História Stay Strong - Capítulo 20


Escrita por:

Visualizações 36
Palavras 2.131
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


E aí gente! De boas?
Morrendo de rir e ao mesmo tempo de amores por este capítulo.
Eu espero que vocês curtam tanto quanto eu.
E sinceramente, sem vocês, eu não passaria do primeiro capítulo.
A foto abaixo é do Ladies Pavillion no Central Park

Capítulo 20 - "Os sentimentos que você despertou em mim"


Fanfic / Fanfiction Stay Strong - Capítulo 20 - "Os sentimentos que você despertou em mim"

     No Central Park.

Violetta, Liam, Aidam e James começaram o passeio acessando pela entrada da rua 72th. e logo estavam na Strawberry Fields, área criada em homenagem ao John Lennon. Lá encontra-se a inscrição, "imagine" feita com ladrilhos no chão, e todos os dias, fãs e visitantes prestam suas homenagens, seja cantando, deixando flores, etc. Um cover do John Lennon, por sinal muito talentoso, chama a atenção de muitos no local, que fazem uma rodinha envolta do mesmo. Aidam e James apreciavam a apresentação, enquanto Violetta e Liam faziam um lanche acomodados num banquinho alí próximo, e não demostravam empolgação alguma com o que rolava por alí. Ambos estavam mais preocupados em devorar seus cachorros-quentes, acompanhados de latas de Coca-Cola.

Liam: Psiu, Vivi! -Cutucou a morena.

Violetta: Fala desgraça! -Revirava os olhos.

Liam: Agora que o gigante tá distraído, eu quero aproveitar pra conversar contigo. -Falava num tom baixo.

Violetta: Ai não! Já sei que é dinamite! -Agitou a cabeça em sinal de negação.

Liam: Larga de ser fresca! São só algumas dicas pra não pagar mico no seu primeiro beijo. -Deu mais uma mordida em seu lanche.

Violetta: Eu não sei não. Da última vez que ele se aproximou demais, eu quase tive um treco! -A garota corou no mesmo instante.

Liam: Claro que consegue viada! Vai por em mim! Se você seguir as minhas dicas, vai deixar o grandão de pau duro só de beijá-lo. -Sorriu todo convencido.

Violetta: Ai Li como você é pervertido! -Ela estapeava seu amigo.

Liam: É sério mocréia! Um beijo bem gostoso, caprichado, levanta o Piupiu de qualquer homem. -Revirava os olhos mordendo os próprios lábios.

A garota começa a rir como se aquilo fosse engraçado, mas estava nervosa só de pensar, em ficar à sós com Aidam outra vez.

Liam: Para de rir viada! Isso é sério. -Que por sinal também ria.

Violetta: Ai, tá bom! Ok. -Ela controlou o riso.

Liam: Aqui vai um tutorial sobre como lacrar no seu primeiro beijo....-O loiro se sentia como se fosse um professor e Violetta sua aluna.

"Como não pagar mico no seu primeiro beijo By Liam Wilson"

Dica 0: A escolha do bofe. Vamo combinar que o cara certo torna o momento mais prazeroso.

Dica 1: Um bom hálito é o primeiro passo. Ninguém merece beijar alguém com bafo de onça.

Dica 2: Um perfuminho é bom mas sem exageros. Se exagerar no perfume o bofe vai morrer sufocado só de cheirar seu pescoço.

Dica 3: Você precisa relaxar! Se demostrar o contrário vai cortar o clima.

Dica 4: Feche os olhos. Assim você mostra que está concentrada no que está fazendo. Vamo combinar que não é nada legal, beijar alguém que parece que está sempre de olho aberto.

Dica 5: Tudo se começa com suavidade. A melhor forma de se quebrar o gelo, é mover seus lábios suavemente.

Dica 6: Não seja afobada! O beijo deve começa lento e vai aprofundando aos poucos. Do contrário vai parecer tá pisando de uma vez no acelerador.

Dica 7: Não a mesmice. Mude os movimentos da boca, da língua explore sem medo de explorar a boca alheia. É bom descobrir as sensações que um beijo causa.

Dica 8: O ambiente também ajuda. Os beijos sempre ficam melhores quando o resto colabora.

Dica 9: Abraços carícias, e até mão boba são bem-vindos. Se souber usar suas mãos da maneira correta, elas se tornarão suas melhores aliadas.

Dica 10: Diminua o ritmo do beijo na hora certa. Antes de parar o beijo, faça o favor de matar a vontade alheia. Não é nada legal deixar o bofe na vontade.

Dica 11: Use os dentes, mas com moderação. Umas mordidinhas são bastante excitantes, mas nada de exageros!

Dica 12: Mantenha a expectativa. Se beijar é bom, manter o interesse alheio é ainda melhor! Se reverse entre conversar e beijar. Tudo ficará ainda mais interessante e deixará um gostinho de quero mais.

Dica 13: Encerre o beijo com um selinho. Coisa boa após um beijo de parar o trânsito é um selinho. Todo mundo gosta.

Dica 14: Sorria depois. A melhor coisa após o beijo é um sorriso. Dessa forma você mostra o quanto o curtiu o beijo.

Tutorial off....

Liam: Pronto mocréia. aprendeu? Ou quer que eu desenhe? -Fez a linha metido.

Violetta: Manda logo por zap! -Brincou.

Os dois dão gargalhadas.

Voltando a encarar sua amiga, o loirinho nota que ela tinha um gato em seu colo. O animalzinho estava completamente derretido enquanto a garota lhe fazia carinho.

Liam: Mas aonde você arrumou essa porcariazinha? -Fez careta.

Violetta: Estava embaixo do banco. Uma gracinha não é? -Dizia sem cessar o movimento das mãos.

Liam: Anda logo e larga esse bichano! Deve estar impestado de pulgas e carrapatos. -Continua fazendo careta.

Violetta: Em primeiro lugar, é uma bichana. Em segundo, uma fofura dessas não deve ter pulgas e muito menos carrapato. -Fazia cafuné no felino.

Liam: Que seja! Larga logo essa bola de pelos! -Resmungou.

Violetta: Tá bom, seu chato! -Mostrou a língua. -Vá lá minha filha, seja feliz! -Em seguida põe o animal no chão.

O alerta de mensagens do celular de Violetta chama a atenção de ambos, e logo Violetta destrava o celular para ver quem havia mandado mensagem.

"WhatsApp on"

Dam: Tô com inveja do gatinho...

Você: kkkkkkk bobo!

Só estava dando um pouco de carinho para um animalzinho carente.

Dam: Eu também estou carente.

Você: Vou pensar no seu caso docinho. Quem sabe não te faço um carinho depois?

Dam: Só isso?

Você: O que mais eu posso fazer por você Sr. Turner?

Dam: Você sabe.

"WhatsApp off"

Em seguida a garota começou a rir, enquanto guardava seu celular. Ao olhar na direção do aglomerado, viu que Aidam lhe encarava, enquanto vinha ao seu encontro junto com James.

Liam: Aleluia né? -Se levantou de onde estava.

James: E aí pessoal? Prontos para continuar o Tour pelo Central Park? -O mesmo estava animado.

Violetta: Nasci pronta mano! -Sorriu sapeca.

Aidam apenas sorri com a empolgação da morena, e grupo começa e de deslocar seguindo ao norte. Os quatro conversavam entre si, enquanto caminhavam margeando o lago. Ao se aproximarem do "Ladies "Pavillion" a área que oferece, a melhor vista do lago. Violetta suspira aliviada, afinal estava sentindo umas fisgadas nas costas.

Violetta: Gente! Acho que aquele vou dar um tempo por aqui. -Ela levou suas mãos até as costas.

Aidam: Tá tudo bem? -Demostrava preocupação.

Violetta: Relaxa grandão! Só um pouco de dor nas costas. -Assegurava não ser nada demais.

James: Descanse um pouco. Creio que em alguns minutos estará sem dor.-Afirmava.

Liam: Aí gigante, faça companhia à Vivi. Eu tenho alguns assuntos pra tratar com o senhor Xing ling. -Sorriu e saiu puxando James pelo braço.

James: É isso aí alemão! que temos muito o que conversar. Até mais gente. -Ele se deixa ser conduzido por Liam.

Liam e James continuam a caminhar em frente, enquanto Aidam e Violetta caminham até a área coberta, e se acomodam em um dos bancos, que haviam alí. Ambos fitam a bela paisagem à frente em silêncio por breves instantes.

Aidam: Sente-se melhor? -Puxa assunto.

Violetta: Bem melhor agora que estou sentada. Sorriu fitando o chão.

Aidam: Por que está agindo assim? -Ele notou o quanto ela estava envergonhada.

Violetta: Assim como? -Sentiu-se corar.

Aidam: Como se estivesse acanhada com a minha presença. -O mesmo ousa pousa uma de suas mãos sob a dela.

Violetta: Me desculpa! É que eu...

Aidam: Não se agrada da forma como eu me aproximo de você? -Interrompeu falando pela garota.

Violetta: Deixa eu terminar de falar! -Resmungou.

Violetta se põe de pé ficando de frente para Aidam, e tomou o rosto alheio com suas mãos. A garota o encarava fixamente com suas obres azuladas, e por mais que estivesse nervosa, com o estômago dando voltas, ela não iria recuar...Não agora.

Violetta: Olha só, você precisa entender que eu reajo assim, porque cresci longe da cidade, e num local aonde não havia qualquer possibilidade de ter contato com um homem. Então até eu me acostumar com toda essa mudança, ainda vou agir assim. A vontade de estar ao seu lado, é tanta que chega a me assustar, e os sentimentos que você despertou em mim.... Eu nunca senti essas coisas antes. -A garota disse tudo sem deixar de encará-lo.

Antes que Aidam pudesse reagir, ou falar qualquer coisa, o seu celular toca, e automaticamente quebra o clima romântico. O mais velho vê o número de sua terapeuta, e pensa duas vezes se deve atender.

-Melhor atender! Violetta solta o rosto alheio.

Ela dá de ombros, e caminha na direção do belo portal no estilo vitoriano, e fica admirando o lago à frente, enquanto Aidam aceita a ligação.

Aidam: Oi Mary....Me desculpa se eu não te avisei, é que eu ando meio ocupado....No próximo sábado eu te conto tudo...Ok, um beijo, tchau. -Em seguida desligou.

Ao guardar seu celular, o pálido se aproxima de sua garotinha, que está parada no portal, admirando o lago.

-Tentando fugir da mim outra vez? -Aidam se aproxima por trás enquanto passava sua mão pelos braços da garota.

Violetta: Não eu não estou...-Ela havia se arrepiado inteira.

Ele sorriu ao vê-la arrepiada e se aproxima mais...

Aidam: Então você gosta de mim não é? -Sussurrou ao pé do ouvido dela.

Violetta: Gosto. -Respondeu num fio de voz.

Aidam: Quanto? -Ele a faz virar ficando de frente para ele.

Violetta: Muito, Demais...-Ela se arrepiou novamente, e olhou naqueles olhos cor de mel.

Aidam ousou se aproximar ainda mais, e passou a bochecha dele, pela dela, indo de encontro ao pescoço.

-Isso é bom. Eu também gosto de você. -Ele Sussurrou na orelha alheia.

(Violetta narrando)

"Deus do céu! o que está acontecendo comigo? sentir a respiração dele é algo tão bom. E de repente todo o meu nervosismo estava a quilômetros de mim.

Eu não me movia, eu mal falava, apenas suspirava. Na verdade eu não queria fazer nada de errado, que estragasse aquele momento. Ele subiu suas mãos pelos meus braços, até a minha nuca, e começou a fazer um carinho tão bom, que eu apenas suspirava em resposta. De repente eu senti a respiração ele no meu pescoço, e depois beijos. Eu levantei mais o meu pescoço, lhe dando sinal verde pra tudo o que ele quisesse. Eu estava curtindo os beijos em meu pescoço, e aguardava ansiosa pelos seus lábios nos meus. Seus beijos tocam meu queixo com suavidade, até finalmente encostar em meus lábios...."

-Aidam...Eu nunca fiz isso. -A garota Sussurrou com o ato.

Aidam: Está tudo bem...Apenas relaxe. -Ele continua selando os lábios dela mais algumas vezes.

(Aidam narrando)

"Nesse momento não respondi por mim, a necessidade que tinha de beijá-la era tanta que chegava a sufocar. As minhas mãos seguram firme a sua cintura, e em resposta sinto seus dedos deslizando minha nuca. Ela fecha os olhos, suspira, e se limita a sentir os meus lábios roçando nos seus. Tomo de vez os lábios dela pra mim, e logo início um beijo calmo, e lento. Ela estava um pouco desajeitada no começo, mas logo pegou o jeito da coisa, e já estava me correspondendo à altura. Ela  e já me arrancava alguns gemidos, e até uma animação a mais.

Consequentemente a minha língua já pede espaço na boca dela, que ela cede de bom grado. Aos poucos o beijo vai ganhando mais intensidade, nossas línguas já se ajustavam melhor na boca um do outro, e minhas mãos já deslizavam Pelas laterais de seu corpo. Infelizmente a falta de ar se fez necessário. Ainda insistimos, mas foi difícil continuar. Dei mais alguns selinhos, e em seguida mais alguns beijos em seu pescoço.

Ela arranha de leve as minhas costas por cima da camisa, e em seguida me abraça forte..."

-E agora senhorita Cater? o que somos? -Questiona o mais velho.

Violetta: O que quer que sejamos Sr Turner? -A garota desfaz o abraço apenas para envolver o rosto alheio com suas mãos.

Aidam: Um casal ? -Disse para roubar mais um selinho dela.

Violetta: É sério, somos um casal? -Sorriu irônica.

Aidam: Não gosta da idéia? -Fingiu estar indignado.

Violetta: Óbvio que sim! -Foi a vez dela roubar um selinho.

Aidam: Feche os olhos. -Ordenou.

Violetta: Ok. -Assentiu sorrindo.

Assim que viu sua garotinha de olhos fechados, Aidam tomou a mão direita dela, e deslizou pelo seu anelar, uma linda aliança de prata.

-Pode abrir os olhos. -Ordenou mais uma vez.

A garota Fitava com supresa o objeto metálico em seu dedo, e a mesma não sabia o que dizer.

-O que significa isto Sr Turner? -Questiona inocentemente.

Aidam: Isso é só uma pequena demonstração de que eu não tô de brincadeira. Eu quero compromisso sério com você. -O mesmo abre um sorriso lindo para a morena.

Violetta: Você me deixou sem palavras! -A garota estava estatística.

Aidam: Aceita ser a minha garotinha? -Perguntava com um sorriso no rosto.

Violetta: Eu aceito! -A garota Retribui sorrindo para depois selá-lo.


Notas Finais


As avaliações com relação ao capítulo sempre serão bem vindas.

Continue segurando o core❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...