1. Spirit Fanfics >
  2. Spirit Battle- A Revolução dos Vampiros >
  3. Leafaut Gaspare

História Spirit Battle- A Revolução dos Vampiros - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - Leafaut Gaspare


Fanfic / Fanfiction Spirit Battle- A Revolução dos Vampiros - Capítulo 14 - Leafaut Gaspare

Dois dias se passam. Kyu e Midori dedicaram seus tempos para fiscalizarem Tóquio para ver se encontravam algum vampiro. Encontraram alguns, mas eram amigáveis, sem problema. Eles estavam atrás do trio que era o mais temido pelos vampiros, que eram Tristan Baldassare, um vampiro que era possuía as asas mais belas de todas. Leafaut Gaspare, considerado como o vampiro rei de todos os seres sobrenaturais, justamente por poder controlar lobisomens, múmias, zumbis, fantasmas e até mesmo bruxas. Por último, tinha a rainha dos vampiros, Irene Alucard, filha de Drácula. Ainda é um mistério de como ela voltou à vida, mas há suspeitas de foi Leafault e Tristan quem a ressucitou. 

Nesses dois dias que se passaram, Midori estava indo para o hospital junto com Kyu e dizia:

- Butterfight vai receber alta. Seria bom se ela pudesse nos ajudar a procurar por esses vampiros, já que eles são os mais fortes. 

- Sim, mas não será fácil. - disse Kyu. - Eles vivem em locais isolados ou em muito movimento, justamente para não serem reconhecidos. 

- Mas seria fácil se os reconhecermos, já que são estrangeiros. - disse Midori. 

- Não digo que não seja fácil, mas há uma aglomeração ainda maior, por isso que seria difícil, já que há muitas pessoas, sem contar que também temos estrangeiros aqui, como o seu amigo Hu, que é chinês ou aquele tal de El Hombre que é espanhol. - disse Kyu. - Enfim, vamos buscar sua amiga. 

- Certo. Eu já volto. - disse Midori, que entrava no quarto onde estavam os seus amigos. 

Midori entrava e via que Butterfight não estava mais em seu leito. Ele vê Tabi entrando e pergunta por Butterfight. 

- Ela já saiu. - disse Tabi. - Ela queria treinar e depois lhe encontrar. 

- Entendo. - disse Midori, que se despedia de seus amigos e ia até Kyu. - Ela já saiu. Temos que encontrá-la. 

Eles então saem do hospital e Kyu fala:

- Eu tenho uma habilidade de conseguir sentir o fluxo de sangue de qualquer ser vivo. Se eu quiser, posso encontrar sua amiga. 

- Nossa, você é mesmo incrível, Kyu! - disse Midori. 

O vampiro sorri e se concentrava em encontrar Butterfight pelo seu fluxo de sangue. 

- Achei. - disse Kyu. - Me siga! 

Os dois corriam e levaram dez minutos para chegar onde estaria Butterfight. Lá estava ela, sentada em uma rocha em uma praça meditando. 

- Butterfight, que está fazendo aí? - indaga Midori. 

- Oi, meninos. - Butterfight abre os olhos e acena para os rapazes. - Estava aqui meditando para aumentar a minha força. Hu falou que a meditação ajuda você a liberar ainda mais o seu potencial. 

- Entendi. - disse Midori. - Como você se sente? - o garoto se sentava em um banco perto de Butterfight. 

- Me sinto melhor. - disse Butterfight. - Mas vocês parecem desesperados em terem me encontrado. O que vocês querem? 

- Queremos que nos ajude a encontrar vampiros. - disse Midori. 

- Vampiros. - disse Butterfight. - Eu sou uma lutadora, não uma caçadora. 

- Você não entendeu. - disse Kyu. - A minha vida, a de Midori, a sua e de todos os seus amigos estão em jogo agora. 

- Do que está falando? - indaga Butterfight. 

- Há alguns meses atrás... 


Kyu contava para Butterfight tudo o que havia contado para Midori. Logo, a garota dizia:

- Bem, se nós três fôssemos enfrentar Leafault, Tristan e Irene, seria em uma vantagem igual, onde seria três contra três. 

- Acredite, precisaria de mais gente. - disse Kyu. - Eles são muito fortes, Butterfight. Eu não daria conta sozinho de um deles. 

- Eu daria? - indaga Midori. 

- Sim, vocês dois estão muito fortes e acho que alcançaram o limite de seus poderes. - disse Kyu. 

- Gostei da resposta. - disse Butterfight. - Agora chega de enrolação e vamos chutar a bunda desses vampiros! 

Butterfight saía caminhando feliz e os dois rapazes olhavam para ela sem entender nada. 

- Ela sempre foi assim? - indaga Kyu. 

- Sempre. - dizia Midori. 

Enquanto isso, um estrangeiro ruivo de olhos vermelhos caminhava entre uma multidão. Ele parecia sentir o fluxo de sangue dos humanos e pensava:

-"Kyu Ketsuki. Onde está você? "

Leafault parava de caminhar e uma mão pousava em seu ombro. 

- Posso ajudá-lo? - a voz dizia. 

Leafault ataca a pessoa e chupava o seu sangue. As pessoas ao redor saíam correndo e com medo. Depois que Leafault acabou, essa pessoa já se transformava em um vampiro. 

- Ótimo. Consegui um aliado. - dizia Leafault. - Agora eu quero que você procure por Kyu Ketsuki. Pode procurar por mais aliados se quiser. 

Ao ouvir isso, o vampiro fica empolgado e sai pulando para procurar ou por Kyu ou por um aliado. 

Midori, Kyu e Butterfight estavam caminhando quando percebem que algumas pessoas estão correndo. 

- Mas o que será que houve? - indaga Butterfight. 

- Vampiros. - dizia Kyu. - Eu não consigo sentir o fluxo de sangue de uma pessoa, então seria um vampiro. 

Leafault também sente o mesmo e corre para onde estaria Kyu. 

- Ele está vindo. - disse Kyu. - Se for Irene de cara, estaremos ferrados. 

Quando parava de vim pessoas a correr, aparecia Leafault. 

- Leafault? - indaga Kyu. 

- Ora, ora, ora, se não é Kyu Ketsuki, o traidor dos vampiros. - dizia Leafault. 

- Traidor? - indaga Midori, confuso. 

- Eu tive que fugir do refúgio dos vampiros, pois eu não queria seguir as ordens de Irene. - disse Kyu. 

- NÃO OUSE EM USAR O NOME DE IRENE EM VÃO!!! - Dizia Leafault, que se transformava em um demônio e lançava um poderoso raio de fogo. 

Midori ficava atrás dos dois e se deixava atingir pelo ataque de Leafault. 

- O quê?! - Kyu não acredita no que viu. 

Depois que Leafault terminou de atacá-lo, ele fala:

- Você é corajoso, garoto. 

Mas Midori não sofreu nenhum dano. 

- Não há com o que se preocupar, eu sou invulnerável a fogo. - disse Midori. - Esse seu ataque não passou de um vento quente para mim. 

- Um vento quente, é? - Leafault voltava ao normal. 

- Pelo visto ele tem a capacidade de se transformar em um ser sobrenatural. - disse Midori. 

- Sim, eu tenho. - disse Leafault. - E pelo visto essa luta será surpreendente. 

Kyu ficava olhando para Leafault e dizia:

- Pessoal, deixem que eu o enfrento. 

Escutava-se barulho de alguns vampiros e eles olhavam para trás e apareciam cinquenta vampiros. 

- Kyu, cuide de Leafault então e deixe que Butterfight e eu damos um jeito nesses vampiros. 

Midori, Kyu e Butterfight iriam finalmente ter um confronto com alguns vampiros. Quem sairá vitorioso dessa luta? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...