1. Spirit Fanfics >
  2. Starstruck - Famous Crush (Gadizaski) >
  3. Convites

História Starstruck - Famous Crush (Gadizaski) - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


boa leitura

Capítulo 9 - Convites


Apartamento do Lucio:

 

- Me conta vai, o que aconteceu e pra onde você foi – Manu diz, sentada no tapete ao lado da irmã

- O Bruno veio até aqui e pediu para conversar comigo… foi bom sabe mana? A nossa conversa flui tão bem, nós dois temos uma conexão. Ele quase me beijou, duas vezes – Daphne diz e deixa escapar um sorriso – Eu queria beija-lo…

- Então isso é uma coisa boa né? Não to entendendo o choro – Manu pergunta confusa

- Nós não nos beijamos porque, bem na hora, eu me lembrei da Gabi. Ela é nossa irmã e eu a fiz não conhecer o ídolo dela hoje – Daphne diz com voz de choro

- Não foi sua culpa nada, você não pediu pra ele vir até aqui – Manu corrige

- Ele fez um plano para enganar a menina só pra vir me ver sozinha. A Gabriela sonha com esse cara a anos Manu! Ela é apaixonada por ele, até assinava como Gabriela Gadiol, lembra? – Daphne comenta

- Uma maluquice de fã. A Gabi não está realmente apaixonada por ele, ela só idealizou isso naquela cabecinha completamente avoada dela – Manu explica – Vocês dois, o que vocês tem sim pode ser real, se você der uma chance!

- Que chance Manoela? Cai na real, o Bruno provavelmente só me quer porque não pode ter, homens famosos são assim. Ele é um cantor super popular e quem sou eu pra não querer? – Daphne diz irônica e Manu se levanta – Onde você vai? Não vai me ouvir desabafar?

- Desabafar ou arrumar desculpas? É a Gabi, é a fama, é o Bruno… quando vai admitir que na verdade te medo de tentar? Você nunca namorou, nunca se arriscou e sempre foi a atleta rígida que não se permitia viver nada, tudo bem. Mas assuma isso – Manu diz séria e sai da sala

 

Mansão Gadiol:

 

- Ela não quis te beijar de novo? Eu sou fã dessa garota – Vinicius diz, pausando o jogo de videogame que jogava com Heslaine, no sofá da suíte de Bruno

- Vinicius, controla sua inveja um pouco vai, tá ficando feio – Heslaine diz, deitada ao lado dele – Mas eu acho que ela tá certo, ficar escondendo uma coisa dessas da irmã não é legal! Eu ficaria chateada se você fizesse!

- E que culpa tenho eu? Não bastasse não poder cantar minhas próprias musicas, não poder pegar uma praia ou ir ao shopping com meus amigos, agora por culpa dessa fama idiota eu não posso nem beijar a mina que eu to afim? – Bruno pergunta irritado, jogando uma almofada no chão

- Ei, vai quebrar alguma coisa! – Vinicius avisa 

- Sabe o porque dessa raiva? Porque ele não está nem um pouco acostumado a levar um não, é isso -Heslaine diz, sendo encarada pelos dois – O que foi? É a  verdade ué – ela da de ombros – O Bruno nunca levou um fora, sempre teve todas as garotas que quis aos pés dele, de modelos a novas atrizes. Agora encontra uma anônima que deu um não nessa carinha linda duas vezes e…

- Vocês dois parecem estar adorando – Bruno afirma, jogando almofadas nos dois, que dão risada – Mas, ela quem perde. Não me quer longe? Eu não tento mais!

- Eu acho que você tá certo Brunão, mas pelos motivos errados. Dá um tempo pra garota, deixa ela pensar no que quer e tentar resolver as coisas com a irmã – Vinicius sugere

- Novidade você achando que  o Bruno tá certo, até porque qualquer coisa que ele diz, você assina embaixo! Mas eu acho burrice você não procura-la porque sua maior vantagem é esse seu rostinho bonito e se você ficar perto ela não vai conseguir pensar direito – Heslaine sugere 

- Você é tão implicante – Bruno diz e revira os olhos

- Não comecem os dois – Vinicius pede, dando risada

- Mas começar com o que? Só to tentando ajudar – Heslaine diz

- Sonsa demais – Vinicius responde 

- Eu não sou só um rosto bonito ta? – Bruno diz

- Claro que não! Ele também tem um corpo bonito – Vinicius completa, fazendo a amiga rir

- Vocês dois são insuportáveis! – Bruno diz e deixa o quarto

- E VOCÊ NOS AMA MESMO ASSIM – Heslaine grita

- Alias… - Bruno volta ao quarto – Só porque me trataram assim eu não vou levar vocês pra festa que acabei de receber os convites!

- A Fantasy Party? AH BRUNÃO NÃO BRINCA COM COISA SÉRIA! – Vinicius grita, se levantando

- VOCÊ NÃO É NEM LOUCO DE NÃO LEVAR A GENTE – Heslaine avisa séria

- Eu não vou levar nada que vocês não merecem e fiquem em casa – Bruno diz em tom de deboche, se jogando na cama

- E quem vai arrumar fantasia pra você? Porque você sozinho não rola – Heslaine avisa 

- Ah... é eu não pensei nisso. Então tá, vocês podem ir – Bruno diz e os dois comemoram

- Mas já sabe que fantasia vamos usar? – Vinicius pergunta e os dois encaram Heslaine

- Ah, sobra pra mim então? – ela pergunta e revira os olhos

- Vai sobrar pra nós três convencer os nossos pais a me deixarem ir disfarçado, porque não to afim de passar a festa toda sendo vigiado por paparazzi – Bruno avisa

- Pelo menos se disfarçar em uma festa a fantasia é fácil – Vinicius diz 

 

Apartamento do Lucio:

Três dias depois...

 

Manoela entrou no apartamento do pai, no início da tarde, com uma grande caixa, que levou até o quarto que dividia com as irmãs, chamando a atenção de Gabi, que estava no notebook e também é Daphne, que se alongava entre as camas.

- Que isso aí? – Gabi pergunta, vendo a irmã deixar a caixa no chão

- Adivinhem quem vai fotografar a Fantasy Party? – Manu diz, vendo Gabi pular animada

- Fantasy que? O que é isso? – Daphne pergunta e as irmãs a encaram

- Cê tá de brincadeira né? – Manu pergunta rindo

- É só uma das mais exclusivas e badaladas festas do Rio de Janeiro. Só famosos entram e lá acontecem as maiores fofocas! – Gabi explica

- Além de ter show com djs incríveis. É uma festa a fantasia e eu serei a fotógrafa oficial do evento. Uma das né – Manu diz sorrindo

- Manu, que coisa incrível! To muito feliz por você – Daphne diz e volta a se exercitar

- Eu posso ir? Por favor eu carrego suas bolsas e limpo sua câmera – Gabi pede, se aproximando e abraçando a irmã

- Aí garota me solta. Eu nunca deixaria você limpar minha câmera, ia arranhar a lente – Manu diz, saindo do abraço – Mas, pra não dizer que eu não te amo, você vai à festa sim e como convidada – ela avisa, retirando do bolso um convite 

-MANOELA EU TE AMO – Gabi grita pegando o ingresso e pulando pelo quarto

- Boa sorte na sua luta de trabalhar e vigiar essa maluca ao mesmo tempo – Daphne diz para a mais velha, rindo da animação da mais nova

- Na verdade, a luta de vigiar a Gabi é sua – Manu avisa, entregando o ingresso a ela

- O que? Eu não vou, detesto festas – Daphne responde

- Ah não Manu, a Daphne vai começar a me encher e não me deixar fazer nada, vai estragar a minha festa! – Gabi reclama

- Até porque minha tarefa favorita é ficar de babá de maluca – Daphne revira os olhos – Eu não vou!

- Pois tratem de se resolver pois ou vão as duas, ou não vai nenhuma – Manu avisa seria 

- Não! Daphne, por favor eu nunca te pedi nada – Gabi diz, se aproximando da irmã

- Nunca me pediu nada Gabriela? Tenha dó! Se eu to aqui agora, é justamente atendendo a um pedido seu! Eu queria estar em casa, fazendo treinamento pra um campeonato! – Daphne afirma seria

- Daphne, por favor? Tá tudo dando errado pra mim nessa viagem! Eu não encontrei o Bruno nem quando fui a casa dele, na boate ele não tava e o persegui por cada canto desse Rio de Janeiro. Não to indo lá por ele, só quero uma noite divertida em que tudo da certo – Gabi pede a olhando nos olhos

 Naquele momento, Daphne sentiu culpa. Parte das coisas que deram errado na viagem da irmã, que tinha apenas um objetivo, deram errado por sua causa, mesmo que de maneira indireta. Ela olhou para Manu, que tinha o mesmo olhar da mais nova, respirou fundo e sorriu.

- Eu vou – Daphne avisa, sendo logo abraçada pela irmã – Mas não temos fantasia!

- E POR ISSO A CAIXA – Manu grita, vendo as duas correrem até o chão – Pra Gabizinha eu trouxe de... – ela avisa, retirando uma fantasia de chapeuzinho vermelha 

- AAAA EU AMEI – Gabi grita animada, pulando

- Pra mim, essa daqui – ela mostra uma fantasia de mulher maravilha – A saia não gostei muito, mas achei a minha cara

- Modesta se entitulado a mulher maravilha – Daphne diz irônica

- A sua é bem fofa tá? Combina com a sua altura – Manu avisa, retirando uma fantasia de Sininho da caixa 

- Eu gostei Manu – Daphne fala e sorri – E boa sorte pra mim! 

- Manu, sabe o que eu tava pensando? Você parecia tão próxima da irmã do Bruno, podia descobrir com ela se ele vai à festa – Gabi diz

- Tem gente tão mais próxima dele Gabriela... – Manu diz irônica e Daphne a encara

- Mais do que a irmã dele? – Gabi pergunta

- Não, quis dizer que eu não sou tão próxima assim pra ela soltar essa informação, entende? E para, vai pra festa e se diverte sem pensar nesse garoto um pouco – Manu sugere a irmã – Pensa em uma cestinha legal de guloseimas pra vovó! -ela brinca, fazendo a irmã rir 


Notas Finais


e vem festa por aí...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...