História Space - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 286
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Poesias, Romance e Novela, Shonen-Ai

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Particularmente esse capítulo foi o ápice da minha não criatividade.

Capítulo 4 - Amanhecer


"Amor? É como quando você vê a névoa de manhã,

quando você acorda antes do sol nascer.

É como um breve instante que depois desaparece.

Apenas isso, o amor é uma névoa que queima com a primeira luz de realidade"

                -Charles Bukowski



A chuva assustava as pessoas e desesperados por abrigo se acolhiam em lugares para se abrigar, e eu os observava de dentro da loja bebericando meu chá de erva doce, quando um homem jovem entrou às pressas para dentro do estabelecimento.

- Nossa, essa chuva pegou-me de surpresa! - disse o homem caminhando pela loja.

Ele olhava para a flor de Narciso de coloração amarelada, com ternura nos olhos.

- São cativantes, certo? - Disse-lhe ao aproximar da figura.

- Sim, são lindíssimas - disse-me com um sorriso brando.

- Dizem que a flor de Narciso nasceu, pois um jovem extremamente belo de mesmo nome, que apaixonado por sua imagem refletida em uma fonte teria caído e morrido na fonte em que se admirava. E nesse local teriam brotado as flores de Narciso, por isso o nome.

- Que bela história, ou devo dizer triste -Deixei escapar um singelo sorriso.

- Devo dizer ambas.

- Você tem alguma em especial? Digo, uma flor? - indagou, a figura sem nome.

Hesitei em responder-lhe, pois era algo muito íntimo que carregava grandes sentimentos consigo, era um segredo entre eu e ele que prometemos deixar somente entres nós dois. Entretanto, ele já não estava mas aqui.

- É a tulipa amarelada.

- " Um amor sem esperança".

- Um admirador?

- Sim, gosto de observá-las através da lente da câmera. A propósito, me chamo Martin. - disse-me com um gesto de aperto de mão.

- Noah, prazer. - correspondo.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...