1. Spirit Fanfics >
  2. Sr. Kim >
  3. Saved by chocolate

História Sr. Kim - Capítulo 12


Escrita por:


Capítulo 12 - Saved by chocolate


Fanfic / Fanfiction Sr. Kim - Capítulo 12 - Saved by chocolate

Me admirei muito com o rumo que os eventos estavam tomando, Namjoon que era tão fechado quando eu cheguei aqui acabou de me pedir em casamento indiretamente. Nós conversamos decentemente pouco mais que três vezes, isso não é tempo suficiente pra se apaixonar por alguém.

A droga disso é que eu também havia sido laçada, talvez até mais que ele.

Mas eu tenho minha desculpa, eu já sabia que ele existia, eu já o admirava, ao contrário dele que só me conheceu a uma semana.

Devo me lembrar que os costumes aqui são diferentes, se alguém pode ficar noivo de um dia para o outro então eu também posso me apaixonar de uma semana pra outra, foi pensando nisso, ou melhor... Surtando com isso... Que eu invadi o quarto de Kim Taehyung logo que Namjoon foi embora.

- Taehyung, socorro! - Eu entrei no quarto, fechei a porta e me escorei nela. Depois me veio na cabeça que Taehyung poderia estar sem roupa aqui dentro, mas relaxei quando o vi totalmente vestido jogado na cama, devo ressaltar que seus olhos estavam arregalados.

- Meu Deus, que desespero é esse? - Ele perguntou se sentando. - E por que trancou a porta? Se te pegarem aqui você vai ter muitos problemas, e eu também.

- Não é a primeira vez que escuto isso. - Saí de perto da porta e sentei do lado dele. - Namjoon me pediu em casamento.

- O QUE??!! - Taehyung gritou, literalmente gritou! Sacudi os braços em uma tentativa falha de reformular minhas palavras. - Você vai aceitar? Por favor diz que você vai aceitar. - Ele perguntou esperançoso.

- Não foi exatamente um pedido, ele só disse que me cortejaria se eu não precisasse ir embora.

- Você vai embora? - Sua fisionomia murchou.

- Eu preciso ir Tae, minha casa não é aqui... Eu amo todos vocês mas eu tenho uma vida para o qual preciso voltar... Só você e Namjoon sabem que eu não perdi a memória.

Ele sentou um pouco mais pra trás na cama e colocou os pés pra cima, os abraçando logo em seguida.

- Não quero que você vá embora, não gosto de perder as pessoas... Já aconteceu uma vez comigo e eu não superei desde então...

Me virei para que eu pudesse enxerga-lo melhor.

- Me conte.

Taehyung jogou os seus longos cabelos pra trás inutilmente, já que eles voltaram a cair em seus olhos.

- Não tem muito o que contar, uma prima do Jimin veio passar alguns dias em Londres, ela participou da temporada, eu me apaixonei por ela e depois ela foi embora, não duvido já estar casada agora... Ela é linda Emilly, todos os lordes que estavam na temporada queriam corteja-la, ainda não sei porque ela gostou de mim, eu era uma criança na época.

- Você tinha quantos anos? - Perguntei curiosa.

- Tinha acabado de fazer dezoito outonos. - Taehyung e sua mania dos outonos, bem que tinham me contado.

- E como foi com essa garota? - Perguntei sorrindo. - Vocês se beijaram??

Taehyung ficou vermelho na hora, ele conseguia ser tão fofo que dava vontade de bater.

- Algumas vezes... Ela foi a única...

- Então você não beija ninguém a oito anos?? Que vida triste. - Pensei alto, isso era realmente uma vida triste.

- Pode se dizer que sim, mas o foco dessa conversa não sou eu. Você veio pedir socorro, o que quer que eu faça?

E eis que meu problema vem a tona de novo.

- Quero conselhos.

Taehyung pensou um pouco e depois me olhou de novo.

- Sendo sincero? Namjoon é adulto, você poderia apenas deixar as coisas fluírem, já me disse que ele sabe que você precisa ir embora não é? - Acenei com a cabeça. - Quando você precisar ir avise ele, ele vai entender.

- Está dizendo que o fato de eu ter que ir embora não significa que eu precise negar ele?

- Eu estou dizendo que vocês podem aproveitar o tempo que ainda lhe resta aqui, deixe Namjoon ciente de que você não vai ficar, mas faça tudo o que puder com ele, pra ter no que pensar depois. - Taehyung piscou sorrindo de canto. - Não esqueça de me contar os detalhes.

- Seu pervertido do caramba! - Taquei um travesseiro nele. - Não acha que ele vai me achar uma oferecida se fizer isso?

Taehyung sorriu.

- Eu sei que ele te mostrou os textos que escreve, também sei que você é mente aberta e consegue analisar uma pessoa com base em suas palavras, então se lembre das palavras de Namjoon, acha que ele pensaria em você como uma oferecida?

Pensei um pouco no que ele havia dito, Taehyung tinha razão, Namjoon nunca pensaria isso de mim.

Dei um abraço no Kim mais novo e me levantei.

- Obrigada Taehyung, vou me arrumar pro seu aniversário e conversarei com Namjoon no jantar.

- Abraços são muito bons - Ele falou com uma cara de bobão. - Vou cobrir você pra que possa fugir pro quarto do Namjoon de noite, quero abraços como pagamento.

Parei perto da porta.

- É sério isso?

- Namjoon precisa de um pouco de diversão e eu preciso de abraços, todo mundo sai ganhando. Não se preocupe, quando não tiver ninguém no corredor eu lhe aviso.

Revirei os olhos.

- Não vou pro quarto dele. - Taehyung me encarou com uma cara de "é sério." - Não hoje. - Eu sorri. - Obrigada Tae!

- Por nada.

Abri a porta e saí, eu precisava formular o que iria dizer para Namjoon, mal dei dois passos pra quando alguém me puxou.

- Eu vi você entrando no quarto de Taehyung, porque não me disse que vocês tinham alguma coisa? Perguntei de manhã e você negou.

Revirei os olhos, por que ninguém percebia que o foco da minha paixonite aguda era Namjoon e não Taehyung?

- Nós estávamos apenas conversando Jennie.

- Eu não vou insistir mais, no momento que quiser me contar você me conta. - Ela falou meio emburrada. - A senhora Drummond pediu pra eu lhe ajudar a se arrumar, vamos?

Assenti e nós descemos, o dia de hoje foi bem cheio.

***

As festividades começaram relativamente cedo, apenas um grupo seleto estava no salão, Park Jimin e sua família, a família Kim, mais duas outras famílias que eu não conhecia e eu. Todos estavam lá para comemorar os vinte e seis "outonos" de Taehyung.

Eu havia colocado um dos vestidos que comprei hoje pela manhã, apesar de ele ser mais simples que o das outras mulheres, aquela gaiola nas minhas pernas estavam me matando.

Me sentei um pouco distante de todo mundo quando percebi Taehyung cutucar o irmão e apontar pra mim, logo após Namjoon estava vindo em minha direção, não consegui impedir meu coração de palpitar mais forte, ele estava de terno, não os ternos que estamos acostumados a ver no século XXI, mas não deixava de ser um terno.

- O senhor está encantador senhor Kim - Falei quando ele puxou uma cadeira e se sentou ao meu lado.

- Está divina senhorita Clarke. As estrelas são menos ofuscantes que sua face.

- Isso foi profundo... - Falei um pouco acanhada.

- Gostou? - Ele sorriu e suas covinhas ficaram evidentes. - Pretendo escrever isso em meu livro. - Arregalei os olhos fingindo surpresa.

- Está escrevendo um livro??

- Talvez eu esteja... - Ele sussurrou. - Quer ver?

- Agora? - Olhei ao redor, não tinha muita gente no salão, se nós dois saíssemos de lá as pessoas iriam notar, foi quando Taehyung gritou.

- O ANÍVERSÁRIO É MEU E O PRESENTE É DE VOCÊS! TEM CHOCOLATE PARA TODOS OS CONVIDADOS NO JARDIM!!!

As pessoas começaram a sair e antes de segui-las Tae passou bem perto de nós dois e piscou um olho.

- Te devo uma - Namjoon falou pra ele, como se eu não estivesse escutando, depois se levantou. - Vamos senhorita Clarke?

Era pra jogar as reservas pro inferno? Então eu iria jogar.

- Vamos senhor Kim. - Aceitei seu braço e nós saímos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...