1. Spirit Fanfics >
  2. Spider Bakugou >
  3. Aberração ou fodão

História Spider Bakugou - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Aberração ou fodão


Fanfic / Fanfiction Spider Bakugou - Capítulo 5 - Aberração ou fodão

Depois de ficar nesse gruda e desgruda o jovem miranha começa finalmente a escalar a parede, mas como não era burro ele começou devagar e com cuidado pondo uma mão, depois a outra até que ponhe um pé e depois o outro e foi indo sucessivamente e quando menos percebeu já estava no meio da parede.


— Uou... Uou... — Ele dá uma risadinha nervosa. — Isso não é normal, nem um pouco, mas eu adorei!


Ele continua escalando a parede até chegar no teto e logo vem uma ideia:


"Será que eu ando no teto? Bem vou tentar se eu cair provavelmente não vou me machucar"


Ele começa a andar no teto passo por passo ainda devagar, deu um frio na barriga na hora, mas essa sensação era boa fazia Katsuki se sentir poderoso só que mesmo assim ele não sabia como reagir, claro que ele estava se divertindo com os poderes recém descobertos, mas ainda assustado e não parava de pensar:


" E se do nada crescer seis braços ou eu começar a botar ovos?... Aí que nojo! Ou pior me confundirem com um daqueles malditos mutantes!!"


Quando estava no meio do teto ele lembra que sua aula de biologia já tinha começado e ele já estava super atrasado, então ele solta suas pernas da parede e fica só pendurado com os braços, logo após ele desgruda as mãos caindo no chão e novamente caiu com com uma certa pose lembrando uma aranha


— Okay eu tenho um pouso de super-herói, foda. — Ele diz e vai correndo até a sua sala, foi indo passando pelos corredores enquanto ainda pensando sobre suas novas habilidades:


"Uma coisa é certa eu tenho poderes, mas... E agora!? O que eu faço com isso, se eu contar pra alguém podem querer me prender pra testes"


Esse pensamento faz Katsuki ter um arrepio e ficar nervoso, a sociedade não costuma tratar bem pessoas com poderes, tá cheio de notícias de jovens mutantes ou inumanos que foram mortos e caçados por conta da sua condição e mesmo Katsuki apoiando esse tipo de coisa, ele temia que com ele acontece o mesmo.


Mas também tinha um outro lado da história de seres super poderosos que Katsuki lembrou:


"Mas por outro lado eles podem me tratar que nem tratam os fodões do Quarteto Fantástico ou até ou quem sabe quem nem os mitos dos Vingadores, mas não vou deixar que me tratem que nem as aberrações dos X-Men"


Na mente de Katsuki se você for um super ser ou você é aberração ou você é fodão, depende de como as pessoas vão ver você e ele queria ser fodão é lógico, esses pensamentos ficam transbordando a cabeça de Bakugou até ele finalmente chegar na sala dele.


Assim que ele abriu a porta o professor o olhou com um olhar meio irritado e disse:


— Senhor Bakugou, você sabe que está atrasado, não sabe!? — O professor disse o encarando.


— Einstein já comprovou que o tempo é relativo não é? Ou seja eu não tou atrasado de repente vocês que tão adiantandos. — Bakugou disse num tom óbvio de deboche, mas ninguém riu porque ninguém entendeu direito a piada.


— Tá bom engraçadinho todo mundo sabe que você é inteligente...


— Na verdade um gênio. — Bakugou interompe o professor o que faz o mesmo ranger os dentes de raiva.


— Tá bom... Gênio! Então vai pra sua carteira agora!! — O professor disse fezendo Bakugou ir pro seu lugar com um sorriso de deboche.


Quando sentou do lado do Kirishima o loiro explosivo logo diz:


— Ele achando que manda em mim é no mínimo hilário, né cabelo de merda? — Esse comentário faz Kirishima balança a cabeça negativamente.


— É sim, mas você achando que é melhor que os outros não tem graça nenhuma, não é Bakubrô? — Kirishima estava falando sério e Bakugou sabia o motivo.


Mas assim que Bakugou iria dizer alguma coisa Kaminari interviu dizendo:


— Tá tudo bem Eijiro, ele errou, mas eu errei muito mais, me deixei levar pela raiva e realmente quis bater nele, depois me senti mau e até envergonhado, desculpa Katsuki. — Denki diz com um semblante calmo e estava falando com sinceridade, mas mesmo assim Bakugou não se sentiu nem um pouco culpado.


— Perdoado, desde que não se repita! — Bakugou diz depois olha para Eijiro com uma cara de vitorioso, o que faz o ruivo revirar os olhos.


— Você tem sorte que o Denki não é de guardar rancor se não você perderia um grande amigo. — Kirishima sorri por eles terem ficado de boa, mas ainda estava olhando sério pra Bakugou.


— Que seja! — Bakugou diz e começa a prestar atenção na aula ou pelo menos tenta já logo depois Denki chama atenção dele:


— Ei, é verdade que você andou peladão na escola hoje? — Bakugou finge ficar irritado e Denki e Eijiro riem.


— Por que vocês queriam ver!? Seus bostas! — Bakugou tava na defensiva pra não mostrar que ficou envergonhado.


— Achei que você fosse do tipo que curtia tanguinha, mas as garotas tão dizendo que você fica bem de cueca Box. — Kirishima diz zoando ele.


— Sua mãe, aquela vagabunda, disse que ficava mais bonito!! — Bakugou já apela falando da mãe.


— Ui, ui, ele ficou bravinho, só não retribuo a zoação porque eu tenho muito respeito pela dona Mitsuki. — Kirishima levou numa boa.


— Fodasse! — Bakugou é curto e grosso, mas logo depois Denki insiste em fazer a zoação da cuequinha de Katsuki ir mais longe.


— Mas o que ouve pra tomar essa decisão de andar pelado por aí quis entrar numa parada mais naturalista? — Agora Denki estava zoando Katsuki.


— Sim, foi ideia da sua mãe aquela prostituta filha da puta!! — Bakugou novamente falando da mamãe, mas isso nem incomodou Denki já que:


— Eu nem tenho mãe, pode chamar ela do que quiser. — Denki levou numa boa e nem parecia se sentir mau.


— Se eu fosse ela e soubesse que eu pari uma merda dessa ao mundo eu também te abandonaria!! — Katsuki insistia em incomodar o amigo.


— Bakugou!!! Você não aprendeu nada hoje!?! — Kirishima de novo intervindo.


— Relaxa cara, minha mãe me abandonou e isso é fato, não foi culpa minha e eu não posso mudar isso ou seja isso não me ofende. — Essa resposta pacífica de Denki incomodou Bakugou.


— Vai toma no seu cu então!! — Bakugou já estava sem criatividade pra xingar.


Denki e Eijiro preferiram nem dar mais corda pois já seria perda de tempo, mas ainda estavam rindo da cara de Bakugou por ele ter andado por aí de cueca. 


A aula foi passando e como de costume Bakugou estava entediado, mas fazendo as lições, Denki estava fazendo todo na pilha pra não perder nada, já Kirishima estava entendiado e fazendo só metade das atividades.


Mas enfim a aula acabou e o professor saiu da sala, Kirishima soltou um longo bocejo aliviado e depois ficou olhando aleatóriamente prós lados foi quando percebeu que Bakugou estava um pouco diferente.


— Bakubrô, você cortou o cabelo por acaso? — Essa pergunta pega Katsuki de surpresa.


— O que!? Não. — Ele diz meio confuso.


— Engordou?


— Não, pelo contrário na verdade. — Katsuki diz lembrando de novo dos seus músculos.


— Mudou seu visual. — Ele diz sendo insistente.


— Não porra! Bicho chato!! — Essas dúvidas já tavam irritando o loiro


— Sei lá tem algo diferente em você. — Kirishima dizendo essas coisas faz Denki começar a reparar em Katsuki também e perceber a diferença antes do ruivo.


— Pera aí, tô reparando agora... Você tá sem óculos!? — Denki diz isso assim que percebe a mudança fazendo Kirishima ficar boquiaberto e Katsuki revirar os olhos.


— Olha temos um Sherlock Holmes aqui. — A irônica de Katsuki saiu naturalmente.


— Nossa como aconteceu!? Você mesmo disse que você ficava práticamente cego sem os óculos. — Kirishima estava curioso demais pro gosto de Bakugou.


— Lente de contato, pronto, satisfeito!? E não me venha com mais perguntas!!


— Ahm... Acho que tem mais alguma coisa diferente... Já sei mostra o muqui aí! — ainda tinha algo incomodando Kirishima.


Bakugou fez uma posse mostrando os músculos, aproveitando pra se exibir.


— Nossa seus músculos tão gigantescos! O que é isso? Você tomou a fórmula do Super soldado? Só se for, vai substituir o Capitão America nós Vingadores!? — Esse comentário de Eijiro mesmo tendo sido na zueira deixou Bakugou considerávelmente feliz, já que ninguém via o Capitão America como aberração. 


— Não viaja seu drogado! Você sabe muito bem que eu malho constantemente. — Novamente Bakugou mente.


— Tá, mas e quando eu tentei te bater e você desviou como se meus socos fosse nada? — Denki diz desconfiado.


— É simples... Você soca mau, filho da puta!! — Novamente Bakugou é grosso gratuitamente para disfarçar.


— Você sabe que meu pai é boxeador né? Socar pessoas é literalmente o trabalho dele, acha que ele não me ensinou nada? — Kaminari ainda estava desconfiado.


— Talvez seu pai seja um boxeador ruim também!! — Isso que Bakugou disse fez Denki novamente ficar irritado por ter falado do pai dele, mas ele tenta não se descontrolar.


— Meu pai vai ser campeão fim de papo!! — Denki diz e respira fundo.


— Ah fodasse isso também! Vamos parar com papinho chato de o quanto o pai do Pikachu é vagabundo!! — Bakugou tenta desviar o assunto, mas chamar o pai do Denki de vagabundo novamente irrita o Pikachu.


— Por mais incrível que pareça você tem razão vamos tacar o fodasse nessa conversa! — Kirishima diz prós amigo não irem longe demais e briguem de novo.


— Melhor ideia que você teve hoje cabelo de merda. — Bakugou diz e coloca seus fones de ouvido inguinorando os dois amigos e só refletindo sobre como lidar com seus poderes e que se ele devia contar pra alguém:


"Contar eu não devo em hipótese nenhuma, com certeza vão me tratar como aberração ou não... Ah sei lá também!!"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...