História Spirit of deer - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Originais
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 7
Palavras 1.629
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola pessoas
Essa é minha primeira história espero que vocês gostem e prestem bem atenção em todos os detalhes.
Desculpe se tiver erros.

Capítulo 1 - Cat eyes


Fanfic / Fanfiction Spirit of deer - Capítulo 1 - Cat eyes

Senhoras e senhores vou lhes contar uma história, que aconteceu em 1989. Bom aconselho que não continue lendo, talvez vocês iram se decepcionar com alguns personagens, e se frustarem com outros, talvez não lhes daremos todas as respostas, mas se quiser continuar vá em frente leia o próximo parágrafo

21:30 pm

Em um Ford Verona preto, uma faimilia  viajava para sua nova casa em uma cidade fantasma que fica perto de busan, dentro do carro havia uma linda garota de pele branca semelhante a cor do papel e seus longos e negros cabelos sedosos, mas nenhuma dessas suas características supera seus olhos pretos tão escuros quanto o céu estrelado.Essa é Amélia Fitcher a garota entediada encostada na janela do carro.

Amélia não gostou muito em saber que se mudaria, para ela estava tudo bem continuar na sua antiga cidade, porém, ela teve que ir de qualquer forma, ja estava escuro quando eles chegaram em um pedágio que ficava na entrada da cidade, um homem saiu de dentro da cabine, e ele trajava uma roupa azul Marinho com detalhes em dourado,  tinha uma aparencia idosa.

-Boa noite Sr. e Sra. Fitcher, é so me entregarem o cartão de vocês que eu libero a passagem.- o "bom" homem diz olhando para os pais sorridente.

- ah, claro aqui esta- a mãe tira o cartão de sua bolsa e entrega para ele, mas antes que ele desse passagem, de relance ele olha para o banco de trás e susurra para a Sra. Fitcher algo inaudível.

- okay senhora passe no concelho amanhã para resolver essa questão- e mais uma vez antes de dar lhes passagem ele olha com cara de poucos amigos para Amélia.

Finalmente depois de passarem pelo pedágio, eles seguem rumo para a nova casa, deixando para trás um caminho de névoa branca. Uma luz forte e brilhante ilumina a frente do carro fazendo com que a menina não enchergace o que havia a frente, depois que seus olhos se acostumaram ela pode ver a bela vista de uma cidade cheia de brilho e cores, tão brilhante quanto Las Vegas, e mais colorido que um arco-ires no verão. Depois de ums 10 minutos eles chegam na casa, uma casa grande pintada de vinho com uma porta preta.

Adrentando a casa Amélia fica encantada com a beleza do lugar, mas se espanta ao ver um garoto alto de cabelos castanhos sentado no sofa de costas para ela.

- O garoto o que você está fazendo aqui, hein? Essa casa tem dono viu- o garoto assim que escuta a voz, se vira rapidamente e sorrindo corre para abraçar-la. -o que você está fa...- e ela é interrompida por sua mãe toda alegre correndo para abraçar o menino também.

- Taehyung!!, como você cresceu, está lindo- ela diz beijando e apertando as bochechas do garoto.

- obrigado Sra.Fitcher, a senhora também está muito linda - e com um sorriso gentil Taehyung vai se cumprimentar com o sr. Fischer.

- Olá Taehyung, como vai?

E com uma reverência Tae diz:

- estou ótimo obrigada por perguntar, e o senhor como está?

- estou o mesmo de sempre - o senhor diz dando tapinhas no ombro de Tae e se dirigindo a cozinha.

E depois de todo esse cumprimento Taehyung olha para Amélia com um sorrisinho de lado (que convenhamos mata todo mundo) e dirige a palavra a ela.

- Então você é Amélia Fitcher, a menina que vai passar a morar comigo agora, hm não estou surpreso magrela, desengonçada e baixinha porém, ótimo tamanho de peitos. - ele diz a olhando de cima a baixo.

Indignada e com o rosto começando a ficar vermelho ela olha cruzando os braços e fazendo uma cara de brava- que chegou a ficar fofa- e diz:

- Tenha respeito senhor Taehyung, que eu não sou nenhuma putinha sua não para você falar assim comigo, porque aposto que você deve ser assim o garoto que gosta de sair e pegar todo mundo da festa.- ela fala toda inrritada, jogando as palavras na cara dela.

- Ui, a pequenininha ficou com raiva pós bem, terá que me aturar aqui nessa casa de agora em diante- ele sorri vitorioso e se deita no sofa.

- Tô vendo que perto de você eu não vou ficar- e ela caminha a procura de seu quarto subindo as escadas.

Após encontrar seu quarto Amelia olha em volta e gosta do ambiente que parecia ter cido decorado sosinho do jeito que ela queria. Ela correu para a cama que estava em sua frente se jogando e abraçando os travesseiros fofinhos que tinham, e olhando para o teto percebece vários objetos estranhos, com um olhar torto ela se senta e arregala os olhos ao perceber o que era aquilo" NÃO, não pode ser..." ela pensa e levanta indo apagar as luzes que estavam ligadas, então abrindo um sorriso enorme por ver que os pequenos objetos eram estrelas fluorescentes que n so estavam espalhadas pelo teto como pelo quarto todo, totalmente hipnotizada pelas coisinhas brilhantes Amália é tirada de seu transe quando escuta sua mãe lhe chamando para jantar.

Chegando na cozinha ela encontra so seus pais sentados, ela se junta a eles já com o prato com a comida deliciosa que sua mãe fez, ela nota que aquele garoto idiota não está na mesa então ela resolve perguntar.

- Onde Taehyung esta?.

- Ele disse que iria sair com os amigos. Filha se você puder desenpacotar suas coisas amanhã de manhã sua mãezinha agradece- Sra. Fitcher diz em um tom brincalhão.

- Tabom mãe eu faço isso pra senhora, mas por que ele tem que morar com a gente mesmo?- Amélia diz revirando os olhos dando uma garfada na comida

- ah....os pais dele morreram em um acidente de carro então ele veio morar conosco- a senhora suspira olhando para seu prato.

- Me desculpe eu não deveria ter perguntado mãe- Amélia se arrepende do que havia falado.

Depois daquela conversa o resto do jantar foi um completo silêncio não se falou mais sobre aquele assunto. Quando todos terminaram de comer a garota teve a ideia de sair para dar uma volta e conhecer a cidade, mal sabia ela de que algo a esperava.

- acho que vou sair para conhecer algums lugares.- a menina se levanta e olha para seus pais.

- mas não vai mesmo, está tarde e não é muito seguro sair a noite. E se alguém resolve te sequestrar?o que eu faço n posso ficar sem minha filha - sua mãe diz preucupada, fazendo bico.

- ah deixe a menina sair, ela ja é bem grandinha sabe se cuidar.- diz o pai dando uma risada da mulher.

- mas ela.....- ela é interrompida pelo pai.

- filha va logo antes que sua mãe começa a fazer um drama aqui- o homem diz começando a rir.

Sorridente a menina corre para pegar um casaco e logo sai pela porta fechando a mesma, ansiosa para explorar cada canto daquela cidade. Caminhando lentamente para não perder nenhum detalhe de cada canto que olhava, lindas lamparinas ilumivam todo o local, um vento fraco passa levantando as madeixas negras da menina.

Chegando a um lugar mais movimentado Amélia fica encantada e se questiona sobre as fantasias das possoas emvolta" será que é algum tipo de festival" ela pensa, mas não dando muita importância ela ve um parquinho onde do lado havia algums mágicos fazendo levitação, claro que ela achou aquilo uma loucura.

Indo até o parquinho ela senta em um dos balanços e um sentimento de tristeza e saudade invadiu sua mente, ela sentia saudade da sua antiga vida e principalmente de sua amiga Jessica que a essa hora estaria xingando e falando para ela ir estudar para não se sair mal nas provas, uma lágrima solitária cai ao se recordar da amiga e um pequeno sorriso se for em seu rosto uma sensação estranho toma conta da cabeça da garota "Jessica por favor deixa eu ficar com seus ursinhos vc não os usa mais" era a voz da irmã de Jessica em sua mente "yaa, eu n vou dar meus ursos para vc yurin" e agora era a voz de Jessica ela não sabias explicar o que era aqui.

22:10 pm

Enquanto isso Taehyung e seus amigos não muito longe dali conversavam saião de uma lamchonete.

- por favor Taehyung-ah deixe nos conhecermos tua nova amiga.- yoonjo sua amiga diz implorando com uma carinha fofa.

- Aish, vocês conhecem ela depois- o menino diz revirando os olhos e tomando um pequeno gole de refrigerante.

- hm, ela deve ser muito gata mesmo- o baixonho ao seu lado diz.

- pelo amor ne jimin a menina acabou de chegar e vc ja quer pega-la - yoon diz com serto incômodo.

- mas é claro eu sou Park jimin ou vc ja esqueceu - ele sorri de lado enquant passa as mãos entre os fios castanhos, o baixinho sabia o que aquilo causava na loira.

- eu queria poder levitar como aqueles caras, mas eu so converso com animais- ela diz desviando o olhar.

- não reclame sua idiota pelo menos você pode saber oq esses bixinhos fofos pensão- jeon jungkook que até então não havia se pronunciado sorriu falando enquanto mexia no seu celular.

- olha ele fala gente achei que o senhor era mudo- a loira com sua pura ironia fala ao garoto agoa emburrado.

- cala boca sua- jeon se interrompe com seus olhos arregalados ao ver algo inacreditável.

- jeon vc está bem, pra onde vc est..- yoonjo se interrompe tbm.

Taehyung curioso olha para a direção em que seus amigos olhavam, o que chamava a atenção, nao so dos amigos mas de todos que estavão em volta, era a garota no centro da praça que assustava todos com suas ires vermelhas alaranjadas que se assemelhava a olhos de gato, mas o mais estranho n era isso a menina estava flutuando, e em segundos ela caiu no chão desacordado.

- Amélia!!! 


Notas Finais


Espero que vc tenham gostado lembrem-se que qualquer coisa pode ser emportante.
Essa n é uma história "normal" estão prestem atenção em tudo.

~Até o próximo Cap bjs😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...