História Star Connection - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Seungcheol "S.Coups"
Tags Choi, Chwe, Elementos, Fantasia, Ficção, Hansol, Hong, Jeon, Jeonghan, Jisoo, Joshua, Kim, Luta, Magia, Meanie, Mingyu, Minwoo, Monstros, Poderes, Scoups, Seungcheol, Vernon, Wonwoo, Yoon
Visualizações 29
Palavras 974
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Shonen-Ai, Shounen, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - O Encontro


Fanfic / Fanfiction Star Connection - Capítulo 1 - O Encontro

O prédio inteira pegava fogo. As paredes de pedra enfraquecendo, estalando e fazendo fragmentos cair.

Dava para ouvir o grito das pessoas fugindo. O grito das pessoas agonizando enquanto seus corpos eram totalmente carbonizados.

O pequeno garoto chorava. Não sabia o que fazer. Queria sumir. Queria estar morrendo com aquelas pessoas. Queria não ter nascido.

- Isso é sua culpa! - Seu pai gritava com o garoto que só conseguia chorar - Tudo sua culpa! Sua culpa - Sua voz foi engolida pelo fogo - Seu monstro...

Mingyu acordou em um pulo. Ainda estava desnorteado pelo pesadelo que teve. Sua cabeça ainda doída, odiava toda vez que tinha esse sonho. Odiava ter que ficar lembrando disso.

- Mingyu - Ouviu uma voz conhecido batendo na porta - O Seungcheol quer falar com a gente - Hansol falou saindo da porta

Kim ainda se sentia cansado. Não tinha dormido direito, principalmente por causa do pesadelo. Mas ele não podia deixar ser levado por isso, estava no meio de uma missão.

O garoto se levantou da cama e foi até a sala do apartamento que eles alugaram para ficar por um tempo.

- Aconteceu algo? - Mingyu perguntou chegando no cômodo

- O Feiticeiro Mestre mandou uma mensagem dizendo que esta ocorrendo uma oscilação pela cidade, normalmente ficando bastante tempo dentro de uma escola - Seungcheol explicou a situação - Feiticeiro Mestre acha que pode ser um espírito maligno e nós temos que elimina-lo

- E como vamos entrar na escola sem ser notados? - Hansol perguntou

- Não vamos - Mingyu respondeu

Estava sendo um dia chato para Wonwoo, mas isso era normal para o garoto. A escola sempre foi fácil para ele e por isso acabava sendo chato.

Wonwoo sempre teve uma vida monotona. Chata. Sempre foi o garoto certinho, com notas perfeitas e um bom amigo. Nunca fez besteira, nunca brigou com ninguém e nunca se apaixonou. Era um garoto simples, com um passado simples e tem a certeza de ter um futuro simples.

Enquanto seus amigos sonham em serem ricos, viajarem para vários lugares, ser famoso ou algo do tipo. Wonwoo só queria uma aventura.

- Me passa as resposta do dever? - Seungkwan perguntou para Wonwoo

- Claro - Wonwoo falou emprestando o caderno

- Eu queria ser um gênio como você - Seungkwan falava copiando as respostas

- Eu não sou um gênio - Wonwoo reclamou

- É sim - Jeonghan falou olhando para trás - Por isso a escola é tão fácil para você

- Se for assim, eu não quero ser inteligente - Wonwoo falou se distraindo com seus dedos

- Wonwoo - Jeonghan chamou e o garoto olhou para o loiro - Você tem se sentido estranho?

- Agora que você falou, tenho sentido alguma coisa me observando - Jeon falou pensativo - Como se me seguisse. Mas pode ser só paranóia minha - Falou rindo

- É... claro - Jeonghan falou mais dando para notar seu tom de preocupação

- Por que esse tipo de pergunta? - Seungkwan perguntou

- Sei lá - Jeonghan respondeu rindo - Espírito protetor

*

*

Na hora da saída, os garotos andavam calmamente pelo corredor. Conversavam sobre suas baboseiras e como normalmente, Jeon ficava em silêncio na maior parte delas.

- Ah, Wonwoo - Seungkwan chamou o garoto o acordando do devaneio - Pode me emprestar seu caderno para mim estudar para amanhã? Eu sei que você não precisa

- Sim, claro - Wonwoo respondeu pegando sua mochila para procurar o livro

Revirou a bolsa inteira e não achou o caderno.

- Acho que esqueci na sala. Eu vou lá buscar - Falou já indo em direção à sala

- A gente te espera - Jeonghan falou e Seungkwan concordou

Jeon foi andando calmamente até a sala. Abri a porta do lugar e foi até sua mesa. Olhou em baixo dela achando o caderno. Quando olhou para cima tinha uma pessoa parada na frente da porta.

- Olá, Jeon Wonwoo - O homem falou e deu um sorriso estranho

- Como você sabe quem eu sou? - Perguntou nervoso

- Eu ando te vigiando e te seguindo a um tempo, precisava ter certeza antes de absorver você - O homem falou se aproximando lentamente do garoto

Estalos foram ouvidos vindo do corpo do homem, como se seus ossos estivessem quebrando. Seus dentes começaram a virar laminas e suas unhas cresceram ficando afiadas. Seu corpo pareceu ganhar mais músculo.

A coisa se lançou na direção do garoto. Wonwoo paralisou. Não conseguia se mexer. De repente, sentiu seu corpo ser empurrado.

O garoto foi de encontro ao chão, desnorteado e confuso. Se virou para trás e viu um garoto alto segurando uma espada cravada no peito do "homem".

- Suma daqui - O garoto falou

Um círculo cheio de desenhos dentro, apareceu embaixo da criatura e um fogo subiu pelo desenho no chão.

A coisa morreu e de repente explodiu em fumaça.

- O que era aquilo? - Wonwoo perguntou

O garoto olhou nos olhos do Jeon e isso causou uma sensação estranha nos dois.

- Wonwoo! - Jeonghan apareceu correndo - Você está bem?

- Estou - Wonwoo falou se levantando - Esse cara me salvou

- Por que você não o ajudou? - O garoto perguntou para Jeonghan

- Desculpa, eu estava longe - Jeonghan respondeu como se eu não estivesse aqui - Minha missão era protegê-lo até que fizesse 18, eu não esperava que atacassem antes

- Isso é irresponsabilidade sua - O garoto falou se exaltando

- Tenha mais respeito comigo - Jeonghan falou

- Vocês querem parar de fingir que eu não estou aqui - Wonwoo falou quase gritando - O que acabou de acontecer?

- Precisamos levar ele - O garoto falou olhando para Jeonghan

- Deixa ele ter uma vida normal. É só apagar a memória dele - Jeonghan tentou explicar

- Se um espírito do mal veio atrás dele, outros virão - O garoto advertiu

- Eu não quero que ele descubra sobre tudo, isso é um caminho sem volta - Jeonghan falou preocupado

- O problema é que ele foi empurrado para esse caminho - O garoto falou - Vamos!

[...]


Notas Finais


Espero que vocês gostem dessa história. Eu pensei nela em um dia que estava em casa. Eu queria fazer algo meio diferente. Essa foi uma história que eu decidi postar só quando ficasse pronta. Então se você leu e porque eu completei ela.

Eu fiz essa fic baseado em várias coisas, séries, livros, filmes e até animes. Então vocês vão ver várias referências se vocês tiverem assistido ou lido.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...