1. Spirit Fanfics >
  2. Soul soundsMDZS-AU >
  3. Capítulo 4

História Soul soundsMDZS-AU - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Capítulo 4


"Lan zhan, não se preocupe, eu vou ficar bem, prometo que não vou colocar fogo na sua casa" Wei Wuxian falou em meio a risadas.

"Hm" ele acentiu, mas após ouvir aquele frase, Lan WangJi temeu que realmente aquilo pudesse vim a aconteceu.

Wei Wuxian ia passar a manhã inteira sozinho enquanto WangJi iria ao hospital se informar sobre o estado de sua mãe, ele não queira realmente deixá-lo ali, mas Wuxian insistiu que aquele assunto era algo pra ser atestado apenas diante da família.

"Sua mãe está te esperando, vá logo!" Disse enquanto empurrava WangJi pra fora.

Lan WangJi deu um último olha em direção a casa e pediu aos céus que ela continuasse inteiro quando ele retornasse.

Ao chegar no hospital, Lan WangJi encontrou o irmão na recepção, o rapaz parecia inquieto e um pouco cansado.

"Irmão?" Lan WangJi chamou enquanto se aproximava.

"WangJi, você veio sozinho?"  Lan Xichen ergueu a sobrancelha confuso.

"Sim, Wei Ying está na nossa casa"

"Bom..."

"Por que está aqui?" WangJi observou a cara aflita do irmão.

"Sente aqui" chamou enquanto enquanto se sentava em um banco próximo ao corredor.

"Algo aconteceu com nossa mãe?" WangJi ficou alarmado.

"Ela passou mau ontem a noite, mas já está melhor, não se preocupe" Lan Xichen segurou o braço do irmão quando ele fez mensao que iria se levantar "Ela realmente está melhor, o problema é outro... Nossa mãe decidiu não fazer mais a cirurgia" falou em um lamento.

"Como? Por que?"

"Nós conversamos com o médico ontem a noite, ele informou que seria nescessário que nossa mãe fizesse uma histerectomia e logo após voltaria a um novo processo de quimioterapia bem mais intenso, ele está esperançoso, mas deixou claro que será um cirugia delicada, afinal nossa mãe está frágil, a muito riscos..." Lan Xichen engoliu a seco "porém não existe uma segunda alternativa. Nossa mãe foi contra, disse que prefere morrer pelo câncer do que em uma mesa de cirugia."

"Ela quer apenas se entregar?..."

"WangJi, não fale isso a ela, nossa mãe em lutado muito, ela tem direito de decidir, vamos apenas apoia-la, isso não cabe a nós" Lan Xichen pediu, mesmo que sua voz conhece grande amargura, como se a frase também fosse disferida a si mesmo.

"..."

Lan WangJi ficou em silêncio por um longo tempo, depois de acalmar seus pensamento ele se levantou e seguiu para o quarto de sua mãe.

"WangJi querido" ela sorriu ao ver o filho "tire essa carranca da cara, imagino que já soube" falou de maneira descontraída "Não fique assim, o que a de errado em querer mais tempo com meus filho?"

"A senhora deveria ter uma longa vida" WangJi falou ao se sentar próximo a ela.

"WangJi eu tenho quarentena e oito anos"

"Gostaria que eu vivesse apenas até os quarenta e oito?"

"Dessa vez você me pegou" falou sorrindo para o filho.

"Como foi ontem a noite? Dormiram juntos?" Ela perguntou na tentativa de mudar de assunto.

"Sim..."

"O que??? Vocês realmente dormiram juntos?" Exclamou boquiaberta.

"Não como você está imaginando, apenas dormimos" WangJi encolheu os ombros e começou a explicar melhor.

"Entendo..  Você já pensou na possibilidade daquele garoto sentir o mesmo por você? ele te olha com tanto carinho"

"Ele é assim com todo mundo" Lan WangJi suspirou.

"Meu filho, deixe seu coração te guiar, não seu cérebro, o mente de alguém apaixonado nunca funciona direito, torna qualquer um pessimista"

"Sou realista"

"É cego, isso sim, que pessoa se enfia debaixo das cobertas de outro e diz que nunca quer sair do seu lado sem nem ao menos está apaixonado? Ou faz uma viajem de fim de semana para conhecer a família do colega de maneira tão empolgada? WangJi, meu filho, por acaso te falta algum neurônio? Estou preocupada com sua capacidade de raciocínio" ela falou irritada.

"Você não o conhece direito"

"Não precisa nem conhecer, basta ponderar a situação com sensatez" concluiu.

WangJi apenas bofou, sabia que sua mãe era tão cabeça dura quanto ele, desejava de todo coração que ela pudesse está certa, mas ele não imaginava a possibilidade de Wei Wuxian gostar de homens, principalmente sendo ele a sempre estava rodeado de garota durante as aulas, quelas lembrança fez seu coração doer.

"Mãe..."

"Nao insista, eu prometo que pensarei sobre a cirurgia, mas é algo que ainda irei discutir com seu pai, por hora vamos apenas mudar de assunto" ela pediu gentilmente.

WangJi não iria insistir, gostando ou não aquilo não era sua decisão, não estava em suas mãos, mesmo se tivesse ele não saberia o que escolher, ele entendia o quanto deveria ser doloroso pra sua mãe, já que também estava sendo pra ele. Eles conversaram durante toda a manhã até que finalmente chegou a hora de voltar, ele e Wei Wuxian retornar a Pequim durante a noite, o resto da tarde ele tinha decidido levar Wei Wuxian a um lugar na qual sua mãe recomendou. Após beijar delicadamente a testa de sua mãe como já era de costume, eles ficaram um longo tempo preso em um abraço apertada.

"WangJi, sua mãe tem muito orgulho de você" ela falou enquanto acariciava o rosto do filho.

Lan WangJi sorriu minimamente, seu coração estava pesado, ir embora sempre era a parte difícil, ele sempre sentia a sensação de que poderia ser a última vez a vela ali, sorrindo em direção a ele.

Ele se despediu do irmão e retornou pra casa, sua mente ainda estava nublado, ele gostaria de ter ficado mais, porém sabia que geraria uma nova discussão e agora não era momento pra algo assim.

Ao chegar em frente a casa ele notou que havia fumaça saindo pela janela, seu coração parecia prestes a sair pela boca, Wei Wuxian realmente tinha posto fogo na casa?

Ele abriu a ponta as pressas e partiu em direção que vinha a fumaça, Wei Wuxian estava tossindo ao lado do fogão, tinha conseguido a proeza de queimar todas as comidas que que estava preparando. Lan WangJi após se acalmar um pouco correu pra ajudá-lo. Dpois de reparar a bagunça ele voltou novamente sua atenção para Wei Wuxian que estava calado, com um olhar triste e aparentando está bastante envergonhado.

"Lan zhan, eu queria fazer o almoço pra você... Queria compensar de algum modo por você ter me trazido a essa viagem, eu estraguei, me desculpe" Wei Wuxian falou enquanto acariciava mão.

Lan WangJi se aproximou dele e segurou seu pulso com firmez, havia uma grande queimadura na palma de sua mão, aquilo fez com que WangJi ficasse aflito.

"Não é nada de mais, nem está doendo" Wei Wuxian tentou conforta-lo, mas era óbvio que se tratava de uma mentira, já que bastou Lan WangJi fazer menção que irá tocar pra que o rapaz fizesse uma careta nervosa.

Lan WangJi o sentou e uma cadeira e saiu por alguns instantes, trazendo uma pequena maleta de primeiros socorros. Ele retirou um pequeno frasco de dentro e molhou um algodão. A sensação sobre a queimadura foi aliviante, logo depois ele colocou um curativo pra queimaduras e enrolou a mão em um atadura.

"Obrigada" Lan WangJi falou.

"Pelo que?"

"Por tentar"

"Lan zhan, me desculpe por estragar sua cozinha" Wei Wuxian falou envergonhado.

"Tudo bem, apenas tenha cuidado, não se machuque mais" falou finalmente largando a mão do rapaz.

"Você é um anjinho" Wei Wuxian falou enquanto coçava o nariz do maior "E agora, o que vamos comer?" Disse se virando pra olhar a comida queimada.

"Vou te levar a um lugar" falou enquanto buscava sua atenção.

"Onde?" Perguntou curioso.

"Saberá quando chegarmos"

"Por que está tão misterioso, por acaso vai me sequestrar?" Falou maliciosamente.

"Talvez"  WangJi entrou na brincadeira "vamos"

Wei Wuxian passou toda a viagem criando teorias sobre onde WangJi iria levá-lo, mas todas foram descartadas pelo próprio, ele se divertia hora observando a paisagem e hora cantarolando canções que ele próprio inventava, algo que fazia o coração do maior aquecer em ternura.

Foi apenas uma hora de viajem até eles chegarem em uma pequena fazenda afastada da cidade.

"Recanto nuvem?" Wei Wuxian perguntou enquanto lia a placa no portão.

Lan WangJi apertou o pulso do outro e o guiou ate um pequeno campo com uma árvore de folhagem espenssa, na qual lhe proporcionavam uma boa sombra. Forrando uma fina manta abaixo dela, Lan WangJi começou a retirar de uma certa várias frutas e doces que ele mesmo havia preparado.

"Quando você fez tudo isso?" Wei Wuxian ficou boquiaberto.

"Hoje pela manhã" Lan WangJi respondeu enquanto dava de ombros.

Após se sentarem, Wei Wuxian não perdeu tempo em experimentar um pouco de cada coisa, em especial uma torta coberta de chantilly, sujando todo o rosto no processo. Lan WangJi riu  ao notar como ele era semelhante a uma criança, pegando um guardanapo ele o ajudou a se limpar.

"Você ainda não me falou, que lugar é esse?"

"Quando meu tio era vivo eu e meu irmão morávamos aqui com ele... Já faz muitos anos"

Wei Wuxian percebeu o olhar triste do outro, decidiu apenas mudar o rumo do assunto "É muito bonito, trás uma sensação de paz. Você tem sorte, a maioria das pessoas que vivem na cidade passam a vida sem nunca experimentar essa sensação, vivem apenas em meio ao barulho e agitação, todo mundo se torna um pouco surdo quando se tem de viver em meio ao caos, elas tendem a se adaptar a isso, é bem triste, não sobra tempo para apreciar a vida verdadeiramente."

"Você me faz apreciar melhor a vida" Lan WangJi falou sem ao menos mudar o tom.

"Lan Zhan..." Wei Wuxian ficou envergonhado "Não fale esse tipo de coisas sem saber quais efeitos suas palavras podem causar" disse enquanto se levantava.

"Quais?" Lan WangJi perguntou, mas o garoto já havia corrido pra longe, se aproximando da árvore ele usou uma faca par agravar algo ao tranco e logo após começou a escala, WangJi se aproximou para olhar, com uma caligrafia desajeitada estava escrito 'Wei Wuxian esteve aqui' com um espaço enorme depois do nome, ele apanhou a faca que o garoto havia jogado e completou a frase.

'Wei Wuxian e Lan WangJi estiveram aqui'.

Logo depois ele ergue o olhar e observou o outro sorrindo de cima, enquanto o encarava satisfeito.

De baixo Lan WangJi gritou "Não está com medo?" Na verdade ele não estava em uma grande altura, mas isso não evitou que WangJi se preocupasse.

Wei Wuxian sorriu "Se eu cair sei que você vai me segurar"

Lan WangJi se aproximou mais do galho que o menor estava em pé e estendeu os braços em direção a ele, em um impulso repentino o menor finalmente pulou, como esperado ele foi pego por WangJi e o pressionou em um abraço.

Após se separarem o maior respondeu com um sorriso "sempre!"


Notas Finais


Termino no próximo capítulo
\(๑╹◡╹๑)ノ♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...