História Sr. Park Jimin - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Máfia, Poderosochefão
Visualizações 39
Palavras 678
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom, eu acabei reescrevendo a história e sinto em dizer que vcs não terão mais os 5 capítulos. O de hoje é o último então encarem ele como um epílogo.

Capítulo 2 - Mr Park Jimin is really my end.


Fanfic / Fanfiction Sr. Park Jimin - Capítulo 2 - Mr Park Jimin is really my end.

Jeon Jungkook Point Of View

O amor realmente pode mudar o homem? O amor... há tantas maneiras de amar e ser amado que são quase impossíveis de descrever. Eu Posso dizer que sim. O amor mudou a minha vida. Eu estava no auge dos meus quase trinta anos junto de Jimin, havíamos nos casado e agora estávamos em Dubai para receber uma premiação.

Nada foi como planejamos a anos atrás meus pais haviam descoberto que eu era gay e que estávamos juntos. Meu pai obvio não aceitou e me deserdou. Assim, sai de casa e me entreguei totalmente a vida que Jimin na época podia me oferecer. Nos casamos e ficamos indo de continente em continente do mundo. Jimin agora não era apenas um simples mafioso que tinha uma pequena fortuna. Com o trafico e venda de armas ele faturou bilhões. Sua fortuna chega a ser calculada ao valor de um PIB de um pequeno pais até.

Estávamos em lasvegas quando me ligaram dizendo que meu pai estava no hospital. De inicio eu não queria ir de volta para a coreia, muito menos ver meu pai. Na época ainda doíam as palavras que ele havia me dito. Mas por insistência de Jimin e de minha mãe acabei cedendo e indo. É engraçado né? As pessoas só costumam reparar seus erros quando estão perto de morrer,certo? Algumas deixam erros de uma vida toda pendentes para a hora da morte. Meu pai foi assim, foi olhando para mim e para Jimin, pedindo desculpas e me dando o cargo de dono da Jeon´s Industry que ele se foi. Eu não sinto muita falta do meu pai para falar a verdade não sinto. Vivi muito pouco com ele para sentir algo. E tudo que senti até o momento de sua morte havia sido uma dor suprema pela rejeição que ele havia pegado de minha parte.

No fim, tudo se encaixou.

Quando eu assumi os negócios na industria Jimin se recusou crucialmente a assumir junto de mim. O ego do recém magnata era tão grande que chegamos a brigar porque ele dizia que jamais queria ser bancado por mim. Mas isso não o impediu de largar a máfia e comprar grande parte das ações da Jeon´s Industry que agora se chamava Park Jeon Industry.

- Preparado Senhor Park Jeon? – olhei Jimin que estava um pouco nervoso.

- É estranho dizer isso, mais estou tremendo.

Sorri para ele e dei um beijo em sua testa, apesar da idade Jimin era um pouco mais baixo que eu e isso era uma das coisas que eu achava super fofo nele.

- Preparado? – perguntei novamente.

- Se eu estiver com você sempre estarei preparado. – disse ele pegando minha mão. Andamos por um pequeno corredor até chegar no palco, estávamos atrás de uma cortina e logo nossos nomes foram anunciados em quatro idiomas.

“Ladies and gentlemen with you, Park Jimin and Jeon Jungkook”

“Medames et messieurs avec vous, Park Jimin et Jeon Jungkook”

“áyuha alsayidat walssadat maeak, barak Jimin wajywn Junkuk”

“Senhoras e senhores com vocês os senhores, Park Jimin e Jeon Jungkook”

A cortina do palco se abriu revelando o publico que nos esperava, um holofote pairou sobre nós que éramos recebidos por uma salva de palmas. Pessoas de todo o mundo estavam ali. Começamos a andar e de cima do palco pude ver minha mãe que estava de pé junto de nossas filha. A pequena chegou a dar pulinhos animada. Olhei para Jimin que estava ao meu lado. Sua mão se entrelaçava a minha como uma corrente. Olhei para o publico que nos recebia e voltei novamente minha atenção para seu rosto. Foi por ele que me apaixonei, desde a primeira vez que o vi. Os flash do meu passado com ele passavam a cada dia em minha memória. Ele me olhou, sorriu e perguntou um “que foi?” com aquele jeito que só ele tem.

Sr. Park Jimin é realmente o meu fim.

E você, o que faria quando o amor chegasse assim a sua vida e mudasse Tudo? Você largaria tudo pelo amor da sua vida?


Notas Finais


Buaaaaaaaaaaaaa (leiam chorando) enfim me despeço desse projetinho;-;
Espero um dia fazer uma LongFic contando tudo que não contei!
Foi isso amores, acompanhem Imortal!
https://www.spiritfanfiction.com/historia/imortal-13873294


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...