1. Spirit Fanfics >
  2. Soulmates- Vkook Taekook (ABO) >
  3. Posso cuidar de você?

História Soulmates- Vkook Taekook (ABO) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Oioi, boa leitura. <3

Capítulo 4 - Posso cuidar de você?


Fanfic / Fanfiction Soulmates- Vkook Taekook (ABO) - Capítulo 4 - Posso cuidar de você?


     -Ah, bem vindo Jungkook.

     Jungkook foi recebido por Taehyung em sua casa, já havia saído da boate, dando um breve tchau de longe para Hoseok, tentando ao máximo não atrapalhar ele com uma outra mulher.
      Pegou um táxi e rumou até a casa de Taehyung, que no caso era deveras grande, sem segundo andar, ao contrário da casa do ômega.

-Oi! Desculpa a demora-Sorriu e foi retribuído pelo sorriso certinho do outro. O Kim deu espaço para Jungkook entrar e assim o mesmo fez.-

-Tudo bem, Jihoon está no sofá.
-Explicou-

   Jungkook sussurrou um breve "licença" e caminhou até o sofá, reparando na casa moderna e simples, fazendo assim ter um ar mais familiar.

   Olhou para o sofá vendo uma menina que aparentava ter seus 4 anos de idade, jogada no sofá assintindo desenho, mas assim que sentiu uma presença diferente no local, já sabia quem era, então se ajeitou rapidamente sorrindo.
   O ômega duvidou se a Priminha de Taehyung não era a irmã do alfa, o sorriso era igual, e a menina tinha uma pinta igual a do Kim no nariz. Sorriu para Jihoon e viu a mesma descer do sofá indo correndo até si, se abaixou e sentiu um pequeno impacto do corpo pequeno contra o seu.

-Oh, você que é a famosa Jihoon?
-Sorriu pequeno ao ver a menina corar assentindo- Você parece uma princesa.-Não estava exagerando, a menina era linda, seus cabelos preto liso escorrido, fazia um lindo contraste contra a pele pálida. Era muito fofa.-

-O-Obrigada Jungkook-oppa -Jihoon falou com dificuldade, por conta de seu pequeno dedo indicador na boca.-

    Por um momento Jungkook quando olhou a, pelo visto, ômega, se lembrou de si quando tinha mais ou menos a mesma idade da pequena.

-Quantos anos Você tem, hm?-Perguntou divertido olhando a menina fazer um 3 com cada dedinho, se embaralhando um pouco.- Oh, achei que tinha mais.

   A menina se sentiu feliz, era a primeira vez que escutava o que queria escutar. Taehyung sempre falava que a ômega era neném ainda, e se chegasse namorado na porta iria pegar a vassoura e bater nele.

-Eu pareço ter mais?-Peguntou dando uma risadinha feliz, e Jungkook assentiu-

-Não, Não parece.- A voz rouca de Taehyung foi ouvida pelos dois ômegas que reviraram os olhos no mesmo instante.- Que isso? Estão fazendo dupla contra mim?-Fez drama e Jungkook sorriu sapeca pegando a menina no colo e levando para o outro lado da sala.-Hey! Vão ficar de fofoquinha é?

-Você gosta de alguém Jihoon?-Riu e a mais nova corou assentindo.-

-GOSTA DO QUE?-Taehyung gritou incrédulo do outro lado do cômodo e Jihoon riu sendo acompanhada de Jungkook.-

-Do TaeTae-Jihoon falou baixinho e fez um bico.-

-Hmm, sei.-Semicerrou os olhos resmungando desconfiado.-

    Taehyung olhou para Jungkook sorrindo, o ômega sentiu seu coração acelerar e desviou o olhar para a criança que cochichava sobre seu namoradinho da escola.

-Vamos assistir algo? Vou pegar algo para comermos.-Taehyung perguntou enquanto via a menina assentia feliz, puxando Jungkook consigo para se sentar no sofá.-

    O alfa foi até a cozinha, abrindo a geladeira e pegando o doce favorito de Jihoon, duas cocas e um suco de caixinha do bob esponja para a prima. Esquentou a pizza que estava no microondas, colocou tudo na mesa e seguiu rumo a sala novamente, dando de cara com a cena fofa de Jungkook brincando de panelinha com sua prima.

-A comida está pronta, vamos.-Os mais velhos viram a figurinha miúda de Jihoon correr virando o corredor rapidamente. Riram e Taehyung negou com a cabeça.- Cuidado para não se machucar!-Exclamou ouvindo a risada fofa de Jungkook.-

-Você é bem protetor.-Jungkook falou enquanto caminhava ao lado do alfa, que sorriu pequeno.-

     Os dois seguiram para a mesa, onde Jihoon já estava em seu lugar na mesa. Se sentaram e começaram a comer, conversando sobre a escola da ômega presente no local, como Taehyung era protetor e outras coisas como, quando Taehyung caiu no aniversário de sua priminha, levando o bolo de unicórnio da mesma junto consigo, mas o levantando no ar.
    Jungkook terminou primeiro vendo os outros dois comerem.

-Você come muito e rápido como seu pai.-Taehyung falou rindo e Jungkook acompanhou, olhando para a menina concentrada com tirar as cebolas da pizza.-


-Eu e ele acostumamos a vida corrida.-Jeon sorriu e encarou o alfa, sentindo no mesmo momento seu coração acelerar.-

-Oh, é isso.-Deu um sorriso que deixou Jungkook desnorteado.-

-E-Eu-Deu uma pausa, desmanchando todo seu sorriso, dando lugar para uma feição desmotivada.- Eu posso ir no banheiro?

-Ah, sim.-Taehyung mentiria se disesse que não percebeu a mudança de humor repentina do ômega, até porquê estava bem nítida. Segue o corredor ali-Apontou- e vire para a direita.-Jungkook assentiu se levantando e murmurando um "obrigado"-

     O ômega seguiu até onde o local falado, quando estava prestes a abrir a porta do mesmo, sentiu uma mão em seu braço. Se assustou no começo, mas se aliviou vendo que era apenas o Kim, que o olhou com uma expressão vazia em seu rosto perfeito.

-Eu acabei escutando uma conversa da Sook com seu pai.- Soltou o braço do menino enquanto falava calmo.- Desculpa te fazer vir aqui com seu cio tão próximo.

    Jungkook sorriu mínimo e negou com a cabeça.

-Está tudo bem, eu quis vir.-Falou e olhou para baixo, tentando não encarar muito o alfa a sua frente.-

-Posso cuidar de você?


    Jungkook pensou ter escutado errado. Tocou disfarçadamente o dedo apontador com o dedão com toda força que conseguia, podia ter certeza de que os membros estavam vermelhos. Suspirou, não sabia o porquê de fazer o gesto, era uma mania que havia pego quando estava nervoso, seu pai dizia que a havia pego de sua mãe.

-Como? -Perguntou em um fio de voz.-

-Oh, não quero que me entenda mal, mas sei que provavelmente você está carente nesses últimos dias.-Falou olhando para baixo, vendo os dedos pálidos do ômega se tocando daquela maneira.- E eu achei que seu lobo ficaria feliz de ter quem o escolheu como alma-gêmea o tocando.

   Jungkook quis gritar.
    Gritar por Kim ser muito legal ao ponto de o dar carinho, gritar por estar fazendo o outro pensar mais em si do que em si mesmo, gritar por se sentir insuficiente, gritar por eles não serem nada e, gritar por estar chorando.
    Taehyung arregalou os olhos, não perguntou nada porquê sabia que iria piorar, respirou fundo e puxou o corpo menor que o seu para um abraço.

    O choque percorreu aos dois corpos, fazendo os mesmos ficarem quentes. O choro de Jungkook cessou na medida em que o tempo passava.

-Está tudo bem.-Taehyung falou com sua voz rouca natural.- Não quero fazer por pena ou algo assim, quero fazer porquê eu quero.-Taehyung segurou a mão de Jungkook que quase negou.- Só por hoje-Sussurrou- Por favor. -Viu o ômega assentir e sorriu minimo.-

-A Jihoon!-Jungkook lembrou da ômega e Taehyung riu de leve-

-Te falei que ela dormia cedo, não? -Olhou para Jungkook que o encarava, mas logo desviou o olhar para o chão, corado.-

    O alfa levou o moreno para o quintal da casa, O local era cheio de grama, uma balança que em volta havia areia, e algum brinquedos jogados de Jihoon na mesma. Mais para o lado, tinha um piscina grande, e outra infantil. Havia um banco de madeira, se sentou no mesmo e puxou o ômega para o seu colo, fazendo o sentar sobre suas coxas.
    Jungkook travou, não conseguindo raciocinar direito, lembrou-se das palavras do kim.

"Só por hoje"

    Soltou o ar enquanto levava sua cabeça para a curvatura do pescoço de Taehyung, sentindo o cheiro forte de menta. Se sentia embriagado pelo cheiro do alfa, seu coração batia tão forte em sua caixa torácica que não estava nem raciocinando direito, principalmente quando sentiu os dedos compridos afagar seus fios, fazendo um carinho gostoso em seu couro cabeludo. Jungkook parecia ronronar cada vez que Taehyung deslizava sua mão, indo de suas costas, até sua cintura.

[...]


    Escutou seu celular tocar, então pegou o aparelho e viu que era seu pai ligando, antes de atender conferiu as horas, arregalou os olhos vendo que passava do combinado. Mandou uma mensagem falando que estava chegando para seu pai, desligou o celular e se levantou rapidamente, deixando Taehyung confuso.

-Tenho que ir.-Falou rápido e Kim riu pelo desespero.- Não ria!

-Eu te levo.- Sorriu simpático e entrou para dentro de sua casa, mas não antes de Jungkook que já estava na porta.-

 [...]

    Jungkook saiu do carro do Kim e sorriu fazendo uma breve reverência.

-Obrigado por hoje.-Sorriu e o alfa retribuiu. -

-Pare de ser formal comigo Coelho
-Jungkook arqueou as sombrancelhas- Não vai me chamar de Taetae?

    Lembrou da conversa que teve com Taehyung e  sentiu a vergonha lhe atingir em cheio, virou as costas e andou até o portão da mansão escutando risos de Taehyung para atrás, entrou em sua casa se preparando para uma boa conversa com seu pai.




Notas Finais


Iaia bom dia,tarde ou noite. Espero que tenham gostado e obrigada por ler, até mais.<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...