História Soulmate ((Jikook)) - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Colegial, Drama, Hoseok, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Lemon, Namjoon, Taehyung, Yaoi, Yoongi
Visualizações 364
Palavras 4.587
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ME DESCULPEM A DEMORA, AAAAA
MEU 4 BIMESTRE SÓ DUROU 1 MÊS ENTÃO ESTÁ TUDO MUITO BUGADO NA ESCOLA E ESTOU SEM TEMPO PARA ESCREVER. TIVE TEMPO HOJE E TROUXE ESSE BEM GRANDE PARA RECOMPENSAR OS DIAS QUE EU NÃO POSTEI.
ME PERDOEM POR NÃO TER POSTADO.
BOM, BOA LEITURA E ME DESCULPEM QUALQUER ERRO.
NÃO TIVE TEMPO PARA REVISAR.
BOM, TENHO MAIS UM AVISO MAS VOU DEIXAR PARA O FINAL PRA NÃO ENROLAR MUITO.

Capítulo 20 - Perdendo o controle


Jimin~

 

Fiquei pensando em como Jungkook conseguiu encher dez balões. Eu só consegui encher Três.

Fiquei olhando para ele e sorri bobo. O mesmo olhou para mim e me deu um selinho.

- Te amo, bebê...

Disse Jungkook me olhando. Sorri para ele me levantando e suspirei.

- Bom, vou ver como está ficando as tortas que Jin está fazendo.

Jungkook assentiu e fui para cozinha. Entrei e vi Jin sentado no balcão e Nam beijando seu pescoço o marcando.

Limpei minha garganta e eles se assustaram. Namjoon se afastou e me olhou.

- A quanto tempo está aí?

Indagou Namjoon.

- Acabei de chegar. Enfim, eu vi ver como estão ficando as tortas.

Me aproximei e me agachei em frente ao forno. Senti o cheiro das tortas e sorri.

- E aí?

Indagou Jin.

- Estão com um cheiro ótimo....

- que bom... Daqui a pouco elas estarão prontas.

Sorriu e desceu do balcão.

- Eu e Jungkook fizemos sexo aí onde você estava sentado...

Sorri e saí dali voltando pra sala.

- CREDO!!!

Ri e corri até Jungkook pulando em seus braços.

- Wow, pequena... O que foi?

Me segurou sorrindo.

- Eu te amo...

Fechei os olhos.

- Ownt, que fofo. Agora para que tá......

Disse Yoongi que logo fez careta.

- Não liguei pra ele... Ele não sabe ser romântico.

Disse Hoseok se sentando.

- Ah, é?

Disse Jungkook que logo selou nossos lábios. Iniciou um beijo e logo retribuí.

- Ai que nojo!!

Yoongi pegou uma almofada e pressionou contra seu rosto.

Separei o beijo rindo junto com Jungkook e Hoseok.

- Yoongi, o que você sabe fazer? Digo, o que você gosta de fazer sem ser dançar?

Desci dos braços de Jungkook que sentou na poltrona. Sentei no colo do maior olhando para Yoongi.

- Eu sei tocar piano... Mas nunca tive um, porque meu pai não gosta.

Abaixou a cabeça e sentou ao lado de Hoseok.

- Por que?

- O barulho é irritante para ele... Eu comecei a tocar piano quando meu pai me levou para um hospital psiquiátrico onde um tio meu estava internado. Lá tinha um piano e toquei para as pessoas que estavam lá. Eu nunca tinha tocando antes... Algo moveu minhas mãos e meus dedos e tocou naquilo. Quando terminei de tocar, recebi aplausos... Quando meu pai apareceu, me puxou com força pelo braço e me tirou do local aonde eu estava.

- Nossa... Sinto muito...

- Tudo bem... Fiz aula de piano porque pedi muito para minha mãe. Aprendi mais rápido que qualquer outro aluno do curso.

- Eu vou comprar um piano para você.

Sorri o olhando.

- Não precisa, Jimin... Nem sei onde vou colocar e/ou quando irei usá-lo.

- Ficará aqui em casa e você poderá vir quando quiser tocar. Adorarei o ouvir tocando.

Vi que ele corou e mordi meu lábio.

Eu não gosto de ver os sonhos dos meus amigos serem não realizados. Eu quero e vou ajudá-los no que for preciso para deixá-los felizes.

Olhei para Hoseok e perguntei:

- E você Hoseok? O que gosta de fazer sem ser dançar?

- Gosto de... Cantar... Sei lá. Ás vezes, eu canto e danço ao mesmo tempo quando estou sozinho. Ah, e também faço rap.

- Que legal...

Sorri e sinto um cutuco de Jungkook. O olho e o mesmo começa a dizer coisas estranhas.

- vuicer num vaie perguintar di miin tambiem?

- O que?

Os meninos riram e continuei olhando para Jungkook.

- Você não perguntar de mim também?

- Bom, Jungkook, Você ama dançar, cantar e desenhar. Costumar desenhar quando está no tédio. Também disse que seu sonho é ser um cantor bem famoso.

O maior arregalou os olhos e sorriu.

- Uau...

- Nossa, Jimin. Nem isso ele falou para nós...

Disse Hoseok.

- Eu li o diário dele.

Riram novamente e fiz bico.

- Você tem um diário, Jungkook?

Indagou Yoongi segurando o riso.

- Aff...

Jungkook se levantou me tirando de seu colo e me deixando na poltrona.

- Ei, amor, desculpa...

Segurei no pulso de Jeon.

- Você tinha que contar que eu tinha um diário, não é mesmo?

Disse alto.

- Calma... Não sabia que isso iri-..

- Calma? Você leu o meu diário sem permissão.

- Me desculpa por isso também..

Jungkook suspirou e saiu indo para o corredor que eu não passava muito.

- Me desculpa, Jimin..

Disse Yoongi.

- Tudo bem... A culpa é minha por ser intrometido...

Me levanto e vou atrás do Jungkook. Suspiro vendo várias portas no corredor. Arregalei os olhos e continuo caminhando.

Eu nunca passei por ali e tudo era muito estranho pra mim. Estava com medo de ir até o final pois estava muito escuro ali.

- J-Jungkook?...

Engoli em seco e fechei os olhos chegando no fim. Abri a última porta e arregalei os olhos ao ver apenas uma parede. Entrei ali e fiquei tocando na parede até sentir um tijolo se mover. Olhei para baixo e escorreguei.

Gritei até chegar no final caindo em cima de uma grama bem macia.

Olho para frente e vejo Jungkook estender a mão para mim. Segurei a mão dele e me levantei o abraçando.

- Me desculpa ter mexido nas suas coisas sem permissão.

Digo fechando os olhos e logo ouvindo barulhos de pássaros.

 

- Bom, amor, eu não tenho problema de você pegar nas minhas coisas e tal... Você leu a última página?

- Sim... Sobre sua mãe e sobre mim...

Suspiro e me afasto.

- Me desculpa, amor... Eu estava triste...

- Eu sei. Deu pra perceber..

Jungkook me puxa pela cintura e me dá um selinho.

- Eu te amo, huh?

Sorriu e acariciou meu rosto.

- Também te amo...

Sorrio fraco e me sento na grama de olhos fechados. Suspiro ainda sorrindo sentido Jungkook sentar ao meu lado. Abri os olhos e comecei a dar uma olhada no local.

Tinha flores de todos o tipos. Macieiras, cerejeiras, laranjeiras, etc.

Sorri novamente. Era um lugar lindo e incrível demais! Não como eu ainda não sabia dele...

E o estranho é que era atrás de minha casa!

Logo acordo para a vida com um abraço de Jungkook por trás de mim.

- Jimin, esse será nosso lugar secreto, okay? Se algum de nós dois estiver triste, estaremos aqui, observando essa paisagem linda e ouvindo esses sons que acalma...

- Sim... É muito bom..

Me deito na grama e sinto os lábios de Jungkook no meu. Era um beijo e retribuí ele. Ficamos ali, nos beijando por um bom tempo. Tipo, um bom tempo mesmo. Nem tínhamos notado que passamos tanto tempo ali.

Me sentei e olhei para Jungkook que já estava ao meu lado segurando uma de minhas mãos.

- Amor, precisamos voltar... Os garotos devem está nos esperando.

- Verdade, vamos...

Me pegou no colo e deitei minha cabeça em seu ombro. Ele entrou em um túnel e subiu uma escada não muito grande. Chegamos em uma porta e a abrimos. Paramos em um guarda-roupa. Abrimos a porta e paramos no quarto da minha irmã.

- Nossa, era dela?...

- Depois vemos isso... Vamos logo para sala..

Disse saindo dali indo pra sala.

Chegamos no nosso destino e vimos todos sentados, comendo a torta e assistindo a um filme de terror. Jungkook sentou na poltrona comigo em seu colo e agarrou minha cintura com força.

Sorri e mordi meu lábio. Olhei para o lado vendo Jin quase todo em cima de Nam, que quase não conseguia ver o filme com seu namorado no meio “morrendo” de medo.

Já Hoseok, estava com um travesseiro em seu rosto enquanto Yoongi ria do mesmo.

Ri baixo e olhei para Jungkook, que já estava muito atento no filme.

Sorri e me levantei, mas logo sou puxado novamente pelo Jungkook.

- Onde vai, mocinho?

Sussurrou.

- Vou beber um copo de água, bobo...

Me levantei e dei um selinho nele. Caminhei até a cozinha, entrei na mesma e fui até a geladeira logo abrindo a mesma.

Vi um prato cheio de panqueca e mordi meu lábio.

- Me deu fome agora, Aish...

Sorri e peguei o prato. O coloquei na mesa e me sentei.

Na verdade, não era fome, e sim desejo de comer o que eu não como faz um bom tempo.

Peguei um com a mão mesmo e o direcionei para minha boca. Dei uma leve mordida fechando os olhos saboreando aquilo em minha boca. Sorri e comi mais pedaço. Depois mais um, mais um e mais um. Até que acabo e pego outro.

Faço o mesmo com o outro sorrindo.

Depois de um tempo, quando fui pegar outro, acabei abrindo os olhos logo os arregalando e vendo que acabei tudo.

Pego o prato e o guardo na geladeira.

- Eu não comi nada...

Digo baixinho e logo dou uma pequena risada. Saí da cozinha voltando pra sala e vejo os meninos dormindo.

Jungkook estava encolhido abraçando uma almofada. Hoseok com a cabeça em cima de uma almofada em cima do colo de Yoongi que estava dormindo com a cabeça deitada para o lado. Jin estava no colo de Namjoon. Um estava com a cabeça deitada um no ombro do outro.

Ri baixo e subi para o quarto. Peguei três cobertores, desci e cobri os casais e Jungkook. Desliguei a tevê e subi novamente. Entrei no quarto, me deitei fechando os olhos e dormi minutos depois.
 


¨.~09:43~.¨

 

Jin estava me ensinando a fazer bolinhos enquanto os outros estavam jogando.

- Jimin, ontem fiz algumas panquecas e guardei na geladeira para jantarmos, mas dormimos. Fui procurar agora de manhã e não vi. Você sabe de alguma coisa?

Indagou Jin e engoli em seco.

- Bom, eu não! Eu... Eu vou lá com os meninos e já volto.

Deixei a massa que eu estava batendo de lado e saí da cozinha indo pra sala.

- Aish, você trapaceou Yoongi! Não vale...

- Eu não! Você que foi para aquele lado e acabou batendo. Eu não tenho culpa se você não sabe dirigir.

Ri baixinho e olhei para Namjoon. Ele estava concentrado em seu livro. Olhei para Hoseok que estava assistindo em seu celular. Dei de ombros e cheguei por trás de Jungkook. O abracei e beijei seu pescoço.

- Aish, amor.... Estou concentrado aqui....

Ignorei e continuei. O mesmo pausou o jogo e me puxou para seu colo.

- Bom, vou ali com o Hoseok, sabe? Não quero atrapalhar...

Disse Yoongi logo se levantando. Mas Jungkook o puxou novamente o sentando no sofá e me colocou de frente para ele. Deitou minha cabeça em seu ombro e deu uma pequena acariciada em minha bunda. Pegou o controle e voltou ao jogo.

Fechei os olhos e o apertei.

- Amor, eu sinto sua falta....

Sussurro no ouvido de Jungkook e o mesmo limpa garganta. Sorri e continuou jogando. Forcei peso em seu colo e o mesmo arfou.

- Aish, Jimin...

Pausou o jogo novamente e me olhou.

- Ah... Me desculpa....

Saí de seu colo e voltei para cozinha. Me sentei em uma cadeira e suspirei.

- O que foi, baixinha?

- Jungkook... Desde que acordamos, ele nem me dar carinho ou atenção...

- Ah... Calma. Ele só quer ficar com os meninos um pouco. Faz tempo que eles não passam o tempo juntos...

- Você tem razão... Mas sei lá, eu preciso dele agora... Quer dizer, eu quero ele agora.

- De que maneira?

- De todas as maneiras! Aish....

- Calma, Jimin...

Pego um dos pratos e ameaço a tacar no chão. Mas logo o coloco na mesa calmamente depois de ver Jin arregalar os olhos e me olhar assustado.

Saí em passos longos da cozinha e logo fui para o quarto. Me joguei em minha cama e gritei contra o travesseiro o mais alto que eu podia. Logo me sentei e o taquei na parede.

Peguei uma foto minha e de Jungkook que estava no criado mudo e o olhei. Acariciei as bordas e sorri bobo.

- Ah, Jungkook... Eu queria você agora....

Coloquei a foto no lugar novamente e deitei a fitando.

- Você... Me ama?....

- Claro, meu amor...

Disse entrando. Se sentou ao meu lado e me abraçou.

- O que você quer? Me deixar de lado de novo?!

O empurrei e me afastei me encostando na parede.

- Não... Nunca lhe deixei de lado... Eu só não queria rasgar sua roupa ali mesmo....

Se aproximou e começou a acariciar meu corpo. Engoli em seco e tentei me afastar mais. Mas sem resultado, acabei me rendendo a ele. Beijou meu pescoço e aquele ódio todo que estava em mim, acabou indo embora e se transformando em desejo. Desejo de tê-lo para mim. Não, tê-lo dentro de mim.

Fechei os olhos e agarrei seus cabelos o puxando para mais perto de mim. Dei um pequeno gemido e logo empurro Jungkook ouvindo algo da sala.

Dei um pulo da cama e saí correndo para sala. Chego avistando minha grande tevê no chão, engoli em seco e me ajoelhei no chão tentando segurar o choro.

- Essa tevê custou os olhos da cara....

Faço bico.

- Calma.... Eu compro outra, Aish....
Disse Nam se ajoelhando ao meu lado.

- E-eu compro outra, não tem problema..

Me levanto e subo lentamente. Caminho até o quarto, entro e me jogo na cama.

- Amor.... Calma...

Disse Jungkook entrando.

Senti suas mão tocar em minha cintura e começar a acariciar ali.

- J-jungkook... Você sabe que aí é meu ponto fraco..

- Sei?...

Continuo e logo me virou de frente para ele. Me deu um selinho demorado subindo minha camisa.

- N-não Jungkook... Eu.... Eu não queria ter perdido aquela tevê... Não por custar caro, e sim porque ela tem anos..

Mesmo eu falando, continuou e depois levou seus lábios para meu pescoço logo dando uma leve mordida ali. Dei um gemido baixo e Jungkook pareceu ter gostado. Deu outra mordida e arfei.

- Jimin, eu quero lhe deixar sem andar dessa vez....

Sussurrou em meu ouvido e logo mordeu o lóbulo da mesma. O empurrei e me levantei. O virei, sentei em seu colo e o beijei intensamente. Retribuiu sorrindo mas separei logo em seguida.

- Vamos deixar para mais tarde, huh? Vamos esperar todos irei embora...

Ia saindo de seu colo mas logo ele me puxa novamente me prendendo contra seu corpo. Mordi meu lábio fechando os olhos inclinando mais minha cabeça para trás dando visão ao meu pescoço. Jungkook logo começou a sugar a pele dali marcando tudo.

Já ia se passar um bom tempo que eu e Jungkook não damos uma “rapidinha”. Foi tudo tão corrido, provas, provas e mais provas. A escola deu uma semana de repouso aos nossos cérebros. E agora estamos aproveitando assim, na cama.

Bom, parece que não era só eu e Jeon ali. Em frente ao nosso quarto, ficaria Jin e Nam. E já dava para ouvir alguns gemidos vindo dali.

Eu e Kookie demos uma risada baixa por isso, mas logo ignoramos.

 

Jungkook~

 

Eu e meu pequeno Jimin rimos dos “gritos” do Jin vindo do quarto em frente ao nosso. Não sei como eles foram mais rápidos do que nós. Agora pouco estávamos na sala, ajoelhados por causa da tevê de Jimin.

Mas ignoramos e voltamos ao que realmente nos interessava. Dava para ver a expressão de Jimin, ele realmente estava querendo. E essa semana, vou fazer ele gritar até ficar com dor na garganta.

Meu corpo estava querendo ele, meu membro já doía por ele. Não sei se consigo dar uma “brincada” com Jimin. Ele necessita ser preparado antes, passamos tanto tempo sem “brincar”....

Então fui em frente.

Comecei a acariciar seu corpo, movimentando minha mão do seu pescoço, braço, antebraço, abdômen e por último, seu zíper que algumas vezes, ameacei a abrir.

Terminei com as carícias e comecei a abrir seu zíper lentamente.

O vi se contorcer um pouco e isso me deixou alegre, pois sei que alguém já estava acordado. Mas não mais do que o meu.

Terminei de abrir seu zíper eu fui desabotoando sua calça lentamente. Mas logo terminei por só havia dois botões.

Puxei com tudo, sua calça junto a sua box as largando em um canto qualquer do quarto. Me levantei, fui até a porta, a tranquei e fui para o guarda-roupa. Peguei duas algemas e voltei para cama. Olhei nos olhos Jimin, que pareciam se perguntar o porquê de eu está com aquilo em minha mão.

Apenas sorri subindo por cima dele ficando em seu colo e o beijei calmamente.

Enquanto meus dentes prendia seu lábio, levei suas mãos até a cabeceira da cama e as prendi ali com as algemas. Jimin separou o beijo e me olhou, com medo e confuso.

- O que está fazendo comigo, Jungkook?...

Não respondi apenas terminei de prendê-lo à cama e levei minhas mão até seu membro.

O massageei devagar e logo consegui arrancar alguns gemidos dele.

 

Oh Deus, como eu sentia falta disso...

 

Continuei a massagear. Passou um bom tempo e parei. Levei dois de meus dedos até a boca do menor que me olhou confuso novamente.

- Chupe, Jimin.

Logo o vi me obedecer, como se ele fosse o cachorro e eu fosse o dono. E se vacilar, tenho até pena do que pode acontecer.

Enquanto o via chupar meus dedos firmemente, desabotoei minha calça e logo abri o zíper da mesma.

Quando vi que meus dedos estavam completamente lubrificados pela saliva do menor, os levei até a sua entrada e penetrei apenas um dedo. O ouvi arfar e se contorcer. Respirou fundo e me olhou. Penetrei o segundo e o menor deu um gemido baixo jogando sua cabeça para trás.

- Imagina se eu não estivesse o preparando.... Você iria se machucar tanto, Jimin...

O vi sorrir malicioso pelo meu comentário. Comecei a mover meus dedos lentamente e me apoiei na cama com a outra mão.

Continuei com os movimentos levando meu rosto até seu abdômen. Depositei vários beijinhos ali sem parar com os movimentos e dei um gemido baixo, meu membro estava duro demais para aguentar mais.

Tirei meus dedos de sua entrada, abaixei minha calça junto a minha box e as joguei ao lado das do Jimin.

Me posicionei entre suas pernas e seguro em seu rosto, dando um selinho demorado nele.

- Jimin, eu te amo....

O penetrei lentamente e comecei a me mover na mesma velocidade.

O menor já gemia, mas bem baixinho. Continuei a me mover lentamente acariciando seu rosto deixando alguns gemidos baixos escaparem.

Me apoiei na cama com as duas mãos e aproximei um pouco meu corpo ao dele indo mais fundo ainda lento.

Comecei com as estocadas fortes e fundas. O som de minhas coxas batendo nas suas eram tão altas que acho que podia ouvir até lá da sala.

Acabei perdendo o controle com seus gemidos e fui rápido.

Os sons aumentaram e isso já estava me levando à loucura.

Agarrei seu ombro e meti o mais fundo possível sem dó. O mais novo começou a gemer alto, muito alto mesmo. Acho que era o máximo que podia.

Apertei seus ombros e continuei daquele jeito.

Eu mal podia acreditar que fiz meu namorado ter ogarmos comigo assim.

O vi despejar litros em seu abdômen pedindo por mais. Então o fiz, Continuei.

Senti minha vez quase chegar e logo me retirei de dentro do menor, que ainda ficou aberto para mim. Subi e me sentei em seu peito. Me ajoelhei e o vi tentar colocar meu membro em sua boca. Sorri e penetrei em sua boca lentamente. Comecei as estocadas devagar e o vi me ajudar movendo seu rosto. Fechei os olhos gemendo baixinho.

Esse pequeno me leva a loucura sem mesmo mover um músculo. Não sei como alguém que me apaixonei pela primeira vista me excita de um jeito que nem eu mesmo sei. Só sei que além de eu o amar tanto, gosto de me sentir dentro dele. Mas sinto que algo está diferente nele hoje... Ele está tão... Diferente. Mas ele queria, e eu queria. E já tínhamos começado mesmo, não tinha como parar agora.

Continuei a estocar sua boca lentamente dando gemidos baixos e senti sua língua passar por minha glande dentro de sua boca.

Apertei a cabeceira da cama com força dando um gemido um pouco alto logo despejando meu líquido em sua boca em jatos abundantes.

Depois de ter despejado tudo o que eu podia, saí de sua boca voltando a ficar entre suas pernas. O vi engolir tudo aquilo e sorrir mordendo o lábio. Dou um leve tapa em sua coxa e me levantei indo até o criado mudo. Peguei um preservativo, rasguei o pacote e vesti o preservativo.

Mesmo que eu tenha despejado litros na boca do menor, ainda doía muito, eu ainda precisava dele.

Voltei a ficar entre suas pernas e o soltei. Percebi que eu não farei o pior agora. Não usarei os “brinquedos” que comprei. Usarei para um dia muito especial... Agora não.

No mesmo momento em que terminei de soltá-lo, Jimin me empurro para cama e ficou por cima de mim. Arregalei os olhos pelo seu ato e logo depois tombei minha cabeça para trás sentindo ele mesmo penetrar meu membro nele.

Arfo agarrando os lençóis da cama o sentido se mover, me contorci e segurei em seu braço o puxando para cima de mim e iniciando um beijo intenso. O menor retribuiu e foi mais rápido. Mordi seu lábio mas não larguei seus lábios de jeito nenhum.

Eu quero sentir seu gostinho enquanto estamos..... Mesmo que pare com seus gemidos gostosos de excitar os homens, vou continuar só para sentir aquele gosto de sua boca que é mais gostoso que tudo que já provei em toda minha vida.

O joguei na cama e o deixei de bruços.

Agora sim vou fazer o que planejo fazer desde o inicio.

O penetrei de uma vez só. E o incrível foi que entrou tão fácil. Comecei a estocá-lo forte e fundo lentamente. Foi a primeira vez que ouvi Jimin gemer arrastado e ao mesmo tempo, o meu nome. Eu adorei tanto aquilo que fiz mais. Fui rápido e comecei estocadas violentas, o que com certeza irá machucá-lo. Mas mesmo assim continuei.

Depois de um longo tempo com o mesmo movimento, cheguei ao meu ápice. Despejei tudo que tinha pra sair de mim para aliviar-me. Terminei de preencher o preservativo e saí facilmente de dentro dele. Me sentei na cama, dei um nó no preservativo e o joguei no lixo que havia escondido debaixo da cama. Me dentei ao lado de Jimin, beijei sua bochecha e logo dei um selinho nele.

Acariciei seu rosto e o abracei.

- Eu te amo, meu amor...

Digo o apertando contra meu peito.

- E-eu também te a-amo.....

Disse mais ofegante do que eu. Ouvir um gemido seu me assustando. O olhei preocupado e o mesmo sorriu.

- Jimin, eu te machuquei?

- É-é.... Meu quadril dói muito... M-mas acho que ficarei bem logo...

- Espero, pequeno.... Aish!

O abracei novamente o apertando e selei sua cabeça.

Peguei um cobertor que havia caído e nos cobri da cabeça ao abdômen.

Mesmo depois de terminarmos, ainda vi algo de diferente nele. Acariciei seu cabelo e antes de fechar os olhos e cair no sono, disse em um sussurro:

- Eu troquei o teste de gravidez no banheiro....

E dormiu. Engoli em seco após ouvir aquilo e fechei os olhos.


~-~-~

 

Eu não consegui dormir de jeito nenhum. Como Jimin pode trocar o teste? Como ele conseguiu trocar o teste? Aish! E se ele estiver esperando um filho meu? O que eu farei? Ainda somos tão jovens para cuidar de criança... E se algo der errado? E se o pai dele ficar com raiva de mim por eu ter lhe dado um neto cedo? Eu vou ficar louco!

- Amor....

Ouço a doce voz de Jimin e logo ele se sentou com dificuldade esfregando os olhos.

- O que foi? Ainda sente dor? Quer alguma coisa? Quer ir ao banheiro?

- Calma... Eu estou bem... Eu só queria saber se você dormiu....

- Ah... Dormi sim, bebê. Aliás, acordei agora pouco.

Menti.

- Ah sim... Eu... Eu sei que você está mentindo... Eu te conheço amor....

Segurou em meu pulso e me puxo para um abraço. Retribuí o apertando.

- Amor.....

- Me diz, o que você tem pra não conseguir dormir?

- Você está grávido?

- Wow, Jungkook... Era com isso que você estava preocupado...

Se ajeitou na cama e me olhou nos olhos. Engoli em seco, com medo de sua resposta.

Ficamos ali, em silêncio.

 

Por que ele não diz alguma coisa?

 

Jimin suspirou e logo moveu seus lábios.

- Bom, não estou. Até porque seria estranho eu engravidar, um homem.

- Sua mãe é um homem, então poderia sim.

- Eu não sei... Mas acho que não.

- Você vai ao médico novamente.

- Ah não vou...

Disse tentando se levantar. O agarrei pela cintura e o abracei por trás.

- Por favor... Se você estiver, quero tomar todos os cuidados possíveis...

- Está bem....

Sorri largo e o virei para mim. Segurei em seu rosto e logo beijei todo seu rosto.

Sorriu e logo selo seu lábio.

- Vou levar você amanhã... Vamos esperar você melhorar.

Assentiu e segurou em minhas mãos que ainda estavam em seu rosto.

Olhou em meus olhos e isso fez meu coração ter ataques cardíacos fortes e rápidos.

 

Jimin, eu te amo....

 

~-~-~

 

Estava ajudando Jimin a descer as escadas pois ainda estava com sua entrada dolorida.

O sentei no sofá e os meninos começaram a uivar.

- Pegou pesado, não foi?

Disse Namjoon que logo riu juntos com os meninos. Olhei para Jimin e o vi corado e olhando para baixo.

- Bom... Vamos pedir duas pizzas?

Mudei de assunto rapidamente, pois não queria deixar Jimin desconfortável.

Mas os meninos só riram mais.

- Não precisa ter vergonha, Jimin. Namjoon fez o mesmo com Jin. Só que Jin ainda consegue andar.

Disse Yoongi.

- Yoongi!

Dessa vez, ri junto com eles.

- E você e Hoseok, Yoongi?

Indaguei olhando para o mesmo.

- Bom...

Engoliu em seco.

- Eu não queria....

Disse Hoseok, olhando para baixo.

- Por que?

Indagou Jimin.

- Eu fiquei com medo....

- De?

- De eu me machucar... Yoongi é um pouco violento as vezes...

- Calma... Óbvio que não vou lhe machucar, Hoseok. Eu não sou capaz de machucar quem eu amo.... Principalmente você.

- Bom, não use nosso quarto. Ele está meio... Bagunçado.

Ri sem graça pegando meu celular de meu bolso e olhei a hora. Eram...

- CINCO E NOVE DA TARDE?

- Calma.... Sim, você passaram muito tempo ali naquele quarto mas né! Então, vamos pedir uma pizza ou não? Estou com fome.

Disse Yoongi passando a mão em sua barriga.

Disquei para uma pizzaria e pedi duas.

 

Jimin~

 

Ainda não tirei de minha cabeça o resultado do teste. Deu positivo e não sei o porquê de eu está mentindo para Jungkook. Acho tão... Errado. Mentir para ele uma segunda vez, não sei se vai ser legal.

Suspirei e olhei para Jungkook. Sorri fraco e o abracei.

- Oush.... O que foi, amor?

- Eu te amo...

Fechei os olhos e o apertei.

- Eu também te amo, bebê...Beijou minha testa e retribuiu o abraço.

 

Eu vou dizer a verdade... Na frente todos! Vamos lá...

 

Me afastei de Jungkook e fitei todos e depois Jungkook.

- Jungkook, eu estou.....

 

 

 

 


Notas Finais


O aviso é o seguinte:
Talvez eu fique de novo sem postar por alguns dias.
A falta de criatividade dá as vezes daí né
Enfim, espero que tenham gostado e me desculpem a demora de novo.
(comentem, plis)

bjs e até o próximo~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...