História Stay high - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 2
Palavras 565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 13 - Perdão?


Tessa não foi para a aula seu corpo doía muito e ela se sentia muito cansada, seu pai não questionou apenas acreditou que ela estava doente, não se importou muito. No dia seguinte venceu a dor e o cansaço e foi para escola, ela voltou a se esconder pelos corredores da escola, como sempre fez a vida toda, escondida atras da fila de armarios olhando fixamente para paginas de um livro com fones de ouvido escutando Video Games no volume maximo, sentia seu coração começar a pesar e lágrimas queimando atras dos olhos, mas não, ela não ia chorar, não ia permitir isso, Tessa prendeu a respiração, fechou os olhos e deixou o ar sair dos pulmões, começou a respirar profundamente, quando se sentiu confortável abriu os olhos e seus olhos bateram em Andy, eles estava tentando se soltar de Elizabeth que estava chorando desesperadamente, Tessa saiu do corredor antes que pudesse ser notada, ela subiu ate o terraço da escola e ficou la.

No almoço Tessa ficou olhando todas aquelas pessoas andando pelo gramado, comendo, conversando e rindo em grupos, isso a pesou um pouco no coração da menina, até a musica nos fones parar e seu celular começar a vibrar, era uma ligação do seu pai.

-Oi, filha?- disse ele.

-Oi pai.

- Preciso que você venha pra casa, aconteceu uma coisa.

-Pode falar agora, não quero ir pra casa.

-Filha...

-Nós dois sabemos que pelo seu tom é algo serio e eu vou acabar saindo de casa pra ficar sozinha.

-Se você prefere assim... filha, a sua mãe sofreu um acidente de carro, ela não resistiu.

-Não pode ser verdade.... não.

- Desculpa filha, Jenny comprou seus doces favoritos, tintas e telas... você sempre adorou pintar. Te amo.

-Obrigada pai, tambem amo você, vou ficar sozinha agora.

- Ta bom.

Tessa começou a sentir as lágrimas de novo, mas ela não iria chorar por uma mulher que a abandonou no frio, sozinha a noite. NÃO,CHEGA. Lentamente a tristeza que ela sentia se tornou raiva, raiva de Andy por se tornar tão idiota, da mãe por ter feito tudo aquilo e dela mesma por parar de comer por sentir uma culpa que não era dela, de algo que ela não tinha o minimo controle. A garota saiu pelo prédio sentindo a raiva escorrendo pelos olhos, no estacionamento quase chegando em seu carro ela sentiu um puxão no braço forçando-a a olhar a pessoa, era Andy.

- Preciso falar com você- disse ele.

-Me deixa- disse ela tentando se soltar.

- Tessa, olha pra mim- disse ele segurando o rosto da menina com as mãos em forma de concha- Seu pai me ligou, sobre a sua mãe. Eu to sentindo seu coração acelerado, sua respiração pesada, você ta com raiva, isso não vai dar bom. 

- Isso não é da sua conta.

- Para de fingir que não se importa, seu padrinho foi até a minha casa pra falar o quanto eu fui babaca, meu tio falou por duas horas inteiras sobre o quanto fui estupido e seu padrinho me falou o quanto te machuquei- ele começou a chorar e encostou a testa na testa da garota- Não posso perder você pela segunda vez.

A respiração da menina desacelerou, ela queria muito socar a cara de Andy, mas seu lado bonzinho falou mais alto.

-Se fizer merda de novo eu te quebro na porrada. 

    

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...