História Soy Luna Hot - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Sou Luna, Violetta
Visualizações 170
Palavras 678
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Depois de um século eu voltei

Capítulo 6 - Hot Simbar


Fanfic / Fanfiction Soy Luna Hot - Capítulo 6 - Hot Simbar

Dias atrás terminei meu relacionamento com Luna, sim, nós começamos a namorar no fim do verão do passado, porém tudo acabou quando vi ela com Matteo, meu irmão caçula, eu fiquei muito chateado, como era minha amiga, pensei que ela nunca iria me trair, terminaria comigo antes do tal ato.

Não saia de casa a alguns dias, porém era dia de acordar para a vida, era dono da empresa "Ronda sports" e ele não poderia ficar sem mim, ainda mas com a nova secretária que a empresa tinha contratado.

Sai do elevador seriamente, comprimentando as recepcionistas com um simples aceno com a cabeça, adentro a sala dourada, a minha e vejo uma puta de uma gostosa loira ajeitando os botões da blusa, enquanto via Gaston, o meu assistente levantar do sofá, reviro meus olhos e caminho até minha mesa, me sento e friamente e falo em seguida.

-Gaston, saia de minha sala, e você, se de o respeito, está no seu primeiro dia de trabalho

Ligo meu computador e escuto a porta bater, provavelmente ele foi embora e ela estava se sentando para finalmente começar o seu trabalho exigido.

-Você tem cara de ninfomaníaco

Escuto seu comentário e arqueio uma sobrancelha, parece que ela queria conversar sobre sexo.

-Interresante seu comentário, tento ao máximo ser um ninfomaníaco, porém as coisas não andam muito boas, e você, é uma ninfomaníaca?

Falei baixo enquanto pesquisava no computador o próximo festival que iríamos fazer.

-Você quer experimentar para saber?

Ela agora falava com uma voz sexual, oque fez o meu membro doer dentro da calça social apertada.

-Vem cá

Falei baixo e bati no meu colo, ela levantou, trancou a porta e se sentou em meu colo, acariciei sua coxa e logo adentrei minha mão de baixo de sua saia.

Comecei a fazer movimentos fortes sobre sua calcinha, escutando seus gemidos fracos por enquanto, logo coloquei a de lado e comecei a penetrar quatro dedos de imediato, fazendo ela arquear as costas e soltar um gemido extremamente enlouquecedor.

Continuei a penetrar firmemente, ela gozaria rápido se eu continuasse penetrando assim nela, depois de alguns segundos, sinto seu líquido nos meus dedos, friamente empurro seu corpo no chão, desabotoou a minha calça e coloco meu membro para fora encarando ela.

-Mama aqui

Aponto para meu membro e começo a acariciar ele, logo vendo ela rastejar igual uma cadela para cima de mim, sinto seus dedos pequenos no meu membro e logo ela começando a colocar na boca e me masturbar.

Sorrio fraco e faço um rabo de cavalo em seu cabelo, começando a empurrar sua cabeça na direção do meu membro fortemente, estava tentando fazer uma garganta profunda, porém ela era fraca pra isso.

Continuo os movimentos e logo meu membro começa a engrossar, respiro fundo e logo gemo baixinho, depois de alguns minutinhos sinto meu membro pedrificar é minha goza ir toda em direção a sua boca, vejo ela engolir e fico satisfeito.

-De quatro, no chão

Falo para ele e logo vejo ela ficar, vou para trás dela e logo enfio meu membro na sua entrada, começando os movimentos brutos, gostava de um sexo selvagem, e como ainda estava sentindo a dor de corno estava mas bruto ainda.

Dou tapas fortes na sua bunda enquanto ouvia ela gemer altamente falando o quanto estava bom, agora meus gemidos estavam mas altos e isso satisfazia ela, felizmente.

Sua intimidade se contrai e logo ela goza, continuo meu trabalho e começo a bobear mas forte, meu líquido sai na hora e eu caio em cima de seu corpo soado.

-Pera ai, eu ainda não acabei

Falo quando ela ameaça a levantar, posiciono meu membro na sua entrada de trás e logo penetro sua intimidade lubrificando meu membro, levo até a sua outra entrada e logo forço com toda minha força, fazendo ele entrar por completo e ela dar um grito de dor.

Não dou muita bola e penetro com força, puxo seu cabelo e logo começo a gemer altamente, ouvia o choro baixo dela, porém depois de alguns segundos ela estava gemendo novamente falando o quão estava tão gostoso.

Tiro meu membro de você e logo gozo nas suas costas respirando fundo.

- Bem vinda a empresa Ronda sports, Ambar.


Notas Finais


Foi isso, prometo não demorar na próxima vez :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...