1. Spirit Fanfics >
  2. Starstruck - Famous Crush (Gadizaski) >
  3. A fantasia

História Starstruck - Famous Crush (Gadizaski) - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


boa leitura :)

Capítulo 10 - A fantasia


  A festa a fantasia era em um casarão, dos mais chiques, com direito a piscina e um enorme salão de festas. As irmãs chegaram cedo, com a festa ainda sendo montada, já vestidas com suas fantasias, para que Manoela pudesse arrumar seus equipamentos no painel principal para fotos. Quando o carro de Vinicius parou na festa, já estava lotada na porta, com paparazzis e penetras tentando uma chance. Depois de muito pensar, os três conseguiram fantasias que os disfarçava bem. Bruno, que era o mais preocupado em não ser reconhecido, usava uma fantasia de Zorro, com direito a capa, chapéu e uma máscara, além de um bigode falso. Heslaine, que planejava passar a noite sem ser perseguida por ser irmã de quem é, se vestiu de mulher gata, com máscara preta e batom vermelho. Vinicius era o único dos amigos que não ligava para ser reconhecido e por isso, escolheu uma fantasia de policial, que foi motivo de piadas durante todo o percurso com os amigos no carro. Os três desceram do carro e entraram na festa, tendo que primeiramente passar pelo painel e tirar uma foto obrigatória. Assim que se posicionaram para a foto, a irmã de Bruno arregalou os olhos, tentando se esquivar e evitar entrar no painel.

- Não começa, eu disse que sua fantasia tá ótima, você tá a maior gata – Vinicius diz, puxando a amiga pelo braço

- Não é isso. Já viram quem é a fotografa? – Heslaine sussurra para os dois, que olham em direção a mulher que ajeitava a câmera – Não olhem ao mesmo tempo idiotas!

- É a irmã da Daphne? – Bruno pergunta a irmã

- Ou mais conhecida como crush da Hes – Vinicius comenta, levando um beliscão da amiga – AI, VAI SE FERRAR!

- Vocês vão tirar a foto ou não? – Manu pergunta os encarando

- Vamos! – Bruno diz – Laine, relaxa vai. Ela não vai te reconhecer – ele tranquiliza a irmã e depois a puxa pela mão, levando até a frente da câmera.

Manoela bate a foto dos três e depois sorri, sinalizando positivamente com o dedo.

- Querem ver a foto? – Manu pergunta e os três se aproximam, olhando o notebook

- Ficou incrivel, você é ótima – Vinicius diz

- A modelo ajudou muito. Você tá... muito linda com essa roupa Nane – Manu disse sorrindo, sendo encarada pelos três

- C-como sabe que sou eu? – Heslaine pergunta surpresa

- Eu reconheci facilmente, só pelo sorriso – Manu comentou, a vendo sorrir sem jeito – Mas na real o Vinicius meio que entrega vocês, sempre andam juntos e ele tá sem mascara – ela da de ombros e ri

- Tinha que ser esse idiota – Bruno diz e revira os olhos

- Tá, vamos separar então... a Nane fica aqui com a Manu – Vinicius diz irônico para aa amiga – E eu e Brunão vamos caçar umas minas!

 

 - Que comentário machista – Heslaine diz e revira os olhos

- Manu... sua irmã ta aqui? – Bruno pergunta

- Brunão, eram minas novas, não essa que já pegou – Vini diz, levando um tapa do amigo no braço

- Olha aqui, imbecil, essa mina é minha irmã! – Manu fala séria – E sim ela está, mas com a Gabi então vê se não me arranja nenhum problema!

- Cuida da minha irmã e eu me preocupo com as suas – Bruno avisa, pisca um olho e sai com o amigo, deixando as meninas sozinhas

- Eu nem sei expressar em palavras o quão sem graça eu estou agora – Heslaine diz, olhando pra ela – Me desculpa, não quero atrapalhar seu trabalho!

- Capaz! E desde quando uma gata, literalmente, me atrapalha? – Manu diz irônica – Vem, eu tinha mesmo que tirar umas fotos do evento!- ela segura a mão da garota e entra na festa, aproveitando da iluminação para tirar fotos dos convidados

- Nossa... tem muita gente aqui né? E eu com essa fantasia apertada desse jeito – Heslaine diz, visivelmente sem graça

- Você é a mais bonita aqui Nane, seu corpo é... nossa – Manu responde, olhando a moça de cima a baixo, mordendo o lábio sem perceber

- Manoela! Não me olha assim... você me deixa nervosa! – Heslaine diz, desviando o olhar - Nervosa porque? – Manu pergunta, abaixando a câmera e a encarando

- Porque... porque... ah, porque eu sou hetero né – Heslaine responde a olhando – E quando eu to assim perto de ti isso me faz ficar meio... confusa!

- Talvez não seja tão hetero – Manu comenta e ri, se aproximando da garota – Fica confusa porque? Porque quer me beijar?

- E-eu não disse isso Manoela – Heslaine responde, a olhando nos olhos e caindo o olhar algumas vezes para os lábios rosados da mulher a sua frente

- Eu sei que não Nane, isso foi uma pergunta. Você quer me beijar? – Manu pergunta, ficando de frente para a garota, que fecha os olhos ao senti-la se aproximar, mas em seguida se afasta – Isso é um não?

- Isso é um... podemos sair daqui? – Heslaine pergunta, estendendo a mão pra ela, que sorri, segura a mão e acompanha a garota para fora o salão.

Bruno e Vinicius andavam pelo salão, a procura das duas irmãs, que encontraram de pé no bar, em uma conversa aparentemente animada.

- Qual o plano Brunão? – Vinicius pergunta

 

 - Já reparou no quanto a irmã da Daphne é linda? – Bruno pergunta de volta - Ué, mudou de foco já? – Vini questiona confuso

- Claro que não Vinicius! É pra você ir até lá e dar em cima dela, entreter sei lá... só tira ela pra eu poder me aproximar da Daphne – Bruno explica

- Ah... quer usar meu lindo rosto e incrivel poder de sedução pra benefícios próprios? – Vinicius pergunta sério – Esperto. Vou lá – Vini avisa e se afasta, fazendo o amigo rir. Ele se aproxima das meninas e pede um drink ao barman

- Vinicius Wester? – Gabi pergunta, tentando disfarçar a animação

- Sim... Chapeuzinho? Aqui não é meio longe do bosque? – ele diz, fazendo as meninas rirem

- O Bruno não veio com você? – Gabi pergunta e ele revira os olhos, tomando um gole da bebida - Gabriela, ele não é o baba do Bruno. Deixa o garoto respirar – Daphne sugere a irmã

- Gostei de você tampinha, bem que ele disse que você era legal – Vinicius afirma

- Ele quem? – Gabi pergunta confusa e os outros dois se encaram

- Minha consciência, eu chamo assim – Vinicius disfarça e olha pra Daphne, a vendo incomodada – Ta tudo bem com ela?

- Não, ela tem fobia... Daphne, quer sair daqui? – Gabi pergunta, vendo a irmã ofegar

- Não, não quero atrapalhar sua festa – Daphne diz, forçando um sorriso

- Porque não vai lá fora tomar um ar? A Varanda tá vazia! – Vini aponta uma porta de vidro distante

- Eu tenho que... que vigiar a minha caçula – Daphne diz nervosa

- Eu vigio! Sou um policial, nenhum lobo mau vai chegar perto – Vini diz e a garota sorri, confirmando com a cabeça

- Vou ali rapidinho e já volto, qualquer coisa procura a Manu – Daphne avisa a mais nova antes de sair 

- Ela vai ficar bem? – Vini pergunta quando já a perde de vista

- Vai sim – Gabi responde e sorri – Prometeu me deixar distante dos lobos certo? Então vai ter que me seguir pra frente pista de dança! -ela avisa, pegando o copo e saindo do bar, sendo seguida pelo loiro

 Daphne apressou o passo até a varanda, respirando fundo como um alívio assim que chegou no local e o encontrou vazio. Ela andou até a sacada de mármore e segurou com as duas mãos, fechando os olhos e tentando normalizar a situação. 

- Tá tudo bem? – perguntou Bruno, tocando a cintura da garota com uma das mãos, a fazendo assustar e se virar para ele

- Bruno? O que tá fazendo aqui? A Gabi ela...

- Tá com o Vini – Bruno a interrompe – A Manu com a Heslaine, me certifiquei de que estaríamos sozinhos... você tá bem pequena? Está pálida!

- Eu to bem sim... la estava muito cheio e eu não conseguia respirar – ela responde 

- E eu aqui perto, tirando seu espaço, desculpe – ele diz e tenta se afastar, sendo impedido pelas mãos da garota, que seguram em seus braços 

- Não! Fica aqui comigo? Não quero ficar sozinha – Daphne pede, o olhando nos olhos

- Não vou te deixar sozinha – Bruno responde e sorri – Já olhou em volta? Olha como esse lugar é bonito! – ele sugere e a garota afirma com a cabeça, olhando para os lados, notando o pequeno chafariz desativado, os canteiros das mais coloridas e diversas flores, os detalhes em dourado na decoração de mármore. Daphne fechou os olhos, respirando fundo mais uma vez, deixando escapar um sorriso fraco

- Aqui é realmente bonito. Já tinha vindo antes? – ela pergunta a Bruno

- Vim nessa festa duas vezes, mas me apresentei nas duas então não curti nada. É a primeira vez que realmente noto esse lugar – Bruno explica

- Sinto muito por ser assim pra você. Ter que se esconder de tudo e ficar aqui com uma maluca – Daphne diz e ri

- Eu prefiro ficar aqui escondido com você do que lá com qualquer uma daquelas pessoas – Bruno diz, a fazendo sorrir e arrumar o cabelo 

- Não da pra te levar a sério com esse bigode – Daphne implica, levando uma das mãos ao rosto dele e puxando rapidamente, o vendo gritar – MEU DEUS, BRU ME DESCULPA! 

- Não, relaxa – ele leva uma das mãos ao rosto – Nossa isso doeu tá? Merecia um beijinho pra passar...

- Deixa de ser espertinho Gadiol! – Daphne comenta e ri, acariciando o local avermelhado acima dos lábios do cantor

- Tudo bem então. Dança comigo pelo menos? – Bruno pede, estendendo a mão para ela

- Nem pensar, não gosto dessas músicas eletrônicas e acho que nem sei dançar isso – Daphne diz, se afastando do rapaz e aproximando do chafariz 

- Não é desculpa viu? Eu tenho uma música perfeita pra dançar comigo. Acho até romântico com o chafariz aqui – Bruno diz, pegando o celular e procurando a música

- Como uma cena de High School Musical? Vai me levantar no ar também? – Daphne pergunta rindo e o encarando ao ouvir Perfect, do Ed Sheeran, tocando no telefone dele – E se alguém ouvir?

- Com esse barulho todo? – Bruno diz e se inclina, como se pedisse permissão a dança.

 Ele segura com uma das mãos na cintura dela, segurando uma das mãos dela com a outra, que usa a livre pra apoiar na nuca do rapaz. Os dois começam a valsar, dando risada do inicial desajeitado, mas logo entram no ritmo. Ele a faz rodar por algumas vezes, arrancando dela uma risada mais alegre. Bruno a segura com as duas mãos na cintura e a deixa de pé no mármore do chafariz, segurando as duas mãos dela em seguida para continuar a dança, Daphne até consegue dar alguns passos, mas se desequilibra e cai, sendo segurada rapidamente pelo rapaz, que abraça sua cintura, a impedindo de cair.

- Nós dois somos um desastre em cena romântica – Daphne diz rindo e segura com as duas mãos nos ombros dele, procurando por apoio

- A parte mais importante das cenas de romances eu tenho certeza de que nós saímos bem – Bruno afirma, olhando nos olhos da garota.

 Daphne desvia o olhar para os lábios dele, subindo para os olhos novamente em silêncio. Os sorrisos deixam os rostos deles, que começam a se aproximar ao mesmo tempo. Os lábios dela tocam os dele, que da início a um beijo lento e carinhoso, digno de qualquer comédia romântica.


Notas Finais


teve BEIJO!!! teve dança romântica e beijo!! como tá o coração por ai?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...