História Soulmate (Imagine Jaehyun) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Doyoung, Haechan, Hansol, Jaehyun, Johnny, Kun, Lucas, Personagens Originais, Taeil, Taeyong, Ten, Winwin, Yuta
Tags Imagine, Imagine Jaehyun, Imagine Nct, Soulmate Au
Visualizações 592
Palavras 1.165
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Preparem o coraçãozinho que esse capítulo não está fácil de lidar! ❤

Capítulo 8 - Parte 8 - Erros.


Fanfic / Fanfiction Soulmate (Imagine Jaehyun) - Capítulo 8 - Parte 8 - Erros.

“S/N, precisamos cortar nossa ligação.” Ele disse e você gelou, suas mãos começaram a suar. Você não sabia se tinha entendido direito.

“Cortar?” Você piscou algumas vezes.

“Sim.” Ele pôs as mãos nos bolsos e abaixou a cabeça. “Eu estou apaixonado por essa garota e eu não posso fazer ela feliz enquanto nossa ligação existir.”

Ele respirou fundo e continuou.

“Eu tentei ao máximo tentar viver com isso, mas quanto mais o tempo passa mais eu vejo que eu estou a fazendo miserável e eu não posso continuar com isso… Desculpa, S/N…”

Ao ouvir isso seus nervos ficaram à flor da pele. Milhões de pensamentos turbinaram a sua mente, e lágrimas começaram a cair de seus olhos. Você não conseguiu pensar duas vezes antes de se levantar e dar um tapa no rosto de Jaehyun.

“Você é um idiota!” Você começou a falar, ofegante. “Mesmo depois de ver com seus próprios olhos e com seu próprio corpo como eu estava me sentindo, você vem atrás de mim só pra discutir seus próprios interesses?” O garoto continuou estático, sentado no mesmo lugar aonde você bateu nele, enquanto seu tom de voz começava a aumentar. “Você não consegue me respeitar nem por um momento?” Você se virou de costas para secar as lágrimas.

“S/N-”

“Cala a boca!” Você tornou-se a ele. “E sou uma burra por pensar que você tinha começado a se preocupar comigo! Você disse que era meu amigo, mas tudo que você queria era fazer as coisas pro seu próprio beneficio! Você é egoísta e manipulador e ainda tem a coragem de vir aqui, numa casa que nem é sua, pra me oferecer um falso apoio!”

Jaehyun se revoltou ao ouvir aquilo e se levantou. Agora era a vez dele de gritar.

“Você não entende que enquanto a gente estiver juntos nada, eu repito, absolutamente nada vai dar certo?... Você tem noção do tanto que a gente perdeu só por causa disso? A porra do seu namorado acabou de dar um fora em você por causa disso! Você ainda não ta conseguindo raciocinar?” Ele te encarou no fundo dos seus olhos.

“Eu tenho medo, Jaehyun! Eu já te disse falei, mas mesmo assim você vem aqui pra fazer eu me sentir pior ainda? Como você quer que eu reaja?” Você replicou, mas Jaehyun não te deixou continuar.

“Você só se preocupa com seus próprios problemas e com suas próprias decepções e quer continuar vivendo como se não houvesse nada de errado, tudo por causa desse medo idiota!” Ele exclamou. “Você me julga por ter vindo falar isso nesse momento, mas como você acha que eu me sinto? Eu também tenho uma vida, S/N! E eu me sinto mal porque todos os dias eu me acordo sabendo que estou machucando a pessoa que eu amo e tudo isso é por causa dessa ligação!”

Jaehyun pegou as coisas dele e foi até a porta. “Se você quiser me odiar por isso, tudo bem, me odeie... mas saiba que eu também estou fazendo isso por você.” Com isso, ele foi embora, te deixando sozinha chorando no apartamento.

Ódio era tudo o que você conseguia sentir. Você arrumou suas coisas e saiu do apartamento da sua amiga, deixando as chaves com o porteiro. Você precisava respirar e tentar absorver toda essa informação. As palavras de Jaehyun não saíam da sua cabeça e era horrível ter que admitir pra sí mesma que ele estava certo. Isso era para o bem de todos. Você precisava perder seu medo e arcar com seus erros. Se você não tivesse desistido da primeira vez que vocês foram cortar a ligação, nada disso estaria acontecendo agora. Você estaria feliz. Jaehyun estaria feliz. E só de pensar sobre isso você sentia sua cabeça ferver.

Meu orgulho não me deixa assumir meus erros, você pensou.

Em meio a todo esse devaneio, andando pelas ruas de Seul, você acabou chegando no lugar onde tudo isso começou: o restaurante perto da universidade, onde você sempre ia com sua melhor amiga. Foi aí que tudo havia começado, nessas cadeiras de aço, no chão de madeira desgastado, na mesa de sobremesas. Tudo por culpa daquela torta de maçã, tudo porque ele te tocou.

Com isso, você começou a reviver seus passos desde aquele momento, andando por alguns dos lugares que vocês estiveram antes. A balada onde vocês se conheceram, o café onde vocês se encontraram, a casa de Winwin (onde você logo estaria novamente), e quando já era noite, você foi para casa.

As luzes do apartamento estavam apagadas, provavelmente Emma tinha saído e Hansol estava trancado no quarto. Você andou até seu quarto, e quando abriu a porta, Jaehyun estava lá, sentado na sua escrivaninha, anotando alguma coisa. Ao te ver, ele fechou o caderno e te olhou.

"Desculpa." Ele disse. "Eu acabei me exaltando. Acabei falando tudo numa péssima hora..."

"Tudo bem..." Você se sentou na cama e tirou os sapatos.

"Você tá melhor?" Ele saiu da cadeira e se sentou ao seu lado.

"Acho que sim." Você suspirou. "Talvez com um pouco de medo."

Ele colocou a mão na minha e a apertou. "Relaxa, vai ficar tudo bem." Nesse momento, parecia que o mundo inteiro tinha parado, você começou a sentir uma paz interior e parecia que nada mais te assustava.

Você se deitou na cama ainda com sua mão na dele e Jaehyun fez o mesmo. Depois de todo os desentendimentos que aconteceram, era inacreditável que vocês dois estivessem assim, calmos, fazendo companhia um ao outro. Mas era melhor assim, era melhor terminar tudo estando bem, do que criar um inimigo. Vocês dois ficaram por um tempo olhando o teto, sem dizer uma palavra, e você começou a pensar sobre essa vida de soulmates, já faziam meses que vocês estavam nessa e mesmo assim você nunca soube o que era ter um soulmate de verdade, e daqui há pouco tempo você não teria mais isso. Esse pensamento te deixou curiosa, e com a coragem que você sentia agora, uma ideia louca te veio a cabeça.

"Posso te beijar?" Você perguntou. Jaehyun virou a cabeça e te olhou com estranhamento. Foi nesse momento que você percebeu o que tinha acabado de dizer e se levantou nas pressas para longe dele.

"O que você disse?"

"E-Eu perguntei se você sabe... Assobiar! Nada demais!" Você não conseguia nem olhar pra cara de Jaehyun de tanto desespero e já estava prestes a sair do quarto, até que ele segurou no seu braço e te puxou pra ele. Vocês estavam super próximos e só foi ele te tocar que você ficou calma novamente.

"Pode."

"O que?"

"Pode me beijar." Ele te encarou, seriamente, mas você não fez nada, você simplesmente se sentia imóvel, e sua coragem desapareceu. Então ele mesmo se aproximou de você e beijou seus lábios lentamente. Você não sabia o que estava sentindo nesse momento, parecia nervosismo, e ao mesmo tempo, calma. Uma das mãos de Jaehyun se posicionou em seus cabelos, enquanto a outra abraçava sua cintura. Você não conseguiu evitar e acabou retribuindo o beijo, envolvendo seus braços ao redor de Jaehyun.

Mas algo não estava certo, e você sabia disso.


Notas Finais


Gente desculpa por não responder os comentários do outro capítulo, essa minha semana foi bem estressante e acabou que não arrumei tempo pra ler com calma, mas prometo que dessa vez eu vou responder todos ❤

E agora? Será que as coisas vão melhorar ou só irão por água abaixo?

Até o próximo capitulo, amores~ 💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...