História Spoby - Dias nublados de uma paixão - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Spencer Hastings, Toby Cavanaugh
Tags Alison, Aria, Diversão, Emily, Emison, Ezria, Festa, Haleb, Hanna, Romance, Spencer, Spoby, Toby
Visualizações 85
Palavras 1.148
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá amores e amoras!
Penúltimo capítulo aqui! Boa sorte
Boa leitura também <3

Capítulo 13 - Verdades nem sempre são positivas


Fanfic / Fanfiction Spoby - Dias nublados de uma paixão - Capítulo 13 - Verdades nem sempre são positivas

Alex abriu os olhos, analisando o lugar conhecido, correu os dedos sobre o lugar atingido e fez uma careta de dor, se sentando em seguida, estava sobre um sofá.

- Finalmente – Spencer disse a sua frente, de braços cruzados

- Não vai me prender ou algo do tipo? – Alex questionou

- Hoje a discussão vai ser de forma justa – Spencer estreitou os olhos – Ou você fala tudo o que fez ou morre

Alex soltou uma gargalhada.

- Vai me matar com o que? Aquele patético pedaço de madeira?

- Não – Spencer deu um passo à frente – Com isso

Ela levantou um revolver e direcionou sobre o rosto de Alex, segurando com as duas mãos, a gêmea arregalou os olhos.

- Você estava mais uma vez perto do galpão do Toby – Spencer voltou a falar, esse era o lugar que estavam – Qual era sua idéia? Obrigar ele a transar com você?

- Não – Alex tentou soar calma – Eu estive pensando em sequestrar ele para mim mesmo

Ela riu depois da frase dita, Spencer sentiu o ódio voltar a se instalar sobre seu corpo, ela respirou fundo e deu a volta sobre a irmã, encostou o ferro gélido da arma sobre sua cabeça.

- Chega de brincadeiras idiotas! – Disse de modo serio, fazendo Alex estremecer e continuou a falar, com os dentes trincados de odio puro, que rasgava seu corpo – Comece a falar como fez tudo aquilo comigo!

- Eu tive uma ajuda – Alex disse, direcionando seu olhar maléfico para Spencer, ela parecia tão fria – Jenna. Esse nome te lembra algo?

- A meia irmã do Toby? – Spencer arqueou uma das sobrancelhas – Ela o acusou de abuso, o que queria com ela?

- Toby – Respondeu como se fosse obvio – Assim que descobri da sua existência, pela nossa mãe...

- Ela não é minha mãe – Spencer a interrompeu

- Eu ainda sou a gêmea revoltada, ok? – Alex disse revirando os olhos – Eu vi como você teve a vida perfeita, casa grande, pais ricos, amigas unidas e patéticas, um namorado dos sonhos

Ela sorriu com a ultima frase.

- Eu sabia que iria te tomar tudo, mas eu precisaria de ajuda

- Você é louca! – Spencer gritou – Como pode tentar me destruir? Somos irmãs!

- Eu vivi em orfanatos! – Alex retrucou, com ódio – Eu fui vendida e você foi entregue, sempre me questionei o porque de você ter sido a escolhida, você merecia pagar!

- Não! – Spencer balançou a cabeça, o clima ali dentro estava pesado, o ambiente estava frio e tinha uma atmosfera sombria – Eu nunca te fiz nada, nem sabia que você existia

- Culpa da vida perfeita – Ela deduziu, cerrando os olhos – Bem, Jenna era louca pelo meio irmão, a oportunidade perfeita

 “- Eu confiei em você! – Jenna esbravejou indignada com a traição, não podia acreditar que Alex tinha dormido com Toby

Alex se limitou a rir, uma alta e vingativa gargalhada.

- Nunca acredite em vadias, é uma lição que você deveria ter aprendido – Ela fez um biquinho de choro e depois riu mais um pouco com a cara que a rival fez – Oh querida, não chore! Eu apenas comecei o jogo”

- Eu a matei depois disso – Alex falou suavemente, depois de contar um trecho de seu plano, olhando para o lado, como se sua ação fosse à coisa mais natural do mundo

Os olhos de Spencer se arregalaram, em pavor.

- Como...

- O objetivo dela era ter o Toby – Alex esclareceu, Spencer a olhava aterrorizada – Mas eu o tomei dela

- Você não pode ter alguém! – Ela gritou – Isso é psicopatia

Alex se levantou, mais Spencer se manteve firme, com a arma em mãos.

- Não! – Alex bateu as mãos contra a parede, cercando Spencer e a olhou com ódio – Ele é meu!

- Ele não te ama – Spencer cuspiu as palavras sobre ela, que respirou fundo, soltando uma risada doentia

- Bem, eu vi nos olhos dele – Ela analisou Spencer e tocou em seu rosto, a mesma tentou se desvencilhar, em vão – Enquanto nos amávamos... Sobre aqueles lençóis

- Você é doente! – Spencer continuou a gritar e a empurrou, para que ela se afastasse – Ele me ama, com você ele apenas transou, pensando ser eu

Alex trincou a expressão e fechou as mãos em força de soco, tentando controlar a raiva.

- Não pode pedir para ele apagar aquilo da memória, assim como não pode fazer suas amigas acreditarem em você!

- Você contou sobre Aria e o Sr. Fitz – Spencer balançou a cabeça – Eu sabia que algo estava estranho, aquelas mensagens...

- Eu precisava te torturar de algum modo, eu também as mandei para Toby – Spencer arregalou os olhos – Ele não te contou, não é? Parece que não tinham uma relação tão verdadeira quanto parecia

  - Chega! – Spencer gritou, dando um forte tapa contra o rosto de Alex, que foi rápida e foi contra a mesma, que deixou a arma cair ao chão

Alex a empurrou contra a parede, fazendo sua cabeça bater, Spencer gritou de dor e a jogou contra o chão, pulando em cima da mesma, ambas tentavam se atingir e se ferir, mais em um instante de deslize, Alex conseguiu ir por cima e recuperar a arma, se levantando e apontando o revolver contra Spencer, que a olhou em pânico.

- O jogo acabou! – Alex disse ofegante

- A hora é agora... – Spencer disse com lagrimas nos olhos e peito pausando em cada compasso acelerado, em busca de ar – Me mate, se me odeia tanto assim

Alex parou um instante, parou para olhar a irmã, quando começou tudo aquilo, ela tinha motivos, mais por alguma razão, seus dedos não conseguiam ativar o gatilho, o mal precisava do bem para existir.

Spencer fechou os olhos, esperando o tiro, mais ouviu os passos de alguém, a pancada em sua cabeça a confundiu, seus sentidos estavam confusos, apenas teve tempo de ver Alex desaparecer, com a arma em mãos, ela pousou as mãos na cabeça e chorou de alivio.

- Spencer! – Toby gritou em desespero – Spencer!

- Toby... – Sua voz saiu falhada, ele abriu a porta com tudo e correu até ela, a ajudando a se levantar

- Está bem? O que aconteceu aqui? – Ele perguntou, a olhando com pavor

- Eu te amo! – Ela disse com as forças que lhe restavam e o abraçou forte, em seguida o beijou, posicionando suas mãos em seu rosto

Toby ficou confuso, mais logo retribuiu o beijo, apertando sua cintura, para ter certeza de que aquilo era real.

- Eu te amo tanto... – Ele disse quando seus lábios se separaram, lagrimas rolavam por seu rosto, que Spencer fez questão de secá-las – Por favor, nunca mais me afaste de você, eu...

- Nunca mais... – Ela encostou suas testas – Não importa o que você fez, ou o que aconteceu, apenas te quero para mim, pra sempre!

Ele sorriu apaixonadamente e a tomou mais uma vez em seus braços.


Notas Finais


Beijos cor de Rosa da Pantera e até o ultimo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...