História Spring - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Personagens Originais
Tags Bakudeku, Comedia, Romance
Visualizações 61
Palavras 1.422
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Fluffy, Lemon, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey, hey, hey
Tá aqui pessoal o novo capítulo, quero agradecer pelos favoritos e comentários positivos de vocês. Muito obrigado mssmo, perdoem pelos erros sim? Até as notas finais.

Capítulo 10 - Comemoração


Fanfic / Fanfiction Spring - Capítulo 10 - Comemoração

Kacchan


É realmente inacreditável que isso esteja acontecendo comigo... Eu nunca imaginei que seria possível pra mim, vocês devem estar se perguntando o "por que de eu estar falando assim" ou "o que aconteceu" eu vou dizer o por que disso... hoje é 24 de Julho , ou seja faz 2(meses) que eu e Deku estamos namorando sério, ai vocês devem estar pensando "ah mais isso não é grande coisa" não é pra vocês que não namoram. Enfim, como hoje é nosso dia eu queria fazer algo diferente do que costumamos fazer mas eu quero mesmo é foder aquele baixinho, mas eu não quero fazer que o assuste ou o machuque isso nunca! Por isso, estou tentando dificuldade para pensar em alguma coisa para fazermos sem ser isso, se bem isso me faria muito feliz só de imaginar tocar aquele corpinho totalmente sem roupa, ouvi-lo gritar meu nome me pedindo pra ir mais fundo... nossa, não é hora pra pensar nisso! Depois muita peleja, decidi para onde o levaria mas isso é claro que será surpresa, avisei ao mesmo que iria na frente quando saímos da escola mas é claro que o deixei só o esverdeado ficou com nossos amigos e eu fui preparar o presente.


Já a noite...


- Deku, que horas você vai terminar de se arrumar?. - gritei da sala o apressando a horas e o mesmo não descerá ainda, eu é claro já estava vestido com uma calça de couro preta não muito colada ao meu corpo, uma camiseta branca simples com uma jaqueta presta por cima, um all-star todo preto. Sim, eu amo preto essa cor combina com quase tudo então como não ama-la?.


- Pronto, podemos ir!. - ouvi a voz do garoto atrás de mim logo me virei para olha-lo.


- Já estava na... - Não consegui terminar a fala... ele está deslumbrante, como alguém pode ser tão lindo assim? O baixinho se aproximou de mim com um sorriso radiante.


- Hora? É, eu sei desculpe a demora!. - falou quando chegou a minha frente parando com as mãos entrelaçada um na outra em frente ao próprio corpo, até parado ele fofo.


- T-tudo bem, você está... muito bonito!. - com muita persistência consegui falar o que queria chegando perto o suficiente para lhe dar um beijo em sua bochecha, olhei em seus olhos e vi uma imensidão verde tão linda.


- K-kacchan, assim eu fico sem graça! - falou escondendo o rosto nas mãos pequeninas o que não adiantou muito pra começo de conversa.


- Você fica fofo assim, então vamos?. - perguntei pegando em sua mão entrelaçando nossos dedos o apertando um pouco, o mesmo sorriu minidamente saímos de casa fechando tudo e indo ao nosso destino, claro que ele não sabia onde era mas isso não quer dizer não vá ser bom. Já no lugar onde eu queria leva-lo ou seja na praia nos sentamos em um restaurante de classe mediana, nos sentamos na parte de fora do restaurante que era onde eu tinha reservado a mesa para nós.


- Eh... Kacchan, esse lugar não é meio caro?. - de fato era mas não tanto que eu não pudesse pagar.


- Não se preocupe, eu já preparei tudo!. - responde sorrindo um pouco para acalma-lo mesmo que sorrisos não combinem comigo mas pela pessoa que a gente ama fazemos tudo não é?!. - o garçom logo veio nos atender anotando nossos pedidos, e a noite se seguiu assim com conversas animadas, vez ou outra nos olhávamos por um tempinho fazendo carinho na mão um do outro, não nos importávamos se as pessoas estavam olhando, o que me importa é aproveita a noite com ele eu vou fazer desta noite a melhor da nossa vida.


- Agora vem a parte principal... - falei saindo da mesa indo em direção ao bancal da recepção, ela logo entendeu sobre o que eu estava falando quando pedi a "entrada principal", esperei um pouco enquanto o mesmo chegava olhando rapidamente para direção de onde Deku estava, o esverdeado tinha se levantando se apoiando na madeira do restaurante olhando em direção do mar, a brisa da praia sobrava em seu rosto levando consigo seus fios verdes, a iluminação do lugar só facilitava para mim admirar sua beleza e parece que eu não era o único, algumas pessoas sentadas um pouco próximas dali olhavam para o mesmo como se estivessem hipnotizados, e eu não os julgo Deku está realmente lindo. O baixinho usava uma calça jeans de cor branca com um acessório de correntes ao lado da calça, uma camisa vermelha da polo e um tênis esportivo da Mizuno, assim que meu pedido chegou aproveitou enquanto ele estava de costas para levar até a mesa.


- Deku... - o chamei o fazendo virar para mim vendo o bolo em cima da mesa a cara que o mesmo fez quando viu foi a mais surpresa possivel.


- Kacchan... - ainda deu tempo pronunciar meu nome antes que lágrimas começassem a cair dos olhos dele, rapidamente fui para o seu lado o abraçando afundando seu rosto em meu peito, o mesmo tentava abafar o choro em minha blusa adiantando um pouco, sussurrei em seu ouvido um forte "eu te amo" sentindo as mãozinhas dele apertarem minha camisa por trás, apertei-o mais ainda em meus braços.


- Vem cá!. - o chamei sentando no banco que havia perto da sacada onde antes ele estava o fazendo sentar ao meu lado meio de frente para mim, peguei em suas mãos acabando por mostrar o quão nervoso eu estava já que as mesmas suavam um pouco.


- Eu sei que não foi fácil pra você aguentar as pessoas falando coisas sobre a gente, e te peço desculpas por te causar tanto sofrimento, e dizer que não importa o tempo que passe, não importa o que as pessoas vão falar, vão pensar ou como vão agir eu sempre vou te proteger, e te amar pra sempre... me desculpa por tudo tá, por qualquer coisa que eu fizer no futuro que vá te magoar ou te fazer chorar, conta comigo pra tudo meu amor, eu te amo muito você é meu maior presente!. - falei olhando fundo nos olhos esverdeados do garoto a minha frente que chorava águas, soltei uma de suas mãos para enxugar as mesmas pegando em sua mão novamente.


- Eu também te amo, Kacchan... e-eu te amo m-muito, demais, não me deixa nunca por favor, se eu fizer qualquer besteira não desiste de nós... Eu sei que eu não sou a pessoa mais perfeita do mundo mas eu te quero pra sempre comigo, mesmo se todos ficarem contra a gente eu não vou desistir do nosso futuro juntos, NUNCA! Eu te amo, meu loirinho. - depois disso agora era eu que estava chorando não tanto quanto ele mas estava, o puxei carinhosamente para um beijo que durou alguns segundos mas logo nos afastamos a noite não acabou ainda.


- Esse bolo é pra você! Quer partir?. - perguntei estendendo a espátula para o mesmo que pegou sorridente, enfiando mesmo onde eu queria que ele cortasse o mesmo parou quando sentiu algo duro, mostrei para ele um fio que tinha em cima do bolo o incentivando a puxar o mesmo, o garoto logo o fez puxando até o fim quando de repente uma caixinha preta de veludo saiu de dentro do bolo, eu olhava tudo minuciosamente cada expressão que ele fazia enquanto puxava a cordinha e quando a caixinha surgiu do nada.


- Kacchan isso é...


Não o i terminar pegando a caixinha de suas mãos me ajoelhando ao lado dele o fazendo virar para mim, abri a caixinha revelando dois anéis de compromisso na cor prata com uma pequena pedra verde em uma e outra vermelha na outra.


- Deku, eu quero a partir de hoje como é nosso aniversário de namoro oficializa-lo! E então... você aceitar ser meu namorado?. - perguntei por último vendo-o chorar mais do que antes enquanto balançava a cabeça em sinal de sim, sorri grande com aquilo talvez o maior sorriso que já dei, peguei sua mão esquerda colocando no dedo anelar o anel depois foi a vez dele fazer comigo me levantei o trazendo junto comigo o abraçando pela cintura colando nossos corpos, pude ouvir aplausos atrás nós - nos viramos vendo os outros clientes aplaudido e assoviando claro que tinha aqueles que não aceitavam e nos olhavam torto, mas não ligamos nenhum um pouco agora éramos um casal de verdade e ninguém poderia dizer o contrário!.


Notas Finais


E então? O que acharam? Gostaram? Me digam se sim nos comentários, até o próximo bye bye.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...