1. Spirit Fanfics >
  2. Stay With Me - Sooshu >
  3. 007

História Stay With Me - Sooshu - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Os comentarios de vocês realmente me incentivam.

Aliás obrigado por estar lendo essa minha primeira fanfic.

Capítulo 8 - 007


Na manhã seguinte Miyeon levantou mais cedo e preparou o café da manhã para ela e para Shuhua, e o levou para o quarto.

- Shu -a balançou devagar - ei, acorda.

Não demorou muito para Shuhua acordar.

- hoje vamos tomar café da manhã juntas - sorriu animada - não fazemos isso a algum tempo.

Shuhua se sentou na cama e Miyeon pegou a bandeja logo a colocando mais perto delas.

- dormiu bem? - Shuhua concordou - temos meia hora para comer, Minnie irá passar aqui para vocês irem pro colégio, eu fico feliz que vocês estejam se dando bem.

- Minnie unnie é legal.

- eu sei - sorriu - coma um pouco.

Shuhua estava feliz por estar tendo um tempo com Miyeon, e por mais que seja pouco, era bom.

Elas passaram mais alguns minutinhos comendo e conversando até que resolveram se arrumar, já que Shuhua teria aula e Miyeon teria que ir trabalhar.

Quando ouviram o som da campanha foram abrir a porta.

- Olá, futura esposa, oi cunhadinha - Minnie falou divertida

- Voltou com isso? Achei que tinha parado - Miyeon falou rindo - que bom que chegou eu já estava de saída. Sua irmã já foi pra empresa?

- sim e disse para você não se atrasar porque ela queria conversar com você.

- falando assim parece que ela é a minha chefe - Minnie riu - bom, eu já vou indo.

Miyeon deu um abraço em Shuhua e em Minnie.

- Nem um beijinho de despedida? - Minnie perguntou fingindo estar triste e Miyeon riu incrédula. - okay, esqueci que você é tímida, por mais torturante que seja eu posso esperar para quando estiver pronta.

- Vai estudar Nicha Yontararak. - falou ainda incrédula com o que Minnie estava falando - não ouse desviar o caminho da escola com Shuhua! Não a leve para o mal caminho. - falou enquanto entrava no carro.

- não prometo nada, amor. - falou rindo.

Miyeon apenas saiu com o carro e foi para empresa.

- vamos, futura cunhadinha? - Shuhua assentiu.

No caminho Shuhua estava um tanto inquieta e Minnie notou isso.

- você está bem? - Shuhua acentiu - por que eu estou tendo a sensação de que você está mentindo?.

Shuhua não falou nada apenas continuou andando.

- O que você faz no intervalo das aulas? Eu nunca te vejo - Minnie quebrou o silêncio.

- Shuhua fica ouvindo música.

- hm...

Minnie pareceu pensar por um instante, a mais velha nunca via Shuhua no colégio nos intervalos das aulas, via apenas na sala de aula e as vezes na entrada.

- Unnie... hm... An... Esquece, não é nada.

- não me deixe curiosa, Shuhua-ya - falou rindo - o que você iria dizer?

- não era nada - falou enquanto brincava com os dedos da própria mão - Shuhua só estava um pouco... An... curiosa.

- sobre o que exatamente?

- Você chamou minha eonni de futura esposa e de amor - Shuhua falou sussurrando, ato que Minnie achou fofo.

- oh, sim - riu - vou me casar com a sua irmã - sussurrou.

- você gosta da Miyeon-ni?

Shuhua olhou para Minnie um tanto surpresa e isso causou risadas da parte da mais velha.

- posso te contar um segredo? isso ficará apenas entre nós!

Shuhua assentiu rapidamente e levantou o dedo mindinho, o direcionando para a mais velha que estava ao seu lado. Minnie acabou rindo pela reação fofa da mais nova e cruzou seu dedo mindinho com o de Shuhua.

- Shuhua é boa em guardar segredos, Unnie.

- irei confiar em você - sorriu - eu... Hm... Eu acho que acabei me apaixonando por sua irmã. Quando Soyeon conversava com Miyeon em chamada de vídeo eu fazia de tudo para vê-la - riu - comecei a chamar ela de "futura esposa", "amor" e "querida", mas Miyeon nunca levou a sério.

- Unnie você nunca contou pra ela?

- eu não teria chances com a sua irmã, Shuhua, ela já tem um trabalho e é dona de uma empresa, já eu... eu sou apenas uma estudante descobrindo o que quer ser na vida e se apaixonando pela primeira vez. Não conte para sua irmã o que eu te falei, okay? Depois podemos conversar mais, mas agora vamos entrar.

As duas garotas entraram no colégio, Minnie parou para conversar com algumas meninas e Shuhua foi para o armário dela pegar o livro que iria usar e guardar os que não usaria, após isso foi para a sala.

Para muitos alunos o tempo estava passando rápido, mas para Shuhua estava mais lento que o normal. Em Mais um dia a cabeça de Shuhua estava cheia, cheia de pensamentos, como sempre, negativos.

Shuhua não conseguia controlar os próprios sentimentos e isso a irritava.

O maior desejo de Shuhua era ser uma garota normal, a Yeh quaria apenas sorrir verdadeiramente, ter amigas para se juntar no intervalo das aulas, amigas para anima-la, amigas para sair, amigas para ir em algum karaoke e se divertir, ou... simplesmente sumir. Sumir. Essa pequena e simples palavra também estava perdida nos pensamentos de Shuhua.

Para Shuhua nada faz sentido, é isso o que ela pensa.

Antes Shuhua tinha Soojin, a garota que a fazia se sentir feliz e segura, o que ela tem agora? Pensamentos e mais pensamentos. Lógico que Miyeon sempre estará com ela independente de tudo, mas Shuhua tinha um grande medo de decepcionar a irmã.

Igual a praticamente todas as aulas Shuhua sentia bolinhas de papel, e as vezes até outras coisas que ela não sabia o que era, sendo sendo batidas contra seu corpo, uma ou duas acabaram acertando o rosto que era o alvo de alguns alunos. 

Shuhua olhava para frente em um ponto fixo, estava tão perdida na confusão que é sua mente que não percebeu a quanto tempo havia se passado. Shuhua se assustou ao ouvir um barulho não muito alto de alguém batendo na mesa dela. Na mesa de Shuhua agora havia um pedaço de folha escrito algo, com medo, Shuhua o pegou e leu.

Me encontre no banheiro.

Te dou 5 minutos para vim aqui.

Venha ou será pior para você depois.

O coração de Shuhua acelerou, ela estava com medo. Shuhua sentia o ar faltar e não estava preparada para ter uma crise na frente de todo mundo, na verdade ela nunca estaria pronta para isso.

Shuhua se encontrava indecisa ela não queria ir, mas estava com medo das futuras "consequências" que poderia ter. Se levantou de imediato o que causou olhares sobre ela.

- Yeh Shuhua, sabe a resposta? - o professor a perguntou.

- N-não, eu só... Preciso ir ao banheiro - Shuhua se esforçava para parecer o mais calma possível. - por favor?.

- pela forma que levantou parece estar mesmo necessitada então pode sim.

Shuhua mesmo com medo caminhou até o banheiro feminino e chegando lá não encontrou ninguém.

- sete minutos atrasada - Shuhua se assustou e olhou para trás - você acha que eu tenho todo o tempo do mundo? - a taiwandesa se sentia intimidada - responda quando eu perguntar, projeto de aberração.

Ao ouvir o tom da voz da garota, que agora estava em sua frente, aumentar Shuhua se assustou.

- Shu... E-eu...

Shihua se sentia incapaz de completar qualquer palavra, pois estava nervosa.

- woah! A sua demora para responder é estressante. Você é estressante sabe disso não é? - a garota se aproximou de Shuhua que deu um passo para trás. - responda quando eu te fizer uma pergunta!.

Shuhua apenas se encolheu e fechou os olhos com força. A mais nova estava com medo.

- esquece, não vou perder meu tempo com você então irei direto ao assunto. Fique longe da Soojin, se eu ver você saindo com ela terá consecuencias! Está me ouvindo? - Shuhua apenas assentiu. - nem te bati ainda e você já está chorando - falou rindo. - não apareça na sala de aula assim.

Rindo a garota saiu do banheiro depois de empurrar Shuhua com o ombro. Shuhua começou a tentar se recompor, mas estava difícil já que lágrimas desobedientes escorriam por seu rosto. Por algum momento a Taiwandesa achou que a garota, que acabará de sair do banheiro, iria bater nela mais uma vez.

Troca de professores. Shuhua teria que ficar mais algumas horas na escola, mas para um alívio após essa aula seria o intervalo que no caso é o momento em que ela pode ficar sozinha, a taiwandesa não sabia se isso era bom ou ruim, talvez fosse os dois.

- Shuhua suas notas estão despencando ultimamente, o que está acontecendo?

O professor falou fazendo com que todos presentes na sala de aula olhassem para Shuhua. Era de estranhar a todos ver que a nerd da classe que sempre tirou as maiores notas agora esteja com notas baixas. E foi daí que começaram os cochichos.

- quando eu estava corrigindo as provas me espantei ao ver que a menor nota foi a sua. Quando o sinal tocar fique na sala.

- A Nerd da sala tirou a nota mais baixa, é isso mesmo? - uma das garotas da classe se pronunciou ainda não acreditando no que acabará de ouvir.

- sem aglomeração, Hanna. - o professor a alertou.

- não estou fazendo aglomeração professor, mas é impossível acreditar que alguém conseguiu superar as notas do Eric. A Nerd realmente virou burra?. Eric esse é o seu momento, brilha garoto!. - e mais risadas altas vindo de todos.

O sinal tocou. Shuhua ainda não sabia como reagir e até agora não havia arriscado se mexer. Todos estavam saindo da sala. E quando não tinha mais ninguém na sala de aula, além de Shuhua e o professor, a taiwandesa criou coragem para se levantar. Shuhua caminhou até a mesa do professor e agora estava frente a frente.

- você não terminou a prova, Shuhua. Eu notei que ultimamente suas notas estão diminuindo de forma estranha, se você não se esforçar vai acabar reprovando, não é isso que você quer, certo? - shuhua acentiu. - irei entrar em contato com sua irmã o mais rápido possível, estude!

Foi a última coisa que Shuhua pode ouvir antes do professor sair da sala de aula a deixando sozinha. Quando a primeira lágrima escorreu pelo rosto da Yeh ela percebeu o quão acelerado seu coração estava, ela havia decepcionada a Miyeon mais uma vez. Shuhua estava tremendo e não conseguia respirar de forma sincronizada tudo indicava ser uma crise de ansiedade, mas desta vez os remédios não estavam com ela. Quando Shuhua sentiu a parede gelada em sua costas ela se deu conta de que estava dando passos para trás. Se permitindo deslizar, Shuhua acabou sentando no chão.

Burra.

Inútil.

Era assim que Shuhua estava se sentindo.

Shuhua receberia mais uma bronca de sua eonni. Yeh estava com medo, muito medo. Ela queria melhorar, não apenas as notas, mas também a forma dela de ser, a quel muitos julgavam ser estranha e que Shuhua não conseguia "não acreditar".

- quem está está aí? - uma voz ecoou pela sala de aula e por mais baixo que tenha chegado aos ouvidos de Shuhua, ela conseguiu ouvir perfeitamente.

Medo. Shuhua estava com medo, se a encontrassem chorando desse jeito seria mais um motivo para piadas. Shuhua tentou ao máximo não fazer um barulho sequer, até mesmo sua respiração acelerada ela tentava conter, mas não estava funcionando, aliás como funcionária? Com o medo tomando conta de Shuhua sua crise de ansiedade parecia piorar. Corpo tremendo, respiração acelerada, medo tomando conta de si... Sem os remédios para acalma-la.

- Shuhua? - Shuhua pode sentir alguém se chocar contra seu corpo e a única coisa que conseguiu fazer, no memento por puro reflexo, foi se encolher.

- p-por favor. - a Taiwanesa conseguiu dizer em um sussurro.

Qualquer coisinha ou palavra poderia destruir Shuhua. Ela estava fraca mais fraca do que normalmente se sente, qualquer coisinha, por mais simples que poderia ser, acabaria com a pequena Shuhua. Yeh não havia tomado os remédios que normalmente toma para conseguir se controlar.

- Shuhua olha pra' mim, o que aconteceu? - mais uma vez Shuhua ouviu a mesma voz.

Shuhua não conseguia reconhecer a voz de quem quer que seja.

- P-por favor - suplicou enquanto balançava a cabeça freneticamente e tentava se afastar.

Shuhua sentiu duas mãos em seu rosto e em seguida pode ver quem era a pessoa que estava com ela. 

- por que você está assim? - Seu tom de voz preocupado não era notável para Shuhua, aliás Shuhua não conseguia notar nem o mínimo detalhe das coisas. - vem. - Shuhua se debateu, ainda estava com medo. - vamos sair daqui. 

Shuhua se encolheu e levou os braços para seu rosto, como uma tentativa de se proteger ao ver o movimento que a assustou.

- Shuhua, olha pra mim. - os braços de Shuhua foram tirado do próprio rosto. - eu sou a Minnie, não vou te machucar. - Minnie agora abraçou a Shuhua tentando passar confiança para a mais nova. - vamos sair daqui, o sinal já vai tocar.

Minnie ajudou Shuhua a se levantar e então foi até mesa onde sua mochila, já com o material escolar guardado, e a pegou logo em seguida indo guardar o material de Shuhua e pegar a mochila da garota.

- vamos - Minnie pegou na mão de Shuhua e a levou pro banheiro para que a mais nova pudesse lavar o rosto.

Pelo portão dos fundos conseguiram sair da escola sem serem percebidas. Conseguiram pegar um táxi e foram para a casa de Minnie.

[...]

- está mais calma? - Minnie perguntou e Shuhua apenas assentiu um pouco receosa.

Shuhua não havia dito uma palavra desde que saíram do colégio. Minnie estava preocupada e tentava entender o porquê de Shuhua estar daquela forma, não tinha explicação. Minnie sentia de certa forma que Shuhua estava fragiu, isso era óbvio.

Shuhua estava deitada na cama da Minnie enquanto a mais velha estava sentada nos pés da cama.

- Quer conversar? - Minnie tentou se aproximar, mas desistiu ao ver que Shuhua se encolheu com o edredom. - você está com medo de mim?- a mais não não a respondeu, mas Minnie acabou aceitando seu silêncio como um "sim".

Minnie pensou por algum momento, ela não entendia o porquê de Shuhua estar com medo, já que a mais velha nunca havia feito mal para a Yeh. Tudo parecia tão confuso para Minnie, quando estavam indo para o colégio Shuhua estava, aparentemente, normal e horas depois estava chorando, parecia desesperada.

- eu nunca faria te machucaria, Shuhua. - Minnie a olhou. - você pode confiar em mim, somos amigas, não somos?

Shuhua tinha medo, sempre teve medo, muitas pessoas a machucaram fisicamente e psicologicamente, por quê Minnie seria diferente? Por quê Minnie iria querer a amizade confusa de Shuhua sendo que existem tantas outras pessoas "melhores" por aí?

- eu prometo que nunca irei te machucar, shu - Minnie insistiu. - confia em mim, por favor - pediu enquanto se aproximava. Dessa vez Shuhua não se afastou.- aliás em breve você será minha cunhada, apenas precisamos espera sua irmã perceber que eu e ela nascemos para ficar juntas e criar uma família. - brincou.

Shuhua deixou escapar um sorrisinho, ela teria que admitir que a Minnie é engraçada. As duas estavam lado a lado e pela primeira vez, depois que entram na casa da Minnie, Shuhua se permitiu olhar para o rosto da mais velha. Minnie, aos olhos de Shuhua, parecia ser realmente confiável, mas a mais nova não conseguia acreditar, talvez seja culpa do maldito medo ou insegurança.

Shuhua sentia vontade de contar para a mais velha o motivo de ter chorado, mas estava com medo de virar piada ou algo tipo. Minnie era una pessoa malvada igual as outras? Óbvio que não, Minnie só queria ajudar e no fundo, bem lá no fundo,Sshuhua sabia disso.

- Shuhua não gosta de decepcionar a Miyeon-ni - deixou escapar. - Shuhua decepcionou a Miyeon-ni e agora ela vai sentir raiva da Shuhua igual todo mundo.

- por quê você acha isso?

- Shuhua não conseguiu terminar a prova e está com notas ruins. Shuhua é burra e estúpida, não tira notas boas pra Miyeon-ni continuar gostando dela. - Shuhua deu uma pausa e no momento que Minnie ia dizer algo, ela continuou. - Shuhua decepcionou a Miyeon-ni mais uma vez , só que dessa vez foi em dobro. O professor vai ligar pra Miyeon-ni e ela vai brigar com Shuhua, igual todo mundo. - os olhos da Shuhua começaram a lacrimejar.

- você não é burra e muito menos estúpida. - Minnie assegurou. - o que faz você pensar que todo mundo sente raiva de você?

E foi com essa pergunta que Shuhua caiu na real e percebeu que havia falado mais que o necessário.

- Miyeon-ni vai ficar decepcionada com Shuhua... de novo. - Shuhua abaixou a cabeça. - por que Shuhua sempre estraga tudo? - Shuhua balançou a cabeça de maneira rápida enquanto esbravejava.

- você não estragou nada, Shuhua, está tudo bem, okay? Notas você pode conseguir daqui para frente, não se preocupe. - Minnie abraçou a garota mais nova.

Shuhua optou por não falar mais nada, já que havia deixado escapar coisas que Minnie não precisava saber. Minnie resolveu não dizer mais nada apenas permaneceu na mesma posição, sentada na cama com Shuhua em seus braços.

A respiração pesada da garota mais nova começou a ficar leve então a mais velha presumiu que Shuhua havia se acalmado.

- Shuhua?

Minnie não obteve resposta. Shuhua agora estava dormindo. Minnie ajeitou a mais nova com cuidado a deitando na cama logo em seguida a cobrindo. 

Minnie olhou para o seu celular se certificando de que já havia passado algumas horas desde que saíram do colégio para que pudesse ligar para Miyeon.

- Minnie?

- oi, amor - respondeu sorrindo e pode ouvir a risada fraca de Miyeon. - minha cunhadinha está aqui em casa, ela pode dormir aqui hoje?

- se você não levar Shuhua para o mau caminho, eu deixo, ela está bem? 

- sim, ela estava um pouco cansada então acabou dormindo, nosso dia hoje foi puxado.

Minnie resolveu não contar para Miyeon sobre o que aconteceu mais cedo, pois sabia que Shuhua iria ficar magoada. A Yeh mais nova havia demonstrado que estava com muito assustada e com medo, Minnie estava preocupada e não acabaria com a pequena confiança que a mais nova tem sobre si.

- eu fico feliz que vocês estejam se dando bem. - Miyeon quebrou o silêncio. - já fazia um tempo que Shuhua não saia de casa e muito menos dormia na casa de alguma amiga. - as duas garotas ficaram quietas. - Minnie?

- uh?? - Minnie respondeu um pouco baixo.

- não estranhe alguns comportamentos de Shuhua, okay? Esse é o jeitinho dela, não se incomode e não brigue com ela, Shuhua tem estado diferente ultimamente e eu estou preocupada com ela. - deu uma curta pausa. - é normal Shuhua falar no diminutivo e em terceira pessoa também. Cuide dela pra mim.

- não se preocupe, amor, Shuhua ficará bem. - ambas as garotas sorriram através do celular. - posso fazer uma pergunta?

- claro.

- por que... An... - Minnie estava indecisa, não sabia se era certo perguntar isso. - por que Shuhua fala desse jeito? - soltou por fim.

- não é algo que eu possa responder, - Miyeon pensou por um instante, ela realmente não tem o direito de contar algo pessoal de Shuhua, já que a mesma não havia contado. - mas não se preocupe con isso.

- tudo bem.

- Soyeon vai chegar aí um pouco mais tarde, ela vai ir na minha casa. - Miyeon avisou - agora eu tenho que ir, se cuida e cuida da minha irmã, não apronte!

- tchau, amor da minha vida. - Miyeon revirou os olhos enquanto Minnie ri.

Após desligarem a ligação Minnie foi tomar banho.


7


~ ~


Notas Finais


Capítulo maior...

Estou pensando em começar a aumentar os capítulos, não sei.

Não esqueçam de votar e se possível compartilhar.

=> Vocês tem alguma teoria em mente?

=> Sei que isso não tem nada a ver com a fic, mas vocês shippam Chaelisa? Apenas uma curiosidade. Ksksks♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...