História Spanish Eyes - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Madonna
Tags Fanfic, Madonna
Visualizações 11
Palavras 487
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Loucura


Fanfic / Fanfiction Spanish Eyes - Capítulo 3 - Loucura


Comecei a inventar motivos para sair, na tentativa de esbarrar com ela na cidade.
Persisti nisso por muito tempo, até que resolvi matar as minhas esperanças... Foi
exatamente nesse período em que a vi passar, num carro preto, de alguém.
O vidro do automóvel escondia quase todo o seu rosto, mas eu pude reconhe-
cê-la pelo seu olhar que me mirava, e também por seus cabelos aloirados ao 
vento. Havia tristeza, mas ainda assim pareciam olhos sorridentes que diziam: 
"Calma... Ainda voltaremos a nos ver". Eu estava convicta de que havia um 
sentimento especial por mim em seu coração, então o que mais me atormen-
tava, era pensar no por que ela foge tanto da felicidade.

 


Um mix de sentimentos contraditórios e incertos era só o que ela insistia em me causar. 
Aquele episódio foi a gota d'água, porque me encheu de esperanças de novo. Come-
cei a vê-la em todos os lugares. Pensei até que beiraria a loucura. A forma como ela 
me deixou encheu de duvidas meu coração. Me perguntava incessantemente, por que 
ela cultivara tamanho carinho em meu peito para puxar o meu tapete dessa forma.
Mas o fato é que tenho minha parcela de culpa. Mesmo sabendo dos problemas que
a assombravam, não soube como apoia-la, não insisti suficientemente em quebrar
o gelo dela e ajuda-la. E por que? Insegurança. Eu a achava incrível demais para mim
e quem vai me julgar? Preferi deixa-la ir, com sua confortável imagem de forte e ina-
balável.

 


Depois que começamos a nos envolver, desenvolvi um lado espiritual que não tinha,
isso veio dela. Ela é uma leitora avida de assuntos espirituais. Lembro dela ter me 
dito, uma vez, que estaria comigo mesmo na distancia, e era como eu me senti
por todo esse tempo. Ao caminhar, ao andar de bicicleta, ao me deitar, eu ouço
sua voz, sinto seu cheiro, percebo sua presença vindo até mim... Novamente 
voltei a ter sonhos com ela.

 


Parece que os sentimentos dela por mim oscilam de mágoa à esperança de um
reencontro. Em meu sonho, ela estava sentada no meu sofá com uma cara
meio emburrada e fechada. 


Madonna:
-"Vai. Diz logo o que você tem pra me dizer... 
  Vamos resolver esse karma"


Eu sento ao seu lado, um pouco abalada com 
sua expressão rancorosa, mantenho certa
distancia para não afastá-la.


-"Sinto muito por não ter insistido mais. Por ter
 pensado mais em mim e na minha insegurança
 do que em você e a dor daquela perda... Aquela."


Madonna suspira, com um olhar distante, mantem
sua apatia e faz que "sim" com a cabeça.


-"Tá".


Eu a pergunto:
-"Estou perdoada?"


Madonna diz, um tanto quanto fria:
-"Sim."

 


Então eu acordo e percebo que era uma espécie de 
encontro espiritual. Não sei por que não aproveitei
que estava sonhando para abraçá-la, beijá-la e matar
a saudade. Talvez por ter sido ela a causadora disso...
Não estava em minhas mãos o controle. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...