1. Spirit Fanfics >
  2. Spinearl human AU >
  3. Chapter One

História Spinearl human AU - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Fiz mais uma história pois sou muito indecisa.
Boa leitura :3

Capítulo 1 - Chapter One


Já eram 5:30 da manhã, Stella estava acordada pois não conseguia mais dormir, a mesma ouve seu celular vibrando, era um número desconhecido, ela se vira na cama e pega o celular de cima de seu criado-mudo.



-Alô, quem fala? - a garota pergunta com uma voz sonolenta.


- Oi Stella, é a Priscila, eu preciso conversar com você, estou indo para a sua cidade.


- Eu não quero falar com você Priscila, não me enche o saco - a garota fala com raiva.


- É um assunto importante Stella, você precisa saber de uma coisa... Me encontre na casa da praia daqui uma hora, estarei te esperando.


- Vou ir, mas não pense que vou fazer as pazes com você.


- Eu não espero isso, apenas venha, já é mais do que o suficiente.



Ela põe um shorts e seu moleton rosa púrpura com um coração de cabeça para baixo no meio, logo depois calça seus tênis cano longo também rosa. Lava seu rosto e vai até a cozinha fazendo o mínimo de barulho possível, pois não queria acordar nenhuma das três garotas que moravam com ela, pois as masmas estavam em seu dia de folga e ainda era muito cedo. Ela toma seu café da manhã e sai ao encontro de Priscila.



Seu apartamento não é muito longe da praia, apenas algumas quadras, por isso resolveu ir caminhando, estava andando tranquilamente pela causada, pensando em qual seria o motivo para que Priscila queira conversar com ela tão urgentemente.



*Quebra de tempo*



Ao se aproximar da casa na praia onde sua mãe morava, pode ver o carro de Priscila com algumas malas em cima. A mesma subiu as escadas e se aproximou da porta dando-lhe duas batidas.



- Você está ai dentro? - a garota pergunta.


- Sim pode entrar Stella - responde uma voz vinda de dentro da casa.



A garota adentra a casa ficando espantada e confusa com a cena que acabou de ver, ela vê Priscila sentada no sofa com um bebê em seus braços.



- Isso é ... da Rosana? Quero dizer, eu sabia que ela se foi, mas isso ... 


 - ... Sim, este é Steven, filho da Rosa. 


-O-oh, ninguém me disse que ... Ela tinha um filho - a garota fala espantada - Hahahaha ha - ela da uma risada de deboche -Eu entendo agora, eu sei agora! Não é engraçado ?! Ele é a razão pela qual ela me deixou?  Maldição, tem que ser. Porque mais ela me deixaria. Encontrou isso que eu não poderia dar a ela - fala com raiva pondo as mãos na cabeça com lágrimas nos olhos.



 -E DAÍ? VOCÊ NÃO É O ÚNICA QUE QUE ELA  DEIXOU PARA ATRÁS! - a mulher fala gritando.


- Priscila, você está me desafiando? 


- Oh não, me desculpe Steven, eu não deveria ter gritado - a mulher fala ao ver o bebê resmungando assustado.


- Você deve saber tudo sobre a vida dela sem mim. Esfregando na minha cara não é? - Stella fala para a mulher que está tentando acalmar o bebê.


- ... Stella, cresça - a mesma fala encarando a garota friamente - Eu só queria que você soubesse que agora tem um irmão... E quero que o trate como tal.


- Não vou fazer isso... - a garota sai batendo a porta com força deixando a mulher falando sozinha.


- Pelo jeito ela não aceitou muito bem a situação - falou uma mulher morena que passou pela porta com malas nas mãos.


- Ela não mudou nada Greice, não sei porque pensei que ela ficaria feliz em saber do irmão...


- Tem que dar um tempo para ela digerir as informações Priscila, não deve ser fácil para ela - diz a morena.


- Eu sei, mas...


- Entenda o lado dela Priscila, ela precisa de um tempo.



*Quebra de tempo*



Stella vai para um restaurante almoçar, passou a manhã toda caminhando pela praia, pensando que teria que conviver na mesma cidade que Priscila. A garota compra um cachorro quente e pacote de batas fritas com um refrigerante e vai até uma das mesas do parque que tem ali perto.



Enquanto comia seu almoço perdida em seus pensamentos ela sente seu celular vibrar no bolso, limpa as mãos no moletom e leva a mão até o bolso pegando seu celular, era Penélope, ela apenas ignorou a ligação deixando ir para a caixa postal, não queria ter que explicar para a namorada o porque de ter saído tão cedo sem avisar.



[...]



- Ela não atende o celular, nem lê minhas mensagens - diz Penélope preocupação.


- Calma ela esta bem, talvez ela só quisesse dar um passeio.


- Um passeio tão demorado assim - diz Penélope respondendo a loira.

- Ela está certa Yasmin, a Stella está demorando muito para voltar - diz a garota de cabelos negros com degrade azulado nas pontas.

Enquanto estão sentadas a mesa discutindo sobre onde Stella poderia estar ouvem a porta da sala se abrir.

- Stella!! - diz Penélope aliviada ao ver a namorada.

- Bem-vinda - Beatriz fala enquanto toma um gole do seu café.

- HA! Viu? Eu te disse que ela estava bem

- Bem. Eu tenho que me preocupar se ela não atender o telefone o dia todo - fala Penélope em tom de preocupação.

- Stella? Nossa, o que aconteceu? Você parece horrív..

- BONITA. Você parece fofa como sempre - diz Penélope pondo a mão na boca da loira evitando que ela terminasse a frase.

 - Ah ... hum reflexos - diz a mesma se desculpando pelo que acabou de fazer.

- Reflexos é o caralho!! Juro por Deus que se você fizer isso de novo eu vou...

- Então. Onde você esteve o dia todo? - Beatriz pergunta a Stella, que a ignorou.

- Peep - Stella chama a atenção de sua namorada - Eu preciso falar com você

- Ah, ... claro, o que é?

- Precisamos conversar ... SOZINHAS - fala deixando bem claro para as outras- Venha para o meu quarto quando você terminar aí, não precisa se apressar

- Ei, vamos lá! Não nos deixe aqui, pelo menos podemos saber se devemos nos preocupar com isso? - Yasmin pergunta preocupada.

- ... Sim, talvez - diz Stella subindo as escadas.

- Vocês estão terminando? - pergunta Yasmin.
 

- Você não está ajudando! - fala Penélope entrando em pânico - Eu vou lá falar com ela.


Penélope sobe as escadas e vai até o final do corredor, onde fica o quarto de Stella.


- Eu posso entrar Stella?

- Entra - responde abrindo a porta.

- O que aconteceu? Porque você está com o rimel borrado desse jeito - fala pondo as mãos no rosto da namorada.

- Eu recebi uma ligação hoje de manhã... Era a Priscila...

- O que ela queria?

- Ela disse que precisava falar comigo e que era urgente, ela está na casa da praia onde a Rosana morava.

- O que houve, aconteceu alguma coisa com a sua mãe?

- Olha Peep... a Rosana faleceu a dois meses atrás...

- Faleceu?! Como assim faleceu? Porque você não me contou Stella?

- Calma Penélope, eu quis guardar isso pra mim, e eu não me importei muito com isso também...

- Stella ela é a sua mãe, como pode não se importar com a morte dela?

- Você sabe muito bem Penélope - falou erguendo o tom de voz - Sabe que eu tentei me reaproximar dela, tentei te apresentar pra ela, você sabe o que aconteceu.

- Ela não fez por querer... - fala pondo a mão em seu olho esquerdo onde havia uma cicatriz.

- Claro que fez Penélope, não se faça de tonta. Agora ela morreu e deixou mais um filho no mundo, abandonou outra criança como ela fez comigo - fala não conseguindo mais conter as lágrimas.

- Ela teve outro filho?

- Sim - fala em meio a soluços - A Priscila queria me mostrar o bebê, isso só me deixou pior ainda.

- Calma vai ficar tudo bem - diz abraçando a namorada - Você só precisa descansar um pouco, aliviar a cabeça.

- Você fica aqui até eu pegar no sono?

- Claro que sim.

Stella deita na cama e tenta adormecer enquanto Penélope acaricia seus cabelos. Não demorou muito tempo para que a mesma pegasse no sono. Penélope volta para a sala com as outras.

- O que ela tem? Nos ouvimos ela gritando com você - diz Beatriz preocupada com a amiga.

- Ela descobriu algumas coisas que deixaram ela bem irritada.

- Que tipo de coisas - pergunta a loira.

- Que a sua mãe faleceu e que agora ela tem um irmão menor.

- Quando a mãe dela faleceu? - pergunta Beatriz surpresa com o que acabou de ouvir.

- A dois meses atrás, mas isso ela já sabia só não contou pra gente.

- Essa menina é difícil de lidar - diz Yasmin com uma cara fechada - Porque ela não contou pra gente?

- Ela disse que não se importava com isso, acho que ela ficou assim poque tocaram na ferida, uma amiga da mãe dela veio para apresentar o irmão pra ela.

- E como a mãe dela morreu? - pergunta Beatriz.

- Não sei, ela não me falou.

- Ela dormiu?

- Sim, melhor deixar ela descansar agora.

- Sim... - a loira concorda com a cabeça.


*Quebra de tempo*


No outro dia pela manhã, Penélope levanta cedo e vai até o quarto de Stella ver se ela não havia saído novamente, e para o seu alívio ela estava dormindo aconchegada em sua cama, ela olha no relógio e percebe que são 6:30, e como só ela estava acordada resolve descer para preparar o café da manhã.

Não muito tempo depois Yasmin e Beatriz também se levantam e vão até a cozinha.



- Bom dia meninas - diz Penélope enquanto passa o café.

- Bom dia Peep, o que faz acordada tão cedo em pleno domingo? - perguna Yasmin.

- Acordei cedo para garantir que a Stella não saia de novo.

- Falando nela, como ela está? - pergunta Beatriz enquanto põe as xícaras na mesa .

- Ela parece melhor.

- Eu e Beatriz vamos ao mercado comprar algumas coisas que estão faltando, quer alguma coisa?

- Não, não pra mim não precisa Yeep, mas pode comprar chocolate para a Stella? Acho que vai querer.

- Tá bom, vamos tomar café e vamos ir para não pegar muita fila nos caixas.

Elas tomam seu café  da manhã em silêncio, quando terminam levam as xícaras até a pia as deixando lá para uma delas lavar.

- Nós já estamos indo Peep - Yasmin grita da porta.

- Tá bom, só fala baixo que ainda tem gente dormindo.

- Tá, tá, avisa a Stella que vou trazer um chocolate pra ela, tchau.

- Tchau.



 

*Quebra de tempo*


Stella acorda com os latidos do cachorro do vizinho, olha as horas no celular - 09:15, ia dormir até meio dia se não fosse esse cachorro - pensou.


Ela levanta da cama, troca de roupa e vai ao banheiro lavar o rosto - Eu estou com uma cara horrível - fala se olhando no espelho. Começa a descer as escadas, vendo que a TV da sala esta ligada.


Ela vai até a cozinha tentando ser discreta pois planejava pegar algo para comer e voltar ao seu quarto, mas quando ia pegar uma xícara acaba derrubando uma panela do seca louças.


- É você Stella? - Penélope grita da sala.

- Sim, sou eu.

Penélope levanta do sofá e vai até a cozinha se aproximando de Stella, lhe dando um beijo de bom dia.

- Dormiu bem?

- Acho que sim, teria dormido mais se não fosse o cachorro do vizinho.

- Você ia dormir até que horas? - fala dando uma risadinha.

- Não sei, meio dia por aí, cadê as meninas?

- Foram ao mercado.

- Hum... Eu vou tomar café então.

- Eu faço pra você.

- Não precisa Peep, eu posso fazer.

- Deixa que eu faço, você merece um pouco de sossego.

- Já que insiste.


Penélope prepara o café para Stella e ambas vão para a sala assistir TV, ficam um tempo em silêncio, pois estavam prestando muita atenção no programa que estava passando.


- Você está bem Stella? Está muito quieta.

- Sim, só estou com um pouco de dor de cabeça.

- Não quer tomar um remédio para aliviar?

- Eu já tomei um durante a noite, acho que ainda não fez efeito.


A porta da sala é aberta - Chegamos! - Yasmin entra com algumas sacolas nas mãos.


- Compramos uma lasanha pré-pronta para o almoço - diz Beatriz entrando logo atrás de Yasmin.

- E também isso aqui - Yasmin joga uma barra de chocolate no colo da Stella.

- Obrigado Yeep, era disso que eu precisava agora.

- Agradeça sua namorada, ela que mandou trazer pra você.


Stella faz um coração com as mãos para Penélope fazendo a mesma corar.


- Quer conversar sobre ontem? - pergunta Beatriz pondo o lasanha no forno.

- Acho melhor não Bloop, eu só quero esquecer que isso tudo aconteceu.

- Você que sabe, mas se quiser saiba que estamos aqui pra conversar - Beatriz falou em um tom consolador.

- Eu sei meninas, e além do mais eu quero focar em uma entrevista de emprego que vou fazer amanhã.

- Jura!? Desde quando isso? - Yeep pergunta surpresa.

- Desde ontem, quando sai vi que iria abrir um lava-carros aqui na cidade, e o dono precisa de um ajudante, quando vi a vaga liguei pra lá e o dono disse para ir lá amanhã fazer a entrevista.

- Nossa que bom Stella, você não me contou isso ontem - diz Peep feliz pela namorada.

- Eu estava um pouco estressada, se é que me entende.



Continua...





Notas Finais


Já tenho outro capítulo em mente.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...