História Soulmate (Imagine Jaehyun) - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Doyoung, Haechan, Hansol, Jaehyun, Johnny, Kun, Lucas, Personagens Originais, Taeil, Taeyong, Ten, Winwin, Yuta
Tags Imagine, Imagine Jaehyun, Imagine Nct, Soulmate Au
Visualizações 651
Palavras 1.378
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorou, mas chegou ~~ Desculpem por qualquer erro e leiam com carinho <3

Capítulo 15 - Parte 15 - Seguindo em frente?


Fanfic / Fanfiction Soulmate (Imagine Jaehyun) - Capítulo 15 - Parte 15 - Seguindo em frente?

Você passou um tempo pensando no que seria melhor, seguir em frente ou ficar no agora, e sinceramente, a segunda opção não parecia ser a coisa certa, mas você estava presa nisso e não sabia como escapar. Quando conheceu Taeyong, você sentiu que talvez ele fosse a pessoa que te levaria embora de todo esse conflito, mas quanto mais vocês conversavam, mais você pensava em Jaehyun. Você iria esquecer dele, você acreditava nisso, mas era difícil deixar tudo pra trás de uma hora pra outra.

"O mais estranho de tudo isso, é que quando eu paro pra pensar nele, eu só lembro das coisas boas..." Você estava deitada no sofá da sua sala. Yuta estava na poltrona do lado, nas últimas semanas ele tinha se tornado um de seus amigos mais próximos. "Eu olho pro colchão vazio embaixo da minha cama e penso que o Jaehyun deveria estar lá..."

"Você gosta dele, né?" O japonês disse, enquanto mexia no celular.

Você colocou o braço sobre os olhos. "Eu me tornei o que eu mais temia!"

"O que?"

"A garota que sofre por paixão não correspondida!" Você se sentou num pulo. Admitir que sentia coisas por Jaehyun era mais desconfortável do que parecia.

"Não correspondida? Você esqueceu da carta?" Ele perguntou, confuso.

"Aquela carta não importa! Eu até joguei fora!" Você rolou os olhos. "O Winwin me ligou pra dar a resposta do sonho e sabe o que ele disse? Que o Jaehyun cortou nossa ligação porque aparentemente, quando as pessoas ficam em coma elas podem fazer isso!"

"Sério?" Yuta franziu a testa.

"Sim! E agora ele tá lá super feliz, colocando relacionamento sério no Facebook, enquanto eu estou aqui, sentada numa sala, te enchendo o saco com meus dramas!" Você reclamou. Yuta começou a rir, mas ele percebeu que era errado e se segurou.

"Por incrível que pareça, eu te entendo. Já passei por uma situação parecida." O garoto falou, se inclinando para colocar o celular sobre a mesa de centro. "E você não tá enchendo meu saco."

"O que você quis dizer com 'por incrível que pareça'?"

"Não é normal um cara como eu ser rejeitado!" Ele disse, cheio de si. "Eu sou lindo, atlético e falo mais de um idioma!"

"Se você continuar falando, eu vou acabar passando mal de desgosto!" Você se levantou e foi pegar um copo de agua.

"Ei, você não tinha outro encontro com o Taeyong hoje?" Yuta perguntou da sala.

"Tenho. É daqui a duas horas, mas eu não to afim de ir." Você voltou com o copo de água e sentou-se no mesmo lugar.

"Por que não?"

"Já vai ser nosso quarto encontro."

"E daí?"

"Sei lá... Isso já é bastante tempo. Eu tenho medo que ele me peça em namoro ou algo do tipo. O Taeyong é legal, mas não sei se é pra mim."

"Você só vai descobrir se tentar." Yuta disse, se levantando. "Eu vou embora agora. Não quero atrapalhar enquanto você se arruma pra sair." Ele pegou as coisas dele no centro e saiu. "Até logo!"

"Até..."

Assim que Yuta foi embora, você deitou no sofá novamente. Por que era tudo tão difícil? Nem Taeil foi tão difícil assim. Sua cabeça estava tão cheia de coisas, que você sentia que a melhor coisa a fazer fosse ficar deitada no sofá e não pensar em nada. Parecia que cada passo que você dava tinha uma armadilha te esperando. Talvez, no fim das contas, Yuta estivesse certo. Você precisava seguir em frente e esquecer, só assim você poderia se tornar aquela jovem vívida de alguns meses atrás.

Você decidiu seguir em frente, apesar do que poderia acontecer nesse encontro, você iria seguir seu coração e fazer o certo.


Você: Taeyong? De que horas você vem?

Taeyong: Eu largo do trabalho daqui a alguns minutos, daí eu vou pra casa me arrumar e depois passo pra te pegar.

Você: Tudo bem. Estou ansiosa!

Taeyong: Eu também ;)


A noite passou voando. Você e Taeyong foram ao cinema no fim da tarde. Foi um encontro bem tranquilo e você se divertiu bastante, por alguns minutos você se sentiu desconectada da sua vida normal e apenas curtiu o momento. Depois disso, vocês dois foram para seu apartamento. Taeyong disse que queria cozinhar algo para você, o que foi bem legal da parte dele.

Você estava sentada na bancada da cozinha, enquanto o observava cozinhar.

"Eai, como tá indo o jantar?" Você perguntou. "Faz tempo que eu não como lasanha!"

"Então você está com sorte! Todo mundo elogia minha lasanha!" Taeyong disse, colocando o prato no forno.

"Veremos..." Você sorriu e o garoto deu um riso de canto.

Depois de tirar as luvas e o avental, ele arrodeou a bancada e se sentou na cadeira ao seu lado, fitando cada detalhe seu.

"Eu trouxe um presente pra você!" Ele disse.

"Um presente?!" Você levantou as sobrancelhas, animada. "O que é?"

"É uma surpresa!" Taeyong falou. "Mas eu tenho certeza que você vai gostar!"

"Eu não tenho nenhum presente pra você... Agora eu estou me sentindo meio mal."

"Não precisa me dar nada em troca, sério!" Ele falou. "Apenas... Você verá!" Ele sorriu e te encarou. Os olhos dele eram bastante atrativos, você tinha que confessar. Taeyong se aproximou de você e colocou a mão sobre sua nuca, seus lábios estavam quase se tocando quando a campainha os interrompeu. Vocês se afastaram e observaram a porta.

"Será que é algum dos seus roommates?" Ele perguntou.

"Que estranho... Eles saíram pra uma rave hoje cedo e só iam voltar amanhã." Talvez Yuta tivesse deixado alguma coisa antes de ir embora.

Você se levantou e foi até a porta e ao abri-la, teve a supresa de se deparar com a pessoa que você menos imaginava: o próprio Jung Jaehyun. Ele estava numa camiseta verde e um jeans rasgado simples.

"J-Jaehyun? O-O que você tá fazendo aqui?" Você perguntou, nervosa. Isso só podia ser um pesadelo.

"Oi, eu vim pegar minhas coisas que eu deixei aqui." Ele rapondeu tranquilo. "Eu mandei uma mensagem pra Emma e ela disse que eu podia vim hoje." Realmente, isso só podia ser obra da Emma.

Nesse momento Taeyong apareceu por trás de você.

"Oi, tudo bom?" Ele perguntou.

"Oi... Você é?" Jaehyun questionou.

"Taeyong." Ele estendeu a mão e o outro o cumprimentou. "Eu e a S/N estamos saindo faz umas semanas." Você agradeceus aos deuses por Taeyong ter deixado isso claro, mas ao mesmo tempo um sentimento de culpa tomou conta de você.

"Esse é o Jaehyun." Você interrompeu a conversa. "Meu antigo roommate!" Você disse, omitindo o fato de que eram soulmates, pois você não queria que Taeyong pensasse que vocês tinham algo.

"Prazer em conhecer." Jaehyun disse. "Bem, eu vou pegar minhas coisas..." O garoto passou por vocês e foi para o quarto. Você sentiu um clima pesado no ambiente, mas talvez fosse apenas você.

Você e seu companheiro ficaram em silêncio na sala, esperando Jaehyun voltar e ir embora. Por sorte, ele não demorou muito para ele aparecer.

"Eu já peguei tudo aqui." Jaehyun olhou para você e depois para Taeyong. "Foi mal se eu atrapalhei qualquer coisa! Valeu aí, Gorila!" Ele disse e foi embora, te deixando completamente pasma. Gorila? Você tinha ouvido isso direito?

Você respirou fundo e Taeyong te olhou de canto.

"Esse Jaehyun dormia no mesmo quarto que você?" Ele perguntou, curioso.

"Sim, por que?"

"Sei lá... Só é un pouco estranho ele dividir o quarto com uma garota, sendo que o Hansol tem um quarto só pra ele."

"Que? A gente não tinha nada, tá bom? É sério! Ele é só um garoto estúpido que eu tive o desprazer de conhecer! Ele ficava me chamando de Gorila e me irritando o dia todo! Foi um livramento ele ter ido embora! E além do mais, ele tem namorada! Pode ir lá checar o facebook dele! Tem escrito bem grande 'Em um relacionamento sério com uma tal de Elise'!" Okay... Talvez você tenha exagerado demais.

Taeyong ficou um pouco sem reação ao ouvir aquilo e decidiu mudar de assunto, mas pra ser sincera você não sabia se isso era um bom sinal ou não.

O resto do encontro foi um tanto estranho. O clima entre você e Taeyong não estava tão descontraído quanto antes e isso era tudo culpa sua. Acabou que vocês jantaram e seu par foi embora rapidamente, sem tocar no assunto do presente outra vez.

Você se jogou no sofá e viu uma mensagem de Yuta.


Yuta: Como foi o encontro?

Você: Acho que estraguei tudo...


Notas Finais


É isto, amores! Espero que vocês estejam gostando do rumo da historia e eu espero não ter decepcionado ninguém até aqui ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...