História Stalker - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jimin, Jungkook, Stalker, Taehyung
Visualizações 54
Palavras 1.256
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então gente como eu disse tá aqui!
O primeiro capítulo de Stalker, espero que gostem e que a leitura seja agradável.

Capítulo 2 - (Dia 1)


•Dia 1 - S/N•

Já no avião sinto meu estômago estranho. Estávamos prestes a decolar quando vejo Seulgi voltando do banheiro.

- O que você tava fazendo?! - Perguntei inquieta na minha poltrona.

- Aish calma, eu estava me arrumando. Já vamos decolar! Animada pra conhecer meu país?

- Claro, eu sempre quis conhecer a Coréia do Sul e você vir pro Brasil, estudar no mesmo colégio que eu foi ótimo. Porque agora vamos ir juntas pra Coréia, obrigada por me receber em sua casa Seulgi.

- Que isso! Tudo bem, quando eu precisei quem me ajudou foi você, estamos nessa a 4 anos S/N. Somos melhores amigas e você sabe que meus pais ficam felizes que você está indo conosco.

- Vocês são demais. Pelo menos eu já sei um pouco de coreano… Mas sabe, vou sentir saudades da minha família. Tá bom que minha mãe e minha irmãzinha vão ficar bem, mas mesmo assim eu fico com saudades só de pensar nelas.

- Elas vão te visitar S/N, você é muito grudenta com elas. Nunca vi nada igual.

- Eu sou um amorzinho! - Apertei minhas bochechas com minhas próprias mãos.

- Você é um grudezinho!

Rimos. O avião finalmente decolou e fomos em direção a Coréia do Sul. Agora uma nova vida começaria, em outro lugar, conhecendo pessoas novas tenho certeza que vai dar tudo certo.

                          •••

- Ei, S/N! Acorda! - Ao abrir os olhos vi o rosto de Seulgi na minha frente.

- O que foi?

- Já chegamos, vem!

Soltei o meu cinto de segurança e levantei seguindo Seulgi até a fila que se formou pra que desembarcassemos do avião. Esperamos um pouco na fila até que o piloto falo algo em coreano que eu não entendi e as portas se abriram, fomos todos desembarcando e finalmente ao pisar nas salas de embarque e desembarque me dei conta do quão grande é esse momento. Várias pessoas se movimentavam por ali, muitas com máscaras tampando metade de seus rostos. Andamos até as esteiras e ficamos esperando nossas malas enquanto os pais de Seulgi foram ao banheiro. Nossas malas apareceram e as pegamos, encontramos os pais de Seulgi e seguimos pra fora do aeroporto. Pedimos um táxi e fomos até a casa de Seulgi, depois de me instalar no quarto de hóspedes fiz minha higiene e me deitei um pouco. Seulgi disse que mais tarde me levaria pra algum lugar que não consigo falar o nome, logo que me deitei na cama macia o sono veio e adormeci.

Um pouco mais tarde acordei e me arrumei junto de Seulgi, saímos umas 18hrs e seguimos rumo a um café bonito no centro de Seul. Tinham muitas pessoas, todas bem vestidas, me senti até menos arrumada. Não sabia que as pessoas aqui se arrumavam tanto até mesmo pra ir a um café. Sentamos juntas em uma mesa no meio do café e ficamos esperando até sermos atendidas, pedi uma xícara de cappuccino com chocolate e Seulgi pediu um mocha.

Ficamos conversando um bom tempo, mas percebi que Seulgi não parava de olhar pra trás de mim.

- O que foi? Perdeu alguma coisa lá atrás? - Me virei e no mesmo instante meu olhar se cruzou com o de um garoto bonito de cabelos escuros. No mesmo instante virei de volta pra Seulgi. - Aquele cara tá mesmo encarando a gente?

- Encarando você minha linda… Ele é um gato e não para de olhar pra você! - Disse ainda encarando o cara na mesa atrás de nós.

- Isso é estranho, ele só está vendo as minhas costas. Porque ficar encarando?

- Vai saber, talvez ele seja tarado por nucas. - Falou rindo.

- Credo Seulgi, você tem umas idéias bem loucas.

- Ah vai me dizer que você também não pensou isso. Enfim, vai pedir o número dele.

- Nem pensar Seulgi, não vou sair por ai pedindo o número dos outros não. É meu primeiro dia aqui, não quero causar má impressão.

- Você não é copiadora pra causar má impressão, ou é?

- Não... Aish para com essas piadas sem graça.

- Com licença, aqui está o pedido de vocês e pra você... - Disse o garçom olhando pra mim. - Pediram pra te entregar isso.

Ele colocou uma tigela com biscoitos em formato de coração em cima da mesa.

- Quem mandou isso? - Perguntei surpresa e o garçom apontou pra trás de mim. Acompanhei seu olhar e novamente meus olhos se encontrarem ao do garoto de cabelos escuros. Ele sorriu e bebericou o café que estava tomando. Senti um arrepio percorrer todo o meu corpo, esperei o garçom sair e bebi meu cappuccino todo de uma vez. - Vamos embora Seulgi, aquele cara é estranho!

- Ai relaxa, vamos aproveitar os biscoitinhos! - Seulgi disse mordendo um biscoito.

- Não come isso! A gente não pode aceitar coisas de estranhos Seulgi…

- Aqui na Coréia aceitamos.

- Eu sei, aceitam de pessoas mais velhas! Isso não significa que devemos usar, ou comer o que essas pessoas dão!

- Aish fica calma S/N!

- Eu vou tomar um ar.

Me levantei e sai do café, me encostei na parede ao lado da porta e respirei fundo. As vezes a impulsividade de Seulgi me deixa desesperada, então eu tenho que respirar fundo e voltar a minha consciência.

- Moças bonitas não deveriam ficar sozinhas assim. - Me assustei com a voz do garoto, o mesmo que estava nos olhando.

- Com licença eu vou entrar. - Falei tentando passar por ele e entrar no café, mas ele continuou na frente da porta.

- O que foi? Está com medo de mim? - Ele passou a mão pelo meu rosto. No impulso tirei a mão dele e o empurrei. Entrei no café e com a respiração acelerada me sentei na mesa com Seulgi novamente, ficamos conversando e não vi o garoto entrar mais.

Seulgi e eu pedimos mais algumas coisas e depois de comer muito saímos do café.

- Aqui é muito bonito mesmo, não sei como te agradecer Seulgi. - Conversávamos conforme caminhávamos.

- Agradecer pelo o que?

- Como assim pelo o que? Por me ajudar a vir pra Seul e convencer os seus pais a me hospedarem.

- S/N, você sabe que eles fizeram porque gostam de você e sabe muito bem que só sua amizade já é suficiente como forma de agradecimento.

- Você é uma das melhores amigas que alguém pode ter! - Abracei Seulgi e começamos a rir.

Começamos a caminhar novamente quando ouvimos um barulho atrás da gente. Olhamos assustada mas não vimos nada.

- O que foi isso? - Seulgi perguntou baixo.

- Não sei e não quero ficar pra descobrir. Vamos!

Arrastei Seulgi dali e finalmente fomos em direção de casa.

                          •••

(Narradora)

Desde a saída do café, os passos de S/N e Seulgi eram seguidos. O garoto bonito de cabelos escuros não chamava atenção, caminhava a distância das garotas mas sem perder se quer um movimento qie faziam. Por acidente quando as duas pararam ele acabou pisando em um galho mas logo se escondeu atrás das árvores.

- O que foi isso?

- Não sei e não quero ficar pra descobrir. Vamos!

Continuou a seguir as garotas até que ela chegaram em uma casa bonita com jardim extenso. Ali as duas entraram e não sairam mais, o garoto ficou ali por mais meia hora até que teve certeza. As meninas moravam ali, o jovem pegou seu celular e discou o número já conhecido pelo mesmo.

- Oi, eu achei e ela é linda. - Disse ao ser atendido.


Notas Finais


Esse foi nosso primeiro capítulo!
Espero que tenham gostado e que continuem acompanhando.
Deixem seus comentários e nos vemos no próximo capítulo! Bjs! ^-^♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...