História Spotters: Um Mundo Mágico - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Kentin, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais
Tags Amor Doce, Magia, Magica, Mistico, Personagens Originais
Visualizações 348
Palavras 2.465
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drabble, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Provavelmente a maior parte de vocês que me conhecem da outra fanfic, tão com a maior cara de interrogação.
Sim, mais uma fanfic. Porque eu posso.

EM MINHA DEFESA EU TENHO PENSADO NESSA FANFIC DESDE 2017.

Espero que amem essa rainha da porra toda que é Med Styles ❤.

Capítulo 1 - Med fucking Styles


Fanfic / Fanfiction Spotters: Um Mundo Mágico - Capítulo 1 - Med fucking Styles

Med Styles

Eu arrumava minhas malas na mesma animação de uma preguiça. Não posso negar, por um lado eu estou animada de finalmente ter uma escola para pessoas como eu, para falar a verdade nem sabia que existia pessoas como eu, e tenho tantas perguntas e dúvidas.

Enfim, a um ano minha irmã e eu fomos convidadas para ir Spotters. - Uma escola de magia, tipo Hogwarts, só que uma versão 2.0 para desajustados e anormais. - Megan aceitou, até porque a mina quase teve um ataque ao saber, eu teria aceitado se não fosse pelo fato de eu estar numa escola em Londres e eu ralei meu cu para estar naquela merda, se fuder tu acha que EU vou sair de daqui para ir lá? Sim, pois é exatamente isso que eu estou fazendo esse ano. Eu fui expulsa da escola, então não tenho muita opção, fui expulsa por basicamente socar a cara de uma vadia que fica me enchendo o saco desde que eu entrei nessa merda de escola, e eu fiquei de saco cheio, e era noite de lua cheia e eu simplesmente surto com qualquer coisa nesses dias, eu surtei com ela.

Mala feita e pronta para vazar dessa merda, acho que eu não aguentaria mais um ano dessa porra cheia de gente chata do caralho. Enfim, saia na mais alta classe vestindo minhas roupas góticas de óculos escuros enquanto algumas pessoas me vaiavam, ou tacam coisas em mim. Levantei meu caro amigo dedo do meio e sai daquela merda.

Isso que dá agredir a “queridinha” da escola.

Aquela piranha não me engana, sinto cheiro de gente falsa a quilômetros.

Resolvi ir andando mesmo para a ferroviária.

Megan estaria me esperando na ferrovia. Megan é minha irmã gêmea, mais velha, ou trigêmea eu fico confusa com essas coisas. A ultima vez que a gente se viu pessoalmente foi no Natal e eu senti muita falta dela, desde que ela foi para Spotters a gente mal se fala, só por vídeo-chamada e é um saco, os horários são muito diferentes e isso é muito fodido, porque só da para falar com ela uns 30 minutos as 7 da manhã quando eu tô indo para a aula, e para ela é as 6 da tarde. Mas no geral eu amo muito ela, sério.

Quando eu cheguei fiquei procurando a plataforma na qual ela disse que estaria, muito clichê não? Parece aqueles encontros de amantes em um filme romântico. Fiquei olhando que nem uma louca procurando uma cabeleira castanha com os cabelos bagunçados, ou uma garota de longos cabelos castanhos, ou de roupas muito feias... Mas me surpreendi com o que eu vi, e o que eu vi é lindo.

- AAAAAAAA! - Eu gritei assim que eu vi ela, já fui pulando encima de Megan a derrubando no chão e dando o abraço mais apertado que eu podia. - Senti muito sua falta. - As lágrimas forçadas já estavam rolando, temos que dramatizar a cena. O pessoal que estava passando xingou a gente, só dei o meu melhor olhar assassino para alguns.

- Também senti sua falta - A mesma me abraçava muito apertado... Analisei suas roupas, essa calça é muito linda mano, finalmente ela tomou alguma vergonha na cara e usou umas roupas que valorizam o mulherão da porra que ela é. Diferente de mim ela estava realmente chorando, chorando e me abraçando muito forte.

Uma coisa sobre os poderes da Megan ou de qualquer pessoa, os poderes influenciam muito na sua personalidade. Magan tem o poder sobre sonhos, o oposto do meu, ela pode abrir portais assim como eu e diferente de mim trazer criaturas lindas de outros universos alternativos e além disso, ela trás uma paz, um amor, uma ingenuidade tão bela e fofa. Ela é incrível.

Já eu trago pesadelos, transporto pesadelos dos mais terríveis para o mundo real, mas são pesadelos e não podem durar muito tempo. Mas caso eu queira trazer tipo o Jason, eu vou trazer e ponto final. E o mais gostoso que eu os tragos a reaidade e eles me obedecem e são submissos a mim.

- Vamos sair do chão? - Neguei e fiquei mais um pouquinho abraçado à ela, Meg sorriu e eu dei um beijo em sua testa, logo me levantei porque o chão tá todo sujo né.

- Enfim o que a gente faz para... - Meg me censurou com o olhar, ata, eu esqueci que não pode falar sobre Spotters no mundão.

- Vem. - Ela pegou uma das minhas malas e com a outra mão segurou a minha, a mesma estava me levando para o banheiro... QUÊÊÊ???

Assim que nós entramos Megan começou a ver se não tinha ninguém no banheiro e logo trancou a porta. Fiquei encarando ela como se fosse idiota, sério... O que tá acontecendo? Ela começou a abrir todas as torneiras e apagou as luzes. É um ritual satânico, sempre soube que meus poderes não eram de Deus, era tão claro, mas a MEGAN, Megan eu jurava que era.

- Mano, o que tu tá fazendo? - Esperei ela me responder mas me só ganhei o silêncio. Silêncio vamos nós casar porquê aí eu não fico mais sozinha.

Megan começou a falar umas coisas bem baixinhas enquanto escrevia algo no espelho... Estava escrito "Das trevas surgira uma luz, e essa luz é a salvação", não vou julgar o quanto isso é clichê, não vou. Continuei esperando algo acontecer, mas a Megan continuava maior concentrada. Até as letras do espelho começaram a brilhar e mudar de posição muito rápido e girar, girar em círculo, coloquei a mão no rosto porque estava brilhando demais.

- Pega as suas malas - Pude ouvir minha irmã gritando, fiquei apalpando até onde eu achava que estava elas e quando eu tive certeza tudo ficou mais claro do que já estava.

Ouve um silêncio terrível enquanto eu sentia a imensa vontade de vomitar, a luz forte me cegava e tudo parecia um filme antigo bizarro quando eu tentava abrir meus olhos, estava claro mas dava para ver algumas coisas.

Eu senti que eu estava em um lugar diferente, mas eu não consiga abrir os olhos, parecia que eu estava cega. Pude ouvir pessoas falando e a impressão de estar numa ferroviária de novo, só que não na de Londres dessa vez. Senti o doce toque de Megan me sacudindo de leve.

- Você tá bem? - Ela pôs a mão sobre a minha testa checando minha temperatura, ela é muito fofa para ser minha irmã.

- Sim... - Estava abrindo meus olhos ao pouco, ela estava com uma expressão preocupada.

- Dá primeira vez é assim mesmo, pelo menos você não desmaiou. - Ela começou a olhar para aos lados procurando alguém e logo estava acenando - Vou te deixar com a Rosalya, é uma amiga minha, tente ser legal ok? - Revirei os olhos.

- Não tenho culpa se as pessoas não sabem lidar com a minha fabulosidade. - Agora foi a vez dela de revirar os olhos - Tá, vou ser legal.

Logo uma garota de cabelos platinados, isso mesmo platinados, e dava para perceber que não era pintado. Manooooo. Que cabelo lindo velho, batia no joelho dela aquela maravilha. E maravilha era ela também, gente que pessoa bonita. Seus olhos castanhos claros estavam metralhando a Megan e a mesma sorria envergonhada.

- Ela me disse que você existia por mensagem a uns 10 minutos atrás - Ela me fitou, Megan falou algo em seu ouvido e foi embora dando tchau para nós duas - Eu quero matar ela, mas esse ano começou usando uma roupa bonita. - Rosalya tinha um estilo de roupa vitoriana, que particularmente eu amo bastante mas não uso muito, a mesma sorria doce para mim - Sou Rosalya, mas pode me chamar de Rosa.

- Sou Med, e não me chame de Madison. - Ela soltou uma risada, eu sou apaixonada pelas risadas das pessoas, desde a mais feia para a mais linda, e a risada da Rosalya era toda graciosa que nem ela, acho chique.

Rosalya me pegou belo braço na maior intimidade enquanto fazia uma nuvem flutuante de... Pozinho mágico, sério era muito parecido com o da Tinker Bell, levando minhas malas.

- Eu preciso te apresentar para o pessoal - Ótimo mais pessoas, eu odeio me comunicar, socializar qualquer coisa relacionada. Já está bom a Megan na minha vida, meus pais... O Kentin...

Puta que pariu... Kentin homão da porra sorriu para mim. O que aconteceu com o cabelo tigela que eu amava muito, os óculos redondo que eu tirava altas fotos, o que houve com os cinco centímetros de diferença que a gente tinha? Ele tá muito diferente. Kentin meu melhor amigo da porra toda, primeira pessoa que me aguentou mesmo e ainda me aguenta, mano a Megan falou que ele estava diferente mais não tanto, tô de queixo caído. De primeiro eu fiquei super supressa mas eu quis me socar e socar ele, ele tem poderes que nem eu, e nunca disse nada... Nada. Me soltei da Rosa e dei o soco mais forte que eu podia na sua cara... Mas ele segurou, se fuder.

- Também senti sua falta - ele disse revirando os olhos, revirei os meus também.

- Como?... Porquê? - Eu estava muito confusa, sabe quando você passa a vida fazendo algo de um jeito e alguém de mostra um jeito mais fácil de fazer, era esse tipo de sensação que eu estava tendo. Fui trouxa a vida toda e olha que eu só tenho 17 anos.

- Bem, eu devia ter deduzido que vocês se conhecem. - Rosa disse chamando minha atenção, só agora eu notei que tinha mais gente em uma espécie de rodinha. Ela entregou minha mala - Parece que você está menos zonza... Cadê a Meg?... Enfim, ALEXY MEGAN TEM UMA IRMÃ GÊMEA! - Quando ela berrou isso eu dei meu melhor olhar mortal para ela, e o povinho tudo olhou para mim, sou muito fabulosa meu, eu sei.

Alexy, um cara de cabelos azuis, não me diga que isso também é natural. E de olhos rosas... Rosas, ok foi muita coisa por hoje. O mesmo me encarava como se tivesse me avaliando, me voltei ao Kentin.

- Eu nunca ia adivinhar que você também tem poderes. - falei. Ele assentiu, sério.

- É complicado falar disso com as pessoas, eu entendo seu medo. E eu já não era das pessoas mais populares, pensei que eu te falasse ia pensar que eu era louco. - Sorri.

- Louco eu sempre te achei por andar comigo, fala sério pessoa mais isolada, chata e escuridão e eu somos uma só que tu vai conhecer sou eu. Tu deve me amar mesmo, né? - me levantei para abraçar ele, eu estava com muita saudades também, Megan eu a via por vídeo, o Kentin era por carta a cada 3 meses chegava uma.

- Tenho que amar mesmo - Soltei uma risada - E você não era tão tenebrosa assim, só chata mesmo - soquei ele.

- Fizeram uma reunião sem mim? - A voz da Megan é irreconhecível.

- Óbvio que não, junte-se para o clubinho dos excluídos - A mesma deu um jeito de abraçar nós dois.

Isso é muito nostálgico, épocas de 2008 a gente maior trio que você respeita. Os excluídos da escola se uniram e viraram um só.

- Toma - Megan me entregou uma rosquinha azul... Que merda de comida é essa, pela minha cara ela já tinha deduzido que eu não estava afim de comer - É bom, não é Kentin? - o mesmo assentiu.

- Mas eu prefiro as amarelas. Vai por mim Med, é muito bom. É um doce que de acordo com o sabor de tá a sensação de um clima tropical, por exemplo os azuis são mais para os inversos e nevascas, mas você vai sentir um frio agradável quando comer.

- Humm, e o amarelo? - se for muito frio eu dou um tapa nos dois.

- O amarelo é primavera, não é tão assim. Mas ele tem gosto de maracujá, o azul tem gosto de baunilha, se não me engano - Megan disse.

Fiquei meio acanhada, porém dei uma mordida na rosquinha, e mano pareceu que eu estava com um halls e tinha bebido agua, me corpo inteiro ficou com essa sensação. Caralho que bom. Continuei comendo e os dois sorriam vitoriosos para mim. Megan tinha uma sacola com algumas guloseimas que me entregou.

O tal do Alexy apresentado mais cedo chegou no Kentin já o chamando de "Kentinho", isso me fez lembrar da Lety, uma ex colega de escola que era meio que do grupinho por causa que a Megan gostava dela, mas aí ela começou a tratar o Kentin de um jeito maior escroto que eu a ameacei e a fiz ficar longe da gente, óbvio sem ninguém saber, e magicamente voltamos a ser um trio. O Alexy me encarava com certo ódio? Não sei, mas algo semelhante e ele estava falando animado com o Kentin sobre algo qualquer.

Terminei de comer os doces que tinha na sacola, mas deixei alguns pela metade que eu não conseguia comer mais, tomando meu refrigerante.

Meu celular estava vibrando, assim que eu fui ver o que era me arrependi. Mensagem do Brandon... Meu ex.

WhatsApp//Brendon: Você podia ter me avisado...

2 Novas mensagens// Brendon: Sei que terminamos mas...

3 Novas mensagens... 4 Novas mensagens.

Revirei os olhos e me perguntei como estava funcionando. É sério só agora que eu me toquei do que estava acontecendo, acho que pelo fato de ver portais o tempo todo eu nem estranhei. Eu estava em outro lugar, caralho, meu que foda.

Percebi que muitos portais começavam a abrir e muitos estudantes estavam entrando neles, o nome das escolas estava escrito encima de cada um, até que tem bastantes escolas, uma, duas... Oito... Quinze.

Fui checar minha localização no Google Mapas mas não apareceu nada, como se eu tivesse fora do mapa.

- Você tá fora do mapa - eu tomei o maior susto da minha vida, olhei para o sem coração com raiva. Ele é irmão gêmeo do tal Alexy, só que o mesmo tinha cabelos pretos e olhos azuis, e seu estilo não era tão chamativo quanto o outro gêmeo - Nem adianta procurar, tudo nesse lugar tá nos livros, ou seja é um saco - concordei - Sou Armin - o mesmo tentava ser amigável, mas pelo visto ele parece ser que nem eu, odeia socializar.

- Med, e é meu nome mesmo sem apelidos. Prazer - sorriu e pegou um PSVita do bolso.

Logo o portal de Spotters abriu.

Sorri, mais um ano e acaba essa fodeção de cu que é a escola


Notas Finais


Gente, e se não for muito vão lá favoritar a fanfic de uma amiga minha, ela posta capítulo todos os dias e as vezes é dois capítulo por dia. Deem amor a essa fanfic ❤❤. E eu to nos comentários, vamo interagir.

https://www.spiritfanfiction.com/historia/eu-em-sweet-amoris-13796241

Foi publicado no amino também.

http://aminoapps.com/p/myw6oz

Mas enfim, gostaram de Med? Med é meu amor e eu finalmente to dando vida a ela e postando uma fanfic da minha deusa. Eu amo tanto essa minha personagem, espero que gostem dela também.

Alguma sugestão do mundo louco e brisado que fica Spotters? E qual seria o seu poder se tivesse em Spotters?.

Beijos da User ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...