História Stalker (Fack) - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias It: A Coisa
Personagens Edward "Eddie" Kaspbrak, Richard "Richie" Tozier
Tags Chosen Jacobs, Fack, Finn Wolfhard, Jack Dylan Grazer, Jaeden Lieberher, Jaeden Martell, Jeremy Ray Taylor, Jyatt, Sophia Lilis, Wyatt Oleff
Visualizações 90
Palavras 1.408
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpe o atraso aí pessoal e boa leitura ~ ;3;

Capítulo 16 - Surpresas nem sempre são legais


Fanfic / Fanfiction Stalker (Fack) - Capítulo 16 - Surpresas nem sempre são legais

~ POV Jack


Me levantei encarando Jeremy e Sophia completamente largados em suas cadeiras de descanso. Nós acabamos dormindo na parte de fora do Iate, e a nossa maior sorte era que não tínhamos perdido a direção da viagem. Olhei pra baixo e havia alguma coisa na minha barriga, nada menos esperado do que Finn que estava abraçando o meu corpo sendo que na altura errada, e felizmente ninguém estava acordado pra ver a cena no mínimo insinuativa  dele dormindo com a cabeça deitada sobre a minha sunga.

Nessa hora que me lembrei que ainda estava com roupa de banho, isso porque ontem à noite paramos o iate perto de uma praia para nadar por ali, onde podíamos aproveitar a água quase transparente do melhor lugar que eu havia visitado nesse ano,  e aquilo foi tão bem aproveitado que quando voltamos caímos no sono depois de comer todo o estoque de comida que achamos na embarcação.

Passei a mão sobre as bochechas de Finn enquanto esperava ele acordar com isso, ao mesmo tempo levando um susto por ver como estavam vermelhas, o que com certeza era pelo tempo que estávamos no sol nessa manhã.

— Finn... — O chamei baixinho pra que acordasse, mesmo sabendo que eu devia acordar ele de uma vez estava muito bom ter ele deitado ali, ou eu apenas estava sendo pevertido demais por pensar essas coisas sem nem ter acordado direito enquanto ele se acomodava melhor abraçado a mim.

Não funcionou para ele mas Sophia se levantou com uma cara de que  não sabia o que estava acontecendo, enquanto eu olhava para o outro lado disfarçando sobre o que eu estava pensando antes.

— Bom dia, Sophia — Comentei agitado para me levantar dali logo e ir no banheiro, mas a garota só sorriu breve e passou na minha frente. Levantei o rosto de Finn com as duas mãos o chamando, e finalmente ele me respondeu mas com os olhos fechados.

— Oi amor — Finn respondeu claramente zonzo de sono.

— Finn, eu preciso levantar! — Tentei empurra-lo com calma — E você também, melhor não se olhar no espelho.. — Contei e o vi abrir os olhos imediatamente, preocupado. "Sabia que eu devia ter usado o truque da vaidade antes...", pensei com um sorriso quando Finn saiu de cima de mim e correu até a parte de dentro, com certeza ia tomar um susto com sua cara de camarão, mas eu até que achava fofo.

Aproveitei e corri pra dentro também, procurando o outro banheiro. Quando saí todos os outros já tinham acordado, e então fizemos nossa pequena reunião para decidir voltar agora, com a desculpa de que "Não é porque a comida acabou, mas porque tem aula amanhã ".

Então depois de uma hora estávamos de volta ao resort, depois procurando por Jaeden e Wyatt nas barracas, esquecendo que obviamente eles estariam no quarto pois eram 09:30 da manhã...

Entretanto nós quase quebramos a campainha de tanto tocar mas ninguém atendeu, então eu e Sophia nos encaramos sem saber o que fazer já que os outros ainda estavam tomando café da manhã no salão.

— Voltamos? — Ela me olhou.

— Voltamos — Disse dando de ombros, confuso.

— Podemos procurar do lado de fora depois — Ela disse enquanto caminhávamos pelo corredor.

— Tudo bem... Você acha que eles dariam um jeito de alugar um barco de ontem pra hoje e sairiam daqui?!

— Não... Quer dizer, nossa, eles fariam isso?

— Não sei... Vamos perguntar naquele cais logo...— Falei andando um pouco mais rápido até o lugar onde haviam alguns barcos estacionados, esses que levavam as pessoas até o navio que ao longe estava ancorado e outras embarcações grandes. Sophia me acompanhou e não demoramos pra encontrar alguém que poderia nos informar quando havia saído a última viagem.

O homem velho demorou pra raciocinar, mas lembrou que hoje as 7:00 AM um grupo havia saído num barco pequeno. Automaticamente eu e Sophia nos encaramos com as expressões mais decepcionadas do mundo, mas aí ela começou a sorrir. Isso foi bem estranho mas não quando ela apontou para trás de mim e de longe eu vi Jaeden e Wyatt caminhando juntos na areia.


— Onde vocês estavam!? — Perguntei ofegante depois de corrermos até eles.

— Nós ficamos preocupados... — Sophia comentou mais aliviada pelo encontro.

— Calma pessoal... Nós só fomos no lual... Achou que íamos fazer o que, sair nadando? — Wyatt comentou e todos rímos brevemente, finalmente entendendo.

— Lual ?! Porque não nos avisaram? — Falei totalmente curioso sobre o evento que aparentemente tinha sido ali na praia.

— Eu iria avisar se vocês não tivessem sumido por metade de um dia — Ele continuou, empurrando minha testa com a mão brevemente mas logo depois rindo, assim como eu que fazia careta.

— É mas foi por uma boa causa, afinal vocês se divertiram, não é? — Comentei e vi eles se encararem discretamente, não disseram nada, Jaeden só virou pro lado e Wyatt segurou um sorriso,  mas com isso eu e Sophia já tínhamos entendido qual era a resposta.

Assim nós acompanhamos eles pra vir até a mesa de café da manhã com a gente, e enfim todos comemoramos pelo aniversário mais uma vez por estarmos só entre amigos próximos, e por estarmos juntos novamente. Todos nos divertimos mais um pouco na piscina, exceto por Finn que resolveu ficar se protegendo do sol na barraca e eu que o fiz companhia por um bom tempo, mesmo debochando do modo como um lado do rosto ficara mais pálido e outro vermelho porque ele havia deitado a cabeça de lado. 

Para ajudar ainda usei um tubo de creme para passar nele, e fiquei o abanando enquanto o mesmo estava deitado, o que era estranho porque eu parecia um escravo, mas todos sabem que eu só quero o melhor pra o Finn, por isso não tinha problema nenhum em cuidar dele, levando em conta que meus sentimentos estão se tornando mais e mais fortes a cada dia... 

Deixei um selar sobre o ombro dele no final, sorrindo.

— Lembre que isso vai te curar mais rápido— Comentei depois. 

—  Vai mesmo? Acho que isso funcionava quando éramos crianças, agora você sabe que precisa da "dose de adulto" — Ele comentou piscando de um jeito propositalmente exagerado pra mim, então ri segurando e apertando a bochecha dele antes de responder.

— A dose de adulto é pra adulto, não pra um crianção chamado Finn Wolfhard. — Falei roubando um selar do mesmo. 

— Não era o que você pensava antes de ontem, senhor Jack Dylan Grazer — Ele disse com um riso bobo, me abraçando com calma para não encostar suas partes bronzeadas demais pelo sol, ou melhor, só avermelhadas demais. 

—  O quê? Eu não lembro disso — Brinquei fingindo que não lembrava como na noite de alguns dias atrás e o vi arregalar os olhos nesse instante — Você devia ver sua cara nesse momento — Ri — É brincadeira, Finn

— Droga, eu sabia que eu devia ter te jogado do titanic — Ele comentou juntando as sobrancelhas e eu empurrei seu rosto pro  lado com a mão, ainda brincando com o mesmo que se voltou pra mim novamente e começara a alisar minha nuca ao que nos juntávamos mais no abraço.


[...]

Esperamos até de tarde para voltar, o estoque de comida estava restabelecido e tudo pronto para ir.  Mas então Jaeden e Wyatt avisaram que iam ficar por mais um  dia, sério mesmo isso? Se eu soubesse que ia dar tão certo... Teria feito melhor ainda, afinal era muito satisfatório ver esses dois assim... Eles disseram que no outro dia o zelador traria o iate para buscar eles, e com uma pequena despedida partimos pra casa de praia de novo.

Não demorou tantas horas para chegarmos lá e de lá pra o bairro, e assim parecia que iria correr tudo bem, no dia seguinte iríamos pra aula, e mesmo com a Chloe ali e eu iria poder encontrar com o Finn em paz no colégio, onde com certeza eu ia encontrar mais um bilhete daquele stalker, mas logo iria fazer as avaliações antes das férias e estar livre.

Mas quando eu e Finn chegamos em casa, depois de nos despedirmos do pessoal, não foi nada agradável encontrar um certo alguém me esperando no sofá da sala de estar, ao lado da família do Finn...



Notas Finais


Sorry pelos erros!
Espero que tenham gostado e que não seja tão misterioso saber quem é que tá na sala, porque não é ninguém que vocês já não tenham ouvido falar na história~
Kissus~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...