1. Spirit Fanfics >
  2. SpaceDemon >
  3. O beijo que eu desejava.

História SpaceDemon - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Boa tarde, Boa noite, Bom dia, como vai vocês?
Então Boa leitura meus manos e manas.

Capítulo 2 - O beijo que eu desejava.


Fanfic / Fanfiction SpaceDemon - Capítulo 2 - O beijo que eu desejava.

No hospital. Eu estava sentando esperando uma notícia boa do médico, até que eu ver ele saindo da sala de um quarto e indo até a mim. 

- Então médico, é grave? _Gene fica com medo de que seja notícia ruim.

- Não é muito grave. ele está bebendo muito e isso que causou, acho que ele ingeriu algo forte que o estômago não aguentou e quando está estresse ou trauma e nervosismo pode causar a isso. Então vai ter uma orientação de não beber, mas a família dele tá aqui? É porque precisamos de alguém pra cuidar dele e fica de olho pra não ingerir muita bebida. _disse o médico.

- Eu posso me voluntá pra cuidar dele, eu sou amigo dele e parece que a família dele mora longe. _Gene fica feliz por ver que vai cuidar de Ace.

- Tá bom amanhã de manhã você vem buscar ele. _disse o médico que termina a coversa e sai dali.

Eu saio do hospital, parecia que eu não posso ver ele, mais pra quê se vou ficar o dia todo com ele.

.....

No hospital, Ace acorda numa cama e fica confuso por está aqui, alguém abre a porta e entra com um boquê de flores, ele fica surpreso que esse sujeito não tem vergonha era Vinnie todo elegante e seu vestimento de homem de direito.

- Oii sentiu minha falta?  _vinnie morde seus lábios ao ver Ace. 

- Me deixe! Você sabe muito bem que eu não quero relações com homem, só com mulheres eu sinto atração. _Ace joga na cara de vinnie que não quer ele.

Vinnie fica triste e alguns minutos fica olhando pra Ace, ele chega mais perto de Ace e começa acariciar os cabelos lisos de Ace.

- Paul Daniel, eu te amo. _Declarou Vinnie.

- Sai de perto de mim. _ Ace fica desconfortável com isso e disfarça começando a rir.

- Seu..._Vinnie é interrompido 

- De novo você aqui Vinnie. _Gene fica bravo que vinnie estáva com sua mão no cabelo de Ace.

- O que você quer Gene, não podemos ter um papo de amigo. _vinnie mente. 

- Ontem não parecia amigo. _Gene fica com raiva e se acalma. - Enfim você não vai mais ficar perseguido Ace se não eu vou tem que te expulsar da banda.

- Parar com isso Gene, não quero que ninguém me protege que doidice. _Ace se estressa pelo ato de Gene. 

- Mais vou proteger, eu sou seu amigo. _Afirmou Gene. 

- Sabe, vou dar um fora daqui! _vinnie fica com raiva que joga as flores no chão e sai do quarto.

Eu percebi das flores, estranhado vinnie e ele parece que teve uma relação que eu não sabia. O médico chega dando alta pra Ace.

- Você não vai beber muito porque está estragado seu estômago e procure um psiquiatra pra ver o que reagiu nervosismo. _O médico dar orientação e escrevendo tudo no papel como se prevenir. 

- E quem vai me obrigar? Seu pão careca. _Ace começa a rir, zombando a cara do médico. _

- O seu amigo. _O médico dar um sorriso.

- Mais o que? Você deve tá brincando eu não quero que ninguém se preocupa com meus problemas pessoais.

- Vou fazer o que? Valoriza essa amizade porque tá difícil de encontrar amigos assim. _Disse o médico inspirando por ver que existe pessoas de bem.

 ele mudou a expressão de indignado para zangado. Nós saímos do hospital e entrou no meu carro, pelo caminho que percorremos todo, ele ficou sem dizer nenhuma palavra. Passamos pela rua que ia pra casa dele, mas eu tive uma idéia.

- Hey onde estamos indo? Você passou da minha rua. _perguntou Ace  que fica desconfiado.

- Vamos se divertir. _Gene fala logo o que estava preso na sua garganta até naquele dia que conheceu Ace. 

- Pra mim tá tudo bem. nós vamos tocar juntos, então precisamos conhecer melhor. _Ace sorria pra Gene

Então nós fomos pra um campo verde que tinha muitas árvores, Ace sai do quarto e eu pego a cesta que estava no porta malas, achei um canto pra gente ficar,  eu colocando o pano no chão e ele me ajuda e senta, eu olhei pra ele quando eu estava sentando no seu lado, ele estava com os olhos fechados e sentindo o vento, seu cabelos voam e eu só admirando e vir que Ace precisava  de um dia desses.

- Você planejou esse piquenique até quando me conheceu? _pergutou Ace com dúvidas. 

Eu fiquei nervoso de timidez, eu acho que ele sabe o meu esquema de que eu quero ele. 

- Mais há dúvida, por que você fez isso pra mim? _perguntou Ace com suas perguntas querendo uma resposta.

- É que eu quero eu... _Gene não consigue terminar a frase por que Ace  olhou pra ele fisicamente.

- Responda? Me diz. _Ace fica curioso pela minha demora de responder ele.

- É que eu quero te ajudar,  vejo que você não tá bem normalmente e também somos amigos. _disse Gene que ficou nervoso se falava ou não falava.

- Faz sentido. _Disse Ace que engole essas desculpas de Gene.

Eu queria tanto contar o que eu sinto de verdade mas eu estou inseguro, vai que ele se afasta de mim ou se muda pra outro lugar e não querer ver minha cara. 

 - Você gosta de homens? _perguntou Gene. 

OH my good, porque eu perguntei isso do nada.

- Eu... não gosto de ter rela..ções com homem, eu gosto de mulheres elas são muito sexy. _Ace fica nervoso pela pergunta e ficava desviando o olhar pra Gene por está com vergonha.

- Tá bom se não gosta entendo. _disse Gene. - Mais eu gosto de mulheres e homens, sei lá sinto atração não vou mentir. 

- Você é bissexual? _pergutou Ace.

- Eu sou. _respondeu Gene, suando frio, tentando ver se tem uma chance com ele. 

- Eu respeito,  não tem nada contra quem quer ama alguém que você sente de verdade, como não conseguir amar alguém que zoutros querem que você não ama. _disse Ace que fica com uma dor no peito não de sinal de parada cardíaca e sim de coração partido.

- Eu acho que isso não foi apenas um conselho para mim, parece que você já teve essa experiência. Por favor se desabafa pra mim. _Gene implora a Ace a falar do seu passado. 

- Eu só tinha meu pai que era governador, nós eramos felizes até eu fizer 17 anos, meu pai não era uma boa pessoa me forçava a namorar com mulheres de idades diferentes, eu não sentia nenhum amor por todas as mulheres que eu já amei. Na escola eu conhecir um garoto chamando David timha 18 anos, parecia que eu gostava dele e ele de mim não era apenas amizade, era um amor que eu nunca sentir. Nós se beijava escondidos e fazia tudo que o casal de homem e uma mulher fazia, até que um dia de noite nós dois estavamos estudando no meu quarto e eu fiquei com desejo é david também, sabendo que meu pai não estava em casa  nós dois aproveitamos e fizemos amor impressionante e nós  não esperava que meu pai abria aquela porta e ele viu tudo, ele mandou o segurança pega ele e eu fiquei preocupado que eles iam fazer com David, meu pai me bateu várias as vezes até ele cansar e eu poderia sentir dor do meu corpo mais era o coração que eu estava sentindo. Até que meu pai  me manda vestir minha roupa, ele me pega pelo braço me puxando e chegando no jardim e da minha casa, meu pai me joga perto do corpo de David, eu fiquei apavorando que meu pai matou ele e eu vir ele sagrando e minhas lágrimas não parava de cair no meu rosto e os homens me pegam pra me levar no meu quarto mais eu não queria sair dali, meu pai me dar um tapa na minha cara.

- É melhor você virar homem se não eu te mato. 

Essa foram as últimas palavras do meu pai, eu estava no meu quarto me preparando pra ir embora,  peguei minha guitarra e coloquei minha bochila nas minha costas e fugir.

- Nossa eu não sabia que isso era doloroso pra você. _Disse Gene abalando.

- É culpa minha, fui eu que iniciei tudo. _Ace começa a chora.

- Foi nada. não é sua culpa, seu pai que fez isso e ele que não soube ver que você tava feliz. _disse Gene triste que enxugá as lágrimas de Ace. 

Nós ficamos se encarando por uns segundos, coloquei minha mão atrás do seu pescoço e passei de leve até subir pra cima dos seus cabelos fazendo ele se arrepiar, eu puxo seu cabelo e coloco sua boca mais perto da minha, e vou dando uns selinhos e Ace fica todo constrangido e nós vamos no beijo de língua, eu coloco pra ele deitar e ficamos agarradinhos até beijar e ter amassos no meio do campo pra ninguém nos atrapalhar, eu só ficava na mão boba com ele e ele não deixou eu tocar no seu membro e eu ficava todo no respeito. Até que fim eu conseguir um beijo dele..



Notas Finais


Será que Gene vai conseguir abrir o coração de Ace frehley pra ele.
Até o próximo capítulo. 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...