História Spitze der Welt - Capítulo 4


Escrita por:

Visualizações 49
Palavras 1.648
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Esporte, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite galerinha
Ia postar só amanhã mais como to só de bobeira resolvi postar agr mesmo.
Queria fazer um combinado com vcs, se a fanfic chegar a 30 favoritos e esse capítulo tiver 5 comentários até no próximo sábado, eu posto um capítulo Extra na quarta feira dia 22/08 okay?
E fim era isso por agr.
Boa leitura

Capítulo 4 - GP da China


"Nasce boneca, rostinho de porcelana, corpinho de pano. Da boneca, o pano vai se desgastando, rasgando, a porcelana racha, quebra a cara. Tenta se esconder achando que fuga é proteção, e de repente: Cadê a boneca que tava aqui? Fica sem graça ao perceber que não perde a graça trocando porcelana e pano por carne e osso, e aí já é tarde demais. Virou gente, e então fica tudo mais complexo, as coisas saem de controle. Aí diz uma coisa, repete, diz uma coisa, e nós aqui, vendo outra coisa. Contradição. Confusão. Como cantou Cazuza: Tuas ideias não correspondem aos fatos! E essa confusão grita aos olhos do público. Quem é você? Você sabe? O que você deseja? O que você faria se pudesse escolher, você sabe?"


China - Xangai



Segundo Gp da temporada, e tudo se encaminhava de um maneira boa pra min, séria a segunda no grid de largada, atrás apenas do meu companheiro de equipe Lewis Hamilton, e seguida por Manuela Ginter, eu estava confiante, não por achar que o Lewis tinha ótimas chances de vitória, mais por causa de ter boas probabilidades de chuva, e os carros da Mercedes tinham vantagens na chuva para os da Ferrari, o que deveria complicar o trabalho de Manu e Vettel numa tentativa de nós passar. Eu estava pronta, porém falta alguns minutos ainda pra largada, então, como de costume, saí do meu camarim, assim dizendo e fui pra sala grande junto com toda a equipe, levava comigo meu copo de suco de laranja, bebida sagrada antes de qualquer corrida, não que eu fosse supertisiosa, era só um hábito.


-Maik não grite tanto nos meus ouvidos hoje, na última corrida achei que ia ficar surda. -Falei dando uns tapinhas no ombro do loiro que riu concordando.


-E você seja mais calma, tava quase mandando você ir pro interno. -Falou enquanto eu sentava ao lado dele. 


-Desculpa Maik, mais eu confesso que não consigo me controlar muito bem. -Falei suspirando. -Sabe que aquela declaração do Valteri Bottas me deixou morrendo de raiva, se não fosse você pra me dizer o que fazer eu ia bater com o carro nele só pra provocar.


-Dai Nós dois íamos ter sérios problemas com o chefão alí. -Falou apontando pro presidente da equipe que acabava de entrar na sala ao lado de Hamilton.


-Ele tem uma leve preferência pelo Hamilton. -Falei rindo, pois todos ali sabíamos que está era a mais pura verdade.


-Mais ele não pode negar que você tem chances que trazer o título esse ano pra cá de novo. 


-Prefiro pensar em uma corrida de cada vez, falta muito até que o campeonato acabe. -Falei sincera, levantei terminando de beber meu suco e deixei o copo no balcão que tinha na sala, faltava agr uns 10 minutos pra o início então Hamilton veio caminhando até min e enganchou seu braço no meu, demos tchau pra equipe, pegamos nossos capacetes e saímos dos Boxes indo pelas barreiras improvisadas até os carros que já estavam estacionados na pista.


-Previsao de chuva após a décima volta. -Hamilton falou e eu sorri.


-Entao a escolha dos pneus intermediários já pro começo foi boa. -Falei e ele concordou.


-Só espero que demore um pouco pra chover pesado, se pararmos pra trocar pneu já no início iremos ter que fazer mais um troca no final da corrida. 


-Enfim, que as chuvas estejam ao nosso favor. -Falei fazendo ele rir, já tínhamos chegado próximo ao carro dele.


-Boa sorte garota. -Falou largando meu braço e caminhou até o carro, entrou no mesmo e já tava colocando o capacete quando eu corri até perto dele é disso um "Boa sorte garoto" fazendo uma leve referência em sua direção, ele me mandou um beijo e piscou antes de fechar a viseira do capacete, fui pro meu carro rindo, Hamilton tava se mostrando um ótimo amigo desde que eu chegará na Alemanha, entrei no carro, coloquei o capacete e sorri fechando os cintos de segurança, eu amava correr, nada era comparado a sensação de acelerar o carro é ouvir o motor roncando.


A primeira volta foi tranquila com o saft car a nossa frente, daí nós preparamos  pra largada, quando os sinais ficaram verdes, eu acelerei rápido mantendo minha possível inicial, não era fácil ultrapassar Hamilton logo na largada, ele é um piloto muito focado, as 10 primeiras voltas foram tranquilas, até que uma leve garoa começou, e com ela vários carros começaram a fazer o pits stop, foi aí que aconteceu um acidente envolvendo um dos carros da Ferrari e outro da Renault,  quando vi os dois carros batidos fora da pista, sendo o da Ferrari em pior Estado, pedi pra que não fosse a Manu, pois não conseguirá ver o número no carro.


-Qual das Ferraris que bateu? -Perguntei sabendo que Maik estava me ouvindo.


-Foi o carro 14 - Ele falou me passando tranqüilidade. -Parece que pode ter sido algo grave por que o piloto ainda não saiu do carro, o pessoal da segurança está entrando pena pista pra ter certeza. - Apertei o volante com força, era a Manu, respirei fundo mantendo os olhos atentos a pista, logo Vi duas bandeiras amarelas, a corrida tinha sido paralizada, assim como os demais pilotos eu fui diminuindo a velocidade do carro e indo em direção ao box, parando o carro ao lado do de Hamilton que já tinha saído do carro e agora vinha me ajudar a sair também.


Caminhamos até os Boxes e nos sentamos com nossos colegas enquanto recebíamos informações dos dirigentes da corrida, o piloto da Renault Nico Hulkenberg, tinha saído do seu carro e estava sendo atendido ali mesmo, não tinha nada de grave com ele, já a Manu foi tirada do carro e levada de ambulância pra um hospital próximo, desconfiava-se que ela havia fraturado um costela.


Após muitos minutos pra retirarem os carros da pista, nós retornamos pro carro com uma forte chuva, não podíamos trocar os pneus enquanto a corrida não tivesse sido reiniciada, logo que isso aconteceu, Muitos pilotos voltaram pros Boxes, trocando os pneus atuais pelos de chuva, depois de 5 voltas nossa equipe chamou Hamilton, eu ainda estava conseguindo manter meus números com os pneus intermediários, mais não sabia por quanto tempo, então 3 voltas após o Pit stop de Hamilton, eu avisei Maik que teria que fazer a troca, entrei na pista que me levaria ao box com a velocidade máxima de 60 Km por hora, assim que parei o carro, os mecânicos com a maior velocidade do mundo trocaram todos os quatro pneus pelos azuis, acelerei o carro saindo na pista alguns metros atrás de Hamilton, havia mantido minha posição na vice liderança da corrida, correr na chuva era bem mais difícil, porém era uma sensação maravilhosa, cada jato de água que era lançado pra fora da pista após o carro passar em alta velocidade fazia um barulho único, era música pra os meus ouvidos.



***



Eu, Vettel e Hamilton, esperando os dirigentes da corrida arrumarem o pódio, Hamilton foi o vencedor, eu vice e Vettel o terceiro, todos estávamos chateados com o acidente que ocorrerá e como desconfiado, foi confirmada a costela quebrada da Manu, erramos todos ardversários nas pistas, porém longe delas, tínhamos uma boa relação, na maioria das vezes, Vettel e Hamilton conversavam animados, a imprensa dava a entender que eles tinham alguma richa ou que um não suportava o outro, porém era tudo mentira, eles eram super amigos, tão amigos que eu estava me sentindo uma intrusa naquele cubículo ao lado dos dois.


Recebemos os troféus a baixo de chuva, meus cabelos assim como o minhas roupas ficaram encharcados, comemoramos bastante porém eu fui a primeira a sair de lá e ir me trocar, iria pro hotel dormir um pouco, no meio da madrugada pegaria um avião pra Alemanha, queria chegar a tempo de descansar pra acompanhar o jogo do Bayern pela Champions  que seria na terça.


Fui de helicóptero até a cidade vizinha onde estávamos hospedados, depois peguei um táxi até o hotel, lá, parei pra atender alguns fãs e depois segui até o quarto, fui direto tomar um banho quente, depois, enquanto me vestia, liguei pra recepção pra me trazerem o jantar no quarto, vesti uma lingerie preta, e só um roupão de veludo da mesma cor, pretendia jantar e dormir logo em seguida, o meu jantar chegou não muito tempo depois de feito o pedido, batata frita, salada de alface e bife, minha comida favorita.


Antes de me deitar pra dormir, deixei a roupa que eu usaria no dia seguinte sobre o bide e organizei o resto nas malas, coloquei meu celular pra carregar e deitei, dormindo rápido, eu estava exausta.


***


Ligação on


-Amyne, aqui é...


-Eu sei que é você Paulo. -Falei revirando os olhos enquanto deixava meu copo de suco na mesinha de centro e abaixava o volume da tv, Paulo é o meu empresário.


-Ta bom, ta bom, eu sei que hoje não tinha nada na sua agenda, porém o presidente do Bayern, acabou de me ligar pra convidar você pra assistir o jogo de hoje a noite das tribunas com ele e alguns jogadores que estão sendo poupados. -Ele falou e eu soltei um gritinho.


-Ta bom mesmo Né Paulo, confirma com ele que eu vou sim, na verdade eu iria no jogo de qualquer forma. -Falei desligando de vez a tv.


-É por isso mesmo, ele percebeu que você tem comparecido bastante aos jogos, e claro se você concordar, quer que você faça algumas campanhas publicitárias pelo Bayern. -Ele falou sério, porém eu imagino que deva estar bem contente com isso.


-Okay Paulo, vamos conversar e ver se isso vale a pena, então eu vou desligar agora que já tá na hora de começar a me arrumar pro jogo. -Falei e ele concordou gargalhando de min, será que o ou o Ginter tá sendo poupados hoje? O Manu e o Thomas eu sei que não, de qualquer forma não quero chegar lá sem que nenhuma pessoa que eu conheço esteja por perto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...