1. Spirit Fanfics >
  2. Souls Meeting - Destiel (ABO) >
  3. Capítulo 22

História Souls Meeting - Destiel (ABO) - Capítulo 23


Escrita por: e LuanaPrince


Notas do Autor


Boa leitura pessoal!

Capítulo 23 - Capítulo 22


POV Castiel

Quando Dean se vai me deixando na porta de casa, sinto um incômodo e um vazio no peito. Meu lobo choraminga e pede por Dean, mas ignoro, pois tenho uma vida e essa ainda não é com Dean.

Bato na porta de casa me sentindo nervoso e com certo medo do que Miguel possa fazer ou falar, mas a verdade, é que não tive culpa e nem Dean teve. Apenas aconteceu, nenhum de nós pretendíamos transar quando decidimos passar uma noite romântica juntos.

Já está de tardezinha, o sol está quase se pondo, quando Gabe abre a porta pra mim arregalando os olhos levemente e no segundo seguinte ele me puxa para um abraço.

- Sweeeettt. - Ele fala de modo arrastado. - Você voltou! - Ele diz me apertando em seus braços e retribuo seu abraço apertado dando uma risadinha. - Ew, você tá cheio do cheiro dele. - Ele fala se afastando com uma cara finginda de nojo. Gabriel é bipolar só pode.

- Deixa de frescura Gabe. - Digo passando por ele e entrando. Ele fecha a porta e vem junto a mim. Me sento cuidadosamente no sofá pois estou dolorido, e isso não passa despercebido por Gabriel. Nada passa.

- Nossa Castiel, a coisa foi boa hein, tá conseguindo nem sentar direito. - Ele fala com a expressão maliciosa e cai na gargalhada em seguida. Fico totalmente corado com seu comentário ridículo.

- Cala essa boca  anão diabético. -  Falo irritado com ele.

- Ei, não me chama de anão porque eu não sou. - Agora é ele que fala irritado. Toquei na sua ferida, sorrio por dentro.

- Tá, chega disso. Como está tudo aqui? O papai ligou?

- É claro que ligou, tivemos que arrumar mil desculpas para ele não desconfiar que o filho inocente estava sendo corrompido.

- Eu não...

- Corta essa, eu quero detalhes, depois falamos das outras coisas. - Gabe fala animado.

- Eu não vou te dar detalhes Gabriel. - Falo encarando ele sério.

- Vai dizer sim, porque eu salvei seu alfa. Miguel ia ser capaz de matá-lo ok. Agora vamos abre essa boca e conta tudo.

- Não eu não vou contar nada, agradeço por conter Miguel, mas não irei dizer nada. Que vergonha! Você já fez, já sabe como é. - Falo sentindo meu rosto quente pelo rubor que está nele.

- Ok, ok, não vou insistir, mas pode pelo menos dizer se ele foi bom? Carinhoso? Não te machucou? Te tratou bem? - Gabriel começa a falar sem parar.

- Respira Gabe, sim ele me tratou bem e foi ótimo, perfeito comigo. - Digo a ele sorrindo.

- Que bom então. - Ele diz sorrindo de volta.

- Então e as novidades aqui enquanto estive fora? - Pergunto novamente querendo saber o que rolou.

- Nada demais, apenas papai ligou disse que as coisas estão indo bem, que talvez já volte com novidades, Miguel disse que papai proibiu a festa, mas vão fazer um dia de piscina na casa de Charlie amanhã provavelmente, Grazi vai vim pedi autorização a Miguel e também convidar ele a ir. - Gabe fala sem parar.

- Hum ok, mas porque precisamos de autorização se somos adultos? - Gabriel devaneia. - Continuando acho que é isso.

- Entendi, pena que não vou nessa coisa de piscina, tenho que trabalhar.

- O QUÊ? - Gabriel grita.

- Eu não sou surdo. - Reclamo com ele.

- Você não vai trabalhar não, pode pedi folga, Dean também provavelmente vai estar lá,  ele é amiguinho da Charlie.

- Mas Dean é o chefe, ele sai quando ele quiser, eu não. - Falo o óbvio.

- Quer que eu ligue e fale com ele? Castiel você acabou de sair do cio, merece um descanso oras. - Gabriel fala revirando os olhos.

- Não quero que você fale nada Gabe, se ele quiser me dá folga ele mesmo me avisa. E chega desse assunto. - Alerto, porque se deixar ele fala a noite inteira até eu ir lá e ligar pro Dean pedindo folga e não vou fazer isso. Iria parecer que estou me aproveitando só porque dormi com ele.

- Chato. - Ele fala emburrado.

- Me conte Gabriel, como está seu lance com Samuel? - Pergunto curioso, já tem dias que não o vejo e Gabriel não me fala nada também.

- Não tem lance nenhum, Samuel me manda algumas mensagens mas eu ignoro. Ele pensa que sou segunda opção? Mas eu não sou. - Ele fala empinando o nariz com ar superior.

- Sam não é assim Gabe, de uma chance a ele. Provavelmente ele vai estar na Charlie também.

- Por mim ele pode estar em todo lugar que eu estiver, não vou dar bola pra ele. - Bufo, que ômega complicado.

- Ok, vou ficar aguardando a hora que você vai parar de fazer charminho. - Falo e ele joga uma almofada em meu rosto, e eu dou risada do seu ato.

Encerramos o assunto ali, me levanto e vou ao quarto para tomar um banho e descansar um pouco, já que a tarefa do jantar é por conta de Gabriel o rei da cozinha como ele mesmo se chama.

Tomo um banho quente e gostoso, me lavo da cabeça aos pés e depois de feito, me seco e coloco um pijama confortável.

Fico por uns momentos relembrados os momentos que tive com Dean, e me pego sorrindo pro nada com as lembranças que se passa em minha mente.

Ouço duas batidas na porta e ela se abre e Miguel passa por ela vindo em minha direção.

- Oi, como você está? - Ele pergunta me analisando.

- Eu estou bem. -Falo sorrindo pra ele.

- Ele te machucou? Fez algo errado? Se tiver feito eu mato ele Cas...

- Calma Miguel, ele não fez nada de ruim comigo. - Falo o interrompendo.

- Tem certeza? - Ele pergunta ainda me analisando, acho que pra encontrar alguma falha em minhas ações que indique que estou mentindo. Mas eu não estou!

- Sim eu tenho certeza. - Falo firme e sério para que ele não tenha dúvidas.

- Ok então. Eu amo você Cas, e se alguém te machucar, eu acabo com ele.

Uau, Miguel consegue me surpreender as vezes, ele é fechado na dele não costuma expressar seus sentimentos em palavras. Em ações sim, ele é muito atencioso e cuidadoso comigo e Gabe e eu o amo muito por isso.

- Eu não duvido disso. E eu também amo você. - Falo e lhe dou um abraço que ele retribui, depois de nos separar ele sorri e sai do quarto.

Ouço meu celular tocar e o pego e vejo o nome de Dean piscar na tela, sem demora atendo a ligação.

- Olá - Digo sorrindo sozinho para a ligação.

- Oi Cas - Dean fala com sua voz grave enviando arrepios a minha espinha. - Como você está?

- Bem e você?

- Estou bem, Charlie acabou de me convidar para um dia na piscina na casa dela, ela disse que será só com alguns amigos nada muito grande. Você irá também? - Ele pergunta.

- Eu, hum... não sei. Mas não devo ir, tenho que trabalhar e...

- Não tem que trabalhar, você está de folga. Eu lembro que me pediu uma semana de folga para o cio e essa semana não acabou. Então sua folga se estende a uma semana e não apenas quatro dias Cas. - Ele me explica e me lembra do que falei na entrevista. Que memória boa ele tem.

- Hum, ok. Eu já estava sabendo disso, Gabe me falou que a prima da Charlie ia vir pedir permissão para Miguel nos deixar ir. Já que papai não está, Miguel fica responsável pela autorização. - Explico a ele.

- Eu não entendo, vocês são adultos e precisam de autorização para fazer as coisas, mas enfim quer que eu fale com Miguel?

- Bom são regras do pai a gente só segue. E não precisa falar com Miguel como eu disse a prima da Charlie vai falar com ele. Mas obrigado mesmo assim.

- Ok, eu espero que você vá, se não for eu passo aí pra te ver. - Ele diz e eu sorrio com isso.

- Tá bom, te espero. - Digo e nos despedimos desligando o celular em seguida.

Volto a pensar em meus momentos com Dean até Gabe me chamar para o jantar.

                              ***

POV Miguel

Depois de minha conversa com Castiel vou para meu quarto e tomo um banho, diferente dos outros dias em que fico somente no quarto decido ir para sala assistir um pouco de TV,  talvez?

Quando estou próximo sinto um cheiro que me é familiar e ouço vozes na cozinha e decido ir lá ver quem é que está aqui. Chegando lá me deparo com a ômega amiga dos meninos. E como ela é linda eu me recordo ainda de como foi a primeira vez que vi ela eu estava tão irritado por Castiel não voltar para casa.

Bom, agora posso admirar ela melhor.

- Oi pessoal. - Cumprimento Gabe e ela, Grazi é seu nome pelo que me lembro.

- Oi Miguel, o jantar já está quase pronto. - Gabriel me informa enquanto Grazi apenas me olha de um jeito diferente e eu gosto disso. Dou um sorriso pra ela e ela retribui.

- Que bom, quando tiver pronto me avise para que eu chame o Castiel. - Digo a Gabe e me viro pra sair já que Grazi não me deu muito papo nem ao menos me cumprimentou.

- Olá Miguel. - Ouço sua voz meiga e doce me chamar enviando vibrações ao meu corpo. - Eu gostaria de falar com você, posso? - Ela pede de forma gentil e quem sou eu pra negar seu pedido.

- É claro. - Falo me virando pra ela e esperando que ela fale.

- Bom, eu gostaria de pedir autorização para que Gabe e Cas venha na casa da Charlie amanhã participar de uma pequena festa na piscina, apenas com os amigos. E é claro se você quiser pode comparecer também. - Ela diz com um sorriso largo e corando um pouco, seu cheiro denúncia seu nervosismo ao falar comigo.

Uau ela é maravilhosa, fico tão encantado que demoro a processar seu pedido. Festa na piscina? Seria uma boa pra me aproximar dela e a conhecer melhor. Gabe já tinha pedido por uma festa mais papai não permitiu e esse convite é bom pois é uma festa que ocorre ao dia e provavelmente não teria tanta bagunça de uma festa noturna.

- Ah entendo, isso parece bom. Eu autorizo sim eles a irem. Obrigado pelo convite é muito gentil, farei o possível para comparecer. - Digo com um sorriso sincero e fazendo um pouco de charme.

- Ótimo, fico feliz com isso. - Ela diz bastante animada. Parece muito o jeito do Gabriel. Dou um risada e faço sinal positivo com a cabeça.

Gabe anuncia que finalizou o jantar e eu convido Grazi a jantar conosco, mas ela não aceita e diz que precisa ir, isso deixa meu lobo um pouco triste, queria mais de sua compania. Seu cheiro é muito agradável pra mim e faz me sentir atraído por ela. Me despeço com um sorriso e beijo suas mãos, como nos clichês antigos e ela sorri tímida e se vai.

Subo e chamo Cas para o jantar e comemos em silêncio como quase sempre. Depois conversamos coisas aleatórias e formamos teorias de como será que está a viagem de nossos pais, se eles tão conseguindo o patrocínio pro livro, ou se esse livro realmente fará sucesso.

Depois de tanto diálogo cada um vai pra seu quarto descansar do dia. Me pego pensando em como vai ser amanhã na casa de Charlie, quero muito me aproximar de Grazi e pego no sono pensando em como farei isso.



Notas Finais


Ei pessoal , espero que gostem!
Vote e comente suas teorias do que pode rolar na festa.
Beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...