1. Spirit Fanfics >
  2. Soul Tones >
  3. Capítulo 1 - Cinza

História Soul Tones - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Eu espero que gostem! Vou trabalhar no quanto der nessa história, se tiver uma avaliação boa. Estou aberto a críticas e comentários ❤️

Capítulo 1 - Capítulo 1 - Cinza


Fanfic / Fanfiction Soul Tones - Capítulo 1 - Capítulo 1 - Cinza

Era um dia chuvoso, numa manhã fria e cinzenta. Lilya Smith teria acordado cedo aquela manhã se não fosse por seu meio irmão Félix Davies, que atrasou o relógio uns 40 minutos enquanto ela dormia.

- Félix! — disse Lilya impaciente — eu vou me atrasar pro meu primeiro dia de aula por sua...

Lilya fora interrompida por um homem alto e forte, e esse era seu padrasto Walter Davies, que a odiava por algum motivo que ele nunca quis dizer.

-Você vai se atrasar porque quis. Teria visto que o relógio fora atrasado na noite passada se realmente se importasse em acordar cedo. Francamente, você é uma decepção pra sua mãe e pra mim. Não sei como ela ainda a suporta.

Ainda perplexa com as palavras que Lilya escutara de seu padrasto, a garota levantou da cama e se arrumou o mais rápido que pôde. Ela mal encostara na torrada quando sua mãe, Mary Smith, uma mulher magra e pálida chegara na cozinha.

- Não vai. Esta é uma das poucas torradas que sobraram. Beba um copo de água e vá logo para a escola. — disse a mulher, num tom sádico.

Lilya quase nunca fora feliz dentro de sua casa, já que James Smith, seu pai, morrera quando ela ainda tinha apenas 5 anos, em um acidente de carro. Sua mãe nem sempre foi sádica e tristonha como é, mas isso se dá porque Walter bate nela, mas com medo de que o pior aconteça, Mary não diz ou faz nada.

Enfim, Lilya agora se encontrava andando até a escola, junto de um guarda-chuva preto, enferrujado e meio sujo, pensando se pelo o menos neste ano ela estaria livre do bullying que tanto sofreu nos últimos anos. Afinal, agora ela está no seu terceiro e último ano do ensino médio.

Pelo o menos, nada em seu percurso deu errado. A menina andara pensando se iria preferir passar o dia numa escola ou em uma casa com pessoas abusivas (pessoas das quais ela não via como família há muito tempo). Lilya mal percebera quando já havia chegado em sua escola. A primeira impressão que se pode ter é que era uma escola grande, de 3 andares, paredes branco casca de ovo e algumas pichações nas partes laterais da mesma. Provavelmente a garota andara rápido até a escola, pois o sinal para a entrada tinha acabado de tocar. A sirene tinha um zumbido tão fino, que quem a ouve de perto fica com o ouvindo zoando por uns 20 minutos. Lilya se apressou para entrar no colégio, mas acabou esbarrando com um dos garotos menos populares da escola. Andrew Thomas, um garoto alto, pele pouco morena e olhos castanho-claro que viraram cor-de-mel à luz do sol.

- Ah ha, me perdoe Lylia, eu realmente não queria esbarrar em você – disse Andrew, num tom tímido, mas desesperado.

Lylia se impressionou que o garoto sabia seu nome. Andrew estaria desta vez no segundo ano, ele e Lylia jamais haviam conversado. E então, a garota o disse:

- Ah, não se preocupe... é... como é seu nome mesmo?

O garoto deu um leve sorriso - É Andrew. Andrew Thomas.

- Tudo bem Andrew, eu, bom, eu vou me atrasar, mas de qualquer jeito não se importe muito com isso. Até uma outra hora. – A garota disse, dessa vez deixando Andrew para trás, dando passos largos e rápidos.

Lilya agora estava indo em direção à sala em que estaria sua turma, e ficou bem perdida, mas conseguiu encontrar graças à uma funcionaria que a guiara até sua classe.


Notas Finais


Eu tentei não fazer o capítulo muito grande porque, apesar dessa história ser uma que eu queira muito escrever, o primeiro capítulo é um teste pra ver se vai dar certo :P
Espero que tenham gostado, de verdade.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...