1. Spirit Fanfics >
  2. Spider-Gwen >
  3. As outras Terras

História Spider-Gwen - Capítulo 14


Escrita por: norafries

Capítulo 14 - As outras Terras


Fanfic / Fanfiction Spider-Gwen - Capítulo 14 - As outras Terras

Depois de um tempo, o Capitão Stacy estava na cadeira da cozinha da sua casa com Gwen e colocando gelo na testa, sem conseguir falar nada e nem olhar pra filha.

-Pai, olha pra mim, por favor - Gwen pediu.

-Porque? Porque tá fazendo isso? - perguntou ele finalmente.

-Porque é meu dever ajudar as pessoas, foi você quem me inspirou a fazer isso, todo dia sai pra deixar a cidade mais segura, eu sempre sonhei em fazer o mesmo - disse Gwen.

-E você, uma garota de 16 anos vai fazer isso como? Eu te treinei e te preparei pro mal desde cedo, Gwen, mas nunca quis que você fizesse o que faço, é arriscado, você precisa estudar, não se colocar em perigo! Eu já perdi sua mãe, não vou perder você também! - falou o Capitão.

-Você não vai, pai, eu tenho poderes, uma aranha radioativa me picou e eu adquiri esses poderes, desde então os uso pra ajudar as pessoas e vou continuar fazendo, querendo o senhor ou não - falou ela.

-Aranha radioativa? Não deveriamos olhar isso no hospital? - perguntou George, preocupado.

-Eu tô bem, pai, aconteceram mudanças no meu corpo, mas foram pra melhores, você me conhece, sabe que eu não vou desistir, sabe que eu jamais vou deixar de ser quem eu sou, então por favor, não tente me impedir, eu preciso fazer isso, é minha responsabilidade - Gwen explicou.

-Gwen, por favor, desista dessa loucura, você pode se machucar - implorou o Capitão.

-Não vou deixar que me machuquem pai, e mesmo se machucarem, vai valer a pena se isso significa impedir outras pessoas de serem machucadas - disse Gwen.

O Capitão Stacy começou a chorar.

-Eu realmente sinto muito, pai, não era pra você saber, eu sabia que teria essa reação, mas tente entender, isso é uma escolha minha, ninguém pode tirar isso de mim - Gwen falou em um tom triste.

Seu pai a observou sem falar nada.

-Tem certeza de que está bem? Eu preciso procurar por respostas sobre a criatura que acabou de atacar a delegarcia, só quero garantir que você esteja bem - ela disse.

-Eu...eu vou ficar, espero - disse ele limpando as lágrimas.

-Ótimo, eu te amo, pai, nunca se esqueça disso - Gwen disse e saltou pela janela após vestir novamente seu capuz e sua máscara.

-Gwen! - George disse chocado indo até a janela e viu ela se balançando pelos prédios, ela era mesmo tão teimosa quanto ele.

Gwen passou o resto do dia pensando na reação do pai e procurando evidências sobre o Rhino, sobre pra quem ele trabalhava, mas já sabia a resposta, sabia que tinha sido Murdock quem mandou ele, Murdock agora sabia a identidade dela também, de alguma forma sabia, chegou tarde no apartamento que dividia com Betty e explicou tudo, Betty ficou chocada e logo foi apoiar ela dizendo que ia ficar tudo bem.

Sonhou com o pai apontando a arma pra ela e a prendendo, ela tentava gritar: Sou eu, pai!, mas ele não escutava não importa o quanto ela gritasse, até que o despertador tocou e ela acordou assustada.

Gwen tomou café e foi pra aula com Betty, a primeira coisa que viu foi Mary Jane irritada indo até ela.

-Se prepara, ela tá putassa com você desde ontem - comentou Betty.

-Ontem? - Gwen perguntou, e então se lembrou, tinha ensaio, mas esqueceu, estivera muito ocupada.

-Qual seu problema? - perguntou a ruiva irritada.

-Me desculpa, MJ - Gwen pediu.

-Desculpa, desculpa, todo dia a mesma coisa! Eu tinha um curso de tarde, mas tive que faltar por causa desse ensaio e você não apareceu! Você nunca aparece! Quando concordou em montar essa banda comigo eu achei sinceramente que levaria isso a sério, é o meu sonho! Achei que fosse o seu também, ou pelo menos achei que você fosse me ajudar a conseguir o que eu sempre quis! - berrou ela.

-Eu levo a sério, juro, MJ, eu sei o quanto isso é importante pra você e quero que você consiga, mas eu...

-Você o que? - perguntou Mary Jane.

-Eu sinto muito, sinto muito mesmo - Gwen disse.

-Vamos fazer outro ensaio hoje, não falte dessa vez, eu não sei o que eu sou capaz de fazer se você faltar - falou ela e virou de costas indo embora.

-Eu tentei justificar sua falta, de verdade, inventei que você teve que ir pro médico, mas ele questionou o porque de você não ter avisado, depois ligou pro Capitão e ele desmentiu, falou que até onde ele sabia, você não havia ido pra médico algum - explicou Betty.

-Obrigada, Betty, de verdade, eu queria fazer algo a respeito, mas só vou piorar as coisas, eu não aguento mais ter que mentir pras pessoas que eu gosto - disse Gwen.

-Mentira é algo horrível, Gwen, mas é algo necessário as vezes, eu não julgo você por isso - disse Betty.

Gwen abraçou ela e agradeceu mais uma vez, estava decepcionando todos ao seu redor, era uma tortura pra ela, mas precisava colocar as responsabilidades em primeiro lugar, sabia disso, quando ela andou pra dentro do colégio, Peter alcançou ela.

-Gwen, precisamos conversar - disse ele.

-Pete...você sabe que a gente não pode mais fazer isso, não podemos mais ficar próximo, sério, eu tenho um monte de inimigos agora, inimigos que agora sabem sobre você! Já falamos sobre isso - Gwen disse.

-E eu já disse que não me importo, por favor, deixa eu tomar essa decisão, eu te amo, você sabe disso, não aguento ficar longe de você - ele falou.

-Eu te amo também, mas pela sua segurança, tem que ficar longe de mim, eu nunca me perdoaria se algo acontecesse com você, jamais, e se continuarmos juntos, algo vai acontecer, você precisa me deixar ir, você precisa seguir em frente, nós precisamos - pediu Gwen magoada.

Era tão difícil rejeitar ele de novo...

-Eu vou arrumar um jeito de podermos ficar juntos, eu prometo, não vou desistir de você - disse Peter.

-Pete... - Gwen pediu.

-Não vou - ele disse e saiu de perto deixando Gwen abalada demais.

Gwen passou o resto do dia tentando se distrair, primeiro ficou desenhando o seu próprio uniforme no caderno na hora da aula de história, a professora a reprendeu por isso e confiscou o caderno dela, depois tentou pensar em como pegar Murdock e qual seria seus próximos passos, mas não conseguia, sua cabeça estava cheia, ela estava estressada, não conseguia parar de pensar em Peter.

Na hora do almoço, ao invés de ir pegar um sanduiche na McDonalds como geralmente fazia quando ia logo depois resolver o crime na cidade ou de almoçar com seu pai, ela foi pro ensaio, onde Mary Jane a esperava com um olhar duro.

Glory também estava lá, junto com Betty.

-Certo, sabemos o que aconteceu da última vez que tentamos fazer um ensaio...mas não adianta ficar remoendo, precisamos ensaiar mais do que nunca agora que o baile está tão próximo, então, preparei alguns novos arranjos pra tentarmos fazer, iremos nos apresentar lá - explicou MJ.

Betty e Glory, pegaram seus instrumentos, Gwen sentou na bateria.

-Espera, Gwen, nessa música, eu não acho que a bateria seja útil, porque é calma e triste e não agitada como as que tocamos geralmente, usa o violão - MJ disse apontando.

-Certo, MJ - disse Gwen e pegou o violão, tinha muita facilidade de tocar violão, sempre soube, o que dificultava um pouco era suas unhas grandes, mas ela conseguia tocar mesmo assim, quando elas foram tocar, Gwen recebeu uma mensagem no celular de um número desconhecido.

Gwen

É o Miles

Precisamos conversar, me encontre no teto da Oscorp

Finalmente! Ela havia procurado por Miles por toda parte, precisava mesmo conversar com ele, precisava de explicações, precisava urgente.

-Gente, me desculpem, tenho que ir - disse Gwen.

-O que?! - perguntou Mary Jane.

-Sinto muito, mesmo, de verdade, é importante, se não fosse tão importante eu ficaria - Gwen disse.

-De jeito nenhum! Cansei de você faltando nossos shows e nossos ensaios, Gwendolyne! - MJ falou irritada.

-MJ... - pediram Glory e Betty.

-Não, se você realmente não leva isso a sério, não tem mais porque ficar na banda, se sair por aquela porta, você tá fora das Mary Janes - avisou MJ.

Gwen olhou pra ela com um olhar de culpa.

-Está bem então...eu realmente sinto muito - disse Gwen e pegou as baquetas que estavam no seu bolso e devolveu pra MJ, em seguida foi embora.

Talvez Miles tenha descoberto algo sobre Murdock, talvez ele soubesse do que estava acontecendo, seja como for, precisava se encontrar com ele, estava desesperada com a possibilidade de Murdock ter mandado mais alguém matar o pai dela.

-Miles! - disse ela quando chegou no telhado da Oscorp, Miles vestia seu uniforme, tirou a máscara ao ver ela.

-Gwen, até que enfim! O que foi aquilo? Eu soube do Rhino e que ele estava tentando matar seu pai, ele tá bem? E você? - perguntou Miles.

-Sim, andei procurando você, o que andou fazendo? - perguntou Gwen.

-Eu...você sabe que eu te disse que era de outra Terra, você acredita agora, não acredita? - perguntou Miles.

-Acredito, de verdade - falou ela, agora ela acreditava.

-Eu usava um objeto para teletransporte, mas ele quebrou, estive tentando consertar, preciso voltar pra encontrar a Spider-army - Miles disse.

-A Spider-Army é...

-Uma organização composta por gente como nós, com poderes de aranhas em todo o multiverso, estamos em uma missão, infelizmente é confidencial e não posso lhe contar sobre isso, mas eu estou preso nessa Terra e não consigo sair, nesse meio tempo, eu soube do que você andou fazendo, está procurando o rei do crime? - perguntou Miles.

-Sim, há muito tempo, mas não consigo achar ele, tem alguma pista? - perguntou Gwen.

-Não, sinto muito, eu derrotei o rei do crime na minha Terra, mas era o Fisk, eu não sei a especialidade de Matt Murdock e nem as tecnologias que ele usa, só sei sobre o Fisk, de onde eu venho ele é um herói, o chamam de Demolidor e ele me ajudou a derrotar o rei do crime, eu sei como é lutar com ele, mas não sei como é lutar contra ele - explicou Miles.

-Existe mais alguém na sua Terra envolvido nisso? Poderia ter conexão com a minha também - Gwen falou.

-Sim, tem várias pessoas envolvidas nisso, mas não significa que tem conexão com a sua Terra, em várias realidades acontecem muitas coisas diferentes, você ouviu o que eu falei do outro dia, existem vilões como Ultron, Kraven, Caveira Vermelha, Mandarim, Electro, Thanos, Riot, Knull, Homem Aranha, Doutor Octopus, Rhino, Thanos, Galactus, Lagarto, Mysterio, rei do crime, Loki, e até mesmo o Duende Verde, que é quem te mata nas outras Terras, eu contei isso - explicou Miles.

-Então eu morro mesmo nas outras Terras? - perguntou a loira.

-Antes de vim pra essa Terra, eu não fazia ideia de quem tinha alguma versão de você viva por ai, o Peter Parker, me falou sobre você, o da primeira Terra que eu visitei, você foi tirada dele há muito tempo, ele nunca te superou de verdade, apesar de ter seguido em frente e casado com Mary Jane, você ainda é um assunto sensível pra ele, pra todos os Peter Parkers que eu conheço na verdade - explicou Miles.

Gwen se sentiu mal ao imaginar Peter machucado pela morte dela.

-E ele é o Homem Aranha? - perguntou Gwen.

-Sim, ele é, as pessoas chamam ele de amigão da vizinhança - disse Miles.

Gwen ficou orgulhosa, gostaria muito de ver isso em sua Terra, mas sabia que era impossível, Peter não conseguiria adquirir os poderes porque a aranha radioativa que picou Gwen ao invés dele estava morta, se ele tentasse de alguma forma, poderia acabar se dando mal.

-E essa Spider, Army, é formada por quantos Peter Parkers? - perguntou Gwen.

-Perdi e conta, por muitos e muitos Peter Parkers, mas não temos só eles, temos outros também e também temos mulheres na organização, que nem você - Miles explicou.

Gwen ficou curiosa pra saber o que estavam enfrentando e quem seriam essas pessoas, mas primeiro tinha assuntos mais importantes pra resolver.

-Você não tem nenhuma pista de onde encontrar Matt Murdock, Miles? Nenhum lugar que ele gostava de ir na sua Terra? - perguntou a loira.

-Não, como disse, as realidades podem ser bem diferentes - Miles falou.

-Mas eu tenho - disse alguém atrás deles.

Gwen e Miles olharam assustados e se depararam com Samantha Wilson, a Capitã América.

-Olha senhorita Stacy, vim aqui pra avisar que eu sei aonde Matt Murdock está e que vamos pega-lo agora - disse Samantha.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...