1. Spirit Fanfics >
  2. Stand And Deliver! >
  3. Welcome tomorrow instead yesterday

História Stand And Deliver! - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Como prometido ontem com o último capítulo de Strawberry Fields, cá estou eu postando mais um capítulo da "fanfic dos piratas" kkkk😅
Lembrando que os títulos dos capítulos, são trechos de músicas da banda dos anos 80 "Adam And The Ants" e o link que cada música ficará sempre nas notas finais caso queiram conhecer, ok?😉
Bom, então agora espero que todos tenham uma ótima leitura e vamos descobrir o que farão com o "falso príncipe".😮😅

Capítulo 5 - Welcome tomorrow instead yesterday


Fanfic / Fanfiction Stand And Deliver! - Capítulo 5 - Welcome tomorrow instead yesterday

5: WELCOME TOMORROW INSTEAD YESTERDAY


Quando Paul acordou, ele tinha certeza de algumas coisas. 

Primeira: Ele não tinha morrido. 

Segunda: Aquele lugar em que ele estava não era o castelo. 

Terceira:  A cabeça dele latejava bastante.

E quarta: Estava preso, com os pulsos fortemente amarrados por uma corda, que já estava o machucando.


Aos poucos ele foi recobrando sua plena consciência aos poucos e gemeu de dor quando tentou mover a cabeça e olhar para o lado. Ele não conseguia ver absolutamente, já que além de amarrado, estava vendado também. Ele começou a ouvir vozes masculinas e pouquíssimas femininas, mas todas eram altas e pareciam estar se divertindo por conta das risadas constantes. Mas em algum momento, tudo ficou em completo silêncio e o único barulho que podia ouvir, era o de sua respiração descompassada.

Enquanto a tripulação esperava que John saísse emfim de sua cabine naquela manhã, eles ficaram todos em volta do garoto desacordado esperando que o capitão viesse para que soubessem o que fazer com aquele que eles acreditavam ser o príncipe. George, que já estava na metade da segunda de vodka, falava coisas desconexas e engraçadas, provocando risadas nos outros e Pattie se apoiou nele, tentando se recuperar da crise de risos, mas tal gesto, fez o sangue de Ringo ferver e ele praticamente empurrou a garoto para o outro lado do deck, a fazendo sair a força de perto de Harrison. Algum comentário ácido e possivelmente bêbado seria feito, mas foi interrompido quando a porta da cabine foi aberta e Lennon saiu de lá, pigarreando propositalmente.

Agora, o único som que Paul pôde ouvir agora, fora o de passos cada vez mais perto dele e isso o desesperou de tal forma que o fazia tremer. E então, mais uma vez se fez o silêncio completo, para sua angústia.

- Aqui estás ele, capitão. - Stuart diz quebrando o silêncio.

- Sei de quem se trata. Quem mais poderia ser? - John diz secamente, sem tirar seus olhos do rapaz à sua frente.

"Então esta voz rouca e firme era a do capitão?" Paul pensou.

Sutcliffe abriu e fechou a boca algumas vezes, tentava falar mas preferiu ficar quieto. Olhou para o lado e viu a cara de Richard, como se dissesse: "Eu lhe avisei!"

- Onde o capturaram? - Lennon pergunta, apesar de todos a ouvirem, sabiam que tinha sido dirigida à Stuart, George e Ringo.

- Em seus aposentos, capitão. - George respondeu com a voz arrastada.

- Tens o porte físico tão franzino para um príncipe... - o líder comenta com estranheza.

"Príncipe? Não, isso não pode estar acontecendo. Não sou quem eles pensam!" Paul pensava agora começando a ter noção no que havia a metido.

McCartney ficou ainda mais desesperado ao ouvir aquilo. Ele pensou em todas as possibilidades do que poderia fazer. Poderia continuar se passando por Maxwell até quem sabe ser liberto e voltar para o castelo. Ou poderia contar tudo de uma vez e revelar que ele era apenas um serviçal que limpava todo o cocô que a cavalaria real fazia.

Ele considerava o que iria dizer quando o perguntassem sobre. Mas, estar amarrado e vendado no meio de uma embarcação pirata, não deixava muitas escolhas para ele, iria mentir.

O garoto tinha começado a bolar sua mentira, de maneira que ela ficasse o mais convincente possível, mas teve sua linha de raciocínio interrompida quando sentiu um chute em sua perna direita, que o fez gemer de dor.

- Não o toque, Harrison. - John adverte irritado - A menos que os reis se recusem a pagar pelo resgate, pois assim sendo, teremos de o fazer. Entendeu?

- Claro, capitão. - o de sobrancelhas grossas respondeu tao irritado quanto o acobreado.

- Creio que a esta hora, vossos pais já estejam em desespero total procurando por seu querido herdeiro - Lennon fala cheio de deboche - então, provavelmente não teremos problemas com o...

- E-eu não sou d-da realeza... - McCartney ousa dizer, o interrompendo.

- O que disses? - John pergunta franzindo o cenho.

- Q-que não s-sou um nobre, n-não sou aquele que vocês estão a pensar...

- Pare de gaguejar! - o capitão praticamente berrou, assustando o mais novo - Fale como um homem!

- E-eu... Não sou da realeza, não sou o príncipe! - o que estava preso repetiu tentando ao máximo não gaguejar novamente, mas era quase impossível, já que não parava de tremer.

- Como assim tu não és o príncipe? Estás trajado como tal. - o líder  sentiu o sangue ferver enquanto olhava para o garoto vendado e amarrado ao mastro principal, além dos três homens que o haviam capturado.

- Eu s-sou apenas um servo real, não sou um deles. Estava fazendo um... Favor pedido pela majestade. - Paul falou e ficou esperando algum tipo de movimentação ou resposta ao que tinha acabado de dizer.

Cynthia, Maureen, Pattie e os outros saíram assim que John se virou enfurecido na direção de George, Ringo e Stuart. O homem estava vermelho de tanta raiva e as veias de seu pescoço chegaram a ficar saltadas.

- Incompetentes! Desgraçados! - ele vociferou e os três rapazes, inconscientemente se encolheram - Mando vocês fazerem algo simples e vocês conseguem ter a capacidade de errar? Qual o problema de vocês!?

McCartney também se encolheu o máximo que podia e ficou esperando que não fosse morto, enquanto Lennon, impaciente por nenhum dos três ter se manifestado, puxou a espada de sua bainha, fazendo o mais novo acabar gritando em pânico, ao ouvir o barulho da lâmina aparentemente muito bem afiada, cortando o ar.

- Mantenha-se quieto! - ele ordenou quase num grunhido e o garoto assentiu - E então, cavalheiros? Nenhuma resposta? - pergunto arqueando uma das sobrancelhas e os rapazes se entreolharan - Quem o trouxe para meu navio?

- Nós três, senhor... - Ringo respondeu um pouco baixo.

- Melhoremos então a pergunta: Por quê além de incompetentes, vocês são aparentemente ignorantes? Quem o carregou até o bote que o trouxe até o navio? - Lennon perguntou enquanto observava a lâmina da espada brilhando com a luz do sol.

- Eu. - Stuart respondeu, tentando parar de tremer.

- E o que tu segeres que façamos com ele, Stuart? - o acobreado perguntou e seus olhos apresentavam um ar sádico, assustando o outro.

- Podemos mantê-lo no navio. Ele poderá nos ser útil. - George falou com certa malícia na voz, dando de ombros, enquanto Richard fechou os punhos com força e enfiando suas pequenas unhas nas palmas das próprias mãos.

- O-ou vocês poderiam me soltar. - McCartney sugeriu esperançoso.

Os quatro homens olharam para o garoto e Jogn, caminhou até ficar próximo do irlandês, tocando o rosto dele com a gélida lâmina da espada. O garoto soltou um som que parecia um gemido de desespero quando senrut que ela estava subindo de seu queixo e passando por sua bochecha e chegando próxima a altura de seus olhos. Ele sentiu quando ela ficou entre sua pele e o pano e mordeu o lábio inferior com força para evitar qualquer som.

John cortou com um destreza impressionante o pano, fazendo com que ele caísse e ficasse sobre um dos ombros de Paul, que demorou um pouco a ver normalmente, já que havia ficado muitas horas sem enxergar nada, fazendo seus olhos verdes arderem e marejarem. Alguns minutos depois, ele pôde ver tudo ao seu redor perfeitamente e sentiu a respiração prender quando leveou seu olhar até o rosto do homem que havia tirado sua venda.

Lennon ficou alguns segundos o encarando de forma firma e ameaçadora, observando cada detalhe seu, desde de seus cabelos negros grudados na testa pelo suor, seus olhos verdes arregalados, sua boca pequenina entreaberta, até as suas bochechas rosadas. Após sua observação, deu um sorriso de canto, maneando a cabeça para o lado e soltando um risinho em seguida.

- Tu não serás solto. Não para regressar à Blackbird. Agora, tu és nosso. Trate então de esquecer-se daquele lugar. - ele finalmente disse quebrando o silêncio, voltando novamente sua atenção aos três enquanto guardava sua espada na bainha e dessa vez, pegava uma faca afiada de sua cintura - Oh, mas seria uma pena se dois de vocês tivessem de limpar sangue em meu convés... Não seria, Sutcliffe? - o acobreado pergunta sugestivo.

- S-sim, capitão. - Stuart respondeu e sentiu que os outros dois ficaram ainda mais tensos ao seu lado quando Lennon se aproximou de repente e colocou a lâmina contra sua mandíbula.

Foi aí que a fala de Ringo veio em sua mente...

"... Se caso fosse preciso lhe matar para permanecer vivo e no topo, lhe asseguro que ele não pensaria duas vezes..."

Obviamente aquela não era uma situação de vida ou morte, mas Stuart estava certo que John o mataria assim mesmo. Só porque ele queria.

- Sorte que não precisarão... Ao menos neste dia. - o capitão diz e antes de tirar a faca, fez um pequeni corte bem superficial no lugar.

Ele também guardou a faca e voltou a passos pesados até sua cabine. Encarando McCartney uma última vez naquela manhã antes de fechar a porta.

- Bem-vindo à bordo. - Ringo falou enquanto passava pelo rapaz, indo em direção as escadas.

George o segura, mas mal olhou na direção do garoto que continuaria amarrado ali até segunda ordem. Stuart passou por ele com uma das mãos onde o pequeno corte havia sido feito e soltou um "sinto muito", para o mais novo, que sorriu sem ânimo.

- Vou morrer... - McCartney disse baixinho para si mesmo, com a voz trêmula.


Música do título: Los Rancheros - Adam And The Ants


Notas Finais


Nada que uma boa observação no "conteúdo" oferecido por Paul para fazer o nosso capítulo desistir de jogá-lo para os tubarões, não é mesmo?😏

Link da música "Los Rancheros": https://youtu.be/SwcUVjcWjb0

Agora estarei dando prioridade à esta fanfic. Postarei com mais frequência e talvez solte um capítulo de Baby It's You só pra deixar vocês com aquela sensação de "quero mais" kkk😅
Mas enfim, espero que tenham gostado desse.😊
Até o próximo.😘❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...