História Stand by me - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), Daniel, David Nolan (Príncipe Encantado), Elsa, Emma Swan, Henry Mills, Lilith "Lily" Page, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Peter Pan, Princesa Aurora, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Tinker Bell, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Jennifer Morrison, Lana Parrilla, Lgbt, Once Upon A Time, Regina Mills, Romance, Swanqueen
Visualizações 56
Palavras 935
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 5 - Arrependimento


 Emma Swan 

- Regina? Regina acorda! Henry abra mais o portão por favor!

Peguei Regina em meu colo e a levei para dentro, deitei ela em seu sofa e fui buscar um copo d'agua

- Henry onde fica a cozinha?

- A-atras de você - aponta para o comodo que estava atras de mim, o que separava a cozinha da sala era uma balcão.

Peguei um copo d'agua e um pano que estava em cima do balcão

- Henry molhe esse pano na água, e passe na testa dela, nao deixe muito molhado apenas umido, vocês tem aquelas caixinhas de pronto socorros?

- Sim, esta no armario do banheiro

- Ok eu vou la buscar, continue passando o pano, nao se preocupe ok? Vai ficar tudo bem

Fui a procura do banheiro o que demorou um pouco, mas achei, quando voltei Regina estava acordando entao fui na cozinha e peguei um copo d'agua

- O que aconteceu? - pergunta Regina ainda um pouco zonza

- Você desmaiou mamãe 

- Desmaiei?

- Sim Regina...- dessa vez ela olha em direçao a mim surpresa - Henry por que você não vai se trocar? Pode deixar que eu cuido dela - dou um sorriso tentando ser amigavel, Regina ainda me olhava surpresa, sentei-me em sua frente na mesinha que ficava no centro da sala, e ela ainda me encarava, já estava ficando com medo, abri a caixinha de pronto socorros

- Me dê sua mão por favor - peguei em sua mao e comecei a limpar a ferida

- Ai!

- Me desculpe, está um pouco fundo, mas acho que nao vai precisar de ponto

- Você não precisa se incomodar, pode deixar que eu limpo - ela olhou para a mão que ainda estava com um pouco de sangue, percebi que sua expressão mudou 

-Não me incomodo, e você nao parece se dar bem com sangue

- É, verdade...Ai!

- Me desculpe - coloquei o band-aid e fiz um carinho em sua mão, depois dei um beijinho, juro, foi inevitável

- É-É que minha mãe sempre fala que um beijinho sara mais rapido - acho que senti meu rosto queimar de vergonha, Regina ainda olhava profundamente em meus olhos e eu nos dela, tão lindos, tão intensos, tão expressivos, desci meu olhar para seus lábios, pintados com um batom vermelho bordô, tão chamativos, sua cicatriz que era tão...tão sexy, fiquei intercalando meu olhar entre seus lábios e seus olhos, e pode acreditar, eu não me cansaria de passar o dia olhando para eles

- Ela tá melhor? - Henry aparece no corredor 

- To sim filho - não sei se foi impressão minha mas ela ficou sem graça - filho me desculpe mas eu ainda não terminei de fazer o jantar

- Eu faço - hoje eu tô corajosa

- Não precisa se incomodar, você já me ajudou, com certeza não foi fácil me carregar do portão até aqui, você deve estar cansada

- Eu insisto, e eu faria mais dez vezes se precisasse - senti meu rosto queimar de vergonha de novo - e-eu não tenho o que fazer agora, e eu não me importo de ajudar,  e-e você está com a mão machucada - ela me encarou um tempo depois apenas balançou a cabeça positivamente 

- Eu posso ajudar? - Henry disse com um sorriso no rosto, olhei para Regina e ela apenas concordou com a cabeça levantando as mãos para o ar com um sinal de rendimento 

Até que foi rápido para terminar de fazer o jantar, Regina já tinha feito metade, eu e Henry era só risada, conversavamos sobre todo tipo de assunto e contavamos todas as piadas que vinham a nossa cabeça, e Regina apenas ria de nós, um pouco tímida, mas ainda sim ria, Henry chamou sua ajuda na cozinha de "Operação Jantar" e eu adorei esse nome 

- Bem parece que o jantar ficou pronto rapidinho - olho para Henry - e você é um ótimo ajudante na cozinha garoto bate aqui - levanto a mão para um Hi-five - formamos uma bela dupla 

- Operação Jantar concluída - disse o menino todo sorridente - agora vamos comer né Mãe?

- Sim Henry - disse Regina sorrindo 

- Vem Emma vamos comer - Henry me puxou pra mesa 

- Ah He-Henry eu não...

- Não vai comer sem antes lavar as mãos - disse Regina me olhando

Henry e eu fomos até o banheiro para lavar as mãos e quando voltamos a mesa já estava toda pronta, sentamos e comemos e claro conversando sobre todo tipo de assunto, só eu e Henry, Regina ficou quieta a maior parte do tempo o que me deixou nervosa, e quando estou nervosa eu falo muito, e falo o que não devo

- Seu marido está viajando Regina? - saiu sem pensar e eu me arrependi amargamente, ela me encarou, o que me deixou assustada, e depois olhou para a comida de novo

- Meu marido morreu...- Parabéns Emma! - E é Sra. Mills - disse soando um pouco irritada

- Me desculpe...eu não queria...eu

Eu fiquei quieta de tanto nervoso, e eu nunca fiquei quieta, não por tanto tempo, fiquei com vergonha de olhar pra ela ou para Henry, depois de um bom tempo em silêncio eu decidi ir embora, Henry me acompanhou até o portão e Regina apenas observava pela janela, me despedi de Henry e fui para casa me amaldiçoando por ter feito a maldita pergunta

Quando cheguei em casa apenas fui tomar um banho e me deitar, minha mãe veio em meu quarto e me deu um beijo de boa noite, não conseguiria dormir, lá pelas 2h da madrugada (eu acho) peguei no sono, mas ainda sentindo um imenso arrependimento.





Notas Finais


Regina um pouco grossa com Emma né não? E esse marido que morreu, será mesmo que morreu?
Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...