1. Spirit Fanfics >
  2. Spin OFF - Devil or Not? >
  3. Alguns meses depois (hot)

História Spin OFF - Devil or Not? - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Avisando... tem um hot no caminho. É isso

Capítulo 5 - Alguns meses depois (hot)


Fanfic / Fanfiction Spin OFF - Devil or Not? - Capítulo 5 - Alguns meses depois (hot)

- Kun as atividades... – Jaehyun entrou na sala de estudos com muita raiva, segurou Kun pelo colarinho da farda e o levantou da cadeira.

- É verdade então! – Yoon parecia um pessoa diferente, mais atrás tinha Yuta e outros meninos do time que filmava tudo.

- Do que está falando! – Kun se soltou do Yoon e se afastou dele.

- O Yuta me falou que viu você saindo da casa da “S/N" muito cedo.

- Vai acreditar mesmo nele? – Qian se aproximou rápido demais do Yoon que se esquivou um pouco. – Sinceramente esse time da escola tem deixando maluco. – Kun recolheu seus livros e mochila. – Pergunta pra ela. – ele saiu da sala, porém antes meteu um soco no rosto do Yuta em que o mesmo bateu a cabeça da porta e escorregou por ela. – Desculpa cara, mais sabe que merece. – Jaehyun ajudou o Yuta a fica em pé e segurou ele para evitar outra briga.

- Chega Yuta! Você já tem duas advertência, mais uma e você deixa o time e será expulso. – Yoonoh falou sério e aos poucos o rapaz se acalma. – Levem ele para o vestiário.

Depois que eles saíram a sala toda me olhava e encarava o Yoon, afinal aquela cena toda foi desnecessária até mesmo para mim que estou no meio de todas as discussões deles. – recolhi minha coisas, já tinha acabado a aula e eu deveria chegar cedo hoje:

- Precisamos conversar. – ele se aproximou da minha mesa.

- Não precisamos. Porque até onde sei, Kun é seu amigo e meu amigo também. E não vejo motivo para você ter tratado ele daquela forma. – respondi ignorando os murmúrios irritados que o mesmo dava.

- Um cara que não é seu namorado, saí da sua casa pela manhã. Antes mesmo de eu ir te buscar. E você não quer, que eu sinta ciúmes?

- Exatamente. Até porque o “cara" que saiu da minha casa, é meu melhor amigo. E você deveria confiar mais em mim. – peguei minha mochila e passei por ele.

Alguns alunos ainda me encarava. – Os últimos meses têm sido os piores, Kun quase sempre arranjava briga com o Jaehyun e pelo que descobri, o diretor da escola é “chupa ovo" do pai do Yoonoh, então basicamente ele é protegido, quem se mete com ele é que se ferra. – Fui para o ponto de ônibus a tempo de ver meu amigo subir no veículo. – Fui a última a subir, Kun estava sentado próximo a porta, já sem lugares para sentar, me coloquei ao seu lado, entregando minha mochila para o mesmo segurar:

- Explicou para ele?

- Não vejo o porquê. – olhei para ele e o mesmo soltou um risinho. – E aquela menina que você dava aula?

- A do namorado doido? – afirmei me lembrado, que Kun é péssimo em nomes, e para lembrar ele gravava pelas histórias. – Esqueci ela. – tornou a me olhar e ficou quieto.

A viajem fora longa com ele em silêncio, descemos do veículo e seguimos nosso caminho, com um carro diferente estacionado na porta de casa me apressei um pouco em chegar na casa, lembrando que o Kun ainda carregava minha mochila, assim que cheguei cheguei na frente de casa Yoonoh saí do veículo, ainda com a farda de treino, veio caminhando elegante até nós e parou, com a cabeça baixa começou a falar:

- Me desculpa pelo ataque que dei na escola. – elevou o maxilar encarando o amigo. – Eu me sinto inseguro pelo fato de vocês terem me deixado de lado e acho que parte disso é culpa minha. Mas eu não quero acabar com nossa amizade hyung, você é o único que me entende. Me perdoa?!

Kun ficou em silêncio, olhei para ele tornando a lembrar que ele estava arrependido, até chorar ele conseguiu fazer isso, o chinês se aproximou do amigo e tocou-lhe no ombro:

- Você tem que ser mais confiante. – Kun começou e ambos riram. – Só fala para seu amigo Yuta parar de encher meu saco, porque eu posso ser agressivo quando pedem.

Depois que o Kun fora embora, Yoonoh me puxou para o interior do carro, porém algo que chamou-me atenção, fora o fato do veículo não ter motorista:

- Veio dirigindo? – ele sorriu mostrando as covinhas e negou.

- Não mesmo. Pedi para o motorista me deixar aqui por uma hora. – ele se aproximou do painel ligando o carro só para deixar o ar-condicionado rodando. – Não quero mais brigar com você. Isso me deixa mau. – nossas mãos juntas, deixava o clima mais confortável.

- Então pare de ser tão ciumento. – pedi antes mesmo de selar aqueles lábios macios. – Eu te amo Yoonoh.

- Eu também te amo. – o selinho, aprofundou transformando-se em beijo.

E com o passar dos segundos, o calor aumentava, mesmo com o ar-condicionado ligado, não estava possível conter o calor que ambos emitia, transar dentro de um carro antes da faculdade não estava nos meus planos, mas o Yoon sabia exatamente o fazer, por o garoto desce meu pescoço arrancando gemido de mim por cada sucção que ele dava em minha pele, as grandes mãos dele fazem um ótimo trabalho estimulando minha sexualidade, que mesmo por cima da farda, ele já aproveitava bem qualquer oportunidade de me deixar molhada. – Tirando cada botão de minha farda, o garoto ficou extasiado com à vista que deu para meu sutiã de renda, ele não perdeu muito tempo com a retirada de sua camisa, o abdômen sarado, as veias do braço estavam grossa e minha vontade de ter ele só aumentava, nem parecemos adolescentes até porque ambos estavam com desejos ocultos. – Depois dele ter retirado minha calcinha me deixado somente de saia, sua cabeça estava exatamente onde eu quero, a língua macia do meu namorado fazia eu me derreter toda, além de quente aquela boca faz um trabalho excepcional, os dedos dele apertavam os bicos do meu seio, causando uma sensação de prazer tão intenso junto ao ser chupada por ele, estava entrando em estado de puro prazer, meu corpo já começa a tremer percebendo que o rapaz estava quase. – Ele parou e sorriu de canto, passou-o dedo no canto dos lábios e subiu em minha direção, seu membro estava duro e tocou minha intimidade ameaçando a entrar, porém seus beijos me acalmava de modo que eu não gemesse tanto quando ele começou a me penetrar e movimentar lento, devagar, mas gostoso. A sensação é boa é maravilhosa e eu não sei como ele consegue ser tão perfeito. – O movimento ganhava força e velocidade como meus gemidos, abraçada ao pescoço dele me permite fechar os olhos naquela escuridão baixa e me deixei levar pelos gemidos que o mesmo emitia:

- Pode sentar em mim. – ele pediu baixo e eu afirmei, seu membro se descolou só para eu me ajeitar sobre sua pélvis.

Os postes estavam aceso, a rua fazia e o valor aumentava no interior do veículo, me movimentei sobre ele, arrancando gemidos dele que pedia por mais e passou a controlar minha cintura, mordi seu ombro controlando meu tesão e a vontade de gritar, ele apertou meu bumbum e aumentou os movimentos. – Meu corpo pulava e o barulho do carro aumentava, foi só após mais uns dez minutos senti o liquido dentro de mim e foi no exato momento que me estremeci de prazer. – Me deitei sobre o ombro dele e o mesmo abraçava minha cintura.

Ambos cansado até mesmo de se vestir, vesti meu sutiã, abotoei minha blusa e nisso o Yoon já estava vestido, ele ajudou arrumar meu cabelo prendendo os fios para trás e averiguado se não pulei casa nos botões, entregou minha calcinha e arrumei minha saia:

- Te vejo amanhã? – olhei para ele e o mesmo suspirou cansado, pousou a mão na minha e a cabeça no meu ombro.

- Tenho um jantar em família tenho que estar presente. – ele bufou irritado e eu entendi.

- Tá bom, quando terminar pode vir aqui? – Apertei sua mão e senti sua cabeça afirmando. – Tenho que ir.

- Tá bom... – ele me entregou a mochila e saiu do carro me acompanhando até a porta. – Nos vemos na escola.

- Te amo. – abracei ele vendo seu motorista chegar.

- Te amo pequena. – ele apertava bem minha cintura.


Notas Finais


Me digam o que acham, pq finalizei.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...