quarto e vou pro pequeno sofá temporário, eu fico la esperando até que vejo a porta se abrir lentamente, Carmeli sai sem fazer barulho... Ela veste uma calça Jeans toda rasgada nas pernas e um tênis de cano médio, sua blusa tem uma estampa falando “Am I a good girl or just you who have not tried anything yet?” eu soltei uma leve risada e me levantei, ela pegou a chave do carro que em seguida tomei dela

 

-Vamos no meu hoje- Falei guardando a chave

-No seu?- Eu levanto meu LongBoard- Não não, eu não ando nisso

-Hoje vai

-Mais rápido de carro...

-Você nem sabe onde vamos, e não pretendo contar- Falo já descendo as escadas- Vem logo

-Isso não vai dar certo...

                Saímos e coloco o Long no chão, eu a faço subir e a ensino a se equilibrar colocando minha mão em sua cintura, logo em seguida subo oque deixa minha coxa colada a dela, ela que se mantem firme, e sempre mantenho minhas mãos em sua cintura, eu começo a remar até chegarmos ao lugar... Era um restaurante pequeno que mais parecia uma cafeteria, nos sentamos e somos atendidos por uma mulher que já começa errada

 

-Olá oque o casal vai querer?

-Não, é... Casal não...- Eu

-São noivos- So piora

-Somos muito novos pra casar- Tentei explicar

-Na verdade aqui em Death City você pode acabar encontrando casais de 18 ou 19 anos quem sabe- Carmeli explicou sem nem olhar para mim

-Nossa... Que legal

-Não é! Então oque o casal vai querer?- Olho pra moça com cara feia- Desculpa, não vai se repetir...

-Não quer saber- Falei abaixando o cardápio- Traga o prato para casais, o com bije

-Ué- Carmeli me olha sem entender enquanto a garçonete sorri confusa

-Tá seu prato sai em 30 minutos- a mulher sai

-Agora explica ai

-Simples, agora somo um casal até segunda ordem

-Por que mesmo?

-Por que tenho certeza de que vamos ouvir isso o dia todo, e que eu vou me irritar, se você aceitar fica mais fácil

-Ta mas do nada assim não da, vai ter que me pedir direito isso ai

-Ué mas eu já pedi

-Quando?

-A um mês atrás não se lembra? Eu tinha feito uma coisa tão linda com as luzes que coloquei no quarto, as flores e até dividimos um baseado

-A então fumamos no nosso momento especial?

-Isso, fumamos juntos no quarto fechados até a noia bater

-A e estamos 1 mês de namoro hoje ne?

-Exatamente milha linda- Segurei a mão dela

-Primeiro nada de minha linda

-Okay

-E eu acho que esqueci do nosso aniversario de 1 mês de namoro sabe meu docinho

-Segundo nada de docinho- Falei a encarando serio

-Okay, e fico magoado por ter esquecido de algo tão importante amor

-Ooooo desculpa, desculpa se não sou tão sentimental quanto você minha menininha de vestido rosa

-Hahaha, desculpa ai mocinho de bota e jaqueta bancando o machão

-A eu te desculpo – Nosso prato chega junto a um suco de morango com uma frutinha presa

-O suco é somente para os casais...

-Olha só, vamos fingir que somos um casal mais vezes- A mossa lentamente tenta tirar o suco, e eu a seguro

-Somo um casal somos um casal- Carmeli confirma e a mulher solta o suco, comemos bem, o prato era grande pra caramba com um bife gigante para dois, e nos tomamos o suco juntos e Carmeli rouba o morango, ela tenta me forçar a comer mais ervilhas jogando as em mim, e eu a forço a comer milho jogando nela, e logo vemos nossa bagunça, mas logo derrubamos o copo... Então lentamente deixo o dinheiro na mesa, e lentamente nos levantamos, lentamente saímos e lentamente subimos no skate... Então saímos em disparada pra evitar pagar a droga do copo...

-Ta deixa eu ver aqui...- Pego um pequeno papel onde anotei onde iriamos

-A deixa eu ver nosso plano pro dia

-Não mesmo gata, estragaria a surpresa... Agora vamos

-Onde?

-Agora eu Shopping-Andamos no Skate por mais alguns minutos e logo chegamos, quando entramos faço questão de segurar a mão de Carmeli que esquenta repentinamente e puxa a mão

-Oque foi isso?

-Ué? Achei que por sermos um casal não teria problema eu segurar sua mão... Tem?

-Si... Não, não tem problema...- Ela estende a mão e logo seguimos andando, algumas pessoas no encaram, tenho certeza de que são pessoas da escola, então compro um sorvete pra Carmeli que esta quente, e claro, ela derruba o dela que derreteu mais rápido, ela tenta pegar o meu

 

-Qual ééé, me da vai amor

-A agora é amor, jurei que eu era so mais um na sua lista

-Não, nunca foi, você é especial, carinhoso e espero que seja eterno enquanto dure, e...- Talentosa, mas meloooosa que o kralho

-A chega não aguento esse drama, toma- ofereço pra ela

-Obrigado..- Ela ila lambendo quando passo em seu nariz- Você ...- Ela estava quente, e logo dou uma lambida no seu nariz- Oque foi isso...- Pela primeira vez eu a vejo corada

-A desculpa, tinha uma coisa em seu nariz e eu limpei

-E precisava ser com a língua?!- Ela fala irritada

-Sim claro- estendo o sorvete a ela e ela toma ele em algumas lambidas, e fica enlambuzada – Calma ai tem um pouco aqui, aqui, aqui e aqui, e mais aqui e mais um pouquinho aqui- Falo lambendo varias partes do rosto dela até só ficar em seus lábios... Eu com o dedo vou tirando e logo coloco o sorvete de meu dedo e coloco em minha boca

-Nossa...- Ela me olha corada

-Oque foi? Não sei o motivo do espanto

-Se não sabe deixa quieto

                Voltamos a andar e assim como toda mulher ela parava em algumas lojas... Mas eram lojas legais, algumas de skate, umas de armas, umas lojas estilo Rock, outra de armas, nos divertimos na loja de brinquedos e pegamos as armas de brinquedos e começamos a atirar um no outro, eu a derrubo e coloco a arma no rosto dela e o joelho em sua barriga

 

-Agora ou se rende o leva chumbo na cara

-Você não ousaria, não depois de nossa noite especial, eu nunca esqueci Fernando montoia del santo reios- Ela fala com um tom de falsa atriz

-Eu jurei que mataria o assassino de meu irmão

-Eu o matei por que te amo, e seu irmão me odiava e agora podemos ficar juntos para sempre Fernando montoia del santo reios

-Desculpe, mas vou cumprir a promessa que fiz a mi madre- Então atiro na cara dela e começamos a rir feito idiotas... E claro que o atendente da loja viu, e lentamente nos levantamos, lentamente colocamos os brinquedos no lugar... E saímos correndo como loucod

-Não acredito que me matou Fernando- Ela continua

-A desculpa eu não resisti, o dedo tava coçando pra puxar o gatilho haha

-Idiota

                Seguimos e compramos os ingressos para um filme de violência qualquer, entramos já com pipoca e refrigerante, entramos na sala e ficamos no fundo, e o lugar esta meio cheio mas nem tanto, o filme começa e claro que é so sangue gritaria e discussão de caras bombados... O filme não é bom

 

-Não acredito que paguei pra ver esse filme- Falei assim que o refri terminou

-Eu so vinha ver filme merda quando era pra ficar de pegação

 -Eu não vejo o problema disso?- Falei pegando o refri dela

-Do que? Não tem problema com filme merda ou com a pegação?

-Com a pegação claro, filme merda não suporto- Falo pegando o gelo de um copo

-Oque vai fazer?

-Olha- Arremesso para trás e tenho certeza de que acertou alguém quando escutei um grito, e então o gelo voa pra frente e longe

-Me da um gelo também Yian- Ela pega e joga pra frente, eu vejo o gelo explodir na cabeça de alguém- Isso foi meio sem querer haha

-Okay, chega de jogar gelo nos outros

-Então oque vamos fazer com todo esse gelo- Ela coloca um dentro de minha camisa

-Aaaaa, eu já sei oque vou fazer com esse- Ela tenta se defender mas eu a seguro- Aceita o gelo como um homem

-Ainda sou mulher

-Aceite como mulher então, fica parada ai- Quando finalmente a seguro eu pego o gelo e coloco dentro de sua roupa, e cai pra frente entre seus peitos, ela trava de imediato... Sinto ficar mais quente, e logo o gelo derreteu- Espera ai você ta com febre

-Febre?- Ela fala ainda com ódio na voz

-É tenho que te esfriar- Começo a passar gelo em seu pescoço, ela aos poucos se acalma e eu esfrego outro cubo de gelo passo de sua nuca ao seu pescoço, ela fecha os olhos e apenas deixa a sensação do gelo a tocar, subo até seu queixo, e deixo descer até próximo aos seus peitos, e mais uma vez os largo entre seus peitos, mas ela não se irritou...- Oque foi agora?

-Nada... Refrescou ... E o filme acabou, vamos

-Sim, tem um ultimo lugar pra irmos

-A tem? Estou ansiosa

                Seguimos até o centro do shopping onde eu vi que estava tendo um Show de luzes e danças, era bem ensaiado e a luz trabalhava com a dança, eu e Carmeli ficamos entretidos por alguns minutos, e quando acabou uma das dançarinas passou por nos e fez uma reverencia, e nos devolvemos, e logo fomos para o lugar planejado, eu chego e vejo aquele restaurante refinado... Eu vejo o recepcionista que nos encara com nojo, ele tem um grande livros com as reservas, ele sai e ficamos sozinhos lá, eu vou até la e mecho na pagina Vip, dou de cara com o nome “Qualquer Evans, mais comum na aréas Soul Eater Evans” Olha so que legal... o atendente volta e me encara, eu estufo o peito e o encaro

 

-Tem reserva senhor- Ele fala de forma esnobe

-Como assim se tenho “Reserva”?- O encarei serio fingindo ser importante- Procure ai o nome Evans- Ele logo da uma tossida como se engasgasse

-O senhor? Um Evans? Não ouse zombar de mim...

-Você quem zomba de mim aqui, vou ligar pro meu primo, ele vai falar com você- Pego o telefone e ligo pro Soul- Soul aqui é Yian, seu primo- Falei esperando que ele percebesse- To no restaurante que você indicou, e queria que você falasse aqui com a desgraça do gerente

-Oque? Ta de sacanagem comigo? Do que você ta falando porra- Ele falou puto

-Fala aqui com ele é so dizer seu nome e... Oque mais você precisa pra confirmar quem eu sou?

-Pare com a brincadeira...- Boto a mão pra frente

-Ei Ei do que você precisa

-Certidão de nascimento

-E sua certidão, so fala logo- Boto o celular no ouvido do atendente

-Sim... Aham... que? 5 grau? Mas ele nem tem os dentes... Bastardo recém firmado... 5 grau... entendido senhor Evans- Ele desliga e parece envergonhado- Desculpa Yian Evans, não me enformaram que era para atualizar a lista, me acompanhem mesa para dois certo?

                Ele nos guia e eu viro pra Carmeli que estava em choque... E eu estou em choque também... E começaram a nos tratar como nobres e isso esta divertidíssimo, e logo o cardápio veio

 

-Então senhor Evans oque vai pedir?- Carmeli falou sarcástica

-Não sei senhorita Evans, oque  você esta pensando em pedir?

-Eu pensei em algo a baixo de 500 reais mas acabei de descobrir que não tem nada desse tipo

-Acho que vou ficar com o pedaço de carne de 700 reais, parece caro

-A vou do prato francês de 900

-Como você e chique

-Então são esse aqui e esse aqui- O garçom faz apontando para os que estavam no cardápio

-Esses- E ele sai deixando um vinho na mesa

                Eu e Carmeli segurávamos a risada mas tentávamos agir como nobres, ela cruza as pernas como uma cama e eu a vejo agir como uma cama esnobe oque é engraçado, os pratos chegam e eles são ridículos, eu e ela terminamos de comer e saímos antes mesmo que a conta chegasse, deixei um papel escrito “Colo     que na conta do Evans” e saímos dali indignados pelo tamanho dos pratos...

 

-Pior fim de encontro- Falei chutando uma pedra

-Já tive piores, eu terminei saindo sem um dos sapatos

-A realmente uma bosta, mas se compara a seu “Namorado” fingindo ser outro cara pra te levar a um restaurante bosta?

-Sim, naquele dia fui ao parque u fui atacada por um cachorro, o cara fugiu e me deixou pra morrer... Maldito Edbar

-Encontro merda com alguém que tem nome merda... Mas ainda não to feliz com esse final, vamos mudar, ainda são só 8 horas, vamos fazer a melhor coisa que se pode ser feita em um fim de semana a noite...

-Beber?

-Exatamente!

                Fomos a uma distribuído e compramos varias garrafinhas de vidro da coisa mais forte que deu pra comprar, e saímos bebendo sem rumo pela cidade, mas então acabamos realmente perdidos, então nos deparamos com uma grade fechada... Depois de bebermos um pouco e vermos que não estamos em lugar nenhum decidimos que não faz mal pularmos a grade, que da em um estádio de futboll americano, não sabia que tem isso aqui... começamos a andar pelo campo e jogar garrafas de um lado pro outro, chutei uma que foi longe mas não fiz ponto, fazer oque, então só tinha mais uma garrafa, e eu tinha certeza que era minha, e Carmeli decidiu que era dela, então começamos uma mini luta, até que a derrubo no chão e fico sobre ela, onde minha perna se laçava a minha, e eu segurava seu pulso acima de sua cabeça, nossos rostos estavam próximos...  Então me sento sobre sua cintura, e abro a ultima garrafa e em poucos goles estou na metade, paro de beber e logo coloco na boca de Carmeli que bebe sem medo, sobrando apenas um resto pra mais um gole

 

-O ultimo gole é sempre o pior...- Carmeli falava fazendo seus dedos dançarem sobre meu peito

-Por que acha isso?- Perguntei esfregando a garrafa ainda gelada no rosto dela

-Por que é sempre o mais gostoso, ele parece não acabar, ele faz os outros goles parecerem nunca terem acontecido... E quando pensa que ele não vai acabar... Acabou, e deixa aquele gosto doce na boca, e deixa o desejo de querer mais, e depois dele a boca fica seca...

-É pensando assim, é a pior coisa que pode acontecer... Mas sei de um jeito de fazer o gole durar mais...

-Como?

-Apenas veja- Me deito e levanto sua blusa vendo apenas seu umbigo... Eu derramo a bebida lá e ele fica la perfeitamente, e Carmeli encara com um sorriso, eu solto uma leve risada e logo começo a tomar a bebida, que assim como ela disse, erra o mais saboroso, e parecia que não ia acabar nunca... Até que acaba, e a vontade fica na mais fica, mas antes de sair dali dou uma lambida em seu umbigo

-Jeito divertido de terminar a bebida, se tivesse mais eu faria hahah

Estou ainda próximo ao seu umbigo quando escutamos alguém nos gritando, vemos o guarda surgindo, eu levanto e puxa Carmeli, então corremos para dentro do estacionamento onde nos escondemos e damos um perdido no guarda, mas nos escondemos atrás de uma espécie de corredor que levaria as saídas, ele esta passando bem perto com a lanterna mas não nos nota... Eu colo Carmeli a parede, junto nossos corpo e ela desvia o rosto pra não se chorem, mas ela tem um olhar distante, ela evita se mantes colada a mim sem evitar e logo escuto um sussurro vindo dela

 

-A que se dane- Em seguida ela me segura pela cintura e me gira me colocando contra a parede, ela me beija... Um beijo quente onde ela pressiona seus lábios conta o meu, um beijo sem língua, e sem respirar, logo ela se separa- ela tira minha jaqueta e sem querer rasga a gola de minha blusa, e ela deve ter pensado “Já rasguei um pedaço mesmo” e rasgou o resto de um só vez...

                                               POV Yian On

 

-Por favor não faz isso- Falei encostado a parede eu não tinha pra onde ir, estava sem camisa e sua mão tocava meu peito e o descia

-Por que não, você quem me provocou, eu não pedi por nada disso- Ela falava colando seu corpo ao meu, seu cabelo caia sobre meu ombro

-Você pode parar, a partir daqui é você quem esta guiando isso

-E você parece estar gostando... – Sua boca me atraia e eu não sei se consigo recusar- Se quiser que eu pare então fale... Ou melhor, me faça parar

                E seus lábios vieram de encontro ao meu, eu senti suas mão em minha nuca e noto que seu corpo se choca contra o meu, eu sinto calor, uma luz passa por trás de nós, mas ela nem liga, e sua mão vem a minha munda e apertou forte, ela era dominadora, eu tento mover o braço mas ela me segura, ela quer que eu me mova para que possa me controlar, ela separa aquele beijo e me encara, sua pele morena me seduz e seus olhos eram maliciosos sua mão apertava minha bunda mas eu nem mostrei reação, ela quer que eu mostre passividade... Mas me mantenho com o olhar firme, e logo ela arranha meu peito sem tirar os olhos do meu

 

-Você é muito quieto, aposto que você tem algo em mente que queira fazer...

-A que se dane- Aceito e a puxo para perto a beijando mais uma vez... Vou me arrepender disso com certeza

                Eu a beijo segurando sua cintura e sua nuca, ela que sem medo me segura pela bunda e pela nuca, eu sinto ela morder meu lábio enquanto puxa meu cabelo e o bagunça, e desce a mão me arranhando, eu vou levando minha mão a sua bunda mas ela me segura, coloca minha mão contra a parede e separa o beijo, ela começa a beijar meu pescoço e vai ao meu peito onde continua beijando, sinto seu corpo quente, ela volta ao meu rosto e me encara

 

-Seu olhos são muito azuis... quando esta claro eles são lindos mas no escuro... Eles se tornam assustador...

-Tem medo de quando me encara?- Falo sentindo que sua mão segura o meu  pulso e leva os dois pulsos até em cima de minha cabeça

-Tenho... Yian, o dia todo você brincou comigo mas não fez nada... Tive que tomar uma atitude

-Eu não fiz de proposito

-Não, mas pelo que vejo você mesmo sem querer é uma tentação... Até agora quando esta sobre controle, sem reagir, e mesmo assim mostra um olhar firme, incapaz de se curvar...

-Eu não me curvaria sem um bom motivo...

-E se eu tiver um bom motivo escondido em minha calça- Ela fala com um olhar serio e ainda dominador

-Eu acho que talvez seja um bom motivo dependendo do que for

-Dessa e descubra então- Solto uma leve risada antes de me abaixar

                Ela abaixa a calça lentamente, em todos os momentos ela age como se realmente fosse o dominador, e até agora é mesmo, fico de cara com sua calcinha vermelha, ela a coloca um pouco para o lada e posso ver seu intimo, que mesmo moreno nos lábios é rosado por dentro, e logo eu vou direto até ela, coloco todo em minha boca, desfiro lambidas e chupões, ela geme sem medos nem escrúpulos, ela segura firme em meu cabelo, eu me curvo mais para alcançar todo seu intimo, eu a chupo do começo ao fim, coloco minha linha dentro dela, e seu sabor substitui o da bebida que continuava em minha boca, ela se afasta e me deixa com um fio de seu mel... Eu a encaro e vejo que ainda esta quente... Mas estamos ficando sem tempo, eu levanto sua calça e ela parece meio triste, então eu a beijo mais uma vez, saímos de la pelo mesmo lugar que viemos, eu a coloco sobre o Long e seguimos para o apartamento, ela que se segurou firme a mim, e logo chegamos no apartamento vazio... Ela me encarava com malicia e eu sabia oque ela queria, me deito na cama e ela se deita em seguida e leva a mão a minha calça, ela tirou minha box e pegou em meu membro, ela começa a me masturba enquanto me encara para ver minhas reações, eu que controlo e evito esboçar qualquer reação para não dar a ela essa vitória, eu estava cada vez mais perto de gozar quando escutamos o som da porta, Carmeli se joga no banheiro e eu me deito no colchão que fica no chão e coloco a calça e o box de volta

 

-Oii? Já chegaram? Temos pizza pra vocês?- Era Sophia e Musa.... Ainda bem ne? São as únicas pessoas além de mim e Carmeli que tem a chave

-Aqui em cima- levantei a mão

-Te achamos, vai de calabresa ou portuguesa?

-As duas na verdade, to morto de fome

-E como foi o encontro- Na mesma hora que ela fala Carmeli surge so de toalha, ela molhou o cabelo so pra desfarçar

-Foi divertido e terrível, Yian foi um... Foi ele sendo ele

-Imagino, queremos detalhes depois viu mossinha

                Comi bastante pizza, e eu vejo a blusa de Carmeli jogada com a frase “Am I a good girl or just you who have not tried anything yet?” que me deixou em duvida…


Notas Finais


Obrigado por ler e comentem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...