1. Spirit Fanfics >
  2. .soulmate who wasn't meant to be >
  3. .capítulo único

História .soulmate who wasn't meant to be - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Catando música no Spotify achei uma e viciei, a letra dela me deu inspiração então escrevi essa one-shot songfic com base nessa música que se chama “A Soulmate Who Wasn’t Meant to Be”, da Jessica Benko,então se quiser ouvir enquanto lê eu recomendo!
Eu sei q tenho que atualizar minha outra fanfic,estou trabalhando nisso tá.

Capítulo 1 - .capítulo único


I never should have called

(Eu nunca deveria ter ligado)

'Cause I knew you would leave me

(Porque eu sabia que você me deixaria)

But I didn't think you could do it so easily 

(Mas eu não achava que você poderia fazer isso tão facilmente)

 

 

Hajime nunca pensou que um dia, lembrar-se de Nagito iria doer. A única pessoa que lhe trazia esperança e o fazia feliz. Ele nunca imaginou que as mémorias que tiveram juntos poderiam o machucar, como estavam o machucando agora. Ele se sentiu tão idiota. Já faz um ano desde que eles terminaram, por uma chamada. Mas ele até estava agradecido por isso; se esse momento tivesse sido frente a frente, ele não teria sido capaz de lidar com isso.

Ele fecha os olhos, dando uma longa tragada em seu cigarro. Nagito odiava vê-lo fumando. Ele o fez deixar esse vício, mas este acabou voltando.

Ele realmente deveria ter previsto isso. Nagito ia aonde o vento o levava, e Hajime só esperava que ele fosse o suficiente para fazê-lo mudar de ideia.

Estar juntos era o suficiente para ele.

 

 

And I never should have held your hand on that cold rainy night

(E eu nunca deveria ter segurado sua mão naquela noite fria e chuvosa)

 

Era seu aniversário, ele e Nagito estavam em seu quarto, olhando para o teto e conversando sobre sonhos. Eles não estavam muito próximos um do outro, tinha um espaço considerável entre eles, mas o espaço não o impedia de admirar Hajime. Logo, ele parou de olhar pra cima e encarou o melhor amigo. Sua alma gêmea.

Nagito -- Sinceramente, eu nunca vou entender como seis estrelas fazem uma imagem -- Ele parou, percebendo em sua visão periférica como Hajime estava olhando para si. Lentamente, o sorriso favorito de Hajime apareceu no rosto do outro garoto. -- Tá tudo bem?

Hajime -- Apenas um resfriado -- Ele assentiu e fechou os olhos. 

Nagito -- Então vou te aquecer! -- Hajime sentiu braços em volta de sua cintura e uma cabeça no seu ombro. Ele segurou a respiração, sentindo todo seu rosto corar. Isso definitivamente o aqueceu. Cuidadosamente, ele estendeu a mão e puxou o braço de Nagito. O garoto ficou confuso, mas o deixou fazer o que queria.

Hajime -- Nagito... -- Ele segurou a mão do garoto e entrelaçou os dedos. -- Você me faz tão feliz... 

Ele segurou o cigarro entre os dedos com mais força antes de jogá-lo no chão, pisando nele com força. Ele odeia essa memória.

 

 

'Cause further along, it would cause another fight.

(Porque mais adiante, isso causaria outra briga)

 

Nagito -- Pare com isso.

Hajime -- Nagito, me desculpe...

Ele apertou o telefone com mais força, seu coração Nagitoendo forte e forte contra o peito.

Nagito -- Hajime, isso não é engraçado.-- Ele tentou parar de chorar. Ele sabia que as coisas não eram perfeitas pra eles, mas isso deveria ser algum tipo de brincadeira, certo? Eles eram almas gêmeas. Eles nunca seriam a causa de dor um para o outro. Isso é o que eles deveriam ser. É o que Hajime sempre dizia a ele.

Nagito -- Hajime, eu amo você. Eu te amo demais, mas eu não... Eu acho que não damos certo. Eu não sou bom o suficiente pra você. -- Ele parecia cansado quando disse isso. Partiu o coração de Hajime. Ele estava cansado dele?

Hajime -- Amor, por favor... -- Ele se sentiu estilhaçado, suas mãos tremiam e sua respiração estava irregular. Era embaraçoso, mas ele esperava que talvez, apenas talvez, Nagito tivesse pena dele e o dissesse que não o deixaria. Que ele ficaria e eles cuidariam um do outro, como sempre. -- Não diga isso, você é mais do que suficiente, você é tudo que eu preciso, então por favor... 

Nagito -- Hajime...-- O silêncio que Nagito continuou fazendo era ensurdecedor para Hajime. -- Você vai encontrar alguém melhor. Desculpa.

E a linha corta.

Sua amiga, Nanami, foi até o seu apartamento nesse dia, após o próprio ter ligado para ela, e tudo que ele fez foi desabar em lágrimas. Ele não conseguia explicar o quanto aquilo o afetou.

Isso o destruiu.

Todas as coisas que eles fizeram juntos, o destruíam, o matavam lentamente.

Hajime sentou no sofá e respirou fundo. Esta época do ano realmente trazia tudo de volta com toda as forças.

Eles nunca deveriam ter namorado. Nagito nunca deveria ter retornado seus sentimentos. Talvez eles nunca deveriam ter se conhecido também.

Eles eram almas gêmeas que não foram feitas pra ser. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...