1. Spirit Fanfics >
  2. SPN: Apocalypsis XV >
  3. Não leve a culpa de outra pessoa

História SPN: Apocalypsis XV - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Não leve a culpa de outra pessoa


(Final de novembro, 2016)

Dia seguinte.
Nick estava tomando café da manhã, na cozinha.

Dean entra.

Dean: Posso falar com você?

Nick: Depende do assunto!

Dean: É sobre a Chave!

Nick: Dean, eu já disse que...

Dean: Você disse, eu escutei e ignorei! ...

Nick: Você fez a sua escolha, eu respeito! Devia fazer o mesmo comigo!

Dean: Eu só tô tentando evitar que você faça besteira!

Nick: Dean, você não respeita as minhas decisões, e nem sequer me respeita!

Dean: Se parasse de esconder segredos de mim, talvez eu respeitasse mais!

Sam entra na cozinha e logo repara no clima tenso.

Sam: O que tá acontecendo aqui?

Dean: Nada!

Dean vira as costas e sai.

Sam: Nada?

Nick: Nada!

Nick se levanta e sai.

Uma hora depois...
Dean e Castiel estavam andando na em direção ao portão do Céu.

Cas: Pra que precisa de mim aqui?

Dean: Seria dois anjos contra um humano!

Cas: Vai matá-los!

Dean: Não! Mas eu não confio neles, e nem eles em mim!

Eles param diante do portão.

Anjo1: O que querem?

Dean: Queremos falar com a Jesse!

Anjo2: Tem hora marcada?

Ironiza.

Dean: Chama ela logo!

Anjo1: Não é assim! Você não é mais nosso líder faz muito tempo, não recebemos ordens suas! E Jesse é uma pessoa muito ocupada!

Dean: E você acha que eu viria aqui de graça?

O portão começa a brilhar, Jesse surge através dele.

Jesse: Nos dêem licença!

Os anjos saem.

Dean: Eu quero a Chave do Inferno!

Jesse: Eu sinto muito! Mas tenho ordens específicas de não entregá-la a ninguém!

Dean: Ordens de quem?

Jesse: Eu não posso revelar o nome dela!

Dean: Dela? Foi a Nick, não foi? ...

Minutos mais tarde.
Biblioteca do bunker.

Dean: É sério? Mandar a Jesse não entregar a Chave a ninguém? Desde quando ela recebe ordens suas?

Nick: Ela não recebe ordens minhas! Mas sou eu quem decide o que acontece com a Chave!

Dean: Por que é tão difícil entender que a prioridade aqui é ajudar as pessoas? Crowley faz o que quer, e não está nem aí, só porque você não quer assumir o trono do Inferno e tirar ele de lá, evitando que mais pessoas morram!

Nick: Eu tô tentando evitar que as próximas mortes não sejam pelas minhas mãos! Será que você não consegue entender?

Dean: Mas o jeito que faz isso, só piora as coisas!

Nick: A escolha é minha! A culpa é, e será, só minha! Então para de tentar se culpar pelos meus erros!

Nick sai.
Ela e Dean ficam o dia todo sem se ver ou se falar.

À noite, Jesse vai ao quarto de Nick.
Ela estava sentada sobre a cama encarando fixamente a parede.

Jesse: Tô sentindo que devia ter sido mais discreta na hora de dizer que não podia falar quem havia me dado as ordens!

Nick: Tá tudo bem! Ele daria um chilique de qualquer jeito!

Jesse: Bem, eu tentei ajudar, e acabei complicando as coisas entre você e o Dean!

Nick: Fala como se tivesse alguma coisa entre a gente!

Jesse: E não tem?

Nick: Bom, tem sim!

Jesse: Hmmm, me conta!

Nick: Uma parede! Uma parede bem alta, com duas faixas amarelas cruzadas em diagonal, escrito risco de morte e mentiras! Nós dois não vamos ficar juntos, e isso é o melhor pra ele!

Jesse: Por que acha isso?

Nick: Quando você se apaixona por alguém, você se aproxima demais! Essa proximidade atrai inimigos, ou então você mesmo se torna o perigo! Todos que eu gostei de verdade, o que não foram muitos, morreram!

Jesse: Mas talvez, agora seja diferente! Vai mesmo fugir disso?

Nick: Vou protegê-lo de mim!

Jesse assente...
Vai embora, deixando a Chave do Inferno sobre o criado mudo ao lado cama.

Manhã do dia seguinte.
Dean estava na biblioteca.
Nick chega.

Nick: Eu posso falar com você? ...

Dean: O que foi?

Nick: Vou voltar pra Stevens Point!

Dean: Vai desistir?

Nick: Eu pensei muito no que você me disse ontem! Então... Se não vou ajudar, não adianta estar aqui!

Dean: Eu só queria que tomasse uma atitude quanto ao Crowley! Nunca disse que deveria ir embora!

Nick: Eu sei! Mas ... Não me sinto à vontade aqui!

Nick pega a Chave do Inferno e põem sobre a mesa.

Nick: Não pode usá-la, e ... A minha descendência não é suficiente! Mas pode guardá-la em um lugar seguro! Quando chegar a hora saberemos o que fazer!

Ela deixa a chave e sai.

Sam chega.

Sam: O que houve?

Dean: Ela foi embora!

Sam: Como assim?

Dean: Não vai voltar!

Sam vê a chave sobre a mesa.

Sam: Ela deixou isso?

Dean: Disse para cuidarmos dela!

Sam: Ela disse como usamos?

Dean: Tudo o que disse, foi que nenhum de nós podemos usar!

...

Uma semana depois.

Stevens Point.
À noite...

Nick estava preparando um feitiço no porão de casa.
Recitava algumas palavras enquanto segurava um recupiente próximo de sua boca.

Nick: Vim metuam mali eripite!

Sua essência sai pela boca, entrando no recipiente em sua mão.
Ela se levanta e tranca o frasco em um cofre forrado com chumbo e sigilos à prova de anjos e demônios.

Um demônio a vigiava pela pequena janela, sai correndo alertar Crowley.

...

Crowley: ... Tem certeza?

Demônio1: Sim, meu Rei!

Crowley: Então ... A vadia é humana agora!?

Crowley estala um sorriso.

Crowley: Interessante!


Notas Finais


Comentem o que acharam.

Bjs, até a próxima.
🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...