1. Spirit Fanfics >
  2. SpaceDemon >
  3. Difícil pra mim é fácil

História SpaceDemon - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite meus manos e manas, boa leitura pra vocês.

Capítulo 3 - Difícil pra mim é fácil


Fanfic / Fanfiction SpaceDemon - Capítulo 3 - Difícil pra mim é fácil

Eu tinha certeza que era amor que eu estava sentindo,  beijando Ace era as minhas metas de desejo que eu estava cumprindo, são tão desejos que eu quero compartilhar só que ele era difícil de amar. 

- Vamos embora. _Ace fala numa forma seca, não estava feliz que atrapalhou o beijo que estava acontecendo.

- Tá bom, desculpe foi no impulso eu não queria te forçar em nada mas você que deixou então... _Gene fica chateado por forçar mais ver que ele não forçou, criando expectativas em Ace.

- Deixa isso pra lá, é... eu não quero relações com homem. _disse Ace.

- Você deve tá confuso ou com medo. Se for eu não vou deixar que nada acontece com a gente e te ajudar o que precisar. _Gene fala tudo que Ace estáva sentindo.

- Ah vai se fuder, eu vou embora daqui. _Ace sai de perto de Gene,  fica tímido que nem consegue olhar nos olhos de Gene.

- Você tá sendo difícil, cuidado que eu adoro isso. _Gene fica safado e confiante. - Você tá indo pra lugar errado, se você se perder pela floresta eu vou tem que ser o lobo mal e você a chapéuzinho vermelho, é isso que você quer?. _Gene começa a rir da sua imaginação de sua fantasia prazerosa.

- Cala a boca, não me diz o que eu devo fazer. _Ace continua caminhando e se afirmando que estava certo. 

Gene pega seu braço e puxa pra seus abraços e que ficam se encarando até que Ace abaixa a cabeça por está com vergonha. 

- Pode me escuntar, você tá indo pra lugar errado. _disse Gene preocupando.

- Ter louco meu amigo pra ficar me agarrando desse jeito. _disse Ace zombando da cara dele. 

- Sim, claro que sim louco por você seu banana. _disse Gene que beija Ace de surpresa.

Mais o celular toca e param de beijar, Gene pega o celular que estava no seu bolso e atende.

- Hello, é você Paul Stanley.

- Você não foi pra o ensaio algo ruim aconteceu? e que coincidência eu não consigo ligar pra Ace. Vocês estão juntos?

- Não aconteceu nada e... como você sabe que a gente tá junto?

- Vinnie me contou que você saiu do hospital com Ace, você tá mentido pra mim?

- Nada disso, eu levei ele pra casa vai que ele ficou sem telefone ou tá dormindo. 

- Ata, amanhã precisamos ensaiar pra show eu e Peter ensaiou algumas músicas novas minhas agora falta vocês e se você ver Ace fala pra ele vir pra ensaiar.

- Tá certo, então tchau.

- Tchau.

Gene desliga o telefone e ver que Ace não estava ali, então ele foi pega rápido as coisas do piquenique e fui no caminho direito do carro, estava preocupado e foi avistar carro, soltou um suspiro aliviado que Ace estava no carro dormindo, então Gene deu pé na estrada rápido pra não ficar na floresta quando anoitecer. 

Ace acorda e ver Gene dirigindo o carro, quando chegou no apartamento, Ace abre a porta do seu quarto e Gene entra. 

- Pera ae você não vai para sua casa? _disse Ace.

- Eu vou ficar de olho em você. _Gene se aproxima em Ace e ficam em frente a frente. 

- Inacreditável meu Deus, confia em mim eu não vou beber. _Ace dar um sorriso de que nem parece um diabinho pronto pra você não conseguir suporta - lo.

- Você acha que me engana. _disse Gene que sorria que fica sem acreditar que ele consegue mentir encarando ele.

- Então fica perdendo o seu tempo comigo pra nada. _disse Ace bravo normalmente.

- Mmmm você tá sexy hoje. _disse Gene querendo conquistar Ace. 

- Seu.. filho.. de uma puta porque está tão assanhado, quer morrer?. _ Ace fica sem jeito e bravo ao mesmo tempo. - Eu vou tracar a porta do meu quarto porque hoje você passou dos limites. 

- Eu sei que você gostou.  _disse Gene que persegue Ace até que ele entra no quarto e bate a porta da cara dele.

- Aaa... Ace, como eu quero você ainda mais quando está sendo difícil.

 .....

- Como queria tirar férias, estou muito cansado. _disse Peter que estava sentado na cadeira junto com a bateria e boceja sentindo sono. 

- Achou que vida de músico era fácil. _Paul rir e fica concentrando na sua guitarra, percebe que Gene estava quieto. - Gene? Oh Gene?! 

- Oii. _ Gene se assusta e acorda na real. 

- Você está bem? _pergutou paul.

- Eu to,  só pensando na vida. _Gene responde com um rosto feliz e apoixonado.

Stanley e Peter ficam desconfiando. Chega o empresário que vem com uma notícia boa. 

- Poxa Ace frehley está atrasado, ele nunca atrasa. Então vocês avisam ele, minha banda favorita vocês vão subir quando ouvir essa nova notícia. _Disse o empresário.

- Diga logo, eu to ansioso. _disse Paul.

- Tem um homem de boa marca que quer representa vocês como a banda dele, e ele vai fazer de tudo pra vocês serem melhores bandas do rock da fase da terra, gostaram dessa boa notícia?

- Nossa, qual é o nome dele? _Peter fica curioso. 

- Antônio.

- Umm... E você, vai fazer o que se esse vai tá no seu lugar? _pergutou Gene que estava sentindo pena do empresário.

- Eu vou agir com outra banda, obrigado por confiar em mim de seus trabalhos. _O empresário se despende. 

- Não tem de quê. _disse Gene. 

- Eu quero muito conhecer o novo empresário.  _disse paul com sorriso no rosto de felicidade.

Ace aparece, ele pega sua guitarra e se conecta com os fios do som.

- Eaee eu cheguei atrasado? _disse Ace.

- Não você não chegou atrasado. _Gene responde Ace com uma expressão de sarcástica. 

- Então vamos tocar! _Paul grita de felicidade, tendo energia para tudo.

Eles ficam com seus próprios instrumentos tocando algumas músicas e a última música era "I want you" e paul Stanley começar a cantar, Gene observava Ace tocando, a música já dizia tudo "Eu quero você", sentindo meu coração disparar, como eu queria beijar ele ali mesmo mas os garotos como iam reagir, se eu fizesse isso. O ensaio acabou cada um foi pra seus caminhos, só Gene e Ace que foram juntos. 

- Vamos ter um novo empresário. _disse Gene.

- Eu sei paul Stanley me contou, mais esse nome é familiar mas tem vários Antônios, pra quê eu estou desconfiando. _disse Ace que deixa isso pra lá com esse  novo empresário. 

- Eu digo o mesmo. _Gene coloca mão em seu ombro.

Chegam no apartamento do quarto de Ace. Gene fica no sofá sentando bebendo refrigerante e Ace vai por seu quarto. Eu precisava ir pra o banheiro e quando fiz minhas necessidades, eu fui passando no quarto de Ace a porta estava encostanda e dei uma olhada,  vendo Ace frehley tirando a roupa e coloca uma toalha no meio do quadril do seu corpo, eu logo sentir prazer e ja fico duro por ver demais, eu tento disfarçar mais não dar, fazia de tudo pra não pirar então resolvi fazer isso não tinha outro jeito e eu sabia que um dia eu teria que usar o remédio que estava comigo, fico pensativo se eu faço isso. 

......

Pela noite, eu não conseguia dormir, será que funcionou?

No quarto, as bochechas de Ace ficam vermelhas e sentia um fogo por dentro.

- Como tá quente._Ace diz baixinho e estava muito suando que decide ir pra o banheiro tomar banho mais quando levantou na cama cai no chão fazendo barulho. 

Eu escunto o barulho forte e vou correndo pra o quarto de Ace e vejo ele caido, eu pego Ace e encosto na beira da cama sentando no chão. Ele estava suando com a respiração folegante.

- O que tá sentindo? _disse Gene preocupando se o remédio deu ruim.

- Sinto que meu corpo está sendo tocando, porque eu estou com desejo do nada? _disse Ace.

Eu respiro aliviado, fico com prazer vendo Ace respirando folegante e gemendo baixinho com prazer que estava sentido.

- Vaza daqui do meu quarto, eu acho que deve ser isso que eu to pensando. _Ace tenta abrir os botões da sua calça mais sua vista estava muito embaçanda que tentava abrir mais não conseguia.

- Eu vou ajudar, você parece que tá com desejo tenso, você tava pensando em alguém? _Gene vai abrindo os botões.

- Eu nada.... _Ace fica nervoso e tímido que não olha pra Gene.

- Parece que tava pensando em mim. _Gene começa passar a mão e acariciar o membro íntimo dele.

- Não... Eu não quero isso. _Ace geme e pega a mão de Gene, impedido de que ele faça. 

Gene segura os braços de Ace e continua o que estava fazendo. Eu olho pra Ace, ele geme muito gostoso sua face eu identificava que estava adorando e vou dando um beijo profundo, ele envita os meus Beijos .

- Gene.... Pare... Por favor, seu idiota. _disse Ace com a respiração folegante e gemendo baixinho.

- Que isso me desobedeceu, enquanto te beijava.  _disse Gene.

- Vai se fuder... e me solta. _disse Ace sentindo o prazer mais próximo. 

Eu coloco o amiguinho dele pra fora e vou fazendo movimentos com a mão no seu amiguinho, bem apertado e molhado, Ace não resiste e goza, mais o efeito não acabou, ele estava respirando profundo e sentia prazer forte.  Eu levanto ele e coloco na cama, vou beijando seu corpo até chegar no seu pescoço e vou lambendo seu corpo com minha língua enorme, vou direito do seu pênis que ainda estava duro, com minha língua lambia membro íntimo dele e vou chupado, lambendo o redor todo do seu pênis. Ele gozá de novo, fica tremendo e gemendo de prazer enquanto eu tiro minha roupa. Mando ele chupá meu amiguinho e ele fazia tão gostoso que eu não acreditava que ele sabia fazer tão gostoso assim.

 Eu fico sentando na cama e ele fica em cima de mim com suas pernas no meu quadril, começo meter nele e ele gemia alto.

- Seu vaga..bundo, idiota..._Ace começa a xingar Gene. 

- Vai me xinga mais vai. _Gene fica sem piedade e meter mais forte que Ace.

- ahh.. Você tá gostando, vou te tocar como você toca sua guitarra. _disse Gene já chegando perto de gozá. 

- Que gostoso....._disse Ace todo degonso. 

Eu nunca vir Ace frehley desse jeito mais eu tava gostando disso, parece que ele se entregou, desistiu de ser difícil.  Eu coloquei ele pra deitar e eu fiquei em cima dele e comecei o movimento e metia bem devagar e uns segundos fui aumentando a velocidade.

- Aiii eu não aguento, que delicioso...._disse Ace folegante. 

Eu lambendo seu pescoço e metendo bem devagar e faço a posição de coxinha em Ace, eu metia de lado segurando ele no pescoço e eu masturbava ele, ia rápido o movimento era o mesmo quando metia meu amiguinho nele naquele momento e ele gritou gostoso quando nós gozou juntos e no final dou um beijo de língua nele. Nós ficam juntos no cobertor da sua cama, Ace dormia no meu peitoral e ficava perto de mim, eu tava feliz mas será que ele vai ficar feliz se acordasse comigo e ver que não era um sonho?





Notas Finais


Bom que gostem desse capítulo até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...