História Sr.Bieber - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Romance
Visualizações 35
Palavras 1.792
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, LGBT, Mistério, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


B
O
A
L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 3 - Cap 3


Cap 3

Anteriomente:

Quando abro os olhos vejo: ELE?!

Agora:

-VOCÊ?

-Srta.Price, você por aqui. Diz ele com um olhar cínico e malicioso. Reviro meus olhos.

-Esta me perseguindo agora?Não posso ir a lugar nenhum que você vai vir atrás de mim? Ele me olha com surpresa quando solto essas palavras furiosa.

-Mas... Antes que ele termine a frase derramo todo o whisky do meu copo nele e me viro para ir embora quando me deparo com Charlotte e Sarah me olhando confusas.

-O que esta acontecendo? Sarah pergunta intrigada.

-Você não contou de mim para elas? Pergunta ele limpando a bebida do seu rosto.

-Vamos meninas. Digo dando as costas para ir embora.

-Não, espere. Quem é ele? Charlotte pergunta e eu me viro para ele com fogo nos olhos. Ele estende a mão para ela.

-Prazer Justin Bieber, chefe de sua amiga onça. Fala ele com desdém.

As duas se entreolham pasmas. Depois se viram para mim.

-Isso é sério Victoria? Perguntam quase juntas.

-VAMOS. Fumino elas com o olhar e continuo.

-Se não virem comigo, irei sozinha para casa e vocês terão que pegar uma carona com outra pessoa. Elas surpresas com o meu tom agressivo, saem juntas comigo em perfeito silêncio até que as batidas da música vão diminuindo até sumir. Entro com pressa no carro enquanto elas entram entram dou partida e saio em alta velocidade pelas ruas de Seattle até chegarmos ao apartamento, nunca fiquei sóbria tão rápido. Quando entramos na apartamento me sinto mal por ter tratado elas daquele jeito.

-Desculpa meninas, ele me tira do sério não era minha intenção tratar vocês daquela forma.

-Tudo bem, mas porquê você mentiu como ele era de verdade? Sarah pergunta em um tom melancólico.

-Isso, você não tinha direito motivos para mentir para nós. Charlotte concorda.

-Desculpe novamente , fiquei com medo de vocês tentarem fazer com que eu ficasse com ele.

-Era isso? Sarah pergunta indignada.

-Mas bem que ele era bonitinho para você. Charlotte deixa escapar.

-Eu não disse ?! Digo apontando para Charlotte, elas me olham parecendo se sentir culpadas.

-Desculpe. Diz Charlotte .

-Aposto que vocês um dia já devem ter escondido algo de mim também. Elas se olham e se voltam para mim.

-Claro que não nunca fariámos isso com você. Diz Sarah, mas seu tom não me convence.

-Tudo bem, vou ir dormir tenham uma boa noite. Saio da sala onde elas estão e vou em direção ao meu quarto sem esperar a resposta delas.

P.O.V Justin Bieber

Seattle 00:10 PM

Sou deixado por três garotas ao mesmo tempo em uma noite pela primeira vez na minha vida. Ainda estou surpreso com o modo pelo qual aquela vadia me tratou. Vejo meus amigos chegando e vou na direção deles. Quando me veem começam a rir.

-Pelo visto sua noite foi ótima. Ryan debocha de mim.

-Quem teve a audácia de da um fora no sr.sedutor? Christofer é irônico.

-Aquela vadia da nova assistente, primeiro ela me deixa louco com aquele corpo sarrando em mim e logo em segunda ela fica louca e me joga um copo de whiky.

-O que você vai fazer ? Pergunta Christofer.

-Vai demiti-lá? Pergunta ryan.

-Não, vou fazer a vida dela um inferno até ela implorar para ser demitida. Aquela vadia me paga! Eles me olham com os olhos arregalados.

-Aposto que o sr.sedutor não vai resistir a mulher que jogou bebida nele. Ryan diz irônico.

-Amanhã mesmo vou fazer uma visitinha no quadragésimo segundo andar. Christofer continua com ironia - Vou pagar para ver.

-Acha que só porque você também é chefe que ira ficar passeando pela empresa? Ryan brinca.

-Você também é chefe e não deixa de ir atrás das recepcionistas. Christofer rebate.

-Está me achando com cara de Justin? Não sou eu que fico pegando recepcionista no meu escritório, né sr.Emma Bieber?Christofer zoa. Suspiro auto revirando os olhos.

-Pelo menos eu não fico com as faxineiras. Rebato.

- A essa eu não deixava .Ryan ri alto , botando pilha . Christofer fica sem argumentos e começa começo a rir, quando vejo nós três estamos rindo.

-Amanhã tenho que trabalhar fazer da vida de alguma assistente um inferno, sinal que tenho que ir agora. Me despeço deles e sigo para a porta de saída.

06:00 AM

Acordo com o meu despertador tocando a vinte minutos . Essa noite consegui dormir muito bem, fazia tempo que eu não dormia assim. Me arrumo ainda meio sonolento tomo uma ducha rápida para acordar. Me visto tão devagar que as gostas d'água do meu corpo secam antes mesmo do contato da minha roupa com a pele. Estou de bom humor hoje, mas sinto que qualquer coisa me tirará do sério. O fato de poder arruinar a vida de uma pessoa hoje me faz bem, principalmente quando essa pessoa se trata de uma empregada mal educada. Pego meu celular ligo para John:

''-Bom dia Sr.Bieber. Ele atende imediato.''

''-Ligue o carro , já estou descendo''

''-Sim Sr.Bieber''

Ele parece surpreso por eu ainda esta na linha.

''-Mas alguma coisa senhor?''

''-Só isso mesmo''. Desligo a celular pensando algum motivo de conversar por tanto tempo com um empregado no celular. Desço e entro no carro sem falar com ninguém.

-Ligue para Emma. Falo finalmente e prossigo.

-Fale para ela arrumar tudo até eu chegar e pergunte se a sala 421 já esta vazia. Ordeno.

-Sim Sr.Bieber. John Responde e logo em seguida liga para Emma:

''-Senhorita Emma, o Sr.Bieber Mandou perguntar se a sala 421 já está vazia?'' Ouço Jonh perguntar e espero pela resposta.

''-Sim, diga a ele que a Srta.Price já esta na sala arrumando suas coisas''. Ela diz com ar de nojo.

-O QUE?! Falo isso surpreso e fico envergonhado por o meu tom de voz, depois que os dois pararam de falar.

''Isso verdade Emma?'' Pergunto chegando mais para perto do painel.

'-Sim Sr.Bieber, aliás ela parece de mau humor''

''-Que seja''.

-Desligue o telefone John. Ele desliga sem nem pensar duas vezes.

-Aumente a velocidade, não quero que essa vad... mulher sozinha na minha empresa. Ele aumenta a velocidade chegamos rapidamente na empresa. Olho no meu rólex são 06:30AM, deixo o carro e ando em passos largos até a recepção.

-Emma a quanto tempo a Srta.Price esta aqui?

-Esta aqui a uma hora Sr.Bieber. Responde ela calmamente com uma tentativa falha de ser atraente. Subo o elevador e a demora me irrita . Eu sabia que alguma coisa iria me tirar do sério. Quando chego vou direto para a porta da sala dela irritado e abro a porta sem ao menos bater antes. Assim que a porta se abre vejo a cena: Srta.Price de quatro no chão procurando por algo debaixo da mesa, consigo ver a calcinha de renda vermelha dela por debaixo da saia. Ela leva um susto e se levanta rapidamente e bate com a cabeça na mesa.

-AÍÍÍÍÍ!!! Não sabe bater? Ela parece notar algo de errado na frase e corrige.

-Você com tanta educação e não consegue bater em porta antes de entrar? Pergunta indignada.

-Sei bater muito bem, mas se eu quiser arrombar eu arrombo, pois saiba você que toda essa empresa, as portas dela e você são minhas propriedades. Rebato maliciosamente. Elas parece paralisada com a minha resposta incapaz de responder( 1 Bieber X 0 Price).

-Agora quero saber por quê chegou tão cedo? Você é muito oito ou oitenta.

-Devo desculpas por chegar mais cedo também? Se o senhor preferir continuarei chegando atrasa. Ela me provoca tentando se recompor.

-Se eu dissesse o que eu quero de você agora , você não teria chegado tão cedo. Ela me olha Confusa quando digo isso.

-O que o senhor quer de mim? -diz fazendo um tom de voz inocente

-E_e_e uma pilha de trabalho para você e quero pronto até o fim do dia enquanto você não terminar não irá para casa.

-Mas senhor e o meu almoço?

-São 06:50 da manhã e você já esta pensando em o que comer de almoço? A unica coisa que tenho para lhe dar seria leite de café da manhã e a aproposito quero o meu café daqui a dois minutos na minha sala. Completo e saio da sala sem esperar a resposta.

-Espere!!! Qual o café o senhor prefere?

-Com espuma e sem açúcar, expresso.

-Sim senhor.

-Se continuar assim vou lhe mostrar o ''senhor'', Porque na empresa eu sou Sr.BIEBER, estamos entendidos?

-Sim Senhor...

-Senhor...?

-Bieber. Ela diz revirando os olhos.

-Faça isso mais uma vez e farei você revirar os olhos por outro motivo e creio que será um motivo bem doloroso ou...

-Você não faria isso Senhor... Bieber. Ela diz o Bieber bem depois que termina de falar.

-Boa garota, sabia que você tinha um pouco de inteligencia nessa cabecinha de vento. Falo.

-Desculpe dizer, mas eu acho que a única cabecinha que tem aqui é a do senhor.

-Não pague ver Srta.Price e alias o meu café esta atrasado. Digo isso e saio da sala dela indo em direção minha sala. Me sento na minha cadeira de couro preta e espero pacientemente pelo meu café. Em exatos dois minutos ouço uma batida na porta.

-Pode entrar. Ela entra com a xicara de café na mão em silencio, sua aparência esta muito pálida e ela parece estar com um olhar perdido.

-Pode botar aqui na minha mesa, eu não mordo. Brinco com ela, ela não esboça nenhuma reação e anda na minha direção botando o café na minha mesa ao meu lado. Poucos segundos depois ela cai no meu colo e fico parado sem reação. Me recomponho e a seguro.

-Esta tudo bem Srta.Price?

-Fiquei tonta e meio enjoada de repente. Ela diz sem força em quase um sussurro.

-Quer que eu a leve ao banheiro? Ela assente com a cabeça. A ajudo levantar e passo a mão pela a cintura dela.

P.O.V Autor

Emma vai em direção a sala do Justin e então vê ele e Victoria indo para o banheiro, ela fica paralisada aonde ela está depois de ver a cena. Justin ao chegar no banheiro com Victoria, ela entra em uma das cabines e ele pode escutar ela vomitando e quando ela para, diz ao Justin que ele pode ir para sala dele, mas ele não vai. Ela não percebe que ele ainda não foi embora. Então ela faz uma ligação para Sarah e Charlotte e coloca no viva voz

-"olaa Vick"

-"meninas, preciso de ajuda, estou vomitando muito e estou tonta"

-"vick, você está gravida?". Pergunta Charlotte

-"Não, não seria possível". Rebate Victória

-"Na verdade, é possível, faz apenas duas semanas que você terminou com seu ex".Diz Sarah

-"Se eu fosse você, pediria para ir para casa e iria em um médico, só para ter certeza." Charlotte fala preocupada

-"Quer que a gente te busque no serviço e te leve a um médico?"- Sarah pergunta seriamente

-"Não acho que seja necessário, mas pedirei ao meu chefe se posso ir". Victória fala tentando amenizar a situação

Justin sai do banheiro em silêncio antes que ela veja que ele ouviu toda a conversa. Sua expressão é cética. Ao sair, ele se depara com Emma parada com os olhos cheios d'água. Mas o que ele acabou de ouvir foi tão surpreendente que ele não se importa com Emma, entra em sua sala e fecha a porta.


Notas Finais


Esse foi o cap de hoje, espero q tenham gostado e me desculpem pela demora.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...