História Spider-Gwen - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha
Personagens Adrian Toomes (Abutre), Aleksei Mikhailovich Sytsevich (Rino), Anthony "Tony" Stark, Cletus Kasady (Carnificina), Dr. Curt Connors (Lagarto), Edward "Eddie" Allen Brock (Venom), Eugene "Flash" Thompson (Venom / Agente Venom), Felicia Hardy (Gata Negra), Flint Marko (Homem-Areia), Gwen Stacy, Harry Osborn (Duende Verde), Herman Schultz (Shocker), Mac Gargan (Escorpião), Maxwell "Max" Dillon (Electro), Norman Osborn (Duende Verde), Peter Parker (Homem-Aranha), Sergei Kravinoff (Kraven), Wilson Grant Fisk (Rei do Crime)
Tags Ação, Aventura, Drama, Gwen Aranha, Gwen Stacy, Homem Aranha, Homem De Ferro, Spider Man, Spider-woman
Visualizações 14
Palavras 1.071
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção Científica, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiê, desculpa pela demora para postar o capítulo, infelizmente acabei ficando sem internet por uns dias mais apartir de hoje tudo volta ao normal, enfim espero que gostem do capítulo, boa leitura.

Capítulo 4 - A tortura


Fanfic / Fanfiction Spider-Gwen - Capítulo 4 - A tortura

Eu acordo, me vejo, deitada em uma cama desconhecida em um quarto desconhecido, parecia que tudo aquilo tinha sido apenas um sonho, ou melhor, um pesadelo, mais aquele não era o meu quarto, nem o da Mary Jane, nem do meu pai, tinha um cheiro forte de cigarro, e muitas moscas voando envolta da lâmpada, era nojento, mais isso não vinha ao caso, eu tinha que sair daqui, levanto da cama devagar, e dou passos lentos para caso houvesse mais alguém na casa além de mim, caso eu estivesse em uma casa, quando ia abrir a porta minha espinha gelou quando alguém falou comigo:

-Oi Gwen, já acordou do seu soninho de beleza?-

Peguei um livro e virei rapidamente para me defender, como se um livro fosse me ajudar nisso..., mais não havia ninguém no quarto, foi assim que meu maior medo tinha se concretizado, então eu perguntei:

-Venom?, é você?-

-Ué, não se lembra de mim?, ou você foi suficientemente boba o bastante para pensar que isso tinha sido um sonho, não estamos no seu mundo Gwen e muito menos eu no meu, tive uns probleminhas vindo até aqui, então não olha para a suas pernas tá?-

-Porque não posso olhar para as minhas..., seu desgraçado oque aconteceu comigo!?!?-

Minhas pernas estavam roxas e agora que fui perceber que também estavam doloridas:

-As tartarugas ninjas me atacaram no esgoto...-diz Venom dando uma gargalhada

-Isso não tem graça seu escroto oque aconteceu?-Pergunta Gwen cruzando os braços

-Depois que sai do esgoto eu não tive nenhuma cautela então fui atropelado por um carro, normal-

-So se for no seu mundo que isso é normal!, eu poderia ter morrido, nós poderíamos ter morrido-

-Ta bom mamãe eu prometo tomar mais cautela da próxima vez-diz Venom com tom de ironia

-Mamãe?, como assim próxima vez?-

Venom não me respondeu, então abri a porta do quarto, e acabei saindo em uma cozinha, cheia de louça na pia e com pratos ainda na mesa, perguntei a Venom:

-Onde agente tá?-

É ele não me responde, continuei a andar pela casa, eu estava morrendo de fome, e com frio, alguém tocou a campainha, decidi não atender, a pessoa tentou abrir a porta, mais estava trancada, me escondi atrás da mesa, estava sem meu lançador e sem meu traje, apenas com uma camisa é uma saia velha(que eu acho que o Venom colocou porque pelo que eu me lembre da ultima vez que estive acordada estava nua em um esgoto!, e por falar em esgoto eu também não estava com o melhor cheiro de todos) após a pessoa tentar uma ou duas vezes ela desistiu e foi embora, abaixada fui conhecer mais a casa, abri outra porta da casa e acabei saindo em uma sala de estar, com um banheiro ao lado com a porta aberta, fui para o banheiro lavar meu rosto, ainda não estava bem acordada, ao chegar em frente comecei a ter algumas visões, eu estava em um banco, com uma idosa ao meu lado, e tinha um homem a minha frente parecia estar em um ponto de ônibus, estava de noite, um cara veio e me arrastou por trás até um beco, mais após isso, eu só vi sangue, e as roupas do cara espalhadas pelo local, era estranho, parecia ser uma lembrança, de algo que já havia acontecido, mais não me lembrava de nada disso, a não ser que isso tivesse acontecido enquanto Venom me controlava, mais, porque tanto sangue?, enchaguei meu rosto e fui me ver em um espelho que tinha no banheiro, pelo visto não era só as minhas pernas que estavam más, meus lábios estavam cortados e eu estava com um olho roxo, além disso havia um corte enorme em meu pescoço, é uma cicatriz em meu quadril, que nunca esteve ali, mais de uma coisa eu sabia naquele momento, que o Venom teria de me dar muitas respostas do que aconteceu enquanto ele me controlava, Venom finalmente resolveu falar comigo e disse:

-Gwen, mais uma coisinha, não olha no porão, eu tranquei uma coisa horrenda lá e você não vai querer saber oque é, vai por mim, você não vai mesmo querer saber oque é-

Ok, só tinha uma regra na minha vida que ninguém deveria quebrar, que é o seguinte, nunca, NUNCA, fale para mim não apertar um botão, ou não mexer em algum outro lugar que não pode, porque sempre, SEMPRE, vou olhar, então oque eu fiz?, eu fui olhar no porão , lógico!, mais onde fica esse porão?, sai procurando por um porão pela casa inteira durante um tempo e Venom novamente veio falar comigo e disse:

-Ha, ha, ha, ha, você realmente é muito idiota não é Gwen?, Ha, ha, ha-

-Tava tirando onda com a minha cara?-Perguntei indignada

-Isso é muito mais engraçado do que na suas lembranças-

-Nas minha lembranças?, ta fuçando na minha cabeça?-

-Sim, e pelo que vejo, você não teve o melhor passado de todos, você perdeu seus amigos, sua mãe, seus primos, seus irmãos, e o seu nam...-

-Chega, não quero falar..., nao quero falar disso-

-Por um acaso eu toquei na ferida Gwen?, quer que eu toque de novo?, de como você matou seu namor...-

-Chega Venom!-

-Você quer que eu pare é?, olha, chegou a hora de mim fazer mais uma coisinha então se você não se importa você bem que poderia...-

-Não!, não se atreva a me fazer sofrer pra conseguir o controle do meu corpo de novo Venom!-Gwen interrompe assustada

-Então Gwen, vamos brincar?, o jogo é simples, e quanto mais o jogo durar mais divertido o jogo vai ficar, então oque você prefere primeiro?, que eu te faça sentir dor?, ou que eu te faça lembrar de todos os detalhes de quando você matou Peter Parker!-

-Não, por favor não, Venom eu imploro, por favor não-eu falei começando a chorar-Eu não aguento mais eu quero fugir desse pesadelo, por favor Venom não-

-Ok, já que você não quer escolher nenhum dos dois, vamos fazer os dois juntos...-

É o que o Venom tinha falado que faria, infelizmente não foi mentira, ele me torturou, me torturou, e me torturou cada vez mais, me fazendo ver aquelas horríveis lembranças de quando eu perdi a única pessoa que eu um dia já amei de verdade, e agora, eu estava sem ninguém, sem a Mary Jane, sem a banda, até o Jonathan seria uma boa companhia agora, e Venom não parava, por mais que eu pedisse, ele nunca, nunca ia parar, aquilo para ele era diversão, ele era um monstro, que faria de tudo para conseguir oque queria, tudo.


Notas Finais


Eae, gostaram?, espero que sim, trarei o próximo capítulo o mais rápido possível, até a próxima 👋.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...