1. Spirit Fanfics >
  2. Spaces...- Yoonmin. >
  3. Finais...

História Spaces...- Yoonmin. - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Olá amoras lindas do meu coração
Como estão???

Aqui estou eu com o último capítulo, demorei mas terminei...😅😅😅😅😅😅

Já estou com saudades do meu Yoon fadinha 😪😪😪😪😪

Boa leitura
😘😘😘😘

Capítulo 5 - Finais...


Fanfic / Fanfiction Spaces...- Yoonmin. - Capítulo 5 - Finais...

Jimin apertou seus olhos com força e soltou um gemido quase inaudível, assim que uma claridade incômoda de fazer presente. Suspirando, ele piscou algumas vezes para se adaptar e olhou a sua volta, tentando se lembrar de onde exatamente estava. Ah, claro...

Sorrindo pequeno, o príncipe olhou para seu lado da cama, vendo outro corpo sonolento ali. Yoongi dormir como um bebê, ao ponto de ressonar baixinho e até murmurar algumas coisas sem sentido. E por mais que essa fosse a terceira manhã seguida, que o mais novo acordava com aquela visão, ele ainda não conseguia simplesmente evitar o sorriso bobo que habitava em seu rosto. E talvez nunca conseguisse... Afinal, para si, os últimos dias haviam sido os mais felizes de toda a sua vida. Sem sombras de dúvidas.

Longo, seu sorriso se desfez aos poucos e uma expressão melancólica tomou seu rosto.

Hoje era o sétimo dia. Ou simplificando, o seu último dia ali. Naquele lugar mágico. Com Yoongi... E isso estava sendo bem mais difícil do que imaginou que seria.

Ele não queria ir embora. Não queria deixar Yoon para trás e fingir que nunca havia o conhecido. Não queria abrir mão daqueles sentimentos que tanto o faziam bem, como nenhum outro fora capaz de fazer. Não. Ele não queria. Mas não era como se tivesse outra escolha.

De acordo com a fada, ele poderia fazer apenas um único pedido. E assim que o fizesse, iria embora daquele lugar. A menos, é claro, que pedisse para ficar ali. E ele queria pedir isso, muito. Mas não podia ser tão egoísta daquela forma. Pessoas dependiam dele. Sua mãe, seu irmão Taehyung e seu outro irmão de juramento, Jungkook. Seus melhores amigos e todo o seu futuro reino. Então, mudar seu desejo, estava fora de cogitação. O que o deixava realmente sem muitas saídas. Querendo ou não, teria que dizer adeus ao outro homem, naquela noite.

Suspirando cansado, Park se inclinou sobre o corpo ao seu lado, o abraçando com força e começando a distribuir beijos por todo o seu rosto bonito. Ele estava beijando a bochecha cheinha do mais velho pela quinta vez, quando enfim ouviu um murmúrio baixinho e sentiu mãos contornarem sua cintura, o puxando para mais perto do outro corpo.

_Bom dia...- declarou o príncipe em um tom divertido, deixando mais alguns beijos pela face alheia. Inclusive, no pequeno bico que os lábios se Min formavam.

_Hum... Bom dia, Jiminie...- respondeu em um resmungo rouco, ainda sem abrir seus olhos. Logo um sorriso cortou seus lábios, ao sentir vários selinhos serem destinados a sua boca, o fazendo enfim abrir seus olhos.

_Bom dia, Yoon...- repetiu, olhando nos olhos ainda mais pequenos do que o normal de Suga. Levando seus dedos inquietos até os fios alheios e os ajeitando com carinho.- Dormiu bem?

_Muito bem... Na verdade, esses últimos dias eu tenho dormido absurdamente bem.- comentou em um tom brincalhão, fechando seus olhos e aproveitando os afagos em seu coro cabeludo.

_Ah, é? Eu disse, não foi? Sou um ótimo travesseiro...- brincou, relembrando da conversa que tiveram a três dias atrás, depois do primeiro beijo que trocaram. Naquela noite, Jimin havia pedido para que dormissem juntos e usou a frase "sou um ótimo travesseiro", para convencer a fada.

Yoon soltou uma risada baixinha e concordou com a cabeça.

_Sim, você não mentiu...- concordou risonho, escondendo o rosto contra o pescoço alheio. Os próximo minutos se seguiram em um silêncio confortável, enquanto eles ainda se abraçavam de lado.

_Você não dormiu de novo, não é?- questionou o príncipe depois de alguns longos minutos de silêncio, sentindo o corpo magro de Min tremer em seus braços, quando o mesmo riu.

_Não... Não dormir...- respondeu com um pequeno sorriso em seus lábios, deixando um rápido beijo estalado contra a parte descoberta do pescoço do outro homem.- Jiminie...?

_Hum?

_Hoje é...- Yoon se interrompeu e mordeu seu lábio inferior com força.

Suspirando, Park se afastou um pouco do corpo alheio e o virou sobre os lençóis, ficando agora quase por cima do mesmo. Seus olhos estudaram o rosto alheio com cuidado, antes de finalmente conecta-los com os de Suga.

_Eu sei... Mas não vamos pensar sobre isso agora, okay? Ainda temos algumas horas antes da lua cheia, então... Vamos apenas aproveitar nosso tempo junto...- o moreno abriu um sorriso e fez um leve carinho sobre a bochecha cheinha do mais velho, vendo com adoração, aquele sorriso que o conquistara desde o primeiro momento, tomar forma no rosto alheio.

_Tudo bem...- concordou, levando seus dedos até a nuca do menor e o puxando em sua direção, conectando seus lábios aos do outro homem.

Jimin soltou uma longa respiração e devolveu o beijo com toda empolgação e sentimentos possível. Sentindo os dedos de Min acariciarem os fios de sua nuca, enquanto também abria suas pernas para acomodar o seu corpo entre as mesmas. Suas mãos começaram a correr pelo corpo de Yoon, apertando com certa possessividade a cintura alheia, antes de rastejar seus dedos para dentro da roupa e acariciar delicadamente sua barriga fofa. Um murmúrio quase manhoso saiu pelos lábios alheio, fazendo o menor sorrir.

_Nós vamos...?- questionou Yoon envergonhado, ao se afastar do beijo e encara o rosto o outro.

_Sim, nos vamos...- respondeu com um sorriso, achando adorável como o outro agia como se aquela fosse a primeira vez que faziam sexo. Na noite passada mesmo, haviam o feito duas vezes. O que podiam dizer? Eles estavam aproveitando o pouco tempo que tinha juntos.

Yoon apenas concordou com a cabeça e voltou a puxar o príncipe para si, o beijando com mais volúpia e desejo. Enquanto sentia Park retirar seu vestido e o jogar pelo chão do quarto.

{...}

Jimin olhava nervosamente para a cena a sua frente. Eles estavam em frente ao lago, que outrora havia o fascinara, mas no momento, só o deixava com um gosto ruim em sua boca. Ele sentia Yoongi apertando sua mão com força, a cada segundo que a lua refletia mais sobre as águas calmas. Seu tempo juntos um ao outro, estava acabando e isso o deixava o seu peito cada vez mais apertado.

Suspirando, ele olhou para o seu lado e percebeu que Min também encarava o lago, uma expressão séria e que ele nunca havia visto, tomava o seu belo rosto. Yoon estava tão lindo com aquele vestido rosado e cheio de flores, que um suspiro apaixonado fugiu pelos seus lábios. Entretanto, logo o fato de que o fim estava próximo voltou a sua mente, o arrancado mais um suspiro. Dessa vez, um decepcionado. Jimin já se sentia mal por saber que iria embora daqui a poucos minutos. Porém, se sentia miserável, quando pensava que deixaria Yoongi para trás, ficando sozinho novamente.

_Yoon...?- chamou em um tom baixo, vendo os olhos brilhantes que o fascinavam, focarem seu rosto.

_Hum...?

_Eu disse que não devíamos pensar nisso, mas acho que não tenho muita mais tempo...- tentou brincar, sentindo seu coração doer ao ver o sorriso triste que contornou os lábios finos de Min.

_O que quer dizer?- questionou seriamente, ficando um pouco surpreso quando Park pegou suas mãos e aproximou seus corpos, deixando seus rosto bem próximos.

_Não sei se isso terá algum significado para você, já que como percebemos nessa semana, os costumes e dizeres mudaram muito desde que você estava lá fora. Mas...- tomou uma respiração funda e tornou a fazer contato visual.- Eu amo você... Pode ser um pouco apressado e inadequado, mas... Eu tenho certeza e...

_Tá tudo bem, Jiminie... Eu também amo você.- respondeu com um sorriso em seus lábios.

_Oh... Então você sabe...?

_Sim, eu sei. Isso não mudou com o tempo.- murmurou risonho.

_Então...?

_Sim, eu também te amo.- concordou com a cabeça pacientemente, mesmo que seu coração batesse muito rápido em seu peito.

Jimin soltou uma risada alegre, sentindo uma alegria eufórica invadir seu corpo. Não se controlando mais, ele abraçou a cintura fina de Suga e o beijou, tentando transmitir tudo o que sentia no momento. Alegria, paixão, cumplicidade, devoção, euforia, completude e principalmente, amor. Com Yoongi não era muito diferente, seu corpo era tomado por sensações nunca sentidas nesses últimos séculos de vida. Chegava a ser ridículo, o fato dele só ter realmente vivido, nessa última semana.

Um gritinho surpreso, seguido de uma risada gostosa, fugiu pela boca da fada, quando ainda durante o beijo, seu corpo foi erguido pelos braços do Príncipe e rodado em círculos. Como ambos riam, tiveram que separar, mas Park não foi longe e se inclinando sobre o outro, ainda abraçando seu corpo, descansou sua testa sobre a de Min. Os dois estavam ofegantes e sorridentes, deixando mais do que explícito, o quão verdadeiros eram seus sentimentos um pelo outro. Mesmo que tivesse apenas 07 dias de convivência.

_Eu te amo, Yoon.- Jimin repetiu, fazendo o outro soltar uma risada baixa como resposta.

_Eu te amo, Jiminie.

Os dois ficaram abraçados um ao outro em silêncio, apenas aproveitando a presença alheia. Mas, pouco depois, tiveram que se separar, quando um arrepio correu pelo corpo de Yoon e ele se lembrou do que faziam ali.

_Está na hora...- murmurou em um sussurro, ainda sem se afastar do outro homem.

Jimin respirou fundo.

_Só mais um minuto.- sussurrou para si mesmo, segurando Yoongi com mais força contra o seu corpo. Min soltou uma risada, mesmo que seus olhos estivessem cheios de lágrimas.

_Tem que ser agora, se você quiser que se realize...- respondeu pacientemente, sorrindo ao sentir os braços de Jimin o apertarem com mais força, antes de enfim o soltar.

Se afastando apenas um passo, Jimin encarou o rosto alheio e concordou com a cabeça, fechando seus olhos com força. Ele não sabia se teria coragem de ir, caso continuasse olhando para o rosto da fada.

_Eu... Eu desejo que...- ele mordeu seu lábio inferior, sentindo uma vontade crescente de chorar o invadir. Se assustando levemente quando uma mão quente pegou a sua e a apertou com carinho.

_É só dizer...- sussurrou Yoon, vendo o príncipe concordar com a cabeça.

_ Eu... Eu desejo que a praga nunca tenha existido. Que todas as pessoas que morreram, voltem a vida. E todas as que estão doentes, se curem. Que o Reino melhore e continue próspero. Como se nada disso, houvesse acontecido.- murmurou rapidamente, sentindo os dedos de Yoongi se agarraram ainda mais contra sua mão, antes de enfim o soltar e um barulho estranho, como se estivesse submerso debaixo de águas agitadas, invadisse seus ouvidos. A última coisa que sentira, foi seu corpo se tornar mais leve, enquanto pensava o quanto queria ficar ao lado do homem que amava.

Já Yoongi, apenas assistiu silenciosamente a cena de Jimin sumindo a sua frente. De seus olhos, grossas lágrimas sofridas corriam, como se fosse as águas de uma cachoeira. E isso o assustou um pouco, afinal, ele realmente não se lembrava quando fora a última vez, que havia chorado ou se sentido tão solitário, como naquele momento.

{...}

Jimin abriu seus olhos assustado e se sentou numa rapidez exagerada. Sua bochecha direita ardia levemente e abaixo de si, o solo parecia bem desigual, como se estivesse sentado contra várias pedradas e raízes. Confuso, ele olhou a sua volta, dando de frente com três pares de olhos transbordando preocupação. Ou melhor, dois deles, já que o terceiro era puro deboche.

_Viu? Eu disse que um tapinha resolvia o problema desse fresco.- murmurou Namjoon, o mais debochado possível, enquanto via Jimin o encarar confuso.

Espera, tapa? Era por isso que seu rosto estava queimando? Mas antes...

_Onde estamos?- questionou confuso, olhando ao redor e percebendo que eram cercados por várias árvores.

_Você não se lembra?- dessa vez quem tomou a frente foi Hoseok, o olhando assustado.

_Não claramente...- respondeu, colocando uma de suas mãos sobre sua testa e fazendo uma pequena careta.

_Será que ele bateu a cabeça quando caiu?- disparou, olhando para os outros dois, com muito medo de sua própria pergunta. Afinal, eles eram o responsável pelo bem do Príncipe e claramente seriam mortos, se algo de ruim acontecesse com o outro.

_Será que dá pra dizer logo o que aconteceu?- reclamou Park, encarando o Guarda Jung impaciente.

O ruivo concordou com a cabeça, mesmo que ainda o olhasse de maneira preocupada.

_Não sabemos exatamente. Só que uma hora você estava na nossa frente e depois, sumiu. Então te procuramos pela flores e você estava desacordado...

_Sumi?

_Sim...

_Ah...- suas sobrancelhas se franziram, e ele arrumou seus fios negros que caiam sobre seus olhos. Ainda muito confuso com tudo aquilo.- O que exatamente estamos fazendo na floresta?

_Ótimo, além de lerdo, agora ele está demente também...- reclamou Namjoon, revirando os olhos ao receber um leve soco contra seu ombro de Jungkook.

_Você não se lembra? Você estava entediado... Então viemos caçar...- declarou em um tom calmo e devagar, como se falasse com alguém de raciocínio lento, tentando o fazer entender.

Jimin franziu o cenho e revirou sua mente. Tudo estava tão confuso... Ele não se lembrava de nada muito preciso, apenas de — por mais ridículo que possa parecer — um par de asas coloridas e brilhantes. E... um sorriso doce?

_É, talvez eu realmente tenha batido a cabeça quando desmaiei...- murmurou cansado, sentindo alguém segurar seu braço e o ajudar a levantar. Assim que se virou para agradecer, seus olhos caíram sobre o rosto preocupado de Jeon, fazendo seu coração se acelerar por algum motivo.- Jungkook...

No minuto seguinte, o mesmo apertava o corpo do mais novo contra o seu, o abraçando com toda a sua força e sentindo um alívio gigantesco o preencher. O guarda Jeon apenas encarou os colegas por cima do ombro do Príncipe, que pareciam tão confusos com tudo aquilo, quanto o menor. Na verdade, nem Jimin entendia o que estava acontecendo. Apenas se sentia feliz por ver o seu irmãozinho bem e vivo.

_Jimin Hyung...?- chamou em um tom baixo, sentindo os braços do moreno se tornassem ainda mais fortes ao seu redor.

_Você está bem, certo? Está bem, não é?- questionou com urgência, não se importando se estava soando como um lunático. Ele estava muito feliz.

_Sim...?- respondeu confuso, enfim devolvendo o aperto alheio e percebendo que algumas lágrimas corriam pelo rosto do mais velho.- Jimin-ssi... Você...?

_Eu estou bem. Sério, são lágrimas de felicidade.- respondeu rapidamente, se afastando do outro homem e limpando suas bochechas, antes de se virar em direção aos outros dois.

_Eu estou de boa, não preciso de abraço. Passo...- murmurou o Kim de maneira debochada, vendo Jimin revirar os olhos, mas sorri pequeno.

_E quem disse que eu quero te abraçar, seu chato?- implicou, rindo logo depois, da falsa expressão revoltada que tomou o rosto de Joonie. Limpando suas roupas, ele começou a dar passos para a direção mais aberta da floresta, apenas dizendo sobre seu ombro.- Vamos logo! Não sei o porquê, mas sinto que preciso muito volta para o Palácio e abraçar minha mãe e Taehyung.

{...}

Alguns anos depois...

Jimin sorria carinhoso, vendo a cerimônia a sua frente. Naquele momento, o Rei de Eron estava finalmente se juntando em matrimônio com o homem que amava. Sim, o homem. Claro, havia sido um escândalo enorme, porém, no final todos apenas aceitaram. Afinal, Kim Seokjin era um dos seres vivos mais doces e incríveis de todo esse mundo. E aparentemente, tanto o povo, quanto o Conselho real, pareceu perceber isso.

E bem, Taehyung o amava. E isso era o que realmente importava.

A três anos atrás, a coroação havia enfim acontecido. Entretanto, diferente do que todos esperavam, Jimin abriu mão do trono, o deixando para o seu irmão caçula assumir. Seu pai tinha quase tido uma síncope nervosa por causa daquilo. Porém Jimin não se importou. Ele não queria ser Rei e sabia que seu irmão, se sairia muito bem naquele papel, ainda mais com o Kim mais velho ao seu lado. E para ser sincero, ele se sentia sufocado sempre que pensava em governar.

Suspirando, o príncipe desviou seu olhar para a janela na direção alheia, observando o por do sol e sentindo aquele sentimento solitário em seu interior. Jimin não entedia aquilo. Apenas sabia que durante aquela caçada, de quase 08 anos atrás, algo extraordinário havia acontecido consigo. E também tinha aquele sorriso borrado que não saía de sua mente. Ele havia deixado algo para trás, tinha certeza disso. Só não sabia o que. Ou quem.

{...}

_Você tem mesmo que ir? Eu acabei de casar! Ainda preciso de você ao meu lado!- resmungou Taehyung, parecendo uma criança mimada e não o Rei de uma população. Essa pequena comparação fez um sorriso carinhoso se abrir nos lábios de Park.

_Nós já conversamos sobre isso, Taehy...

_É, mas eu simplesmente não entendo! Você nem sabe do que vai atrás!- respondeu com um tom revoltado.- E se algo acontecer com você? Eu não quero perder meu irmão mais velho, por causa de uma jornada sem sentido!

Jimin respirou fundo e concordou com a cabeça, abraçando o menor contra si.

_Eu vou ficar bem, Taehyung...

_Não tem como você ter certeza disso, seu boboca!?- o interrompeu, dando um leve tapa contra o ombro do mesmo, quando ele riu de sua resposta rápida.

_Mas eu tenho. Ficarei bem, okay? Nada acontecerá comigo... Apenas viva bem e feliz, não se preocupe comigo, Okay? E isso serve para vocês três também!- murmurou um pouco mais alto, virando sua cabeça em direção contrária e logo vendo três cabeças se fazerem presente atrás da porta.- Vocês realmente estão tentando...- brincou sorrindo e se afastando de Tae.- Até se juntaram para me fazer mudar de ideia.

_Só não queremos que você vá embora para o outro lado do mundo, Hyung...- resmungou Jungkook, sentindo os braços de Hoseok se fecharem em volta de sua cintura, quando sua voz tremeu um pouco. Já Namjoon, apenas revirou os olhos, mas discretamente, segurou o dedo mindinho de Jeon contra o seu.

Essa era outra mudança que vinhera com os anos. Inacreditavelmente, aqueles três que só sabiam brigar e se bicarem, acabaram se tornando um trisal. Jimin realmente não conseguia entender como uma coisa se tornou em outra, porém, era bem óbvio o quanto eles se amavam. Mesmo que no caso de Joonie, suas demonstrações fossem mais controladas.

_Yah, não comecem... Já conversamos sobre isso pessoal... É algo que preciso fazer. Eu já expliquei...- declarou seriamente, mesmo que sustentasse um sorriso carinhoso em seus lábios.

_Ah, claro... Explicou muito bem...- debochou Namjoon, revirando seus olhos em exasperação, antes de continuar.- ..."Eu preciso sair pelo mundo, sem noção de para onde ir, para encontrar o que está faltando dentro de mim..." ....Que explicação, em...

_Você sabe que eu não gosto muito de dizer isso, mas eu concordo com o Joonie...- brincou Hoseok, rindo ao ver a maneira que seu companheiro mais velho, o encarou revoltado.

_Eu sei... Nem eu entendo muito bem... Mas sei que preciso ir. Realmente preciso.- murmurou pacientemente, vendo os outros concordarem com a cabeça, mesmo que os maus novos, parecessem a ponto de chorar.- Aish... Não façam essas caras! Vocês deviam está me abraçando! Eu nem sei quando nós veremos de novo!

Jungkook e Taehyung correram em sua direção, o abraçando com força e repetindo que sentiram saudades. Logo depois, Hoseok tomou o lugar dos dois, o mandado se cuidar pelo caminho. E, para a sua surpresa, Joonie também o abraçou, dizendo que não era para morrer, ou então, o ressuscitaria, só para o matar novamente.

Sorrindo, Jimin sentiu seus olhos lacrimejaram e a ideia de apenas ficar no Reino, veio a sua mente. Entretanto, ele apenas a ignorou. Ele precisava daquela jornada. Precisava se encontrar novamente. E também, a quem ele havia perdido.

{...}

Jimin olhava a sua volta, sentindo um pequeno sorriso triste curvar seus lábios. Ele já estava pronto para partir pelo mundo, procurando pelo que tanto o fazia falta. Porém, antes de ir, ele sabia que precisava ir até ali. Naquela floresta negra e sem vida, que ainda assim, parecia ser capaz de o fazer tão bem, o deixando um sentimento de calmaria.

Nesses últimos anos, sempre que precisava espairecer ou apenas ficar sozinho, ele vinha até aqui e passava horas sentado na copa de uma árvore, lendo um livro ou apenas observando o nada. Isso sempre o fazia se sentir melhor.

_Então acho que é isso...- murmurou para si mesmo, sentindo uma brisa leve bater contra seu rosto e fechando os olhos para aproveitar a mesma. Parecia tão fresca e tinha uma fragrância diferente... Como se pertencesse a flor mais cheirosa existente. E, por algum motivo, aquilo fizera seu coração acelerar.

_Jiminie?

Abrindo seus olhos confuso, Park olhou a sua volta, parando seus olhos em uma figura desconhecida, usando um vestido rosado. O mesmo o olhava surpreso, como se fosse difícil acreditar em seus próprios olhos. Jimin estava prestes a perguntar se o conhecia, quando o outro sorriu. Um sorriso grande, fofo e... Doce.

_Yoon?


Notas Finais


🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️

Então é isso... 😪😪😪

Não teve Lemon, mas eu prometo compensar isso em "Good Night, Baby"... Compensar muito 🙃🙃🙃🙃🤭🤭🤭

Obrigada por todos os votos e comentários... 💜💜💜💜💜💜💜💜💜

Espero que tenham gostado...
Beijinhos e até a próxima amoras lindas do meu coração
🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️🧚🏻‍♀️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...