1. Spirit Fanfics >
  2. Stanford University - Jeon Jungkook >
  3. Oficialmente da irmandade Roth House

História Stanford University - Jeon Jungkook - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Gente finalmente escrevi o segundo cap, espero que gostem.

Boa leitura!!

Capítulo 2 - Oficialmente da irmandade Roth House


Fanfic / Fanfiction Stanford University - Jeon Jungkook - Capítulo 2 - Oficialmente da irmandade Roth House


Em toda a minha infância, sempre fui muito briguenta, eu arranjava briga com qualquer pessoa que me irritava, tanto que já cheguei a ser suspensa da escola por bater no garoto que me atormentava, mas nunca me abalei. Mamãe sempre dizia que eu era uma garota muito forte e difícil de se abalar, que tentava ser otimista ao máximo e todo dia estava com um sorriso no rosto. Eu e ela sempre fomos muito apegadas, saíamos quase todo dia juntas para comer e fazer coisas de mãe e filha. E também, sempre fui aberta com ela em relação aos meus sonhos e vontades e, a partir do  momento que eu disse que sonhava em ingressar numa faculdade nos Estados Unidos, ela começou a economizar dinheiro na hora.


Nós nunca tivemos muito dinheiro. Depois do falecimento do meu pai, mamãe teve que dar muito duro no trabalho para conseguir grana para sustentar a casa e eu sempre tentava ajudar no que for preciso, mesmo ela dizendo dizendo para eu não me preocupar e apenas focar nos estudos, e assim eu fazia. Estudei muito toda a minha infância para finalmente conseguir entrar numa faculdade fora. 


E hoje, eu estava a dormir igual um anjinho depois de um dia tão cansativo que eu tive na faculdade. Acontece que, eu tenho quase certeza que meu professor não foi muito com a minha cara, ja que ele me fez fazer três trabalhos que eram para ser em dupla, sozinha. Aquele velho babaca! Não que isso me incomode, até porque sou inteligente o suficiente para fazer tudo isso rápido. Mas mesmo assim! Eu não precisava desse tipo de trabalho, tenho outras coisas para fazer e mereço meus momentos de descanso.


O sono que estava tendo logo é interrompido quando sinto a cama mexendo e uma mão me balançando freneticamente. 


— Acorda S/n, tem uma coisa para você aqui - é a voz de Kira. Tentei abrir meus olhos para olhá-la, mas foi uma missão completamente falha já que a cinco minutos atrás eu estava no meu décimo primeiro sono.


— Fala rápido Kira, eu estou cansada - virei o lado e me aconcheguei mais na cama, abraçando meu travesseiro. Minha voz sai baixa e rouca, não tenho força para nada no momento. 


— Duvido que você vai querer dormir depois de você ver o que eu tenho em mãos - e foi com essa fala que eu consegui me despertar e deixar a luz do quarto atingir meus olhos.


— Diga - me sentei esfregando meus olhos e encarei seu rosto moreno com um grande sorriso estampado nos lábios. 


— Encontrei esse envelope debaixo da porta quando acordei - mostrou-me a carta - parece que alguém vai deixar de ser minha colega de quarto - sua voz saiu num tom triste mas logo abriu um outro sorriso me fitando com sua iris cor mel. 


Olhei para a carta em sua mão com o nome Roth House escrito com letras metálicas e detalhadas na parte da frente e arregalei levemente os olhos. 

 

Meu senhor! E agora? O que será que tá escrito? Puta que pariu! 


Peguei o papel de suas mãos e abri rapidamente, retirando a carta de dentro. 


“13 de fevereiro de 2016,


Querida S/N/C, 


Eu, Audrey Murphy, presidente da irmandade Roth House, venho por meio desta carta em nome de todas as integrantes da irmandade, comunicar que gostamos de sua performance e que gostaríamos de convida-lá para uma pequena reunião com todas as membros para nos conhecermos melhor. 


A reunião está marcada para dia 14/02 às 14:00. Se este horário não estiver de acordo com seus planos, gostaria que nós comunique pela direção da universidade para podermos remarcar a reunião. 


Esperamos você amanhã em nossa casa. 


Atenciosamente, irmandade Roth House” 


Não sei como aconteceu, mas quando dei por mim já estava pulando na cama feito louca. Meu Deus eu estou muito feliz! 


— Eu consegui! Eu consegui! - exclamei eufórica. 


— Tecnicamente você ainda não conseguiu, porque elas precisam gostar de você na reunião - parei de pular no exato momento em que disse isso. 


— Acha que elas não vão gostar de mim? 


— Não é isso! Só acho melhor você não ficar muito ansiosa, já que foram muitas garotas selecionadas também - ela estava certa. Melhor eu não cantar vitória antes do tempo, embora eu estava muito confiante de que serei aceita.


— Ok. Acho melhor eu tomar um banho agora e me preparar para não ter um surto quando entrar na House. 


...


As garotas junto a mim davam muita risada do que eu falava. Todas ali eram muito simpáticas e lindas de doer. Cada uma mais bonita que a outra. Me sentia um caco quando olhava-as. No momento em que cheguei na casa onde ficavam, fui recebida calorosamente por todas as líderes. Elas me levaram para a sala de estar, se acomodaram, e começaram a levar um papo comigo bem tranquilo. Me perguntavam como era minha vida antes de entrar na faculdade, do que eu gosto de fazer, do que gosto de comer. Perguntavam se eu bebo, fumo, gosto de festas e outras coisas também. Todas me trataram como se eu já fizesse parte da equipe.


— Então S/n, acho que já ficou bem óbvio que todas nós gostamos muito de você - falou se levantando do sofá em que estava sentada me olhando e dando uma belo sorriso- e antes de você estar oficialmente para a irmandade, gostaríamos que você assinasse esse formulário dizendo todos seus dados médicos e dados pessoais - Audrey me entregou um papel e uma caneta - depois, Kayla e Jennie irão te acompanhar até seu dormitório para ajudar você a pegar suas coisas - as meninas me direcionaram o sorriso enquanto eu assentia para Audrey começando a completar os espaços do papel que me foi entregue. 


Entreguei a ficha para a presidente logo saindo da casa e sendo acompanhada pelas duas garotas, indo direto ao meu quarto. 


— Como está se sentindo? - Kayla, que estava do meu lado direito, perguntou gentilmente me olhando de canto enquanto continuava a andar. Sua voz doce era capaz de encantar qualquer um facilmente. Sua beleza então, nem se fale, uma das garotas mais lindas que já vi na vida, não é atoa que conseguiu entrar para a irmandade. Com esse corpo ela nem precisaria fazer a audição, já estaria dentro de qualquer jeito. 


— Eu estou muito feliz, pode ter certeza - meu sorriso estava radiante na aquele momento, um dos melhores sorrisos que já dei em toda minha vida. Estou muito orgulhosa de mim. 


— Bom, então vamos fazer o seguinte. Iremos até seu dormitório e voltaremos para casa. Você dividirá o quarto comigo e com a Kayla. Depois nos reuniremos com as outras membros e com as meninas que já foram aceitas também, e discutiremos as regras da casa - foi a vez de Jennie se pronunciar. Concordei, olhando em volta e vendo vários universitários andando de lá pra cá e entrando em casas de outras fraternidades. 


Tudo isso parecia um filme adolescente, e eu era a garota novata que não sabe o que está acontecendo. Na verdade eu sei sim, mas isso não vem ao caso. Lembro-me quando eu era pequena e assistia direto esses filmes americanos e acreditava que em algum momento eu viveria um filme e, bom, aqui estou eu, realizando esse sonho. Uma das melhores coisas que já aconteceram na minha vida. Esse ano tem tudo pra dar certo, vou conhecer muita gente nova, fazer muitas amizades, ir em muitas festas, beijar muito na boca, estudar muito, porque além de tudo, temos que ser alguém na vida, e quem sabe, se sobrar tempo eu posso até arranjar um namorado. E sem contar que todo mundo por aqui é muito gatinho, me dei muito bem. 


— Eae garotas! - dois caras chegaram por trás, colocando seus braços nos ombros das duas ao meu lado, fazendo a gente parar de andar no mesmo momento para podermos conversar com os tais. 


— Fala Kim - Jennie disse se virando para frente do mesmo com uma cara um tanto entediada, na real não sei se ela estava entediada ou não, mas não parecia se importar com a presença dos garotos ainda desconhecidos por mim. 


— Nunca te vi por aqui, é novata? - disse revelando sua voz grossa, ignorando a última fala de Jennie e me direcionando a pergunta. Assenti um pouco tímida diante a tanta beleza. Tanto esse Kim quanto o garoto ao seu lado são extremamente bonitos, acho que é lei todas as pessoas por aqui serem muito lindas - Kim Taehyung, muito prazer e esse aqui é o Jimin - o garoto ao seu lado logo abriu um sorriso sedutor.


— Oi, seu nome é? - Jimin soltou a voz pela primeira vez desde que nos vimos e, meu Deus, que voz! 


— S/n - devolvi o sorriso. 


Os dois usavam uma camisa branca com uma jaqueta do time da universidade, provavelmente faziam parte do time. Seus cabelos um pouco bagunçados, sendo que os cabelos de Jimin possuíam uma cor loira e os de Taehyung eram castanhos escuros. 


— Bom, estamos indo no Nick’s almoçar, tão afim? - Kim convidou olhando para cada uma de nós. 


— Foi mal garotos, mas agora não dá. Temos que ajudar S/n com suas coisas e terminar de resolver os assuntos da irmandade - Kayla se pronunciou. 


— Tranquilo, não vai faltar oportunidade - Jimin falou olhando nos meus olhos, ele não deixou de me encarar des da hora que nos apresentamos, seus olhos se alternavam entre os meus e meu corpo. Todos em volta encaram ele reparando, provavelmente, em suas olhadas nada discretas. Quando percebeu, logo deu uma sacudida na cabeça e olhando para Kayla e depois para Taehyung - bom, estamos indo, nos vemos mais tarde na Festa de Boas Vindas. 


— Festa? - questionei olhando para Jennie, não estava sabendo de festa nenhuma. 


— Será uma das coisas que falaremos quando voltarmos para a House, mas a gente se vê lá garotos - Kayla me respondeu - agora vamos que já estamos atrasadas - saiu andando na frente e eu e Jennie apenas seguimos acenando para os dois garotos que ficaram para trás. 


— Quem eram aqueles? - abri a porta do dormitório não vendo Kira em nenhum lugar, dando espaço para que as meninas entrassem e logo me direcionando ao meu lado do guarda-roupa, onde eu tinha deixado metade de minhas roupas.


As meninas entraram e se sentaram em

minha cama me ajudando a dobrar as roupas fora da mala. 


— Eles são uns dos jogadores de football americano aqui da universidade. Fazem parte da fraternidade Alpha Delta, uns gatos né? - espera! Jogadores? Eles devem conhecer o Jungkook, já que, segundo Kira, ele também é do time. E bem que ela disse que os outros jogadores também eram bonitos. Kayla terminou de dobrar meu tope colocando na mala e me olhando com seus olhos castanhos - E eu percebi que o Jimin não parava de te olhar - pois é, também percebi. Sua expressão maliciosa era bem notável em seu rosto fazendo com que minhas bochechas pegassem uma leve coloração vermelha. 


— Nada a ver! Talvez ele só esteja curioso por eu ser nova por aqui - e mais uma roupa foi para dentro da mala. Evitei olhar nos olhos de Kayla para ela não perceber o quão sem graça fiquei. 


— Pois é! Curioso para saber como é debaixo da sua roupa, só se for - Jennie deu uma risada alta diante a fala de Kayla - não se engane com ele S/n, ele é um tarado viciado em sexo, e pode ter certeza, ele vai ficar de olho em você na festa de hoje. Espera! Você não tem namorado, né? - neguei dando um leve sorriso - que bom, caso ao contrario seria melhor terminar sabe? Por aqui rola muita putaria - ri fechando minha mala, preparada para voltar para a House.


— Quem são os outros jogadores gatos? - perguntei na lata mesmo, queria saber se Kayla iria mencionar Jungkook no assunto. 


— Quase todos eles são um tesão, mas, parando para analisar bem, os mais gatos são o Taehyung, o Jimin, tem o Yoongi que é lindo demais, o Hoseok que particularmente é o meu favorito. Também temos o Namjoon, aish aquele sorriso dele é de dar nos nervos, e também o Jin que é um amor de pessoa, mas não se engane pq ele também é outro viciado em sexo, e muitos outros - me olhou - também tem o Jungkook... - bingo - mas ele está fora de questão no momento. 


— Por que? - eu sabia bem o porque, só queria ter certeza.


— Bom, seria um sonho eu poder ter Jungkook em minha cama e trocar muitos beijos com ele, mas, ele infelizmente está namorando a Audrey - a não! Não pode ser que seja a Audrey a namorada, justo ela! Minhas chances agora acabaram de vez - Não que isso seja ruim, - é ruim sim - Jungkook e Audrey formam um belo casal. Mas Jeon é muito desejado entre as garotas, e agora é proibido termos alguma relação com ele por conta de nossa querida presidente e do juramento que fizemos - disse mostrando um pouco de decepção em sua fala. Pois é, eu entendo sua decepção. Aquele cara realmente devia ser bem desejado, perfeito do jeito que é, difícil não desejar. Audrey tem sorte. - porém é bom eu avisar agora, tome cuidado com ele - encarei-a levemente confusa - Jungkook é um cafajeste. Nunca soube de nenhum caso em que ele traiu Audrey, mas já vi milhares de vezes várias garotas dando em cima dele, nunca vi ele dar bola para nenhuma delas - pelo menos ele é confiável - Só preste atenção em uma coisa: nunca, repito, nunca, caia no papinho de Jeon Jungkook, porque, caso isso aconteça, vai ser isso aqui - mostrou com os dedos um sinal bem pequeno - para Audrey acabar com sua vida inteira aqui na faculdade  - ok... talvez eu tenha ficado um pouco assustada com o que ela disse. Mas não tem por que eu me sentir assim, já a partir de agora não tem nem chance de eu dar mole para esse cara. Ele realmente está fora de cogitação. 


— Melhor irmos indo, para dar tempo de fazer as outras coisas da irmandade — Peguei uma mala e Jennie pegou outra me ajudado a carregar e voltamos para a casa indo para nosso quarto no segundo andar para guardar tudo em seu devido lugar. 


— Que curso está cursando S/n? - Jennie fez a pergunta enquanto descemos as escadas depois de guardar tudo. 


— Engenharia Química - falei orgulhosa. 


— Que legal, estou cursando jornalismo e a Kayla medicina, né Kayla? - assentiu. 


— Já que estão todas reunidas vamos estabelecer umas regras aqui na casa - Audrey se posicionou no meio da sala ao lado de Ester e Lauren, as vices, em frente a uma lousa de caneta com uma lista das regras escrita na mesma. Enquanto o resto das garotas sentavam nos sofás de frente para as presidentes - Bom, ouçam com atenção. Aqui não é permitido brigas e nem desavenças - passou os olhos por cada garota que ali estavam - por aqui, todas nós colaboramos com a limpeza, então os quartos devem estar sempre em ordem e nunca desarrumados, todo domingo fazemos uma limpeza geral na casa. Todas são obrigadas a participar da limpeza - apontava cada item na lousa - é essencial sempre usar o broche da Roth House para poderem ser identificaras. Ester passará entregando os broches para as novatas. Temos nossos uniformes, porém só serão obrigadas a usá-lo em dias de jogo - sorriu - sobre sexo, - apontou o quarto item da lista - se forem fazer, usem camisinha. Aqui é proibido homens depois da 00:00, a não ser que tenha uma festa, então tudo bem, porém nenhum homem pode passar noite aqui - ouvi atentamente a regra enquanto Ester entregava meu broche cor de rosa com o nome Roth House escrito lindamente nele - nós somos sua família agora, então é muito importante que vocês andem com a gente em primeiro lugar, porém não são impedidas de ter amizades fora da irmandade, principalmente se for amizade com a fraternidade vizinha, a Alpha Delta. Essa fraternidade é nossa maior aliada, que é a fraternidade de nossos jogadores.  Apenas esses garotos são permitidos passarem a noite aqui na House, porém cada um deles podem passar apenas uma noite por semana e, eu, ou Ester, ou Lauren precisam ser avisadas antes de convidarem para passar a noite - passou novamente o olhar por cada uma de nós - em relação aos namoros, seria muito bom para a imagem de vocês que namorassem algum garoto da Alpha Delta, porém, assim como suas amizades, os namoros também podem ser com qualquer pessoa que esteja afim - sensata - e agora, o mais importante de tudo... - fez uma pausa dramática - vocês estão fazendo parte da maior irmandade dessa universidade, então deem valor a esse cargo. Estejam no topo sempre. Vocês só está fazendo parte dessa equipe por são extremamente bonitas, gostosas e tem uma personalidade muito boa, não deixem nenhuma outra garota se achar superior que vocês, por que não são! - todos os olhares da sala estavam vidrados ao da bela garota que dizia tais palavras - Bom, agora está na hora do juramento, Lauren pegue o livro de juramento por favor - e assim ela fez, entregando nas mãos de Audrey. A garota logo abriu algumas páginas do livro segurando-o apenas com a mão esquerda - levantem-se por gentileza - todas levantaram no mesmo estante - ergam sua mão direita e repitam as palavras que eu falar - respirou fundo - eu juro - repetimos - amizade e lealdade - os olhos negros observaram cada uma de nós - a qualquer integrante da irmandade Roth House. Sempre respeitar e compreender a religião, sexualidade, opinião, posicionamento e etcetera de cada uma de nossas irmãs. Sempre ajudar e apoiar as outras em qualquer caso que ocorra e nunca deixar nenhuma de nós na mão - pausou respirando fundo novamente - eu juro - finalizou fechando o livro e entregando nas mãos de Lauren - alguém tem alguma dúvida? - ninguém se manifestou - venham até mim, que eu colocarei os broches em vocês. 


Cada nome foi chamado e eu ficava cada vez mais apreensiva, ainda boba com o que estava acontecendo. Realmente é a melhor escolha que eu já fiz na minha vida. Meu nome foi chamado e eu prontamente já me direcionei ao lado de Audrey. Com suas mãos delicadas ela pegou meu broche colocou-o em cima do meu peito esquerdo, me dando o melhor sorriso que já vi na vida. Realmente Jungkook tem sorte de ter uma namorada como ela, muito linda. 


— Agora vocês fazem parte oficialmente da Roth House - todas aplaudiram e gritaram eufóricas, logo depois Kayla trouxe três garrafas de Champanhe para brindarmos essa nova geração da Roth House. 


Acredite, esse ano ainda vai acontecer muita coisa. 





Notas Finais


E esse foi o cap de hoje gente! Espero que tenham gostado e comentem se querem que eu continue.

Aproveitando, vocês podem dar uma lida na one shot que fiz do Taehyung.

https://www.spiritfanfiction.com/historia/swing-club--kim-taehyung-17971135


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...