História Sra. Min - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Min Yoongi, Romance, Suga, Yoongi
Visualizações 32
Palavras 3.020
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura!!!
O capitulo ficou um pouco grande, mas espero que gostem.

Capítulo 3 - I hate clichés stories


Fanfic / Fanfiction Sra. Min - Capítulo 3 - I hate clichés stories

POV Sr. Min On

 

    Sinto um ardor em minha cabeça depois de todas as reuniões de hoje é pensar que ainda resta uma não me tranquiliza, tento fugir um pouco indo para a parte de baixo do prédio, olho tudo com atenção para ver se estava tudo correndo bem, passo pelos empregados e eles me cumprimentam abaixando a cabeça.

     Vejo uma mulher alta de cabelos escuros olhando as joias como se estivesse perdida, mas não foi isso que me chamou atenção, foi o fato de ser incrivelmente linda, mas não um simples linda ou gostosa, ela tinha uma postura rígida, forte, e eu gostava disso, era difícil ver isso nas mulheres daqui, todas fofas demais para matar um inseto. Cheguei perto e chamei sua atenção, e visível o susto e tenho vontade de rir mas me controlo, ao olhar bem para sua face me decepciono, ela parece mas uma menina frágil do que uma mulher agora é isso me desagrada.

     Quando ouço sua voz e observo suas atitudes, algo me deixa incomodado, ela parecia estar atuando no começo, nada parecia certo, começo a fazer perguntas e ela se assusta, bingo, um leão em pele de cordeiro, gostei. Quando nossa pele se toca, sinto uma eletricidade e minha vontade de tela em meus braços aparece, sinto uma vontade de beija lá, mas conheço meus limites.

    Namjoon chega chamando minha atenção, me despeço dela querendo o seu nome, mas só consigo o sobre nome, Lopes, isso já é o bastante para o que eu pretendo fazer. Quando estava quase saindo escuto sua voz dizendo “muito bem vestido”, não compreendo e ela percebe, então diz “muito bem vestido para trabalhar na loja” sorrio e saio com um elogio que não sairá da minha cabeça tão cedo.

 

- Quem era Sr. Min? _ diz Nam com ironia enquanto estamos no elevador.

- Vai se ferrar Nam, somos amigos mais não se esqueça que eu pago o seu salário _ digo rindo.

- Cuidado com o palavreado os acionistas podem escutar _ diz rindo comigo _ e aí não vai falar quem era? Mas uma da sua lista? Outra correndo atrás do grande Min Yoongi?

- Não, eu não a conheço, AINDA,  não parece ser daqui, mas me faça um favor, mande o Jungkook pesquisar todas as Lopes que estão na Coreia do Sul, vai ser fácil, não é um nome comum daqui _ digo pensativo entrando em minha sala _ Ji Hyo, convoque todos para a sala de reunião, daqui a pouco vou para lá _ digo a minha secretária

- Sim Sr. Min _ diz pegando o telefone.

- Nam como está a festa da empresa? _ digo sentando em minha cadeira.

- Tudo certo, advinha quem vai vir?

- Quem? _ digo mechando em alguns papéis

- O Jin! Consegui que ele saísse do restaurante dele, faz tempo que a gente não reuni o nosso grupo- diz animado se sentando.

- Verdade, agora vamos, temos uma reunião para ministrar _ digo indo para a sala de reunião.

 

  Depois da reunião tive a ideia de todos nós encontramos no restaurante do Jin, fomos em carros separados, nos gostamos de ostentar nossos bebês, eu estava com a minha Lamborghini Aventado preta, fomos entrando e obviamente chamamos a atenção, digamos que éramos conhecidos pelo dinheiro e outras coisas mais.

   Ao chegar vejo Jin conversando com duas mulheres em uma mesa, forço o olhar para ver se reconheço, mas uma delas está de costas para mim.

- Jin!!! _ Hoseok chama sua atenção junto com a atenção das mulheres, então eu vejo é ela.

   Seu olhar cai em mim e ficamos nos encarando, como é possível, ela estava linda, mas ainda com uma máscara que eu tinha vontade de arrancar, ficamos no encarando por tanto tempo que os meninos perceberam.

- Anna ... ei ... Anna!!! _ sua amiga a chama, “Anna, sorrio ao saber o seu nome, ela desvia o olhar e volta o seu olhar para a mulher que a chamava.

- Que feio encarar as pessoas Yoongi _ Jimin zoa com a minha cara _ desse jeito vai assustar a menina _ diz rindo.

- Jin, estávamos com saudades de você _ diz Jungkook chegando perto deles e nos vamos atrás.

- Saudade de mim ou da minha comida _ diz irônico

- Dos dois _ diz taehyung de forma escandalosa.

- Não gosto quando vocês aparecem, chamam muita atenção _ diz brincando _ podem ir para o segundo andar que já vou lá.

- Não vai nos apresentar para as suas amigas _ digo olhando para Anna e ela me encara de volta com um sorriso irônico.

- Não! Vocês parecem lobos quando se trata de mulheres _ diz olhando para cada um _ meninas fiquem longe deles!

- Olá, prazer Sun hee _ diz rindo da cara do Jin

- Olá, sou o Jimin, esse são o Hoseok, mas a gente também o chama de jhope, o Namjoon, o Taehyung também conhecido como V, o Jungkook também conhecido como Kook, e o Yoongi _ diz apontando para cada um.

- Prazer conhecê-los, sou Anna Cristiny _ diz tentando demonstrar simpatia _ Olá Sr. Min _ diz olhando diretamente para mim e todos observam silenciosamente.

- Olá senhorita Lopes _ sorrio de lado olhando para ela e a mesma sorrio junto _ vejo que temos uma pessoa em comum no nosso círculo de amizade.

- Sim e isso é péssimo _ diz rindo com ironia, tenho vontade de morder aqueles lábios _ bom lamento não poder os acompanhar, mas tenho que trabalhar cedo amanhã e preciso ir embora _ diz se levantando.

- Você já vai _ diz a tal Sun hee

- Sim, não precisa me acompanhar depois o Jin te leva, tenho papéis para arrumar, bye para todos _ quando passa por mim toco seu braço e a vejo petrificar.

- Até um dia desses Anna _ distaco seu nome e ela sai.

- O que foi isso _ diz Jin sem entender _ vocês se conhecem? Desde de quando?

- Não tem como ser muito tempo, ela acabou de voltar do Brasil _  diz sua amiga pensativa, Brasil, então é daí que você veio.

- Pera essa é a garota que você mandou ... _ olho rapidamente para Jungkook e logo ele se cala entendendo o recado.

- A gente se encontrou hoje, foi só isso, vamos comer _ digo saindo de todo o interrogatório para o segundo andar.

  Esse encontro só me deu mais vontade de saber quem realmente é Anna cristiny Lopes, com a ajuda de sua amiga durante o jantar consegui descobrir algumas coisas, filha única, formada em direito e prestes a tirar o seu doutorado, vai começar a trabalhar em uma das melhores faculdade da Coreia, um passado pouco conhecido, mas quando vai se falar de sua personalidade, Jin e Sun hee não respondem, dizem que tem que se conviver para saber, pois bem, se ela acha que nunca mais vai me ver está muito enganada. Infelizmente estou criando uma possessividade por ela e isso não é fácil de se explicar. O mais engraçado é que eu conheço alguém que estuda na Yonsei e vai adorar me ajudar.

 

               POV Anna On

 

   Que merda de vida clichê e essa, como pode eu dizer que não vou mais vê-lo e no mesmo dia o encontro, o fato de nossos olhares sempre se juntarem e não quererem se separa e horrível, sinto que com ele não tenho controle de mim, não me deixarei controlar. Vou evitar o restaurante do Jin e isso deve bastar. Amanhã será outro dia, um melhor dia.

 

    Cheguei a faculdade no horário combinado, vou até a sala dos professores e sou bem recebida, avia um professor de química maravilhoso, quase derreti, eu pegaria se ele desse mole, parece bem fácil de lidar. Sou direcionada a minha sala.

- Bom dia alunos, sou a professora Anna e vamos falar sobre a história do direito nessa primeira aula _ todos assentem e prestam bastante atenção.

- Desculpe professora _ sou chama atenção por um aluno atrasado.

- Pode entrar, sente-se e preste atenção _ ele assente e se senta na frente, estranho por ele parecer um aluno do fundão pelo seu estilo, mas ignoro e começo a aula.

   No final da aula o garoto atrasado, chamado Min joing, vem com algumas perguntas que realmente me impressionaram e mostraram quão inteligente ele é, o respondi claramente e começamos um debate sem nem perceber.

   Sempre  tive vontade de ter uma filho inteligente e de olhinhos puxados e com o passar dos dias fui me apegando a esse garoto, comecei a o tratar como filho e sempre perguntava como ele estava, ele me contou que tinha um irmão mais velho e que era dono de uma empresa, seus pais gostavam de viver em Daegu, e para fazer faculdade ele veio a Seul morar com o seu irmão, ele era calmo e sentimental, senti que ele também estava se apegando a mim e isso me deixava feliz, a cada dia de aula ele demonstrava ser carente de atenção muitas vezes é por incrível que pareça eu já não usava uma máscara com ele, eu era dura quando tinha que ser mas também demonstrava sentimentos quando ele se achava mais burro pelo seu irmão ser tão inteligente.

 

                           3 semanas depois

Universidade Yonsei

 

Telefone:

- Eu sei Jin _ digo tenta o acalmar _ eu não me afastei, só estou ocupada.

- Então venha jantar aqui amanhã _ diz ele mais calmo.

- Tá bom, eu vou _ alguém me interrompe “professora” _ Jin eu tenho que ir depois a gente se fala.

Off

 

- Oi Min joing _ digo e olho para ele, tem alguém atrás dele, me surpreendo ao ver quem é _ Yoongi?

- Olá Anna _ diz com um sorriso no rosto, se aproxima e beija a minha mão _ então você é a professora do meu irmão.

- Seu irmão? _ xingo baixo em brasileiro _ inferno ... mais que merda.

- Poderia falar em nossa língua também _ diz irônico

- O que o trás aqui hoje Sr. Min? _ digo ironicamente

- Bom vim ver como o meu irmão está na faculdade _ diz se aproximando, ele está na minha frente e posso sentir sua respiração _ você pode me dizer?

- C-claro _ me distancio _ ele vai muito bem, as notas estão ótimas, você tem um ótimo irmão _ digo sorrindo verdadeiramente.

- Que bom! vejo que se da bem com ele, deveria se dar bem com o irmão mais velho também não acha – se aproxima mais uma vez, a cada passo que ele da eu me distancio, minha bunda bate na mesa, droga encurralada, quando quase caio na mesa seus braços me enlaçam na cintura e eu sinto meu corpo colar no dele.

- O que pensa que está fazendo? _ fico nervosa e olho ao redor vendo que joing já não está na sala – me solte agora _ tento me soltar mas ele me segura forte, sinto seus dedos encima de meu vestido azul, agora percebo que ele está com um terno cinza e de gravata preta com pingente, sua boca está muito próxima e me desconcerta _ m- me solta.

- Tem certeza que quer isso – sinto o seu hálito de menta me invadir _ tudo bem _ me solta _ te vejo no jantar com o Jin amanhã _ ele sai da sala como se nada.

  Rio irônica, como ele teve a audácia de me atiçar de tal forma e sair, ele vai para o jantar, tudo bem, vou mostrar um pouco da verdadeira Anna Cristiny, e ele vai implorar para não ter a conhecido.

 

             Sábado 20:40hrs

 

   Estava em minha casa terminando de me arrumar para o jantar, eu iria me encontrar com a Sun lá, eu coloquei um vestido preto que mostrava minhas costas e tinha uma fenda em minha perna, era pouco acima do joelho, com um salto cinza com dourado. Na maquiagem passei um batom vermelho e fiz um delineado de gatinho, estava pronta, vamos ver o que o Sr. Min irá achar.

   Chego atrasada de propósito no restaurante para dá tempo de todos chegarem, vou direto para o segundo andar e vejo todos rindo conversando, parecem que viraram grandes amigos da Sun hee depois que fui embora não é, olho para o Yoongi e o seu sorriso me faz parar antes de chegar na mesa, ele estava lindo, de terno azul escuro, seu sorriso e tão lindo, me perdi por um momento até ele perceber e olhar para a minha direção quando ele me vê para de rir e me encara, todos percebem e olham pra mim, saio de seu feitiço e vou até a mesa e me sento em sua frente.

- Boa noite _ digo a todos _ podem continuar rindo, também quero saber.

- Uau você está linda _ diz o Jin

- Já pensou em casar com um asiático alto e charmoso _ diz acho que o Hoseok

- Hahahah não _ digo rindo verdadeiramente e olho para o Yoongi em minha frente.

- Que bom que você chegou _ Sun diz animada _ você já conhece os meninos daquela vez né.

- Sim, parece que vocês viraram amigos em, falou muito de mim? _ digo rindo

- Só um pouquinho _ diz

- Como vai Yoongi _ digo bebendo o meu vinho e o olhando através da taça.

- Muito bem, tenho que dizer está belíssima essa noite _ diz com um sorriso um tanto quanto pervertido nos lábios, sorrio e agradeço.

  À noite segue de forma agradável, tive uma ideia e iria a por em prática, quando o Yoongi se levanta para ir pegar algo derramo um pouco de vinho em mim mesma, ele vem em minha direção com um guardanapo me ajudar, ele se posiciona do meu lado e tenta me ajudar, todos observam calados, quando ele termina chego perto de seu ouvido e digo sussurrando “obrigado Sr. Min” e beijo sua bochecha, ele fica tenso e consigo sentir o desejo em seus olhos, ele se senta em seu lugar e todos tentam agir naturalmente.

   Depois de um tempo me levanto e vou ao banheiro, quando estou saindo dele alguém me cola na parede, olho e vejo o dono de uma pele da cor da neve, sorrio ironicamente.

- Deseja alguma coisa Yoongi _ digo irônica e vejo seu sorriso aparecer, percebo que não é bom.

- Jogar com um jogador formado Anna _ diz perto do meu ouvido sussurrando _ não é algo sensato é?

- Você não me conhece o bastante para saber até onde eu posso ir _ digo tentando me controlar e sinto sua mão subindo a minha perna _ se sentiu ameaçado? _ digo tentando provoca.

- Um pouco – diz a poucos centímetros dos meus lábios _ talvez eu deva fazer pior com você.

- Acho melhor não, suas varias mulheres não gostariam _ zombo o fato de ser pegador.

- eu não me importo _ antes de me permitir dizer algo sinto sua boca se fundir com a minha, ele pede passagem com a língua e eu cedo sem perceber, sua língua e a minha entram em uma batalha por espaço, o seu beijo estava com o gosto do vinho de uva e eu estava adorando isso, sinto sua possessividade em minha cintura, nossas bocas parecem terem sido feitas pra isso. O oxigênio faz falta é paramos o beijo com selinho.

- Acho que o seu batom borrou _ diz ele depois de um tempo nos olhando e começa a rir.

- Não, acho que o seu borrou _ digo rindo ao ver sua boca com o meu batom vermelho _ temos que limpar antes de voltar, não quero escutar baboseira.

- Você tem razão _ me puxa para dentro do banheiro e pega papel, pensei que ele limparia a boca dele, mas ele veio limpar a minha _ que batom difícil _ ri

- Ele é caro, não reclame do meu batom _ digo rindo enquanto olho ele concentrado limpando a minha boca _ tem certeza que dá conta disso _ zombo de sua demora.

- Não tenho mestrado nisso sabia _ diz rindo e olha em meus olhos nos perdemos por um momento até eu desviar e olhar para o espelho.

- Deixa eu te ensinar então _ pego o papel e limpo o que sobrou em minha boca e depois pego outra e limpo a dele, vejo que ele observa cada movimento meu, quando acabo ele rouba um beijo meu.

- Não tá com batom mesmo _ diz olhando pra mim com um sorriso, olho para o espelho e acabo rindo passo o batom novamente e saímos do banheiro.

- eu volto primeiro _ digo e ele confirma.

- Demorou em! estava fazendo o que? _ diz Sun hee alterada pelo álcool

- Tive que atender uma ligação _ Yoongi chega a mesa

- Onde você estava? _ diz Namjoon

- Encontrei um conhecido no andar de baixo _ diz passando o olho por mim.

- Bom, acho que está na hora de irmos _ digo e levanto a Sun hee

- Você quer que eu a leve _ diz Jimin

- Vocês estão nesse ponto já? _ digo rindo e o vejo ficar constrangido _ ela vai dormir na minha casa não se preocupe.

- Quero aproveitar que todos estão aqui e queria convidar para a festa da empresa que terá semana que vem _ diz ele olhando para mim.

- Obrigado pelo convite, se der irei sim _ digo e vejo que não gostou da resposta, finjo que não vi e dou tchau para todos.

   Chego em casa e coloco Sun no quarto de hóspedes, vou até o meu e vou direto para o banheiro, enquanto tomo banho lembro do beijo de hoje, tão quente mas doce, a possessividade nunca me agradou mas a dele tinha um sabor diferente, talvez eu devesse usar ele para que tudo isso passe logo, terminei e fui deitar com esse pensamento. 


Notas Finais


Espero vocês no próximo capitulo!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...