1. Spirit Fanfics >
  2. SpaceDemon >
  3. Eu te amo

História SpaceDemon - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Bom dia, boa leitura meus manos kk😊

Capítulo 4 - Eu te amo


Fanfic / Fanfiction SpaceDemon - Capítulo 4 - Eu te amo

Eu fujo ou fico?

Isso martelava minha cabeça, decidir fugir não queria que Ace descobrisse agora, eu não quero estragar nossa amizade por isso. Eu vestia minha roupa, enquanto Ace dormia e eu fechava a porta e andava devagar pra não fazer barulho, quando eu fui abrir porta pra sair e vejo homens de terno parecia seguranças e no meio deles, um homem velho de terno azul marinho.

- Você sabe qual quarto, do homem chamado Ace mora? _perguntou o senhor.

- E Quem é você? _perguntou gene de volta. 

- Meu nome é Antônio sou pai de Ace frehley, algum problema? _O pai de Ace fica bravo.

- umm o problema que eu não conheço, só queria saber o nome do pai se é o que to pensando. _Gene fica nervoso por tá mentido, porque sabe o passado de Ace e não vai deixar que Antônio descobre.

- Você acha que eu sou um idiota. _Disse Antônio.

- É o que velhote? se eu falei que eu não conheço. _Gene fecha a porta e passa pelo os seguranças e Antônio.

- Que absurdo, quem é você pra sair sem minha permissão. _Antônio fica se sentindo superior.

Eu não olho pra trás, continuo caminhando.

- Que desgraçado. _Antônio xinga baixinho, com raiva de Gene.

(.....)

No ensaio, nos tocava algumas músicas ensaiando, Ace não falava nada e ele estava no meu lado e fico sem jeito por está me ignorando ou tá fisicamente, focando no solo maravilhoso que estava tocando. Eu queria que ele me dar - se mais atenção como ele dar na sua guitarra, patético como pode me ignorar.

Aparece do nada aquele homem que é o pai de Ace e eu me perguntava que diacho esse homem tá aqui? porque ele não saberia que ia encontrar seu filho aqui. Ace desconecta o fio que conectava a guitarra com o som e quando vira pra frente, ganha um abraço do seu pai e ele ver que era seu pai, dar um empurro se afastando dele, Paul não entendia o que estava acontecendo.

- Ace? Você conhece esse nosso novo empresário? 

- Não conheço. _Ace sai do lugar e Gene vai atrás.

Eu ia até o camarim de Ace e vejo ele sentado no sofá, se refletindo que não percebeu eu entrando,  sento no lado dele e ele se afasta um pouco. 

- Eu sei que ele é seu pai e protegei você, eu falei que você não morava ali e ele acreditou mais agora ele sabe onde você mora e onde você ensaia mas vou tá aqui quando você precisar.

Ace ignora....

- Desculpe por ontem, eu coloquei remédio na sua garrafa de água, quando eu me arrependir você já tinha pegando da geladeira e bebido, eu não queria mais o desejo foi tão forte que eu não me segurei. 

- Que desgraçado. Acha bonito ter feito aquilo. _Ace olha pra Gene.

- Você parece que gostou. _Gene fica sarcástico

- Não. 

- Claro que gostou, pode parecer um homem dominador mas para mim é um submisso. _Gene fica com uma expressão de safado.

- Seu filho de... 

Ele ia me dar um soco só que eu seguro seu pulso, pego seu quadril e eu puxo Ace perto de mim, ficando surpreso com minha peganda. Nós se encara diretamente, eu começo a olha pela sua boca e parece que ele percebe que tenta se afasta por ficar sem graça, eu seguro ele bem firme que não quero lagar.

- Que desgraçado, me solte agora e eu não quero te olhar fisicamente que droga. 

- Esta com medo de que seja real?

- Não é que...

- Eu estou sentindo seu coração bater acelerando. 

- Por que tem que ser você? 

- Você gosta de mas alguém aqui? Pra não ser eu. _Gene fica com ciumes.

- Minha guitarra.

- Ah.. Eu pensei.. que era alguém sabe..do grupo.

- Você ia ficar mal da pessoa. 

- Eu não ia não.

- Parece que sim. _Ace dar um peteleco na testa de Gene.

- Aii, doeu.. _Gene passa mão na testa, que deixa Ace escapar. 

Ace sai do camarim e Gene sorrir pela sua atitude.

- Mas que engraçadinho. _disse Gene que vai atrás de Ace.

Eu pego Ace e encosto na parede, e dou um beijo lentamente e ele me dar um chute de leve no meu membro íntimo, tomo susto mais não deu nada e Ace corre andando, esse cara queria brincar com minha cara. 

Até nós chegar onde Paul e Peter conversava com Antônio, parecia que estavam saindo bem, eu não queria que Paul aceitasse esse homem a ser nosso empresário.

- Gente ele vai ser nosso novo empresário. _Paul abre um sorriso.

- Agora que vocês sabe que sou pai de Ace.  _Disse Antônio.

- Eu não acredito que você falou isso pra todo mundo. _Ace fica indignado. 

- Eu mudei para melhor e colocarei essa banda pra cima, mais se você não quer acreditar....._Antônio se aproxima e sussurrou no ouvido de Ace.   - Eu mato quem souber, que eu destruir algo que não pode ser repetido e melhor que tenha virando homem, eu vou deixar você amar até você ter uma mulher no seu lado.

Se afasta de Ace e seu segurança entrega um papel pra Paul Stanley, Ace tenta não se sentir incomodando. 

- Estranho não tem texto dizendo o que pode permitir ou não. _Paul desconfia.

- Esse não é oficial papel, é apenas um papel de que eu esteve aqui. _Antônio explica.

Paul assina o papel e Gene ainda ficava na dúvida se o pai de Ace mudou.

- Então amanhã, vamos fazer uma sessão de fotos para essas que vocês estão compositando, Tchau.  _Antônio dar seu aviso e vai embora com seus seguranças.

(.....)

Nas sessão de fotos, quando teve essa bobagem de tirar fotos, eu estava feliz vendo Ace sentado numa cadeira e com sorriso fofo, eu acho que ele não tá nem aí pelo pai.

Antônio olhava para Gene e para o Ace, ficando desconfiando pelo olhar de Gene sob ao Ace, então Antônio se aproxima de Gene. 

- Então meu jovem, porque você mentiu para mim? _Antônio pergunta para Gene.

- Eu ia.. deixar um estranho entrar no apartamento de Ace, nunca!! _Gene mente bem para Antônio.

Antônio fica sério e sai de perto de Gene, Gene olha e ver Vinnie. O que esse cara tá fazendo aqui? 

- Ninguém te chamou,  o que está fazendo aqui? _Disse Gene.

- Antônio me chamou, parece que vou tocar junto com vocês. 

- Ah?Como ele pode fazer isso, sem permissão de Stanley? Se na verdade na nossa ordem de banda é quatro membros.

- Querido essa informação não posso te responder, mas se to feliz? Eu estou.

- Você não é bom com amizades, vem atrasado, parecendo que não liga para banda e ainda é duas caras quando fala com Stanley. 

- Eu disse que ligo por esses idiotas. 

- Oii meninos o que estam conversando? _Paul chega e pergunta, se repara por que Vinnie está aqui? 

Vinnie toma um susto e vira falso com Stanley.

- Eaee meu amigo de fé, meu irmão camarada. _Vinnie finge a gostar de Paul.

- Chega me dar vontade de vomitar de tanta falsidade. _Gene fica com nojo de Vinnie e já jogando uma indireta. 

- Umm.. Eu não sei por que vinnie está aqui. _Disse Paul.

Antônio chega.

- Como vocês sabem agora do seu amigo, eu resolvir chamar, imagina a banda crescendo e ter um grupo de heróis do rock. _Antônio abre sorriso quando fala desse assunto.

- Nossa gostei da sua idéia. _Paul se impressiona com isso. 

- Stanley!! eu não to gostando desse velhote. _Gene fica desconfiando.

- Mas seria melhor e... _Paul foi interrompido por Antônio.

- Eu nunca fui com sua cara jovem, é melhor nós ser amigos do que inimigos. _disse Antônio com sorriso sarcástico.

Eu dou as costas para Antônio e não falo mais nada. Ace observa e se disfarça lendo uma revista, Gene continua no seu caminho. 

Paul Stanley encontra Gene olhando a paisagem num parque que tinha perto do prédio das sessões de fotos.

- Nossa que raiva essa pra ter disposição para chegar até aqui. _Disse Paul.

Gene dar risada.

- Eu não estou com raiva, só to cheio daquele velhote. _Gene suspira.

- O que ele fez de mal? _perguntou Paul.

- Não fui com cara dele. _Gene mente.

- Assim. Que tal toda galera no bar hoje, só pra relaxar, eu acho que estamos precisando. 

- É uma ótima idéia. _Gene concorda.

- Tá bom, eu vou falar sobre a sugestão do nosso novo empresário. _Paul fala como seria uma surpresa 

- Ata, eu vou ir e também quero saber o que esse velho falou pra você. _Gene faz de tudo pra ter certeza que o velho não mudou.

- Oh sim, então vamos entrar e terminar essa parada. 

Paul e Gene entram na imprensa. Toda banda tira as foto e até Vinnie fica perto de Ace que Gene esbarra Vinnie pra lá, pra dar espaço a Gene ficar perto de Ace, Vinnie fica com raiva que até a foto pega o momento que Gene e Vinnie se encaram parecendo que o olhar tava  cheio de ódio pra querer matar um ali mesmo e Ace rir com sua risada famosa. Quando Antônio olha as fotos e viu que Gene deu uma desconfiada em Antônio.

(.....)

No bar. Todos estavam reunidos numa mesa que tinha muita cerveja e eles jogavam conversa fora por enquanto. 

- Olha hoje é meu dia de sorte. _Ace pega uma garrafa e enche uma caneca de chopp.

- Nem ousa beber!! _Gene avisa.

Ace queria provocar então ele bebeu descaradamente até deixar a caneca vazia.

- Vai fazer o que agora! _Ace debocha.

- Olha seu.. _Gene fica indignado.

- Eu to vivo, morri? Não ne então foda se . _Disse Ace  

Ace enche mais a caneca de cerveja e bebe novamente, os meninos ficam rindo a descararidade de Ace e Vinnie ficava com raiva que Ace dava atenção mais para Gene e Paul se levanta e chama atenção deles.

- Então bora logo por assunto se não vamos sair bêbados e não vai sair hoje esse assunto.

- Então puxa a conversa estrelinha. _ Peter manda iniciar o assunto.

Paul rir pelo apelido que peter deu.

- Antônio disse para mim que nós vamos fazer um show em Nova York para todos nos ouvir e nos amar e não acaba ainda, vamos fazer um show na mansão de Antônio, que será nossa comemoração quando nós se apresentar para os amigos dele.

- Uau vamos se dar bem com esse empresário. _Vinnie fica surpreso. 

- Se ele quer nos fazer ser uma banda de rock famosa, tá tudo bem eu fazer um show de graça na sua casa. _Gene fica bem com a proposta de Antônio e fica difícil de duvidar.

Ace fica quieto e continua a beber.

- Pra mim tá tudo bem, não tem nada para fazer em casa mesmo. _disse Peter.

- Tá tudo certo, vamos comemorar aqui mesmo. _Paul estende a caneca para cima e fica todo contente.

E todos comemoram bebendo e Gene não bebia muito por ter carro e tinha certeza que ia levar essa galera toda para casa, Paul e Ace subiram na mesa cantando uma música e todos viram e Gene, Peter e Vinnie riram por ver eles caído da bebedeira e eles chamavam atenção de todos. 

- Adoro quando eu vejo Ace bêbado. _Vinnie fala pra Gene sem os outros perceber. 

- Que relação você tem com Ace, pra toda hora ficar querendo ele? _perguntou Gene.

- É que nós sem querer se conheceu e não sabia que esse sujeito era dessa banda, nós se conhecemos no banheiro e ele parecia que estava bêbado mas ele foi para cima de mim e eu deixei, fui beijando ele e rolou uns pegas no banheiro e até hoje vou atrás dele, ele falava que foi apenas um mal entendido mas eu nunca perdoarei por ter me deixando louco por ele. _Vinnie conta tudo.

- Você vai deixar ele paz agora, se não.... _Disse Gene ameaçando.

- Eu não ligo por suas ameaças. _Vinnie sai da mesa e vai embora do bar.

A noite inteira só comemorado. O bar fechou e eu tive que levar os mocinhos para casa, quando eu fiz isso estávamos na estrada ainda e Ace todo bêbado. Ace me ataca beijos em mim que no instante eu paro o carro.

- Sabe que eu te amo. _Ace começa se declarar por está bêbado.

- Mais por que você impede de nós ficar juntos. _Gene aproveita a oportunidade de Ace falar o que está escondendo.

- Meu pai, eu não quero que nos mata. _Ace falava pouco lento.

Eu fiquei triste por ver Ace que está se preocupando muito comigo e na hora sentindo sentimento forte ataco um beijo de surpresa nele e nós se acaba se pegando ali de beijos e amassos. Fomos atrás das cadeiras de trás do carro e eu tirava as roupas dele e ele das minhas, Ace me provocava parecia que não me conhecia o que posso fazer e eu lembro que Ace foi ousado quando não me obedeceu pra não beber, então eu vir que merecia um castigo e ele me dar umas lambidas na minha barriga e dava uns beijos e umas lambidas no meu pescoço, eu já estava louco e boto Ace de quatro, ele apóia sua mão no vidro do carro e  vou metendo com força e ele geme alto e não estava tímido, eu gostando disso. Enquanto fazia gostoso e ele ficava se afogado do prazer, eu sento e Ace senta em cima de mim e vai me dominado, vai sentado gostoso em mim e eu ficava deixado ele me dominar.

É absurdo... a maneira que você des..perta em mim meus instintos mais sacanas... _Ace falava gemendo e sua respiração folegante de ta dando sentadas em mim. 

- Umm é mesmo. _Gene fica sem acreditar, Ace táva confessado e Gene  adorando por descobrir que ele sente algo e as palavras deixavam Gene quente.

- Eu te amo. _Disse Ace do nada.

Gene fica feliz por esse te amo.

- Eu também te amo... mas Parece... que não liga para mim. _Gene passa mão no corpo de Ace.

Até parece... que eu conseguiria te olhar e não te querer. _Ace sorria e sentindo desejo quando Gene toca nele, Ace dar logo um beijo em Gene.

Eu já fico surpreso Ace assim e tudo que contou, me dar esperanças pra te amar. Pego pela sua cintura e vou dominado os movimentos dele e vou metendo mais forte e ele não aguenta gemer baixinho, eu não aguentei e gozei dentro dele. De manhã nós dormimos no carro e eu encostando na porta do carro, eu acordo recebo um tapa na cara e me assusto, vejo Ace bravo e eu sorria porque adorava quando ele tava bravo.

- Como ousa me tocar sem ter perdido minha permissão. _Disse Ace ingnado. 

- Ontem, eu era vítima. Você me atacou com Beijos seu descarado. _Gene fica todo se achando.

- Eu não quero saber, eu tava bêbado mesmo. 

- Então você não liga que declarou tanta coisa ontem que eu fiquei chocando. _Gene sorria.

- É melhor você nem falar o que aconteceu ontem, se não eu quebro todos os seus dentes.

- Aii.. que agressivo  _Gene fica na gargalhada. - Venha cá que vou te perdir desculpas.

- Ah vai embora. _Ace perde a paciência.

- Eu sei que você quer.

Eu pego seus braços e puxo pra atras segurando e empurro para minha frente, ficamos olhado, ele tava muito sexy com um blusa com botões desbotados e estava de cueca e eu ficava só apreciado. Eu lambia seu corpo e seu pescoço.

- Aaa..... Gene. Ace sussurra para mim gemendo.











Notas Finais


Até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...