1. Spirit Fanfics >
  2. Srta.morgano >
  3. Acidente inesperado .

História Srta.morgano - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


E meu primeiro livro então tenha muita paciência com os erros de ortografia , e muitas outras coisas.

Capítulo 1 - Acidente inesperado .


Fanfic / Fanfiction Srta.morgano - Capítulo 1 - Acidente inesperado .

Trimm...trimm...trimmm.


- alô quem fala ?

- alô aqui e do hospital central família guerra, eu gostaria de falar com a Sra.Regina Salvatore por favor .


- você está falando com a mesma - digo um pouco aflita.

- Sra.Regina , sou monica a recepcionista do hospital . Me pediram para informar que o seu marido Rômulo Salvatore  sofreu um  grave acidente de carrro na avenida principal , ele e o outro motorista estão aqui internado em estado grave , sendo que o seu marido  o Sr.Rômulo está no em um estado um pouco mais delicado , por isso ele terá que passar por uma cirurgia complicada e por ser de alto risco precisamos da assinatura dos familiares para dar prosseguimento ao procedimento necessário  para esses tipo de   caso.


Quanto ela me deu a notícia entrei em um estádo de choque tão grande que sequer notei que havia deixado o telefone cair sobre a mesinha de centro.nesse exato momento me deu uma crise de choro  com possível chegando a quase me sufoca com minha próprias lágrimas .


Só a ideia de perde meu marido me aterroriza , lutamos tanto pra vivemos esse nosso amor , pra agora do nada tudo se acaba sem mais nem menos .

Sem perda de tempo mando uma mensagem no grupo da família , para todos irem pra lá .

Rapidamente saio de casa indo até a garagem pega meu carro , assim que entro no mesmo acelero indo o mais rápido possível para o hospital .


Quebra de tempo , enquanto isso em outro lugar .


- o que foi Alice ?

- eu não sei Diego , só sei que a mamãe mandou a gente ir para o hospital central da família guerra agora .

- será que aconteceu alguma coisa grave maninha ?

- não sei Marcos, talvez . A mamãe não nos mandaria pra lá se nada tivesse acontecido .


- vamos deixar de fazer suposições meus sobrinhos e vamos para lá agora , pra saber o que está acontecendo por meio de minha cunhada .


- só espero que não esteja acontecendo nada grave tio Henrique .

- eu também espero Alice .

( ...)


- recepcionista pode me dar uma informação !! - disse desesperada .

- claro , em que posso ajudar ?

- me ligaram agora pouco da qui me avisando que meu marido esta internado  em estado grave.


- certo .qual e o nome do paciente ? Pergunta .

- Rômulo Salvatore Ferreira .


Digo o nome dele enquanto  a recepcionista que no mesmo momento  digitar algumas coisas no computador.

- o Sr . Rômulo está na sala 304 , vá até o corredor do meio e vire a primeira direita , a segunda porta e q do quarto dele .

- obrigada .digo antes de sumir do seu campo de visão .

Andando por alguns metros imediatamente encontro o quanto 304 , mas quando estou prestes a entra sou para por um médico .


- Olá , sou o Dr.Daniel guerra em que poço ajudar ? Fala me estendendo uma das mãos .


- Oi , meu nome e Regina Salvatore e eu vim aqui pra ver o meu marido - disse enquanto apervata amigavelmente sua mão .


- ah sim ,  entendo eu sou médico responsável pelo paciente , o Sr . Rômulo  , já que a senhora está aqui eu gostaria de que nós nos sentarmos um pouco para pode conversar sobre o estado no paciente .


- certo - digo o acompanhando ate as duas  das muitas cadeiras brancas que está localizada  de frente para  as janelas do quarto 304.me sento na cadeira colocando as ambas as mãos repousa dá sobre o colo , o médico faz o mesmo só que com a prancheta em mãos .


- senhora Regina não vou mentir o estado de saúde do seu marido e considera grave - disse contendo um pequeno suspiro .

- eu sei doutor , mas por favor no me esconda nada !! - falo tentando miseravelmente segura as lágrimas que teimam em cair sobre minha face .


- tudo bem ,eu vou te expli...- antes que o Dr . Daniel poça terminar de fala o mesmo e interrompido por uma cabeleira loira de 1,68 de altura .


- mamãe o que está acontecendo aqui ?

- mãe o que ouve , por que a senhora está chorando ? Pergunta o jovem moreno na minha frente .


- fala logo cunhada já estou ficando preocupado !!


- calma , antes de tudo peço que se sentisse para que o doutor Daniel possa explicar o que está acontecendo para nós todos de uma só vez.

Meus filhos e meu cunhado faz o que mandei sem reclamar .

- como eu estava dizendo o estado de saúde do Sr Rômulo e grave e vai ser preci...

- o que !! Como assim o estado do papai e grave , mãe o que aconteceu ?


- agora pouco fiquei sabendo que o seu pai sofreu um grave acidente de carro, e como podem ver o estado dele e crítico , foi por isso que eu pedi que todos parassem o que estivessem fazendo e viesse para ca - digo tentando parece o mas calma possível.


- Regina o quão grave foi esse acidente ?

- eu não sei Henrique o Dr . Daniel vai nos explicar agora .

Falo e todas  as atenções foram viradas para ele , em expectativa do que ele falaria seguir.

- certo . Como eu ia dizendo o Sr.Rômolo teve duas costelas quebradas o ocasionando a perfuração de um dos pulmões , por isso que vai ser preciso fazer uma intervenção cirúrgica , primeiramente uma drenagem para tira o sangue que está acumulando em dos mesmo ,depois de uma transfusão de sangue por que durante a a retirada do senhor Salvatore das ferragens foi detectada um enorme ferimento em seu tórax , fazendo com que ele perdesse muito sangue , por essa razão será necessário a transfusão antes da  principal cirurgia. Fizemos alguns testes no paciente e descobrimos que o mesmo tem o sangue o - , e por uma terrível coincidência esse é o tipo de sangue está faltando no nosso banco de sangue .


A cada palavra dito era um misto de tristeza e dor em cada um dos que estavam ali presente .


- iss...isso significa que o papai vai morrer!!

- não maninha o papai e forte , Alice você vai ver que ele vai sair dessa - fala consolando a irmã .


- eu espero que esteja certo Marcos .

- Eu também Diego - sussurra .


- continuando ... Já que vocês são familiares , eu gostaria de saber quais de vocês têm o sangue o - ?

Olhamos uns para os outros e depois para o médico .

- então ? Pergunta esperando a resposta que não vem .

- doutor nenhum de nós temos esse tipo de sangue - fala o irmão do meu marido .

- bom... Isso só complica as coisas.

- como assim doutor ?

- Sra Regina lamento em lhe informar mas... Se seu marido no receber essa transfusão em menos de 24 horas não terá nada em que eu poça fazer .


Não , não , isso não pode está acontecendo , não pode  .

Meus filhos começam a chora  junto com meu cunhado e eu só consigo imaginar o que será de nós agora .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...