História Star Connection - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Seungcheol "S.Coups"
Tags Choi, Chwe, Elementos, Fantasia, Ficção, Hansol, Hong, Jeon, Jeonghan, Jisoo, Joshua, Kim, Luta, Magia, Meanie, Mingyu, Minwoo, Monstros, Poderes, Scoups, Seungcheol, Vernon, Wonwoo, Yoon
Visualizações 15
Palavras 1.029
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Shonen-Ai, Shounen, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Hong Jisoo


Fanfic / Fanfiction Star Connection - Capítulo 9 - Hong Jisoo

- Jisoo! Acorde! - Ouviu a doce voz de sua mãe do outro lado da porta

Jisoo levantou de sua cama feliz como sempre. Jisoo era um menino de 7 anos, morava nos Estado Unidos. Em casa falava coreano com suas pais, mas nos outros lugares falava em inglês.

- Bom dia, Omma! - Jisoo falou aparecendo na cozinha

Depositou um beijo na bochecha de sua mãe e se sentou em sua cadeira na mesa. Seu pai logo desceu.

- Bom dia, família! - O homem desceu com suas roupas socias - Estou de saída- Falou deixando um selinho em sua esposa e fazendo cafuné no filho

Jisoo estudava em um colégio pequeno para feiticeiros. Não possuía muitas pessoas que estudavam lá, mas ele gostava das poucas que tinha.

Depois de tomar café, sua mãe o levou para a escola. Deixou um beijo em sua testa e se despediu.

Como todos os dias, Jisoo se divertia muito com seus amigos da escola e aprendia bastante. Ele sempre foi um bom aluno, tirava notas boas e nunca teve briga com ninguém. Todos adoravam ele.

Mas nesse dia algo estava estranho. Um dos professores tinha faltado, Jisoo percebeu que um aluno conversava muito com os outros alunos e achou estranho. Saiu de sua sala e foi até o banheiro.

Ficou lá um tempo, quando voltou se assustou. Todos os alunos estavam desmaiado no chão formando um círculo. No meio estava o garoto que estava falando com os outros alunos.

- O que você fez? - Jisoo perguntou

- Eu enganei eles e absorvi toda magia do corpo deles - Falou com uma voz monstruosa - Você sabe o que acontece com feiticeiros que perdem suas magias nesse ritual, meu caro Joshua? - O monstro, já que aquilo já não podia ser chamado de garoto, perguntou e Jisoo negou com a cabeça - Ficam corrompidos e se tornam monstros - Começou a gargalhar malignamente

Os corpos das crianças no chão, começaram a estalar. Eles mudavam de forma, ficavam monstruosos. Deixavam de ter a aparência infantil.

Jisoo começou a correr e as criaturas corriam atrás dele. Percebeu que algumas foram em direção da diretoria, mas não ligava já que tinham alguns atrás de si.

Tropeçou e acabou caindo no chão. Quando achou que tudo estava perdido, sua mãe entrou na sua frente e fez um feitiço que bloqueou as criaturas.

- Corra, filho! - A mãe gritava e o garoto chorava atrás de si - Corra! Eu já não aguento muito mais

Jisoo viu o escudo se quebrando e as criaturas começarem a atravessar ele. Ele começou a correr desesperado.

Chegando a porta, olhou para trás. Viu sua mãe sorrindo, mas com lágrimas escorrendo de seus olhos.

- Eu te amo, filho - Foi a última coisa que ela disse antes de ter sua cabeça comida por uma daquelas coisas

Tudo pareceu ficar em silêncio. As criaturas que corriam atrás do garoto não emitiam mais som para sim, nada mais emitia som para si. Tudo pareceu ficar nublado. Começou a chover forte, muito forte.

- Você vai ficar bem - Escutou a voz de um homem antes de desmaiar

*

*

Desde aquele dia, Jisoo se sentia sozinho. Não tinha mais sua mãe e quase não via seu pai.

O pai de Jisoo, batia nele e o xingava de vários nomes. Ele começou a beber e usar vários tipos de drogas. Sempre que apanhava, Jisoo escutava ele falando a mesma coisa:

"Ela morreu por sua culpa! Se você não tivesse nascido, ela estaria viva!"

Jisoo nunca negou. Sempre concordou com ele. Desde de apanhar, ia chorar no seu quarto. Sozinho e sem ninguém para o confortar.

Em um dia que estava chorando em seu quarto, olhou para janela e mil idéias passaram por sua cabeça.

Ele saiu pela janela e fugiu de casa. Não tinha para onde ir. Não tinha com quem ficar. Mas achava que qualquer lugar seria melhor do que ali.

Por um tempo conseguiu sobreviver usando os poucos feitiços que tinha aprendido na escola. Mas ficava cada vez mais difícil.

Depois de 5 meses, o garoto foi achado. Foi levado. Estava com medo, não sabia quem era o homem que o levara. Não sabia para onde estava sendo levado.

De repente chegou em um castelo enorme. Viu algumas pessoas andando pelo lado de fora.

- Bem vindo á OMF dos Estados Unidos - O homem falou

Jisoo começou a se acostumar com a vida na nova casa. Ele tinha aula pela manhã e tempo livre a tarde. Com um tempo, fez novos amigos e voltou a ser um queridinho da escola.

Quando fez 17 começou a estudar mais afundo para tentar entender o que aconteceu com seus amigos naquela época.

Assim que fez 18, começou a viajar para vários lugares para entender. Ele havia descoberto que poderia ter um livro que o ajudaria em uma biblioteca específica. Era a Biblioteca do Reino dos Elfos.

Ele encontrou o livro com um Elfo chamado Aldamar. Voltou para o quarto onde estava e começou a estudar. A noite, começou a oivir gritarias do lado de fora do lugar. Quando desceu viu várias fendas e demônios saindo delas.

Começou a correr com todas as pessoas. Enquanto não tinha para onde correr um grifo pousou em sua frente. Um garoto loiro estava em cima dele.

- Vem comigo - O garoto falou estendendo

Jisoo segurou a mão dele e subiu no Grifo. Enquanto subiam, o garoto lançou um feitiço de sinalização e se encontrou com seus amigos.

- Você teve uma vida triste. Deve ter raiva de todos essas pessoas. Seu pai que te culpava por sua mãe ter morrido e o garoto da sua escola que foi a causa disso - Uma voz estranha apareceu em sua cabeça

Tudo parecia ter parado. Ele conseguia ver todo o seu passado, como se ele estivesse vendo tudo o que passou.

- Eu não tenho raiva deles. Porque foi graças a eles que eu me tornei quem eu sou hoje! Não adianta querer me controlar, Torre Elemental. Eu não tenho raiva de nenhum deles - Falou sorrindo

- Muito bem - A voz estranha disse dando um pequena risada

*

*

Acordou no chão da Torre. Os outros garotos estavam deitados no chão. Percebeu que o cristal caiu de suas mãos o segurou de novo, mas ele não puxava mais sua energia. Todos deveriam acordar. Se não levantassem logo, a Torre poderia explodir.

[...]



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...